Ano 2016 - Volume 36, Número 12


Título
Cultivo in vitro de células somáticas derivadas de tecido auricular de cateto (Pecari tajacu Linnaeus, 1758) em meio com diferentes requerimentos, 36(12):1194-1202
Autores

Resumo
RESUMO.- Santos M.L.T., Borges A.A., Queiroz Neta L.B., Santos M.V.O., Oliveira M.F., Silva A.R. & Pereira A.F. 2016. In vitro culture of somatic cells derived from ear tissue of collared peccary (Pecari tajacu Linnaeus, 1758) in medium with different requirements. [Cultivo in vitro de células somáticas derivadas de tecido auricular de cateto (Pecari tajacu Linnaeus, 1758) em meio com diferentes requerimentos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(12):1194-1202. Laboratório de Biotecnologia Animal, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, BR-110 Km 47, Presidente Costa e Silva, Mossoró, RN 599625-900, Brazil. E-mail: alexsandra.pereira@ufersa.edu.br

A manutenção das atividades metabólicas durante o cultivo in vitro de células somáticas de animais silvestres, especialmente cateto (Pecari tajacu), é uma etapa interessante na conservação dessas células para o uso na transferência nuclear. Nesse contexto, é necessário aperfeiçoar as condições de cultivo de células somáticas pelo estabelecimento de suplementações apropriadas aos meios. Portanto, este estudo objetivou analisar a composição dos meios de cultivo de células somáticas derivadas de tecido auricular de catetos, avaliando concentrações de soro fetal bovino (SFB; 10% vs. 20%) e fator de crescimento epidermal (EGF; 5 ng/mL vs. 10 ng/mL). Para tanto, tecidos foram submetidos ao cultivo primário e subcultivos por 40 dias e células foram analisadas por morfologia, adesão, subconfluência, e atividade proliferativa pelo desenvolvimento da curva de crescimento e determinação do time de duplicação da população (PDT), viabilidade, e atividade funcional/metabólica. Nenhuma diferença foi observada entre as concentrações de SFB para os vários parâmetros, exceto para viabilidade [SFB10: 85,6% vs. SFB20: 98,2%], PDT [SFB10: 155,4 h vs. 77,2 h], e atividade funcional/metabólica [SFB10: 0,57–0,55 vs. SFB20: 0,82–0,99 (D5–D7)]. Para o EGF em cultivo, nenhuma diferença foi observada nos parâmetros avaliados. Em todos os experimentos, as curvas de crescimento foram típicas de forma S e as células passaram por uma fase lag, logarítmica e platô. Em conclusão, 20% de SFB é adequado para a recuperação de células somáticas; contudo, EGF não melhora a qualidade de crescimento dessas células. Ao nosso conhecimento, este é o primeiro estudo cultivando células somáticas de catetos.
Download / Visualização