Ano 2017 - Volume 37, Número 12


Título
Helicobacter spp. em gatos domésticos: identificação e relação com alterações gástricas anatômicas e histopatológicas em animais de sangue tipo A, 37(12):1467-1473
Autores

Resumo
RESUMO.- Sousa D.A., Cascon C.M., Mello M.F.V., Leite J.S., Medeiros M.A., Fonseca A.B.M. & Ferreira A.M.R. 2017. Helicobacter spp. in domestic cats: identification and relationship with anatomical and histopathological gastric changes in animals of blood group A. [Helicobacter spp. em gatos domésticos: identificação e relação com alterações gástricas anatômicas e histopatológicas em animais de sangue tipo A.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1467-1473. Departamento de Patologia e Clínica Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal Fluminense, Rua Vital Brazil 64, Niterói, RJ 24230-340, Brazil. E-mail: anatopatovet@vm.uff.br

O objetivo deste estudo foi avaliar a presença de organismos semelhantes a Helicobacter e as alterações endoscópicas e histopatológicas em estômago de gatos domésticos de sangue tipo A. Amostras de antro, corpo e fundo gástricos foram coletadas de 32 gatos, sem raça definida, não domiciliados através de gastroscopia. Teste de urease e análise citológica foram realizados em amostras frescas. Secções teciduais foram processadas e coradas com hematoxilina e eosina e pela prata pelo método de Warthin-Starry para avaliação histológica. Helicobacter spp. foi detectado em 100% das amostras submetidas às análises citológicas e coloração pela prata e em 96,9% das amostras submetidas ao teste de urease. Em 87,5% dos gatos foi identificado infiltrado inflamatório mononuclear. A graduação e distribuição do infiltrado inflamatório nestes gatos revelaram alterações leves (78,1%) a moderada (9,4%) em pelo menos uma região gástrica. Estas alterações eram independentes do escore de colonização. Hiperplasia de folículos linfoides foram detectadas em 3 gatos. Gatos do grupo sanguíneo A são frequentemente colonizados por Helicobacter spp. e os achados macro e microscópicos são consistentes com estudos em gatos domésticos realizados até a presente data. Conclui-se que o grupo sanguíneo mais comum em gatos não está associado com uma alta susceptibilidade a gastrite sintomática causada por Helicobacter spp.
Download / Visualização