Resultado da pesquisa (7)

Termo utilizado na pesquisa radiography

#1 - Computed tomographic and radiologic anatomy of the lower respiratory tract in the red-foot tortoise (Chelonoidis carbonaria)

Abstract in English:

The diagnosis of several diseases in chelonians is a challenge in the veterinary clinic, because a detailed physical examination with auscultation and palpation is difficult due the presence of carapace and plastron. Imaging analysis such as radiography and computed tomography (CT) have been shown to be beneficial for diagnosis, prognosis and treatment in numerous animal species. Thus, this study aimed to identify and describe the structures of the lower respiratory tract in red-foot tortoises, by computed tomography, radiography and gross anatomy in twelve red-foot tortoises (Chelonoidis carbonaria), adults and of both sexes. The lower respiratory tract in these animals comprised the larynx, trachea, bronchi and the lungs. The presence of epiglottic cartilage was not observed in the animals studied. CT allowed the observation of the intrapulmonary part of the bronchi, which was accompanied by large intrapulmonary blood vessels. The lungs presented a reticulated parenchyma, without lobulations. Each lung had a small chamber located near the cranial and caudal poles. These structures were identified in CT and 3D CT reconstructions and these could suggest that these chambers could be non-respiratory structures, and could be comparable to the air sacs of birds. This study establishes normal CT anatomy of the lower respiratory tract of the red-foot tortoise; and may be used as a reference in the assessment of respiratory disorders in this tortoise.

Abstract in Portuguese:

O diagnóstico de diversas afecções em quelônios é um desafio para a clínica veterinária, já que um exame físico detalhado com auscultação e palpação é difícil devido à presença da carapaça e do plastrão. A radiografia e a tomografia computadorizada (TC) tem se mostrado benéficas para o diagnóstico, prognóstico e tratamento em muitas espécies animais. Assim, este estudo teve por objetivo identificar e descrever as estruturas do trato respiratório inferior no jabuti-piranga por meio da tomografia computadorizada, radiografia e anatomia em 12 jabutis-piranga (Chelonoidis carbonara), adultos e de ambos os sexos. Nos animais estudados, o trato respiratório inferior consistiu da laringe, traqueia, brônquios e os pulmões. A cartilagem epiglote não foi observada. A TC permitiu a observação da parte intrapulmonar dos brônquios, a qual estava acompanhada dos vasos sanguíneos intrapulmonares. Os pulmões possuíam um parênquima reticulado, sem lobações. Cada pulmão tinha uma pequena câmara localizada junto aos pólos cranial e caudal. Estas estruturas foram identificadas na TC e na reconstrução 3D a partir da TC e poderiam ser estruturas não-respiratórias, podendo ser comparadas aos sacos aéreos das aves. Este estudo identificou a anatomia normal por meio da TC do trato respiratório inferior do jabuti-piranga, o que pode ser usado como referência para diagnóstico de desordens respiratórias nesta espécie.


#2 - Pelvimetry in Squirrel Monkeys (Saimiri scireus Linnaeus, 1758)

Abstract in English:

Saimiri sciureus is a neotropical primate widely used in research. However, there are still difficulties regarding their reproduction in vivaria due to the high incidence of dystocia. Dystocia in primates can be caused by cephalopelvic disproportion and in Squirrel Monkeys, pregnancy of large fetuses were reported. This paper describes pelvimetry data of adult females and subadults in specimens of Squirrel Monkeys, from a research colony of Para, Brazil. Pelvic radiographs were obtained in ventrodorsal projections and the following measurements were taken: superior bi-iliac diameter (SBID); inferior bi-iliac diameter (IBID); bi-iliac average diameter (BIAD); right diagonal diameter (RDD); left diagonal diameter (LDD); sacro-pubic diameter (SPD); Based on the obtained diameters, the entrance area of the pelvis (EAP) was also calculated. The average values of the pelvic diameters and EAP in adult females were SBID 1.714cm, BIAD 1.957cm, IBID 1.686cm, RDD 2.771cm, LDD 2.764cm, SPD 2.543cm and EAP 3.9056cm2; and subadult females: 1.588cm SBID, 1.850cm BIAD, 1.625cm IBID, 2.50cm RDD, LDD 2.474cm, 1.95cm SPD and 2.8293 cm2 EAP. Saimiri sciureus pelvis is characterized as dolichopelvic. There was statistical significance between the values for adult females and subadults to SBID, BIAD, RDD, LDD, SPD and EAP. The values of SBID and IBID were lower when compared to the published data for the same species. The result found on this paper will serve as a basis for future studies using pelvic measurements and dystocia prediction of neotropical primates and comparison between different vivaria.

Abstract in Portuguese:

Saimiri sciureus é uma espécie de primata neotropical muito utilizada como animal de pesquisa. No entanto ainda há dificuldades em biotérios quanto a sua reprodução devido à alta ocorrência de distocia. A distocia em primatas pode ter origem devido à desproporção cefalopélvica, sendo que em macacos-de-cheiro é relatada a gestação de fetos grandes. O presente trabalho descreve dados de pelvimetria em espécimes de macaco-de-cheiro, fêmeas adultas e subadultas provenientes de uma colônia de pesquisa do Pará, Brasil. Foram realizadas radiografias da pelve em projeção ventrodorsal e por meio destas mensurados os diâmetros biilíaco superior (DBIS); diâmetro biíliaco inferior (DBII); diâmetro biilíaco médio (DBIM); diâmetro diagonal direito (DDD); diâmetro diagonal esquerdo (DDE); diâmetro sacro-púbico (DSP); com base nos diâmetros obtidos também foi calculada a área de entrada da pelve (AEP). Os valores médios dos diâmetros pélvicos e da AEP em fêmeas adultas foram: DBIS 1,714cm, DBIM 1,957cm, DBII 1,686cm, DDD 2,771cm, DDE 2,764cm, DSP 2,543cm e AEP 3,9056cm2; e para fêmeas subadultas: 1,588cm DBIS, 1,850cm DBIM, 1,625cm DBII, 2,50cm DDD, 2,474cm DDE, 1,95cm DSP e 2,8293 cm2 AEP. Observou-se que a pelve de Saimiri sciureus é dolicopélvica. Houve diferença estatística significativa entre os valores para fêmeas adultas e subadultas para DBIS, DBIM, DDD, DDE, DSP e AEP. Em comparação com dados da literatura de pelvimetria para S. sciureus observaram-se menores valores de DBIS e DBII. O resultado deste trabalho servirá como base para futuros estudos utilizando-se mensurações pélvicas e predição de distocia em primatas neotropicais e referência para comparação entre S. sciureus de diferentes biotérios.


#3 - Osteology of the thoracic limb in the Lycalopex gymnocercus Fischer, 1814 (Carnivora, Mammalia): comparative, radiogrpahic and osteometric approaches

Abstract in English:

The forelimb is the part of the post-cranial skeleton that provides more information about locomotion and life habits of a species. The objective of this study was to perform a detailed macroscopic, comparative, radiographic and osteometric investigation of the thoracic limb of Lycalopex gymnocercus. Twenty-four adult specimens collected dead from roadkill were studied. Analysis included macroscopic and comparative descriptions to other canids, radiographic images for recognition of trabeculation patterns and topographical arrangement of bones, linear and three-dimensional measurements, and histological evaluation of the clavicles. The forelimb skeleton of L. gymnocercus presented morphological and functional adaptations in every segment for a specialized cursorial locomotion and some ability to pronation and supination for capture of small vertebrates. There was a tendency for the bones to be longer in males, especially in the distal end of humerus, presumably to fixation of stronger antebrachial muscles. The vestigial clavicle bone was found in all the specimens, had a predominantly cartilaginous nature and was significantly larger in males. The basic conformation of the forelimb skeleton was similar to that of domestic and wild canids described in the literature, although peculiar characteristics of L. gymnocercus have been found.

Abstract in Portuguese:

O membro torácico é a parte do esqueleto pós-craniano que mais informações oferece sobre a locomoção e hábitos de vida de uma espécie. Objetivou-se realizar uma descrição macroscópica, comparativa, radiográfica e osteométrica do esqueleto do membro torácico de Lycalopex gymnocercus. Para tal foram analisados ossos de 24 espécimes adultos coletados mortos em rodovias. Foram realizadas descrições macroscópicas e comparadas com as de outros canídeos, imagens radiográficas para reconhecimento dos padrões de trabeculação e topografia óssea, mensurações lineares e tridimensionais e avaliações histológicas das clavículas. O esqueleto do membro torácico de L. gymnocercus apresentou adaptações morfofuncionais em todos os segmentos para a locomoção cursorial especializada e alguma capacidade de pronação e supinação para captura de presas de porte menor. Houve uma tendência de os ossos serem maiores nos machos, especialmente na região distal do úmero, presumivelmente para a fixação de músculos antebraquiais mais fortes. A clavícula vestigial foi encontrada em todos os espécimes, teve natureza predominantemente cartilagínea e foi significativamente maior nos machos. A conformação básica do esqueleto do membro torácico foi semelhante à dos canídeos domésticos e silvestres descritos na literatura, ainda que particularidades de L. gymnocercus sejam encontradas.


#4 - Radiographic measurements related with the cardiac size in young female Bergamasca sheep, 37(12):1526-1530

Abstract in English:

ABSTRACT.- Babicsak V.R., Alves L.S., Tsunemi M.H. & Vulcano L.C. 2017. Radiographic measurements related with the cardiac size in young female Bergamasca sheep. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1526-1530. Departamento de Reprodução Animal e Radiologia Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Rua Prof. Doutor Walter Mauricio Correa s/n, Botucatu, SP 18618-681, Brazil. E-mail: viviam.babicsak@gmail.com In thoracic radiographic examination, routinely used in cases which cardiac evaluation is indicated, quantitative assessment of the heart is a useful role to be used in combination with subjective analysis. Numerous studies about objective assessment of the cardiac size have been performed in several species, including sheep; however, there is scarce information regarding cardiac parameters of young Bergamasca sheep. Therefore, the purpose of this study was to determine the average results and suggest the range of expected normal values for parameters related to the heart size of young female Bergamasca sheep by radiographic evaluation. Fifteen healty 8 months-old female Bergamasca sheep (mean weight: 41.13±4.71kg) were submitted to right lateral recumbency thoracic radiography. The length of the fourth and third to fifth thoracic vertebrae, cardiac height and width, vertebral heart size, cardiophrenic contact, caudal vena cava height, aorta caliber and tracheal angle were measured and the mean results found were, respectively: 2.46±0.11cm (95% CI 2.41-2.52), 7.53±0.30cm (95% CI 7.38-7.68), 13.83±0.57cm, (95% CI 13.54-14.12), 8.99±0.37cm (8.80-9.17), 8.99±0.27 vertebrae (95% 8.85-9.13), 4.55±0.70cm (95% CI 4.19-4.90), 1.88±0.19cm (95% CI 1.79-1.97), 2.05±0.11cm (95% CI 2.00-2.11) and 14.36±2.73° (95% CI 12.98-15.75). Cardiac height and width and the sum of these parameters were compared to the length of third to fifth thoracic vertebrae, resulting in the respective mean values: 1.84±0.08 (95% IC 1.80-1.88), 1.20±0.05 (1.17-1.22) and 3.04±0.11 (95% IC 2.98-3.09). Ratios of cardiophrenic contact to cardiac height and caudal vena cava height to length of fourth thoracic vertebra were also evaluated and the mean values obtained were 0.33±0.05 (95% IC 0.30-0.35) and 0.76±0.08 (95% IC 0.72-0.81), respectively. Authors suggest that the values available in this study may be used as reference for normal heart size in young female Bergamasca sheep and as basis for further studies.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Babicsak V.R., Alves L.S., Tsunemi M.H. & Vulcano L.C. 2017. Radiographic measurements related with the cardiac size in young female Bergamasca sheep. [Mensurações radiográficas relacionadas às dimensões cardíacas em borregas Bergamácia.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1526-1530. Departamento de Reprodução Animal e Radiologia Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Rua Prof. Doutor Walter Mauricio Correa s/n, Botucatu, SP 18618-681, Brazil. E-mail: viviam.babicsak@gmail.com No exame radiográfico torácico, rotineiramente utilizado em casos em que a avaliação cardíaca é indicada, a análise quantitativa do coração é um recurso útil a ser usado em combinação com a avaliação subjetiva. Diversos estudos relacionados à análise objetiva do tamanho cardíaco têm sido realizados em várias espécies, incluindo ovinos; no entanto, há pouca informação sobre os parâmetros cardíacos de ovinos jovens da raça Bergamácia. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi determinar as médias e sugerir o intervalo de valores esperados para os parâmetros relacionados ao tamanho cardíaco de borregas Bergamácia por meio da avaliação radiográfica. Quinze borregas Bergamácia de 8 meses de idade (média de peso: 41,13±4,71kg) foram submetidas à radiografia torácica em decúbito lateral direito. O comprimento do quarto e da terceira a quinta vértebras torácicas, a altura e a largura cardíaca, o tamanho do coração em relação à unidade de vértebra torácica, o contato cardiofrênico, a altura da veia cava caudal, o calibre da aorta e o ângulo traqueal foram mensurados, sendo encontrados os seguintes valores médios, respectivamente: 2,46±0,11cm (95% IC 2,41-2,52), 7,53±0,30cm (95% IC 7,38-7,68), 13,83±0,57cm, (95% IC 13,54-14,12), 8,99±0,37cm (95% IC 8,80-9,17), 8,99±0,27 vértebras (95% IC 8,85-9,13), 4,55±0,70cm (95% IC 4,19-4,90), 1,88±0,19cm (95% IC 1,79-1,97), 2,05±0,11cm (95% IC 2,00-2,11) e 14,36±2,73° (95% IC 12,98-15,75). A altura e a largura cardíaca e a soma desses parâmetros foram comparados com o comprimento da terceira a quinta vértebras torácicas, resultando nos respectivos valores médios: 1,84±0,08 (95% IC 1,80-1,88), 1,20±0,05 (1,17-1,22) e 3,04±0,11 (95% IC 2,98-3,09). Também foram avaliadas as relações entre o contato cardiofrênico e a altura cardíaca e entre a altura da veia cava caudal e o comprimento da quarta vértebra torácica, sendo determinados os valores médios de 0,33±0,05 (95% IC 0,30-0,35) e 0,76±0,08 (95% IC 0,72-0,81), respectivamente. Os autores sugerem que os valores disponíveis no presente estudo podem ser utilizados como referência na avaliação das dimensões cardíacas de borregas Bergamácia e como base para estudos futuros.


#5 - Radiographic and tomographic study of the elbow joint in dogs, 37(2):160-170

Abstract in English:

ABSTRACT.- Sendyk-Grunkraut A., Martín C.M., Souza A.N.A., Patrício G.C.F., Lorigados C.A.B., Matera J.M. & Fonseca-Pinto A.C.B.C. 2017. [Radiographic and tomographic study of the elbow joint in dogs.] Avaliação morfológica e morfométrica da articulação umerorradioulnar em cães através de exames radiográficos e por tomografia computadorizada. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):160-170. Programa de Pós-Graduação em Clínica Cirúrgica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: anacarol@usp.br Elbow dysplasia disease includes an united anconeal process, fragmented medial coronoid process, osteochondrosis of humeral trochlea, articular incongruity and degenerative joint disease. The aim of this study was to present detailed morphologic and morphometric aspects of the elbow joint in dog in clinical and correlate with radiographic and tomographic (CT) exam. Inter-observer variation for articular incongruity measurements by CT, comparative analysis in the radiographic exam, angle in ulnar notch and its comparative analysis between radiographic and tomographic agreement examination in 44 elbow of dogs with different ages were evaluated. The statistics analyses included the kappa coefficient and interclass correlation and Fischer’s test and McNemar’s test. It was evidenced that individual performance of each radiographic incidence had poor agreement with the tomographic exam, suggesting that the accomplishment of more than two radiograph views are needed. There was no agreement between the three evaluators in the ulnar notch angle at radiographic and tomographic exams. However, there was good/moderate agreement for articular incongruity measurement in the sagittal plane between evaluators. It was possible to conclude that none of the five radiographic incidences was better than the others for radiographic analysis because each incidence had a better identification of a particular elbow compartment; measurements at the tomographic exam to evaluate radioulnar incongruity had no reproductiveness in the frontal plane, but in sagittal plan had a good/moderate agreement between observers and the angle in ulnar notch presented no repeatability at radiographic exam and no reproductiveness at tomographic exam.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Sendyk-Grunkraut A., Martín C.M., Souza A.N.A., Patrício G.C.F., Lorigados C.A.B., Matera J.M. & Fonseca-Pinto A.C.B.C. 2017. [Radiographic and tomographic study of the elbow joint in dogs.] Avaliação morfológica e morfométrica da articulação umerorradioulnar em cães através de exames radiográficos e por tomografia computadorizada. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):160-170. Programa de Pós-Graduação em Clínica Cirúrgica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: anacarol@usp.br Este estudo teve como objetivo apresentar de forma detalhada dados morfológicos e morfométricos da articulação umerorradioulnar de cães de raça definida avaliados por meio de exames físicos, radiográficos e tomográficos. A amostra dessa pesquisa constituiu-se de 44 cotovelos de cães com idades variadas. Para análise de informações obtidas, o coeficiente kappa e de correlação interclasse e associação foram realizados. Constatou-se que o desempenho individual de cada projeção radiográfica teve pobre concordância com o exame tomográfico; não houve concordância entre os observadores para as mensurações do ângulo da incisura ulnar ao exame radiográfico e tomográfico. Porém houve boa/moderada concordância para mensuração da incongruência radioulnar no plano sagital entre os observadores. Concluiu-se que nenhuma das cinco incidências radiográficas foi superior para análise radiográfica, uma vez que cada projeção apresentou melhor identificação de um compartimento do cotovelo. Medidas ao exame tomográfico para incongruência radioulnar não apresentaram reprodutibilidade no plano de reconstrução frontal, entretanto no corte sagital apresentaram boa e moderada concordância entre os observadores e que a mensuração do ângulo da incisura ulnar não apresentou repetibilidade ao exame radiográfico e nem reprodutibilidade ao exame tomográfico. Esses resultados contribuem para melhor utilização de cada exame de acordo com a região a ser avaliada bem como ressaltam a necessidade da somatória de múltiplos exames de imagem para a correta avaliação desta afecção.


#6 - Anatomical description of Amazona gender parrot’s skeletons through the use of radiography, 36(2):123-130

Abstract in English:

ABSTRACT.- Cavinatto C.C., Armando A.P.R.N., Cruz L.K.S., Lima E.M.M. & Santana M.I.S. 2016. [Anatomical description of Amazona gender parrot’s skeletons through the use of radiography.] Descrição anatômica de esqueletos de papagaios do gênero Amazona através da utilização de radiografias. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):123-130. Laboratório de Anatomia Veterinária, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, ICC Ala Sul, Campus Universitário Darcy Ribeiro, Cx. Postal 4508, Brasília, DF 70910-970, Brazil. E-mail: misantana@unb.br This study describes the skeleton of Amazona aestiva parrots and compared it with representatives of other Amazona species. To this end, we used 22 specimens of Amazona aestiva, two specimens each of Amazona vinacea; Amazona rhodocorythae, Amazona farinosa and one specimen each of Amazona brasiliensis and Amazona pretrei donated after natural death by Poços de Caldas Breeding Park. Full body radiographs were taken, in either the right or left lateral decubitus position, in the case of laterolateral projections, and in supine position, in the case of ventrodorsal projection. Regardless of the species, skulls of the parrots were classified as prokinetic, because of free movements in their rostral portion. In most cases, the spine consisted of: 12 cervical vertebrae, six free thoracic vertebrae, synsacrum (formed by the fusion of the last thoracic vertebrae, 7 lumbosacral vertebrae and one caudal vertebrae), five free caudal vertebrae and the pygostyle (formed by three fused caudal vertebrae). Despite punctual differences, thoracic and pelvic appendicular skeleton proved to be very similar to that observed for other genera of birds. In addition, there was no sexual dimorphism considering the anatomical characteristics of the skeletons of parrots analyzed.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Cavinatto C.C., Armando A.P.R.N., Cruz L.K.S., Lima E.M.M. & Santana M.I.S. 2016. [Anatomical description of Amazona gender parrot’s skeletons through the use of radiography.] Descrição anatômica de esqueletos de papagaios do gênero Amazona através da utilização de radiografias. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):123-130. Laboratório de Anatomia Veterinária, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, ICC Ala Sul, Campus Universitário Darcy Ribeiro, Cx. Postal 4508, Brasília, DF 70910-970, Brazil. E-mail: misantana@unb.br esqueleto de papagaios da espécie Amazona aestiva foi descrito e comparado com representantes de outras espécies do gênero Amazona. Para tanto, foram utilizados 22 exemplares da espécie Amazona aestiva; dois das espécies Amazona vinacea; Amazona rhodocorythae, Amazona farinosa, além de um exemplar das espécies Amazona brasiliensis e Amazona pretrei, doados após morte natural pelo Criadouro Poços de Caldas. Foram realizadas radiografias de corpo inteiro, variando de decúbito lateral direito ou esquerdo, no caso das projeções latero-laterais, e em decúbito dorsal, no caso da projeção ventro-dorsal. Independentemente da espécie, os crânios dos papagaios estudados puderam ser classificados como pró-cinéticos, por apresentarem liberdade de movimentos em sua porção rostral. Na maioria dos casos, a coluna vertebral esteve formada por 12 vértebras cervicais, seis vértebras torácicas livres, sinsacro (formado pela fusão da última vértebra torácica, 7 lombosacrais e uma caudal), cinco vértebras caudais livres e pelo pigóstilo (formado por três vértebras caudais fusionadas) e, apesar de diferenças pontuais, o esqueleto apendicular torácico e pélvico se mostrou muito semelhante ao observado para outros gêneros de aves e, inclusive, não foi possível observar dimorfismo sexual através das características anatômicas dos esqueletos dos papagaios trabalhados.


#7 - Radiography and ultrasonography in the diagnosis of rupture of the cranial cruciate ligament in dogs, 29(8):661-665

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oliveira R.R., Mamprim M.J., Rahal S.C. & Bicudo A.L.C. 2009. [Radiography and ultrasonography in the diagnosis of rupture of the cranial cruciate ligament in dogs.] Radiografia e ultrassonografia no diagnóstico da ruptura do ligamento cruzado cranial em cães. Pesquisa Veterinária Brasileira 29(8):661-665. Departamento de Patologia Geral, Universidade Estadual do Paraná, Cx. Postal 261, Bandeirantes, PR 86360-000, Brazil. E-mail: rodrigoreisvet@hotmail.com Radiography and ultrasonography were evaluated as tools for diagnosis of the rupture of cranial cruciate ligament (CrCL) in dogs. Twenty-five dogs were submitted to radiographic and ultrasonographic examinations and their results were compared with those obtained by artrotomy (gold standard). Radiography detected the rupture in 84% (21/25) of the cases, but 16% (4/25) were false-negative. Ultrasonography identified accurately 76% (19/25) of the cases and gave a probable diagnosis for the remaining 24% (6/25) what means that this technique presented 100% of positive results. It was possible to conclude that radiography and ultrasonography are valuable tools for the diagnosis of CrCL rupture in dogs.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- ABSTRACT.- Oliveira R.R., Mamprim M.J., Rahal S.C. & Bicudo A.L.C. 2009. [Radiography and ultrasonography in the diagnosis of rupture of the cranial cruciate ligament in dogs.] Radiografia e ultrassonografia no diagnóstico da ruptura do ligamento cruzado cranial em cães. Pesquisa Veterinária Brasileira 29(8):661-665. Departamento de Patologia Geral, Universidade Estadual do Paraná, Cx. Postal 261, Bandeirantes, PR 86360-000, Brazil. E-mail: rodrigoreisvet@hotmail.com Radiografia e ultrassonografia foram avaliadas como técnicas no diagnóstico por imagem na ruptura do ligamento cruzado cranial (LCCr) em cães. Vinte e cinco cães foram submetidos à radiografia e ultrassonografia e seus resultados foram comparados aos obtidos por artrotomia (teste padrão ouro). O exame radiográfico diagnosticou corretamente a lesão em 84% (21/25) dos casos, mas 16% (4/25) apresentaram resultado falso-negativo. O exame ultrassonográfico foi capaz de diagnosticar acertadamente 76% (19/25) dos casos, e sugeriu a ruptura do LCCr nos 24% (6/25) restantes, apresentando 100% de resultados positivos. Concluiu-se que a radiografia e a ultrassonografia são ferramentas valiosas para diagnosticar casos de ruptura do LCCr em cães.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV