Ano 2017 - Volume 37, Número 5


Título
Doenças de bovinos no Estado de Mato Grosso diagnosticadas no Laboratório de Patologia Veterinária da UFMT (2005-2014), 37(5):432-440
Autores

Resumo
RESUMO.- Rondelli L.A.S., Silva G.S., Bezerra K.S., Rondelli A.L.H., Lima S.R., Furlan F.H., Pescador C.A. & Colodel E.M. 2017. [Cattle diseases in Mato Grosso diagnosed in the Veterinary Pathology Laboratory of UFMT (2005-2014).] Doenças de bovinos no Estado de Mato Grosso diagnosticadas no Laboratório de Patologia Veterinária da UFMT (2005-2014). Pesquisa Veterinária Brasileira 37(5):432-440. Departamento de Clinica Médica Veterinária, Faculdade de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: leilane_go@hotmail.com

Foi realizado um levantamento nos arquivos do Laboratório de Patologia Veterinária (LPV) da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) das doenças de bovinos registradas entre os anos 2005 a 2014. Foram revisados 1124 casos. Destes, 27,6% foram amostras obtidas de necropsias realizadas por técnicos do LPV-UFMT e 72,3% foram amostras encaminhadas ao LPV-UFMT por veterinários de campo. Em 49,38% dos casos (555/1124) o diagnóstico da doença foi feito através da análise morfológica de lesões e/ou através de exames complementares. Raiva foi a principal causa de morte de bovinos neste estudo (7,82%). As doenças inflamatórias e parasitárias foram as mais prevalentes sendo diagnosticadas em 27,49% dos casos, seguida das doenças tóxicas e toxiinfecções com 9,78%. As demais categorias foram distribuídas em ordem decrescente em: neoplasmas e lesões tumoriformes (4%), doenças degenerativas (3,02%), distúrbios causados por agentes físicos (2,84%), distúrbios metabólicos e nutricionais (1,42%) e outras categorias (0,71%).
Download / Visualização