Ano 2015 - Volume 35, Número 11


Título
Ultrassonografia abdominal de tamanduás-bandeira (Myrmecophaga tridactyla Linnaeus, 1758) mantidos em cativeiro, 35(11):919-924
Autores

Resumo
RESUMO.- Lopes E.R., Morgado T.O., Meireles Y.S., Jorge A.A., Zago A.A.Q., Corrêa S.H.R., Paz R.C.R. & Néspoli P.B. 2015. [Ultrasound in anteaters (Myrmecophaga tridactyla Linnaeus, 1758) in captivity.] Ultrassonografia abdominal de tamanduás-bandeira (Myrmecophaga tridactyla Linnaeus, 1758) mantidos em cativeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(11):919-924. Setor de Diagnóstico por Imagem, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal do Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: nespoli@ufmt.br

A ultrassonografia é um método de imagem não invasivo e uma ferramenta importante para o diagnóstico de uma variedade de enfermidades de animais. Neste trabalho foi realizada a técnica de ultrassonografia transabdominal em cinco tamanduás-bandeira (Myrmecophaga tridactyla), dois machos e três fêmeas, pertencentes ao Zoológico da Universidade Federal de Mato Grosso e acompanhada a necrópsia de um animal morto de causas naturais. Os animais do zoológico foram anestesiados com Tiletamina e Zolazepam (Zoletil®) e mantidos em plano anestésico com Isofluorano. Foram realizadas varreduras com transdutor linear (LA332) multifrequencial de 3,0 a 11 MHz do fígado, vesícula biliar, estômago, baço, rins, bexiga e testículos. Os resultados obtidos mostram que existem semelhanças entre a arquitetura esplênica, a textura e ecogenicidade hepática, a posição e a aparência ultrassonográfica da vesícula biliar quando comparado com a dos caninos. Existem diferenças como localização renal, localização dos testículos, espessura da parede do estômago e presença de liquido livre anecóico entre o estômago, baço e rim esquerdo em todos os animais estudados.
Download / Visualização