Resultado da pesquisa (13)

Termo utilizado na pesquisa conservation

#1 - Molecular diagnosis of avian viruses in grassland passerines and captive yellow cardinals Gubernatrix cristata in Brazil

Abstract in English:

Avian influenza viruses (AIVs), Newcastle disease virus (NDV), West Nile virus (WNV), adenovirus (AV) and herpesvirus (HV) play an important role in the health of human and animal populations. However, knowledge of the prevalence of these viruses in wild birds is restricted to some groups (e.g. shorebirds) or regions worldwide. Information on grassland birds of South America, which is essential for their conservation, is scarce. The objectives of the present study were to evaluate occurrences of AIV, NDV, WNV, AV and HV for the first time in a bird community of a unique protected area in southern Brazil, which is home for the critically endangered yellow cardinal (Gubernatrix cristata), and captive yellow cardinals from fauna maintainers of the Brazilian Captive Program of the Yellow Cardinal. Passerine species of wild life were caught, identified and samples (swabs) were collected from the oropharynx and cloaca of 64 passerines of 26 species (including 3 yellow cardinals) and 30 yellow cardinals of captive, for molecular diagnosis. The samples were subjected to RNA and DNA extraction and the real-time polymerase chain reaction (RT-PCR) for AIV, NDV and WNV and nested PCR for AV and HV. One yellow cardinal of captive presented a positive result for AV, this result is important for planning, managing natural attributes and making decisions in relation to integrated conservation of threatened species. This is the first report of AV in yellow cardinal and epidemiological investigation of viruses in wild passerines of the Pampa biome, in Rio Grande do Sul, Brazil.

Abstract in Portuguese:

Os vírus da gripe aviária (VGA), vírus da doença de Newcastle (VDN), vírus do Nilo Ocidental (VNO), adenovírus (AV) e herpesvírus (HV) desempenham um papel importante na saúde das populações humana e animal. No entanto, o conhecimento da prevalência desses vírus em aves selvagens é restrito a alguns grupos (por exemplo, aves limícolas) ou regiões em todo o mundo. As informações sobre as aves campestres da América do Sul, essenciais para a sua conservação, são escassas. Os objetivos do presente estudo foram avaliar a ocorrência de VGA, VDN, VNO, AV e HV pela primeira vez em uma comunidade de aves de uma área única protegida no Sul do Brasil, que abriga o cardeal-amarelo (Gubernatrix cristata) criticamente ameaçado de extinção e em cardeais-amarelos de cativeiro dos mantenedores de fauna do Programa Brasileiro de Cativeiro do Cardeal-amarelo. Espécies de passeriformes silvestres foram capturadas, identificadas e amostras (swabs) foram coletadas da orofaringe e cloaca de 64 passeriformes de 26 espécies (incluindo 3 cardeais-amarelos) e 30 cardeais-amarelos de cativeiro, para diagnóstico molecular. As amostras foram submetidas à extração de RNA e DNA e à reação em cadeia da polimerase em tempo real (RT-PCR) para VGA, VDN e VNO e nested PCR para AV e HV. Um cardeal-amarelo de cativeiro apresentou resultado positivo para AV, este resultado é importante para o planejamento, manejo dos atributos naturais e tomada de decisões em relação à conservação integrada de espécies ameaçadas. Este é o primeiro relato de AV em cardeal-amarelo e de investigação epidemiológica de vírus em passeriformes silvestres do bioma Pampa, no Rio Grande do Sul, Brasil.


#2 - Antimicrobial susceptibility profile of enterobacteria isolated from wild grey-breasted parakeets (Pyrrhura griseipectus)

Abstract in English:

The grey-breasted parakeet (Pyrrhura griseipectus) is an endangered psittacine species that have been affected by illegal trade and deforestation. Currently, this endemic species is only found in three areas in Ceará state, in Brazil. This study aimed to investigate the frequency and diversity of Enterobacteriaceae in wild adult grey-breasted parakeets and determine their susceptibility to antimicrobial agents. Cloacal swab samples were collected from 27 individuals and environmental swabs (drag swabs) from five nests used by these birds. Twenty-seven strains from nine species of Enterobacteriaceae were recovered from cloacal swabs, and the most prevalent bacteria strains were Hafnia alvei (22%) and Pantoea agglomerans (22%). From environmental nest samples, seven strains from three bacterial species were isolated, being the P. agglomerans the most frequent species (100%). Twenty-two of the 27 isolates (81.4%) exhibited antibiotic resistance, varying from one to eight of the 12 antimicrobials commonly used. Resistance to amoxicillin was the most prevalent (70.4%), followed by azithromycin (22.2%) and ceftriaxone (18.5%). None of the strains were resistant to gentamicin, tobramycin, ciprofloxacin or tetracycline. The H. alvei was the main species presenting multidrug resistance, including resistance against meropenem, which is an important finding. These results could provide interesting information on the health of these endangered wild grey-breasted parakeets. They could also indicate that the obtained isolates are part of a group of bacteria that are typical components of the enteric microbiota of birds, which present elevated rates of resistance to amoxicillin.

Abstract in Portuguese:

O periquito-de-cara-suja (Pyrrhura griseipectus) é uma espécie de psitacídeo considerado pela IUCN como ameaçado de extinção, resultado do comércio ilegal e do desmatamento. Atualmente, essa espécie endêmica é encontrada apenas em três áreas no estado do Ceará, Brasil. O objetivo deste estudo foi investigar a frequência e a diversidade de Enterobacteriaceae em periquitos de peito cinza adultos selvagens e determinar sua suscetibilidade a agentes antimicrobianos. Amostras de suabes cloacais foram coletadas de 27 indivíduos e de suabes ambientais (suabes de arrasto) de cinco ninhos utilizados por essas aves. Vinte e sete cepas de nove espécies de Enterobacteriaceae foram isoladas a partir de suabes cloacais, sendo as cepas bacterianas mais prevalentes Hafnia alvei (22%) e Pantoea agglomerans (22%). Das amostras ambientais de ninhos foram isoladas sete linhagens de três espécies bacterianas, sendo P. agglomerans a espécie mais frequente (100%). Vinte e dois dos 27 isolados (81,4%) exibiram resistência a antibióticos, variando de um a oito dos 12 antimicrobianos comumente usados. A resistência a amoxicilina foi a mais prevalente (70,4%), seguida por azitromicina (22,2%) e ceftriaxona (18,5%). Nenhuma das cepas era resistente à gentamicina, tobramicina, ciprofloxacina ou tetraciclina. H. alvei foi a principal espécie que apresentou resistência a múltiplas drogas e que também esteve associada a um outro achado relevante desta pesquisa, que foi a detecção de um caso de resistência ao meropenem. Esses dados fornecem informações relevantes sobre a saúde desses periquitos selvagens ameaçados e permite concluir que os isolados obtidos fazem parte de um grupo de bactérias que normalmente compõe a microbiota entérica das aves, sendo a amoxicilina envolvida em elevadas taxas de resistência.


#3 - Peritoneal fluid collection in healthy cattle and evaluation of changes in cell morphology during storage in refrigerated and non-refrigerated samples

Abstract in English:

This study aimed to evaluate the appropriate sites of abdominocentesis for peritoneal fluid collection in cattle and to investigate the time of cell viability in vitro, comparing three methods of sample conservation. Twenty-one healthy cattle (19 females and 2 males) were subjected to a laparocentesis procedure to obtain peritoneal fluid, with punctures in three defined sites: left cranial, right cranial, and right caudal. The total peritoneal fluid collected was divided into three aliquots and maintained under three preservation conditions: room temperature (26°C), refrigeration (4°C), and room temperature (26°C) with the addition of 1µL of 10% formaldehyde per 1mL of peritoneal fluid. The peritoneal fluid analysis performed immediately after collection consisted of: physical examination (color, appearance, volume, and specific gravity), biochemical measures (pH, total protein, fibrinogen, creatinine, and glucose), and cellularity (total and differential counts). The determination of proteins and the examination of cells were repeated in each separate aliquot at two, four, six, and eight hours after harvest. Data were analyzed through repeated measures ANOVA or Friedman test. The harvest was productive in 67% of cattle. The left cranial and the right cranial puncture sites were the most appropriate. Peritoneal fluid analyzed after collection, the total protein concentration ranged from 1.4 to 3.6g/dL, and number of leukocytes ranged from 54 to 1,322 cells/µL; 60 to 95% of leukocytes were lymphocytes. The protein concentration decreased, but the absolute values of leukocytes, lymphocytes, and segmented neutrophils did not change up to eight hours after collection, independent of the maintenance method. Cell lysis was delayed by cooling, and the addition of formaldehyde did not help preserve the integrity of cellular morphology. Laparocentesis is a safe and secure procedure in cattle and maybe more productive when performed in specific sites on the left or right sides of the cranial abdominal wall. Peritoneal fluid samples may be analyzed with reliable results for up to eight hours after collection when kept refrigerated and for up to six hours when kept at room temperature.

Abstract in Portuguese:

O estudo teve como objetivo avaliar os locais adequados de laparocentese para a colheita de fluido peritoneal de bovinos e estabelecer o tempo de viabilidade celular in vitro, comparando três métodos de conservação. Vinte e um bovinos hígidos (19 fêmeas e 2 machos) foram submetidos ao procedimento de laparocentese para obtenção de fluido peritoneal, com punção em três pontos definidos: cranial esquerdo, cranial direito e caudal direito. O volume total do líquido peritoneal foi dividido em três alíquotas mantidas sob três métodos de conservação: temperatura ambiente (26°C); refrigeração (4°C); e temperatura ambiente (26°C) com adição de 1µL de formol 10% para cada 1mL de líquido peritonial. A análise do líquido peritoneal realizada imediatamente após sua obtenção consistiu em: exames físico (cor, aspecto, volume e densidade); bioquímicos (pH, proteína total, fibrinogênio, creatinina e glicose); e da celularidade (contagens total e diferencial). A determinação de proteínas e o exame da celularidade foram repetidos, em cada alíquota separada, as duas, quatro, seis e oito horas após a colheita. Análise de variâncias de medidas repetidas ou teste de Friedman foram empregados para avaliação ao longo do tempo. A colheita foi produtiva em 67% dos bovinos e os locais de punção craniais esquerdo e direito foram os mais adequados. A concentração de proteína total variou de 1,4 a 3,6g/dL e o número de leucócitos de 54 a 1.322 células/µL, com predomínio de linfócitos (60 a 95% das células) no fluido peritoneal analisado logo após a colheita. A concentração de proteínas diminuiu, mas os valores absolutos de leucócitos, de linfócitos e de neutrófilos segmentados não se modificaram até oito horas após a colheita, independente do método de manutenção das amostras. A lise celular foi retardada pela refrigeração e a adição de formol não contribuiu para preservar a integridade da morfologia celular. A laparocentese é um procedimento seguro e de execução fácil em bovinos sendo mais produtiva quando realizada em locais específicos à esquerda ou à direita craniais da parede abdominal. Amostras de fluido peritoneal podem ser analisadas com resultados confiáveis quando mantidas refrigeradas por até oito horas após a colheita e quando mantidas à temperatura ambiente por até seis horas.


#4 - Influence of social stress on value of minimal anesthetic concentration of isuflurano in guan (Penelope obscura) captured in wildlife

Abstract in English:

This study aimed to determine and evaluate whether there are differences in values of ​​MAC in wildlife captured guan (Penelope obscura) under different conditions of social stress. This study used 27 bird species guan (P. obscura), divided into two groups: animals kept in the same enclosure (Collective Group) and animals kept in individual cages (Individual Group). The research was conducted at the Advanced Research Base of IBAMA, Painel/SC, and at the Clinical Veterinary Hospital of the “Universidade do Estado de Santa Catarina”, Lages/SC. The birds were captured using network trap with manual disarmament and transported to the Veterinary Hospital in cages. The animals were fasted for 2 to 6 hours before the procedure; anesthetic induction was performed with isoflurane for instrumentation. The isoflurane CAM was placed in the target value 1.3v% in the first animal of each group, and waited 15 minutes for the nociceptive (electric) stimulus, in the value of 50 hertz and 50mA, held in faradic form (3 consecutive simple stimuli, followed by 2 continuous stimuli). The stimulus was performed on the lateral side of the left pelvic limb in the tibiotarsal region, and the electrodes were fixed with a 22G needle at a distance of 5cm between them. The bird’s responses to the stimulus were considered positive (wing movements, head or vocalization) or negative (not presented movements of wings, head or vocalization) and the MAC value of the animal was recorded. Negative responses reduced next birds’ MAC value by about 10%, and MAC positive responses increased by about 10%. Statistical analysis was done by methods up and down and analyze quantal for MAC and paired t-test for equivalent or t-test for variances not equal variances for the physiological variables. At the end of the experiment, the birds were reintroduced in the same capture area. The MAC value of isoflurane in the Collective Group was 1.4v% and the Individual Group 1.9v% to 0.903atm. It is observed that guan (P. obscura) in the Collective Group showed lesser anesthetic resistance to isoflurane than the birds in the Individual Group, showing that some levels of social stress can influence the MAC values of the isoflurane.

Abstract in Portuguese:

Este estudo teve como objetivo determinar e avaliar se há diferença nos valores de CAM em jacus (Penelope obscura) capturados em vida livre e submetidos a diferentes condições de estresse social. Foram utilizadas 27 aves da espécie jacu (P. obscura) de vida livre, que depois de capturados foram alocados em dois grupos: 10 animais que permaneceram em grupo no mesmo recinto (Grupo Coletivo) e 17 animais que permaneceram em gaiolas individuais (Grupo Individual). A pesquisa foi realizada na Base de Pesquisa Avançada do IBAMA, Painel/SC, e no Hospital de Clínica Veterinária da Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages/SC. A captura foi realizada utilizando armadilha de rede com desarmamento manual e as aves foram transportadas para o Hospital Veterinário em gaiolas. Os animais foram submetidos a um jejum alimentar de 2 a 6 horas antes do procedimento, a indução anestésica foi realizada com isoflurano para instrumentação. A CAM de isoflurano foi colocada no valor alvo 1,3v% no primeiro animal de cada grupo, e esperado 15 minutos para realização do estímulo nociceptivo (elétrico), no valor de 50 hertz e 50mA, realizado de forma farádica (3 estímulos simples consecutivos, seguidos de 2 estímulos contínuos). O estímulo foi realizado na face lateral do membro pélvico esquerdo na região tibiotársica, e os eletrodos fixados com agulha 22G a uma distância de 5cm entre elas. A resposta da ave ao estímulo foi considerada positiva (movimentos de asas, cabeça ou vocalização) ou negativa (não apresentou movimentos de asas, cabeça ou vocalização) e o valor de CAM do animal foi registrado. Para resultados negativos, a CAM da próxima ave foi reduzida em torno de 10%, para positivos a CAM foi aumentada em torno de 10%. A análise estatística foi feita pelos métodos up and down e análise quantal para a CAM e teste t de pareado para variâncias equivalentes ou teste t para variâncias não equivalentes para as variáveis fisiológicas. Ao final do experimento as aves utilizadas foram reintroduzidas na mesma área de captura. O valor da CAM de isoflurano no Grupo Coletivo foi de 1,4v% e no Grupo Individual a CAM de 1,9v% a 0,903atm, sendo o valor do Grupo Coletivo significativamente menor que o Grupo Individual. Observa-se assim que os jacus (P. obscura) que permaneceram em recinto coletivo apresentaram uma menor resistência anestésica ao isoflurano que as aves que permaneceram em recintos individuais, mostrando que alguns níveis de estresse social como os observados aqui podem influenciar sobre os valores da CAM do isoflurano.


#5 - Causes of mortality of seabirds stranded at the Northeastern coast of Brazil

Abstract in English:

The aim of this work was to determine the main species of stranded seabirds at the Northeastern coast of Brazil in addition to the most frequent causes of stranding and mortality. The study was conducted in a monitored area for three years (2012-2014), from the coastline of south Alagoas through north coast of Bahia encompassing 254km of coast. The seabirds found alive during the monitoring were sent to rehabilitation, clinically examined and the carcasses were removed, necropsied and histopathologically analyzed. A total of 1.347 seabirds were found stranded. Of these, 378 were found alive and sent to rehabilitation. From the 969 dead seabirds 806 were unsuitable for necropsy, being only 163 submitted to necropsy and histopathological analysis. Calonectris borealis, Puffinus gravis and Puffinus puffinus were the main seabirds stranded in the studied area. Most stranding occurred from March to June with an increase during April and May for the most species of seabirds. The main clinical signs of stranded seabirds consisted of inappetence, apathy, low body score, hypothermia, flying or movement difficulty and prolonged recumbency. Natural causes followed by infectious diseases and anthropogenic environmental factors were the main causes of death of seabirds stranded on the Northeastern coast of Brazil.

Abstract in Portuguese:

O objetivo deste trabalho foi determinar as principais espécies de aves marinhas encalhadas na costa do Nordeste do Brasil, bem como as mais frequentes causas de encalhe e mortalidade. O estudo foi desenvolvido em área monitorada durante três anos (2012-2014), entre o litoral sul de Alagoas e o litoral norte da Bahia, perfazendo um total de 254km de extensão da costa. As aves encontradas vivas foram encaminhadas para reabilitação e examinadas clinicamente; as carcaças foram removidas, necropsiadas e os órgãos foram analisados por meio da histopatologia. Um total de 1.347 aves foi encontrado, encalhadas. Dessas, 378 estavam vivas e foram encaminhadas para a reabilitação. Das 969 aves marinhas mortas, 806 estavam impróprias para realização de necropsia, sendo apenas 163 submetidas à necropsia e análise histopatológica. Calonectris borealis, Puffinus gravis e Puffinus puffinus foram as principais espécies encontradas na área estudada. A maioria dos encalhes para grande parte das aves marinhas ocorreram de março a junho, com um aumento durante abril e maio. Os principais sinais clínicos das aves marinhas consistiram em inapetência, apatia, baixo escore corporal, hipotermia, dificuldade de voo ou movimento e decúbito prolongado. Causas naturais, seguidas de doenças infecciosas e fatores antropogênicos, foram as principais causas de mortes de aves marinhas encalhadas na costa do Nordeste do Brasil.


#6 - Is it possible to integrate livestock into biodiversity conservation? Case study of sheep depredation by puma (Puma concolor)

Abstract in English:

In several parts of Latin America, the expansion of agriculture over the years has caused loss and reduction of wild fauna natural habitat. Recently, deaths of sheep and cattle have increased due to predation by large carnivores and the resulting retaliation by farmers on predators. Consequently, populations of these top predators have been reduced or have got even locally extinct, leading to imbalances on ecosystems, altered because of the carnivore effects on prey dinamics. The objective of this study is to analyse sheep depredation by puma (Puma concolor), in Central Brazil and in the Colombian Andes and point out preventive and mitigating measures that can be implemented in rural areas. From 2005 to 2014, we visited a ranch in Alto Paraguai, Mato Grosso, Brazil for diagnostic purposes and we compared the death of sheep from diseases and depredation attacks. In 2014, we visited a rural area in the central region of Departamento del Valle del Cauca, at 2814m of altitude in the Colombian Andes, to diagnose sheep predation, implement preventive measures, and evaluate their effectiveness. The results reveal that economic losses due to predation are critical on both studied regions and similar to losses by diseases in Mato Grosso state, Brazil. Thus, we recommend the integration of health management, preventive measures as well as mitigation of depredatory attacks at the local scale and we discuss potential sustainable measures that can be locally implemented by farmers. Furthermore, we recommend that public policies should incorporate scientific results on human-wildlife conflicts to be effective, considering both livestock management and biodiversity conservation.

Abstract in Portuguese:

Em diversas partes da América Latina, a perda e diminuição do habitat natural de animais silvestres ocorre em função do aumento das atividades agropecuárias. Nos últimos anos o número de mortes de animais de criação por depredação tem aumentado, bem como a consequente retaliação aos predadores. Como resultado destas ações, ocorre à extinção ou redução das populações destes predadores de topo, provocando perdas ecológicas. Esse estudo teve como objetivo apontar medidas preventivas e mitigatórias da depredação de ovinos por onça-parda (Puma concolor). Através da análise de dois estudos de casos de depredação no Centro-Oeste brasileiro e na região dos Andes Colombianos, levantamos soluções alternativas sustentáveis para que profissionais e criadores possam se prevenir desta ameaça ao rebanho ovino. Um estudo de caso foi realizado em fazenda no município de Alto Paraguai, Mato Grosso. Entre os anos 2005 e 2014 houve visitas na propriedade para diagnóstico de doenças e realizou-se estudo comparativo da quantidade de mortes por doenças com as mortes por depredação. No ano de 2010 ocorreu um ataque depredatório que resultou em morte de seis ovinos. Em 2014, realizou-se um estudo na região central do Departamento del Valle del Cauca, há 2814m de altitude nos Andes colombianos, para diagnosticar a depredação de gado na região e implementar medidas para prevenir sua ocorrência e avaliar sua eficácia. No total, foram implementadas medidas anti-depredação sobre oito propriedades, e entre elas, um curral com cerca elétrica para ovelhas foi implementada em uma fazenda no município de Tuluá. Os resultados mostram que as perdas econômicas por depredação são graves nas duas regiões estudadas e se equiparam a perdas por doenças no estudo de caso em Mato Grosso, Brasil. Portanto recomenda-se a combinação entre o manejo sanitário, métodos de prevenção e, se necessário, mitigação de ataques depredatório. Além disso, legisladores devem se associar a pesquisadores para traçar estratégias efetivas para esse sério problema na América Latina.


#7 - Suture and venous traction test analysis in dogs fixed in alcohol and preserved in saline solution, 38(9):1834-1837

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pelógia M.E.S., Cerqueira E.S.F., Silveira C.P.B., Rolim G.S., Fechis A.D.S., Rocha T.A.S.S., Laus J.L. & Oliveira F.S. 2018. Suture and venous traction test analysis in dogs fixed in alcohol and preserved in saline solution. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1834-1837. Universidade Estadual Paulista, Via de acesso Paulo Donato Castelane, Jaboticabal, SP 14884‑900, Brazil. E-mail: singaretti@fcav.unesp.br The objective of this research was to determine in necropsied dogs the best time for fixation in ethylic alcohol (EA) and preservation in 30% sodium chloride aqueous solution (SCAS 30%), aiming micro-surgical training. Five groups of necropsied dogs (G1 to G5) were fixed with EA, and put in boxes containing EA for 30 (G2), 60 (G3), 90 (G4) or 120 days (G5). After that, each group was preserved in SCAS 30% for 120 days. The control group (G1) was composed by cadavers without fixation/preservation. At the end of each period, two fragments of external jugular vein per cadaver were collected, for traction test. Immediately after the collection, the cadavers femoral veins were evaluated (by 2 people) regarding the suture quality in binocular surgical microscope, and attributed scores from 0 (bad) to 5 (excellent), regarding the fresh samples. The average at the maximum rupture strength of the G3 fixation end (21.51N), such as the average of the G2 preserving end (21.62N) remained closer to the control group (19.98N) and the G2 was the group with the best score for venous suture training. The EA was efficient as a fixative just like SCAS as a dog cadavers’ preservative. The small change of the traction test values, together with the best suture score, indicated the group kept for 30 days in EA and SCAS (G2) as the best for venous micro-surgical training.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pelógia M.E.S., Cerqueira E.S.F., Silveira C.P.B., Rolim G.S., Fechis A.D.S., Rocha T.A.S.S., Laus J.L. & Oliveira F.S. 2018. Suture and venous traction test analysis in dogs fixed in alcohol and preserved in saline solution. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1834-1837. Universidade Estadual Paulista, Via de acesso Paulo Donato Castelane, Jaboticabal, SP 14884‑900, Brazil. E-mail: singaretti@fcav.unesp.br O objetivo deste trabalho foi determinar, em cadáveres de cães, o melhor tempo para fixação em álcool etílico (AE) e conservação em solução aquosa de cloreto de sódio (SACS) a 30% visando o treinamento microcirúrgico. Cadáveres de cinco grupos (G1 a G5) foram fixados com AE e colocados em caixas contendo AE por 30 (G2), 60 (G3), 90 (G4) ou 120 days (G5). Depois, cada grupo foi conservado em SACS 30% por 120 dias. O grupo controle (G1) foi composto de cães sem fixação/conservação. Ao final de cada período, 2 fragmentos da veia jugular externa por cadáver foram coletados para o teste de tração. Imediatamente após a coleta, as veias femorais foram avaliadas (por 2 pessoas) em relação à qualidade da sutura em microscópio cirúrgico binocular, e atribuídos escores de 0 (péssimo) à 5 (excelente), em relação às amostras frescas. A média da força máxima de ruptura no G3 no final da fixação (21,51N), assim como a média do G2 no final da conservação (21,62N) foram as que mais se mantiveram próxima do grupo controle (19,98N) e o G2 foi o grupo com o melhor escore para treinamento da sutura venosa. O AE foi eficiente como fixador assim como a SACS foi efetiva na conservação de cadáveres de cães. A pequena alteração nos valores do teste de tração, junto com o melhor escore para sutura, indicaram o grupo mantido por 30 dias em AE e SACS (G2) como o melhor para treinamento venoso microcirúrgico.


#8 - Spotted Fever Group Rickettsiae in dogs at the surroundings of Conservation Units in the state of Rio de Janeiro: serological survey and associated factors, 37(11):1307-1312

Abstract in English:

ABSTRACT.- Campos S.D.E., Cunha N.C., Machado C.S.C., Souza T.V.T., Fonseca A.B.M., Pinter A., Fonseca A.H. & Almosny N.R.P. 2017. [Spotted Fever Group Rickettsiae in dogs at the surroundings of Conservation Units in the state of Rio de Janeiro: serological survey and associated factors.] Circulação de Rickettsias do Grupo da Febre Maculosa em cães no entorno de Unidades de Conservação Federais do estado do Rio de Janeiro: evidência sorológica e fatores associados. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(11):1307-1312. Departamento de Patologia e Clínica Veterinária, Universidade Federal Fluminense, Rua Vital Brazil Filho 64, Santa Rosa, Niterói, RJ 24230-340, Brazil. E-mail: s.destri@gmail.com Diseases caused by Rickettsiae have wide distribution and are associated with arthropods. Rickettsia rickettsii is the most pathogenic species of the Spotted Fever Group (SFG) and responsible for the Brazilian Spotted Fever. In the southeast the disease is endemic and serological surveys have demonstrated the presence of antibodies to SFG antigens in dogs, reinforcing the participation of the dog as sentinels. The main vectors are Amblyomma ticks, for which hosts are often wildlife animals. The aim of this study was to evaluate the presence of SFG Rickettsiae in the surroundings of Conservation Units (UC) at the state of Rio de Janeiro by Indirect Immunofluorescence Assay in dogs, and determine associated factors. Serum samples of 155 dogs were tested, with 16.1% of the seropositive animals at least to one of the antigens tested. There was an association between seroreactivity dogs and access to rainforest fragments; lack of veterinary care assistance; lack of actions against ticks; and family income up to two minimum salaries. Dogs with this profile had a higher chance of being exposed to SFG Rickettsiae. According to logistic regression, not going to rainforest areas was considered a protective factor for the dog along with the existence of veterinary care assistance and treatment against ticks. It was concluded that the SFG pathogens are present in the surroundings of UC studied, and possibly both R. rickettsii and R. parkeri are infecting dogs, since the animals showed exposure to both agents. We emphasize the participation of the veterinary and the adoption of the tick control measures as tools in preventing rickettsial infection.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Campos S.D.E., Cunha N.C., Machado C.S.C., Souza T.V.T., Fonseca A.B.M., Pinter A., Fonseca A.H. & Almosny N.R.P. 2017. [Spotted Fever Group Rickettsiae in dogs at the surroundings of Conservation Units in the state of Rio de Janeiro: serological survey and associated factors.] Circulação de Rickettsias do Grupo da Febre Maculosa em cães no entorno de Unidades de Conservação Federais do estado do Rio de Janeiro: evidência sorológica e fatores associados. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(11):1307-1312. Departamento de Patologia e Clínica Veterinária, Universidade Federal Fluminense, Rua Vital Brazil Filho 64, Santa Rosa, Niterói, RJ 24230-340, Brazil. E-mail: s.destri@gmail.com Doenças causadas por rickettsias tem ampla distribuição geográfica e estão associadas a artrópodes hematófagos. Rickettsia rickettsii é espécie mais patogênica do Grupo da Febre Maculosa (GFM) e responsável pela Febre Maculosa Brasileira. No sudeste do país a doença é endêmica e inquéritos sorológicos tem demonstrado presença de anticorpos para antígenos do GFM em cães, reforçando a participação do cão como sentinela. Os principais vetores são carrapatos do gênero Amblyomma, cujos hospedeiros são, muitas vezes, animais de vida silvestre. Assim, objetivou-se avaliar a circulação de rickettsias do GFM no entorno de Unidades de Conservação (UC) no Rio de Janeiro por meio da Imunofluorescência Indireta em cães, além de determinar os fatores associados. Amostras de soro de 155 cães foram testadas, sendo 16,1% dos animais sororreagentes pelo menos a um dos antígenos testados. Houve associação entre a sororreatividade dos cães e o acesso à mata; falta de assistência médico-veterinária; falta de medidas contra carrapatos; e renda familiar do responsável de até dois salários mínimos. Cães com este perfil apresentaram maior chance de serem expostos aos agentes do GFM. De acordo com o modelo de regressão logística, não frequentar áreas de mata foi considerado um fator de proteção para o cão, juntamente com possuir acompanhamento médico-veterinário e receber medidas contra carrapatos. Concluiu-se que patógenos do GFM circulam no entorno das UC estudadas, sendo possível que R. rickettsii e R. parkeri infectem cães, uma vez que os animais demonstraram exposição aos dois agentes. Ressalta-se a participação do veterinário e a adoção de medidas de combate a carrapatos como ferramentas na prevenção da infecção rickettsial.


#9 - Gliceryn can replace formaldehyde for anatomic conservation, 36(7):671-675

Abstract in English:

ABSTRACT.- Karam R.G., Cury F.S., Ambrósio C.E. & Mançanares C.A.F. 2016. [Gliceryn can replace formaldehyde for anatomic conservation.] Uso da glicerina para a substituição do formaldeído na conservação de peças anatômicas. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(7):671-675. Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Orlando Marques de Paiva 87, Bloco 17, Piso Superior, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508 270, Brazil. E-mail: fcury@usp.br The formalization is the main form of body and anatomic conservation, mainly due to its low cost. The technique is based on the use of formaldehyde (5-20%) as fixative and preservative. However there are several negative factors on their use, unpleasant smell, browning, weight gain and stiffness of parts and serious environmental problems if disposed of incorrectly, and is a product classified by the International Agency for Research on Cancer as highly carcinogenic. There are several options to replace formaldehyde and glicerinação is one of them, whose which will be treated in this work. Glycerin dehydrates the cell and acts as antifungal and antibacterial, and has many advantages compared to formaldehyde. But its cost is still high and this explains their limited use in the anatomy lab. This work aims to show the advantages of using glycerin in relation to formaldehyde and propose a possible replacement of this carcinogen to preserve the health of students, staff and teachers within the laboratory, and allows a more pleasant environment for learning.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Karam R.G., Cury F.S., Ambrósio C.E. & Mançanares C.A.F. 2016. [Gliceryn can replace formaldehyde for anatomic conservation.] Uso da glicerina para a substituição do formaldeído na conservação de peças anatômicas. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(7):671-675. Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Orlando Marques de Paiva 87, Bloco 17, Piso Superior, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508 270, Brazil. E-mail: fcury@usp.br A formalização é a principal forma de conservação de corpos e peças anatômicas, devido principalmente ao seu baixo custo. A técnica baseia-se na utilização do formaldeído (5-20%) como fixador e conservador. Entretanto existem vários fatores negativos à sua utilização, como odor desagradável, escurecimento, aumento de peso e rigidez das peças e sérios problemas ambientais quando descartada de forma incorreta, além de ser um produto classificado pela Agência Internacional de Pesquisas em Câncer como altamente cancerígeno. Existem várias opções para substituir o formaldeído, a glicerinação é uma delas, cujo será tratada neste trabalho. A glicerina atua como antifúngico e bactericida, além de ter muitas vantagens em relação ao formol, tratando-se de odor, textura e coloração, além de não ser prejudicial a saúde. Porém o seu custo ainda é elevado e isso explica sua pouca utilização em laboratórios de anatomia. Este trabalho tem como objetivo mostrar as vantagens do uso da glicerina em relação ao formol e propor uma possível substituição deste produto cancerígeno para preservar a saúde dos alunos, funcionários e professores dentro do laboratório, além de permitir um ambiente mais agradável para o aprendizado.


#10 - Occurrence of antibodies to Toxoplasma gondii in wild birds from three Federal Conservation Units of Paraíba and Bahia, Brazil, 36(2):103-107

Abstract in English:

ABSTRACT.- Andrade L.H.M., Lugarini C., Oliveira R.A.S., Silva L.T.R., Marvulo M.F.V., Garcia J.E., Dubey J.P. & Silva J.C.R. 2016. [Occurrence of antibodies to Toxoplasma gondii in wild birds from three Federal Conservation Units of Paraíba and Bahia, Brazil.] Ocorrência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii em aves silvestres de três Unidades de Conservação Federais da Paraíba e Bahia. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):103-107. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Dom Manoel de Medeiros s/n, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: hellen_mac_vet@hotmail.com Surveillance and monitoring of wildlife pathogens are essential in the environmental context and human public health, as these animals act as sentinels, reflecting environmental changes early on, whath gives more efficient environmental monitoring and allows quick access to information on the conditions of area. Birds are important in the epidemiology and life cycle of Toxoplasma gondii, because their tissues are important source of protein in the diet of felids and humans. The objective was to determine antibodies to Toxoplasma gondii in wild birds from three Federal Conservation Units of the states of Paraíba and Bahia by Modified Agglutination Test (MAT). From December 2011 to October 2013, 222 wild birds of 67 species from 27 families and 12 Orders were captured with mist nets. Blood samples were then collected and the serum was separated by centrifugation. The sera were tested (MAT≥1:25) using formalin-fixed whole tachyzoites and 2-mercaptoethanol. Antibodies to T. gondii were found in 3 of 222 (1.3%) birds: in 1 of 16 (6.2%) white-lined tanager (Tachyphonus rufus, titer 50), in 1 of 5 (20%) gray-fronted dove (Leptotilla rufaxila, titer 50), and in 1 of 1 (100%) ashy-throated casiornis (Casiornis fuscus, titer 25). This is the first report of occurrence of antibodies to T. gondii in these tree bird species from two Federal Conservation Units.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Andrade L.H.M., Lugarini C., Oliveira R.A.S., Silva L.T.R., Marvulo M.F.V., Garcia J.E., Dubey J.P. & Silva J.C.R. 2016. [Occurrence of antibodies to Toxoplasma gondii in wild birds from three Federal Conservation Units of Paraíba and Bahia, Brazil.] Ocorrência de anticorpos anti-Toxoplasma gondii em aves silvestres de três Unidades de Conservação Federais da Paraíba e Bahia. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):103-107. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Dom Manoel de Medeiros s/n, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: hellen_mac_vet@hotmail.com A vigilância e monitoramento de doenças em animais silvestres são imprescindíveis no contexto ambiental e de saúde pública, pois estes animais agem como sentinelas, refletindo alterações ambientais precocemente, o que proporciona maior eficácia no monitoramento ambiental e permite o acesso rápido a informações sobre as condições da área. Neste contexto, as aves são importantes no ciclo biológico do Toxoplasma gondii e na epidemiologia da toxoplasmose, principalmente porque seus tecidos representam importantes fontes de proteína na alimentação de felídeos e humanos. Objetivou-se detectar anticorpos anti-T. gondii, por meio do teste de aglutinação modificada em aves silvestres de três Unidades de Conservação (UC) Federais dos Estados da Paraíba e Bahia. No período de dezembro de 2011 a outubro de 2013 foram capturadas com redes de neblina 222 aves silvestres pertencentes a 67 espécies, 27 famílias e 12 ordens. Após a captura, foi colhido sangue de cada animal e separado o soro, que foi submetido ao Teste de Aglutinação Modificada (MAT≥1:25) utilizando taquizoítos inativados na formalina e 2-mercaptoetanol. Dentre as 222 amostras analisadas, três (1,3%) foram sororreagentes: 1 de 16 (6,2%) pipira-preta Tachyphonus rufus (título 50), 1 de 5 (20%) juriti-gemedeira Leptotila rufaxilla (título 50) e 1 de 1 (100%) caneleiro-enxofre Casiornis fuscus (título 25). Este é o primeiro relato da ocorrência de anticorpos anti-T. gondii nas referidas espécies de aves silvestres de vida livre nas duas UC Federais estudadas.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV