Ano 2011 - Volume 31, Número 8


Título
Perfil de resistência a antimicrobianos de Staphylococcus spp., isolados de frangos de corte e poedeiras comerciais no Estado de Pernambuco, 31(8):672-676
Autores

Resumo
RESUMO.- Barros M.R., Costa M.M., França C.A., Saukas T.N., Silva L.B.G., Silva V.A.S., Cavalcante R.V. & Mota R.A. 2011. [Resistance of Staphylococcus spp., to antimicrobials isolated from broilers and commercial layers in the State of Pernambuco, Brazil.] Perfil de resistência a antimicrobianos de Staphylococcus spp., isolados de frangos de corte e poedeiras comerciais no Estado de Pernambuco. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(8):672-676. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Av. Dom Manuel de Medeiros s/n, Recife, PE 52171900, Brazil. E-mail: rinaldo.mota@hotmail.com

Este estudo foi realizado com o objetivo de pesquisar Staphylococcus spp. de frangos de corte sadios e frangos de corte e poedeiras comerciais que apresentassem sinais clínicos respiratórios. Foram colhidos swabs dos seios infra-orbitários de 55 frangos de corte sadios, 35 com sinais respiratórios, e 30 poedeiras comerciais também com sinais respiratórios. Cada amostra foi composta por um “pool” de cinco aves, totalizando 24 amostras coletadas de 24 granjas comerciais. Para o isolamento foi utilizado o exame bacteriológico, com posterior avaliação das características morfológicas, tintoriais e bioquímica para determinação da espécie. Verificou-se a produção de hemólise, formação de biofilme em ágar Vermelho Congo (ACR), detecção do gene mecA pela PCR e avaliação da suscetibilidade a 13 drogas antimicrobianas. Das 24 amostras processadas, foram isolados 16 Staphylococcus, cinco isolados foram coagulase-positiva (SCP) e 11 coagulase-negativa (SCN), e nos testes de hemólise e formação de biofilme, três isolados apresentaram-se hemolíticos e seis foram positivos, respectivamente. Na avaliação por meio da PCR, para detecção do gene mecA todos os isolados apresentaram resultados negativo. Observaram-se que 15 isolados foram resistentes a cinco ou mais antibióticos, e que as drogas associadas apresentaram melhor perfil de sensibilidade. A resistência a antimicrobianos e cepas produtoras de biofilme podem interferir na resposta terapêutica de aves que apresentam sinais clínicos.
Download / Visualização