Resultado da pesquisa (6)

Termo utilizado na pesquisa erradicação

#1 - Adverse effects of foot-and-mouth disease vaccine in dairy cattle

Abstract in English:

Foot-and-mouth disease represents an important barrier to the international commerce of animal products, potentially associated with significant economic losses. The systematic vaccination of bovines and buffaloes was fundamental for the eradication of this disease; however, the use of vaccines can lead to reactions at the application site. The objectives of this study were to evaluate the effects of the vaccination protocol to the production of dairy cows and to observe the occurrence of vaccinal reactions in the animals. At one property located in the municipality of Salvador do Sul, Rio Grande do Sul, 270 dairy cows were vaccinated against foot-and-mouth disease in May 2019. The vaccine was administered via a subcutaneous application using disposable syringes and needles for each animal. Inspection of the animals was performed before and 20 days after the vaccination to verify the presence of reactions to the vaccine. The study’s sample was set by convenience, including 203 lactating animals with or without bovine somatotropin (BST) administration during the data collection period, which was limited to 20 days before and 20 days after the vaccination. Milk production data was obtained through SmartDairy® HerdMetrix™ software, tabulated in electronic spreadsheets using Microsoft Excel® and processed using the program SAS®, considering a 5% significance level for mixed model statistical analysis. A total of 160 animals (78.82%) presented local lesions at the application site, even when the recommended vaccination practices were followed, suggesting that the high reaction power was provoked by the vaccinal components. In regards to milk production, a statistically significant (p<0.05) decrease of 0.30kg of milk per animal/day was observed in the average daily production in the 20 days post-vaccination. These results demonstrate the local and systemic effects caused by the foot-and-mouth disease vaccine, evidenced by reduced levels of milk production and the occurrence of vaccine reactions, implying significant economic losses.

Abstract in Portuguese:

A febre aftosa representa uma importante barreira no comércio internacional de produtos de origem animal, podendo acarretar em significativas perdas econômicas. A vacinação sistemática de bovinos e bubalinos foi fundamental para a erradicação da doença. No entanto, a utilização de vacinas pode causar reações no local da aplicação. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da vacina em bovinos leiteiros e observar a incidência de reações vacinais no local de aplicação. O estudo foi realizado numa propriedade leiteira do município de Salvador do Sul, Rio Grande do Sul, onde foram vacinados 270 bovinos contra febre aftosa no mês de maio de 2019. A vacina foi administrada por via subcutânea, com seringas e agulhas descartáveis para cada animal. Foi realizada inspeção dos animais antes da vacinação e 21 dias após a vacinação, para verificar a presença de reações vacinais. A amostra foi definida por conveniência, incluindo 203 vacas em lactação com ou sem administração de somatotropina bovina (BST) durante o período de coleta de dados, que l foi de 20 dias antes e 20 dias após a vacinação. Estes dados de produção de leite foram obtidos através do software SmartDairy® HerdMetrix™, tabulados em planilhas eletrônicas do Microsoft Excel® e processados usando o programa SAS®, considerando 5% de nível de significância para uma análise estatística modelo misto. Foi observado que 160 (78,82%) vacas apresentaram lesões no local de aplicação, mesmo quando a aplicação era realizada de acordo com as boas práticas de vacinação, o que indica o alto poder de reação provocada pelos componentes da vacina. Em relação à produção de leite, observou-se uma redução significativa (p<0,05) na produção média diária de 0,30kg de leite por animal/dia nos 21 dias após a vacinação. Esses resultados demonstram os efeitos locais e sistêmicos provocados pela vacina da febre aftosa, evidenciados pela redução na produção de leite e pela incidência de reações vacinais, o que implica em significativas perdas econômicas.


#2 - Strategy for eradication of outbreaks of Aujeszky’s Disease in pigs in the São Paulo state, 32(11):1121-1126

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oliveira L.G., Oliveira M.E.F., Alexandrino B. & Samara S.I. 2012. [Strategy for eradication of outbreaks of Aujeszky’s Disease in pigs in the São Paulo state.] Estratégia para erradicação de focos da Doença de Aujeszky em suínos no Estado de São Paulo. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(11):1121-1126. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP14884-900, Brazil. E-mail: luis.guilherme@cda.sp.gov.br This study aimed to evaluate strategies for eradication of Aujeszky Disease (AD) virus infection after outbreaks in swine production systems in Sao Paulo state. Two outbreaks were identified in Cerqueira César county. The first outbreak coursed with seropositive pigs (outbreak 1), and the other with pigs presenting clinical signs (outbreak 2). In order to eradicate the infection, two sanitary strategies were tested: (1) eradication of animals with positive serology and (2) by gradual depopulation, with a follow up of 12 months. The serology eradication was used in outbreak 1, and included the identification, isolation and slaughter of positive animals; followed by vaccination of negative animals and replacement with pigs from farms free of the disease. At the beginning, 68% of pigs were positive, and at the end it declined to 51%. In outbreak 2, gradual depopulation was used, and all animals were sent to sanitary slaughter, until facilities were completely empty. Afterwards, animals free of the disease were used for repopulation. It was seen that the last strategy was more effective because eradicated the infection.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Oliveira L.G., Oliveira M.E.F., Alexandrino B. & Samara S.I. 2012. [Strategy for eradication of outbreaks of Aujeszky’s Disease in pigs in the São Paulo state.] Estratégia para erradicação de focos da Doença de Aujeszky em suínos no Estado de São Paulo. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(11):1121-1126. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Reprodução Animal, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP14884-900, Brazil. E-mail: luis.guilherme@cda.sp.gov.br Este trabalho teve como objetivo a avaliação de duas estratégias para erradicação de focos da doença de Aujeszky (DA) em suínos criados comercialmente no estado de São Paulo. Foram identificados dois focos da enfermidade, no município de Cerqueira César, um apresentando somente animais sororreagentes (Foco 1) e outro, casos clínicos da doença (Foco 2). Foram avaliadas duas estratégias de erradicação, uma por eliminação dos sororreagentes e outra por despovoamento gradual, com acompanhamento durante 12 meses. A erradicação por eliminação dos sororreagentes foi aplicada no Foco 1 e compreendeu na identificação por exame sorológico, isolamento e abate dos positivos; vacinação dos negativos e reposição no plantel com animais provenientes de propriedade livre. No início dos trabalhos, 68% do plantel era positivo e ao final 51%. No Foco 2 utilizou-se o despovoamento gradual, onde todos os animais foram enviados ao abate sanitário, realizado vazio sanitário nas instalações, seguido pelo repovoamento com animais livres. Esta última estratégia, nas condições desse trabalho, mostrou-se a mais eficaz, pois erradicou a DA.


#3 - Eradication or integrated managment of neotropical myiases of the Americas?, 23(32):131-138

Abstract in English:

ABSTRACT.- Moya Borja G.E. 2003. [Eradication or integrated managment of neotropical myiases of the Americas?] Erradicação ou manejo integrado das miíases neotropicais das Américas? Pesquisa Veterinária Brasileira 23(3):131-138. Departamento de Parasitologia, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23851-970, Brazil. E-mail: gemoya@ufrrj.br The eradication of the screwworm, Cochliomyia hominivorax, from USA, Central America and the North of Africa has been achieved by rearing and releasing sterile males. Why we do not decide to eradicate this insect from the southamerican countries too? ln this paper the scientific, ecological and economic reasons before taking such a courageous decision are discussed. The human botfly, Dermatobia hominis, has not been eradicated from any country, because there is so far no technique available for mass production in artificial diets. Studies on dispersion, sexual behavior and aggregation sites of the adults in the field are also not known. Why the neotropical myiases will continue to be treated basically with chemicals, recommendations for insecticide resistance management and studies on alternative methods are discussed trying to apply in the future an ecologically based pest management of the screwworm and the human botfly.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Moya Borja G.E. 2003. [Eradication or integrated managment of neotropical myiases of the Americas?] Erradicação ou manejo integrado das miíases neotropicais das Américas? Pesquisa Veterinária Brasileira 23(3):131-138. Departamento de Parasitologia, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23851-970, Brazil. E-mail: gemoya@ufrrj.br A erradicação da bicheira, Cochliomyia hominivorax dos EUA, da América Central e do Norte da África tornou-se uma realidade criando e liberando machos estéreis. Por que nos não decidimos também erradicar este inseto da América do Sul? Antes de tomar uma atitude corajosa, nós discutiremos neste trabalho as razões científicas, ecológicas e econômicas. O berne, Dermatobia hominis não tem sido erradicado de nenhum pais, devido a que não dispomos de técnicas para sua criação massal em dietas artificiais. Estão faltando também estudos sobre a dispersão, comportamento sexual e sítios de agregação dos adultos no campo. Devido a que as miíases continuarão sendo controladas basicamente com inseticidas, recomendações para manejar a resistência aos inseticidas e estudos sobre métodos alternativos são discutidos visando um Manejo Integrado do berne e da bicheira com fundamentos ecológicos.


#4 - Eradication of Herpesvirus Bovine-1 (BHV-1) from a dairy cattle herd with a semi-intensive management., 18(2):65-68

Abstract in English:

ABSTRACT.- Del Fava C., De Stefano E., Pituco E.M., Bilynsky J.M.C.V., Okuda L.H., Pozzi, C.R., Veríssimo C.J. & Demarchi J.J.A.A. 1998. [Eradication of Herpesvirus Bovine-1 (BHV-1) from a dairy cattle herd with a semi-intensive management.] Erradicação do Herpesvírus Bovino- 1 (BHV-1) de um rebanho bovino leiteiro em manejo semi-intensivo. Pesquisa Veterinária Brasileira 18(2):61-68. Instituto de Zootecnia, Cx. Postal 60, Nova Odessa, SP 13460-000, Brazil. To eradicate the BHV-1 from a dairy cattle herd without vaccination, a preliminar serological survey was performed in 154 animals, that revealed 15.6% seropositives for BHV- 1. The test used was serum neutralization with the microtitration technique. The seropositive nonpregnant cows were immediately eliminated from the herd and the pregnant cows were isolated and eliminated after parturiation. The calves with colostral antibodies were kept in the herd. There were no seropositive animals between the 6 to 12 months old calves and the heifers. The animals were monitored serologically every 3 months for 21 months and afterwords in 2 semestral intervals. The seropositive nonpregnant, pregnant and the nursing cows were the source of BHV-1 infecction. In order to maintain a BHV-1 free herd, measurements of control had been taken, as the utilization of virus-free semen, quarantine when animals were introduced into the herd, and semestral serological surveys. Through these measurements the farm has been BHV-1 free for 18 months.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Del Fava C., De Stefano E., Pituco E.M., Bilynsky J.M.C.V., Okuda L.H., Pozzi, C.R., Veríssimo C.J. & Demarchi J.J.A.A. 1998. [Eradication of Herpesvirus Bovine-1 (BHV-1) from a dairy cattle herd with a semi-intensive management.] Erradicação do Herpesvírus Bovino- 1 (BHV-1) de um rebanho bovino leiteiro em manejo semi-intensivo. Pesquisa Veterinária Brasileira 18(2):61-68. Instituto de Zootecnia, Cx. Postal 60, Nova Odessa, SP 13460-000, Brazil. Com o objetivo de erradicar o BHV-1 de um rebanho bovino leiteiro de alto valor genético sem a utilização de vacina, foi realizado um exame sorológico prévio em 154 animais, onde constatou-se 15,6% de reagentes ao BHV-1. A técnica utilizada foi a soroneutralização em microplacas. Dentre os animais soropositivos, as vacas vazias foram descartadas imediatamente e as prenhes isoladas e descartadas após o parto. Os bezerros apresentaram anticorpos colostrais até os seis meses de idade, motivo pelo qual não foram descartados; nos bezerros de 6 a 12 meses de idade e nas novilhas não foram diagnosticados animais soropositivos. Os animais foram examinados trimestralmente, por 21 meses, seguido de mais duas coletas semestrais. As vacas secas, prenhes e em lactação, soropositivas, revelaram ser a fonte de infecção do BHV-1. A manutenção de rebanho livre é possível, desde que sejam adotadas medidas como a utilização de sêmen livre de BHV-1, realização de quarentena no ingresso de animais e exames sorológicos anuais visando impedir a reintrodução do vírus. Com o conjunto destas medidas adotadas, a fazenda encontra-se há 18 meses livre do BHV-1.


#5 - Eradication of Aujeszky's disease virus from reproductive swine herds using the test-and-removal method of antibody-positive pigs

Abstract in English:

Five reproductive herds and an Artificial Insemination Center with swine that had precipitating and/or neutralizing antibody for Aujeszky's disease virus (ADV) were identified in the State of Santa Catarina. ADV was eradicated on the basis of repeated testing followed by identification and removal of swine with antibody to ADV. The rates of infection detected in these herds were, respectively, 17%, 1.5%, 21.1%, 2.1%, 5.2% and 0.4%. The identification of antibody positive swine was initially made utilizing the plate immunodiffusion (ID) test and later, using the micro serumneutralization test associated or not to the ID test. In three herds, ADV was eradicated after the removal of antibody-positive swine identified in the first testing, indicating lack of lateral spread of the ADV strains involved. In two herds, ADV was eradicated only after the removal of positive swine identified in the second testing, indicating little lateral spread of the viruses involved. In one herd, ADV was only eradicated after the removal of antibody-positive swine identified in the third testing. The intervals between consecutive testings, varied between four and 28 weeks. It is concluded that ADV can be eradicated from infected herds through repeated testing and the immediate removal of swine with antibody for ADV.

Abstract in Portuguese:

No Estado de Santa Catarina, foram identificados cinco plantéis de reprodutores e uma Central de Inseminação Artificial que possuíam suínos com anticorpos precipitantes e/ou neutralizantes para o vírus da doença de Aujeszky (VDA). A erradicação baseou-se na testagem repetida, identificação e remoção de suínos com anticorpos para o VDA. As taxas de infecção detectadas nos seis plantéis foram, respectivamente de: 17; 1,5; 21,1; 2,1; 5,2 e 0,4%. A identificação dos suínos com anticorpos foi realizada, inicialmente, utilizando-se o teste de imunodifusão em placa e, posteriormente, através do teste de soroneutralização em microplacas, associado ou não ao teste de imunodifusão. Após a primeira testagem, foi possível erradicar o VDA em três destes plantéis, através da identificação e remoção dos suínos com anticorpos, indicando a não ocorrência da disseminação lateral dos VDA envolvidos. Em dois plantéis, o VDA foi erradicado somente após a remoção de suínos positivos, identificados na segunda testagem, indicando escassa disseminação lateral dos vírus envolvidos. Em um plantel, o VDA somente foi erradicado após a remoção dos suínos com anticorpos, identificados na terceira testagem. Os intervalos entre testagens consecutivas, variaram entre quatro e 28 semanas. Concluiu-se que o VDA pode ser erradicado de plantéis infectados através de testagem repetida e a imediata eliminação de suínos portadores de anticorpos para o VDA.


#6 - A comparison of productivity traits of dams, shedders and non-shedders of the groupspecific antigen of avian lymphoid leukosis viroses and their progeny

Abstract in English:

White Leghorn hens of two lines, selected as non-shedders of the group-specific antigen (gs-ag) of àvian lymphoid leukosis viroses (LLV) in the albumen of their fresh unincubated eggs, produced significantly more eggs (p < 0.01) during seven consecutive-laying periods of 28 days each, than hens of the sarne lines that had been selected as consistent shedders of the gs-ag of LLV. Eggs were obtained from all dams, incubated, and various parameters of productivity compared. Eggs obtained from non-shedder dams had better fertility (p < 0.01) than eggs obtainedfrom shedder dams of the sarne line. Superior embryo viability was observed in only one of the non-shedder lines. Fertile eggs of both non shedder lines had better hatchability (p < 0.01) and yielded a higher percentage of good quality chicks (p < 0.01) than eggs from correspondig shedder hens. Progeny obtained from non-shedder dams had lower non-specific mortality (p < 0.01) anda higher rate of body weight gain (p < 0.01) than the progeny obtained from shedder dams. It is concluded that inapparent infection of White Leghorn dams with avian LLV reduces egg production and affects the productivity of their progeny. Since the methodology available for reducing infection rates or eradicating LLV is relativiely simple, it is recommended that Brazilian poultry suppliers start programs to control exogenous LLV in thefr grandparental stocks.

Abstract in Portuguese:

Matrizes Leghorn brancas de duas linhagens que tinham sido selecionadas como não eliminadoras do antígeno específico de grupo (ag-gs) dos vírus da leucose linfóide (VLL) aviária na albumina de ovos frescos não incubados, produziram um maior número de ovos (p < 0,01) durante sete períodos consecutivos de postura de 28 dias cada um, que as matrizes das mesmas linhagens selecionadas como eliminadoras constantes de ag-gs dos VLL aviária. Ovos foram obtidos de todas as matrizes, incubados e vários parâmetros de produtividade foram comparados. Os ovos obtidos das matrizes não eliminadoras de ag-gs tiveram maior fertilidade (p < 0,01) que os ovos obtidos de matrizes eliminadoras da mesma linhagem. Uma melhor viabilidade embrionária foi somente observada em uma das linhagens não eliminadoras de ag-gs. Os ovos férteis derivados das duas linhagens não eliminadoras tiveram uma eclosão superior (p < 0,01) e percentagem maior de pintos eclodidos de boa qualidade (p < 0,01) que os ovos das matrizes eliminadoras correspondentes. As progênies obtidas das linhagens não eliminadoras acusaram menor mortalidade (p < 0,01) e maior ganho de peso corporal (p < 0,01) que as progênies obtidas das linhagens· eliminadoras. Conclui-se que a infecção inaparente de matrizes Leghorn brancas com os VLL aviária afeta tanto a produção de ovos, como a fertilidade, viabilidade e eclodibilidade dos mesmos, assim como o crescimento e a mortalidade observada durante as primeiras semanas de vida. Desde que, a metodologia disponível para reduzir as taxas de infecção ou erradicar os VLL aviária é relativamente simples, recomenda-se que as firmas fornecedoras de aves matrizes operando no Brasil, iniciem programas de controle dos VLL aviária nos seus plantéis de avós.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV