Resultado da pesquisa (2)

Termo utilizado na pesquisa Pelvimetry

#1 - Pelvimetry of multiparous Nellore cows in the cycling and early puerperal stages

Abstract in English:

Pelvis is an osteoligamentous complex, which is classified as dolichopellic in ruminants. Impairments linked to incompatibility of pelvic canal and fetal size is directly related to pelvic anatomy and disposition. Heritability of pelvic area characteristics varies from moderate to high, demonstrating its importance for animal selection. Pelvimetry can be performed through direct and indirect methods that were accessed in this study aiming to establish a correlation between internal and external pelvic dimensions in multiparous Nellore cows (26 animals) at cycling and early puerperal (up to 30 days postpartum) reproductive stages. Pelvic dimensions measured by descriptive analysis were higher at early puerperal stage. Strong Pearson’s correlation was determined between internal and external pelvic dimensions, between reproductive stages, and between pelvic girdle area and internal pelvic area. Significant Tukey’s test differences between animals in internal and external dimensions were also found. According to the results, the pelvic anatomy of Nellore cows varies according to their reproductive stage. We detach that and provide data regarding the use of internal pelvic area for animal selection studies on this breed is determined and should be measured using the proposed formula, since it can confirm statistical differences in the areas of pelvic components between animals in the cycling and early puerperal stages.

Abstract in Portuguese:

A pelve é considerada um complexo osteoligamentoso, classificada como dolicopélvica em ruminantes. Prejuízos ligados à incompatibilidade canal pélvico/tamanho fetal relacionam-se diretamente à anatomia e disposição pélvica. A característica de área pélvica apresenta herdabilidade variando de moderada a alta, indicando sua importância na seleção animal. A pelvimetria inclui formas direta e indireta. Neste estudo utilizaram-se vinte e seis vacas multíparas, da raça Nelore, agrupadas de acordo com o estágio reprodutivo, cíclico e em início de estágio puerperal (até 30 dias pós‑parto). Através deste, objetivou-se evidenciar a relação das medidas pélvicas internas e externas nos diferentes períodos reprodutivos e coletar obter dados referentes a utilização da área interna do hexágono no estudo pelvimétrico dessa espécie em estágio cíclico ou puerperal. Para tanto, realizou‑se, a pelvimetria direta e indireta. Os resultados obtidos, pela análise descritiva, foram maiores para animais em início de estágio puerperal. Por meio da correlação de Pearson podem-se observar fortes correlações entre mensurações pélvicas internas e externas, também entre os grupos propostos, e forte correlação entre elipse pélvica e área interna do hexágono. Pelo teste Tukey diferenças significativas tanto em medidas internas e externas puderam ser demonstradas. Conclui-se que as condições anatômicas da pelve variam de acordo com o estágio reprodutivo do animal, que aferição da área pélvica utilizando a formula proposta para área do hexágono interno é relevante pois foi possível comprovar a diferenças estatísticas de áreas nas fases cíclica e puerperal.


#2 - Pelvimetry in Squirrel Monkeys (Saimiri scireus Linnaeus, 1758), 38(4):767-772

Abstract in English:

ABSTRACT.- Favoretto S.M., Landy E.C., Pereira W.L.A., Castro P.H.G., Imbeloni A.A., Muniz J.A.P.C., Santos M.A.S. & Lacreta Jr A.C.C. 2018. Pelvimetry in Squirrel Monkeys (Saimiri scireus Linnaeus, 1758). [Pelvimetria em macacos-de-cheiro (Saimiri scireus Linnaeus, 1758).] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(4):767-772. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Campus Universitário, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: samanthafavoretto@gmail.com Saimiri sciureus is a neotropical primate widely used in research. However, there are still difficulties regarding their reproduction in vivaria due to the high incidence of dystocia. Dystocia in primates can be caused by cephalopelvic disproportion and in Squirrel Monkeys, pregnancy of large fetuses were reported. This paper describes pelvimetry data of adult females and subadults in specimens of Squirrel Monkeys, from a research colony of Para, Brazil. Pelvic radiographs were obtained in ventrodorsal projections and the following measurements were taken: superior bi-iliac diameter (SBID); inferior bi-iliac diameter (IBID); bi-iliac average diameter (BIAD); right diagonal diameter (RDD); left diagonal diameter (LDD); sacro-pubic diameter (SPD); Based on the obtained diameters, the entrance area of the pelvis (EAP) was also calculated. The average values of the pelvic diameters and EAP in adult females were SBID 1.714cm, BIAD 1.957cm, IBID 1.686cm, RDD 2.771cm, LDD 2.764cm, SPD 2.543cm and EAP 3.9056cm2; and subadult females: 1.588cm SBID, 1.850cm BIAD, 1.625cm IBID, 2.50cm RDD, LDD 2.474cm, 1.95cm SPD and 2.8293 cm2 EAP. Saimiri sciureus pelvis is characterized as dolichopelvic. There was statistical significance between the values for adult females and subadults to SBID, BIAD, RDD, LDD, SPD and EAP. The values of SBID and IBID were lower when compared to the published data for the same species. The result found on this paper will serve as a basis for future studies using pelvic measurements and dystocia prediction of neotropical primates and comparison between different vivaria.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Favoretto S.M., Landy E.C., Pereira W.L.A., Castro P.H.G., Imbeloni A.A., Muniz J.A.P.C., Santos M.A.S. & Lacreta Jr A.C.C. 2018. Pelvimetry in Squirrel Monkeys (Saimiri scireus Linnaeus, 1758). [Pelvimetria em macacos-de-cheiro (Saimiri scireus Linnaeus, 1758).] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(4):767-772. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Campus Universitário, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: samanthafavoretto@gmail.com Saimiri sciureus é uma espécie de primata neotropical muito utilizada como animal de pesquisa. No entanto ainda há dificuldades em biotérios quanto a sua reprodução devido à alta ocorrência de distocia. A distocia em primatas pode ter origem devido à desproporção cefalopélvica, sendo que em macacos-de-cheiro é relatada a gestação de fetos grandes. O presente trabalho descreve dados de pelvimetria em espécimes de macaco-de-cheiro, fêmeas adultas e subadultas provenientes de uma colônia de pesquisa do Pará, Brasil. Foram realizadas radiografias da pelve em projeção ventrodorsal e por meio destas mensurados os diâmetros biilíaco superior (DBIS); diâmetro biíliaco inferior (DBII); diâmetro biilíaco médio (DBIM); diâmetro diagonal direito (DDD); diâmetro diagonal esquerdo (DDE); diâmetro sacro-púbico (DSP); com base nos diâmetros obtidos também foi calculada a área de entrada da pelve (AEP). Os valores médios dos diâmetros pélvicos e da AEP em fêmeas adultas foram: DBIS 1,714cm, DBIM 1,957cm, DBII 1,686cm, DDD 2,771cm, DDE 2,764cm, DSP 2,543cm e AEP 3,9056cm2; e para fêmeas subadultas: 1,588cm DBIS, 1,850cm DBIM, 1,625cm DBII, 2,50cm DDD, 2,474cm DDE, 1,95cm DSP e 2,8293 cm2 AEP. Observou-se que a pelve de Saimiri sciureus é dolicopélvica. Houve diferença estatística significativa entre os valores para fêmeas adultas e subadultas para DBIS, DBIM, DDD, DDE, DSP e AEP. Em comparação com dados da literatura de pelvimetria para S. sciureus observaram-se menores valores de DBIS e DBII. O resultado deste trabalho servirá como base para futuros estudos utilizando-se mensurações pélvicas e predição de distocia em primatas neotropicais e referência para comparação entre S. sciureus de diferentes biotérios.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV