Ano 2017 - Volume 37, Número 6


Título
Ocorrência e fatores de risco da infecção por Toxoplasma gondii em suínos criados e abatidos na região do Triângulo Mineiro, Minas Gerais, Brasil, 37(6):570-576
Autores

Resumo
RESUMO.- Marques-Santos F., Amendoeira M.R.R., Carrijo K.F., Santos J.P.A.F., Arruda I.F., Sudré A.P., Figueiredo B.B. & Millar P.R. 2017. Occurrence of Toxoplasma gondii and risk factors for infection in pigs raised and slaughtered in the Triângulo Mineiro region, Minas Gerais, Brazil. [Ocorrência e fatores de risco da infecção por Toxoplasma gondii em suínos criados e abatidos na região do Triângulo Mineiro, Minas Gerais, Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(6):570-576. Laboratório de Parasitologia, Departamento de Microbiologia e Parasitologia, Universidade Federal Fluminense, Rua Vital Brazil Filho 64, Santa Rosa, Niterói, RJ 24230-340, Brazil. E-mail: patriciariddell@vm.uff.br

A região do Triângulo Mineiro, no estado de Minas Gerais, é uma importante região exportadora de carne do Brasil e pesquisas sobre a infecção por Toxoplasma gondii em suínos criados e abatidos nesta região são escassos. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar a ocorrência de T. gondii nesses animais e estabelecer os fatores de risco associados com a infecção. Foram coletadas amostras de 600 suínos criados sob sistema intensivo, em fazendas localizadas em três municípios diferentes (Carmo do Paranaíba, Patrocínio e Perdizes). As amostras foram submetidas à Hemaglutinação Indireta com diluição de 1:32 e à Reação de Imunofluorescência Indireta com ponto de corte 1:64. A ocorrência de suínos positivos foi de 3,3% (n=20) e 51,8% (n=311), respectivamente. Foi observada diferença significativa entre a infecção toxoplásmica e fatores como linhagem, procedência dos animais, tamanho das propriedades, criação em conjunto com outras espécies, presença de roedores e tipo de água consumida (p≤0,05). Não houve diferenças estatísticas entre o sexo e finalidade de produção em relação à infecção por T. gondii. Os resultados demonstraram uma ocorrência de anticorpos anti-T. gondii superior à esperada em criações intensivas de suínos na região estudada, o que poderia indicar uma possível falha no manejo sanitário das propriedades estudadas. Melhorias nas técnicas de criação são necessárias para redução das fontes de infecção por T. gondii nos rebanhos.
Download / Visualização