Ano 2010 - Volume 30, Número 4


Título
Atividade antioxidante de macrófagos alveolares em ratos endotoxêmicos, 30(4):358-362
Autores

Resumo
RESUMO.- Melo J.F, Macedo E.M.C., Paes Silva R.P., Viana M.T., Ferreira e Silva W.T. & Castro C.M.M.B. 2010. [Anti-oxidative activity of alveolar macrophages in endotoxemic rats.] Atividade antioxidante de macrófagos alveolares em ratos endotoxêmicos. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(4):358-362. Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami, Setor de Microbiologia, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE 50670-420, Brazil. E-mail: julemelo@hotmail.com

Avaliou-se o efeito da endotoxemia sobre a atividade antioxidante de macrófagos alveolares em ratos da linhagem Wistar. Foram utilizados 24 ratos machos, com idade entre 90 e 120 dias, os quais foram divididos em dois grupos: controle e endotoxêmico. O grupo endotoxêmico foi submetido à injeção intraperitonial de lipopolissacarídio na dose de 1mg/kg de peso corporal. Após 24 h, coletou-se sangue para contagem total e diferencial de leucócitos; lavado broncoalveolar para contagem total e diferencial dos leucócitos e, a partir de macrófagos isolados deste lavado, foram realizadas as dosagens de superóxido e superóxido dismutase. A endotoxemia aumentou a contagem total de leucócitos e o número de neutrófilos no sangue periférico, no lavado broncoalveolar, e aumentou a produção de superóxido sem modificar a produção da superóxido dismutase. Esses resultados sugerem que a endotoxemia induz a uma resposta inflamatória no pulmão. Contudo, não altera a atividade antioxidante em ratos adultos. Tal fato potencializa a resposta contra agentes infecciosos pelo hospedeiro, mas também pode contribuir na patogênese de injúria pulmonar.
Download / Visualização