Ano 2016 - Volume 36, Número 8


Título
Células-tronco derivadas do epitélio olfatório: perspectivas terapêuticas na medicina veterinária, 36(8):787-792
Autores

Resumo
RESUMO.- Mazzarella R., Garnica T.K., Roballo K.C.S. & Ambrosio C.E. 2016. [Stem cells derived from olfactory epithelium: therapeutic perspectives in veterinary medicine.] Células-tronco derivadas do epitélio olfatório: perspectivas terapêuticas na medicina veterinária. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(8):787-792. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Universidade de São Paulo, Av. Duque de Caxias Norte 222, Pirassununga, SP 13635-900, Brazil. E-mail: kellyroballo@gmail.com

O epitélio olfatório (EO) é uma fonte promissora de células-tronco (CTEO) para o uso terapêutico na medicina veterinária e humana, especialmente em doenças correlacionadas com o sistema nervoso periférico (medula espinhal) e central (cérebro e tronco encefálico) , pois as CTEO possuem a capacidade de se diferenciar em células do sistema nervoso, tais como: neurônios, oligodendrócitos e astrócitos. Em humanos estas células são utilizadas em ensaios terapêuticos de doenças degenerativas como o Alzheimer e Parkinson. Em animais a casuística relativa das doenças neurodegenerativas crônicas ou agudas é baixa, devido à dificuldade de diagnóstico definitivo, desta forma o enfoque das pesquisas com terapia celular são em sua grande maioria em lesões mecânicas na medula espinhal. Devido à falta de padronização e seleção das melhores metodologias que permitam confrontação de estudos, esta revisão busca reunir as mais recentes publicações, descrevendo o potencial uso das células-tronco do epitélio olfatório em terapias celulares, discutindo os principais desafios e perspectivas futuras com enfoque na medicina veterinária.
Download / Visualização