Resultado da pesquisa (15)

Termo utilizado na pesquisa turtle

#1 - Morphology and biometry of the reproductive organs of adult males of Trachemys scripta elegans reared in São Paulo state, Brazil

Abstract in English:

Trachemys scripta elegans is an American underwater chelonian illegally marketed in Brazilian pet shops. When abandoned in nature, it compromises native species, threatening local biodiversity. However, little is known about the body development and structure of its reproductive tract. The objective of the present study was to investigate the morphology and biometry of testis, epididymis and penis, as well as the biometry of the body and secondary sexual characters in this species. Twenty-seven adult males were used aiming to contribute to preservation actions in captivity, population control, and scientific research, as well as to interspecific comparisons. Sex identification by the third claw length was effective, and the specimens presented harmonious and positive body development between mass, carapace, plastron, and height, with unimodal tendency and higher frequency of maximum carapace length at 15cm. The testes and epididymides presented biometric similarity between the antimeres and anatomical and histological structure similar to that of other species of chelonians and mammals, except for the type of epithelium. The findings suggest that there is conserved morphology between slider turtles and homology in relation to mammals. Histological similarity to the reproductive organs of other amniotes, including humans, may give rise to scientific and comparative studies, essential for the establishment of conservation strategies in reptiles.

Abstract in Portuguese:

Trachemys scripta elegans é um quelônio subaquático americano ilegalmente comercializado em pet shops brasileiros. Ao ser abandonado na natureza, compromete as espécies nativas, ameaçando à biodiversidade local. No entanto, pouco se conhece sobre o desenvolvimento corporal e a estrutura do seu aparelho reprodutor. O objetivo do presente trabalho foi investigar a morfologia e a biometria dos testículos, epidídimos e pênis, a biometria corporal e dos caracteres sexuais secundários. Foram utilizados 27 machos adultos desta espécie, visando contribuir com ações de preservação em cativeiro, controle populacional e pesquisas científicas, além de comparações interespecíficas. A identificação sexual pelo comprimento da terceira garra foi efetiva e os espécimes apresentaram desenvolvimento corporal harmônico e positivo entre massa, carapaça, plastrão e altura, com tendência unimodal e maior frequência de comprimento máximo de carapaça em 15,0cm. Testículos e epidídimos apresentaram semelhança biométrica entre os antímeros e estrutura anatômica e histológica semelhantes à de outras espécies de quelônios e mamíferos, excetuando-se pelo tipo de epitélio. Os achados sugerem haver morfologia conservada entre os cágados e homologia em relação aos mamíferos. A semelhança histológica com os órgãos reprodutivos de outros amniotas, incluindo os humanos, pode dar ensejo a estudos científicos e comparativos, essenciais para estabelecimento de estratégias de conservação em répteis.


#2 - Morphology of the female genital organs of freshwater turtle Mesoclemmys vanderhaegei, 37(9):1015-1024

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva W.F., Lima R.L., Pinheiro J.N., Brito E.S. & Ferraz R.H.S. 2017. [Morphology of the female genital organs of freshwater turtle Mesoclemmys vanderhaegei.] Morfologia de órgãos genitais femininos de quelônio semi-aquático Mesoclemmys vanderhaegei. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(9):1015-1024. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: walkiria.ferreira@gmail.com Mesoclemmys vanderhaegei (Testudines: Chelidae) is a freshwater turtle with occurrence in Amazon, Tocantins, Paraguai, Paraná and Uruguai rivers basins. Although according to International Union for Conservation of Nature, it has low risk of extinction, there is an uptade necessity of ecological and biological data. Considering that the management and conservation plans are related to a wide knowledge of reproductive biology, a first macroscopic description about the young and adults females of M. vanderhaegei is important. These points were correlated to the specimens size and period of the year. The samples of M. vanderhaegei were collected in Chapada dos Guimarães county, Mato Grosso, Brazil, an area of large natural occurrence of the specimens. Genital organs of seventeen females were fixed in 10% formalin and then dissected to demonstrate the particularities related to external and internal anatomy. The young and adult M. vanderhaegei genitals organs are composed of ovaries and oviducts pairs that dorsolaterally discharge into the cloaca, forming with the ureter, the urogenital papilla. The ovaries are elongated organs with larger cranial and elongated caudal portions. The oviducts, which are in adults very differentiated in its shape and size compared to the young, are long and located laterally to the ovaries. In both age groups, the genital organs are supported by celomatic membrane folds that emerge from the ceiling of the cavity, constituting the mesovary and mesoviduct. In adult females, according to the shape and pattern of the oviduct mucosa, the cranial segment corresponds to the regions of the infundibulum and magnum; the middle segment, the isthmus and the caudal segment identify the uterus and vagina regions. The clitoris is sited on the floor of the urodeum. The carapace linear length and body mass between immature and adult females vary to 134-155.6mm e 134.43-365g respectively. The main part of young females was captured in rainy period and the adults, with and without eggs, at dry period. The macroscopic characteristics of the M. vanderhaegei genital organs are also observed in others Testudines, with the exception of urogenital papilla and by the clitoris presence.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva W.F., Lima R.L., Pinheiro J.N., Brito E.S. & Ferraz R.H.S. 2017. [Morphology of the female genital organs of freshwater turtle Mesoclemmys vanderhaegei.] Morfologia de órgãos genitais femininos de quelônio semi-aquático Mesoclemmys vanderhaegei. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(9):1015-1024. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, Universidade Federal de Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa 2367, Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: walkiria.ferreira@gmail.com O Mesoclemmys vanderhaegei (Testudines: Chelidae) é um quelônio de água doce cuja ocorrência é descrita nas bacias dos rios Amazonas, Tocantins, Paraguai, Paraná e Uruguai. Consta na lista vermelha de espécies ameaçadas da International Union for Conservation of Nature, como espécie de baixo risco, mas que poderá se tornar ameaçada, sendo necessário a atualização de seus dados ecológicos e biológicos. Considerando que planos de manejo e conservação de espécies dependem também de vasto conhecimento sobre a biologia reprodutiva, apresentamos a primeira descrição macroscópica dos órgãos genitais de fêmeas jovens e adultas de M. vanderhaegei correlacionando esses achados ao tamanho do espécime e ao período do ano. Exemplares de M. vanderhaegei foram coletados no município de Chapada dos Guimarães, área de ampla ocorrência natural da espécie. A descrição dos órgãos genitais foi realizada a partir de 17 fêmeas fixadas em formol a 10% e dissecadas para evidenciação de particularidades relacionadas à anatomia externa e interna. Os órgãos genitais M. vanderhaegei jovens e adultas são constituídos por pares de ovários e ovidutos que desembocam dorsolateralmente na cloaca, formando junto com o ureter a papila urogenital. Os ovários são órgãos alongados, com a extremidade cranial mais larga e caudal afunilada, já os ovidutos são longos e localizados lateralmente aos ovários, sendo em adultas, muito diferenciado na sua forma e tamanho em relação ao das jovens. Em ambas faixas etárias, os órgãos genitais são sustentados por pregas de membrana celomática que emergem do teto da cavidade, constituindo os mesovário e mesoviduto. De acordo com a forma e o padrão de mucosa do oviduto em fêmeas adultas, o segmento cranial corresponde as regiões do infundíbulo e magnum, o segmento médio, ao istmo e no caudal identificam-se as regiões útero e vagina. No assoalho do urodeum aloja-se o clitóris. O comprimento retilíneo de carapaça e massa corpórea entre fêmeas imaturas e adultas variam, respectivamente, entre 134-155,6mm e 134,43-365g. A maioria das fêmeas jovens foram capturadas no período chuvoso e as adultas sem e com ovos no período seco. As características macroscópicas dos órgãos genitais observadas em M. vanderhaegei são compartilhadas com outros Testudines, exceto pela papila urogenital e presença do clitóris.


#3 - Evaluation of serum biochemical parameters in Amazon turtles (Podocnemis expansa) hatchlings kept in captivity, 36(12):1186-1189

Abstract in English:

ABSTRACT.- Fonseca L.A., Maia N.L., Girardi F.M.Carvalho Filho W.P., Pimentel F.G. & Braga F.R. 2016. [Evaluation of serum biochemical parameters in Amazon turtles (Podocnemis expansa) hatchlings kept in captivity.] Avaliação de parâmetros bioquímicos séricos em Tartarugas-da-Amazônia (Podocnemis expansa) mantidas em cativeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(12):1186-1189. Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa, Avenida Peter Henry Rolfs s/n, Campus Universitário, Viçosa, MG 36570-000, Brazil. E-mail: leandroabreu@ufv.br Blood samples from the giant river turtle kept in captivity were analyzed in order to evaluate the serum biochemical constituents and relate to what has been reported by other researchers, beyond the purpose of generating further information, given the paucity of data involving this species. The turtle eggs were from the state of Tocantins and were obtained from direct sampling in their natural habitat. After being collected the eggs were kept in incubators and then the puppies were kept in tanks. Samples were collected after chemical restraint of these animals by intracardiac puncture or cardiocentesis. The samples were centrifuged to obtain serum. Biochemical analyzes were processed by kinetic and colorimetric methods, as described by the manufacturer, and the values obtained were: calcium 7.0+1.9mg/dL, phosphorus 2.8±1.2mg/dL, uric acid 1.8±0.8mg/dL, BUN 10.4+3.9mg/dL, alanine aminotransferase (AST) 75.5+33.6 IU/L, total protein 1.9±0.8g/dL, triglycerides 22.9+9.8mg/dL and cholesterol 45.3+19.7mg/dL. It was observed that the values of the evaluated blood components are similar to those found by other researchers in serum biochemical studies with samples of Podocnemis expansa. During this study we observed the paucity of published data on blood parameters of Podocnemis genus, especially P. expansa species, which confirmed the high relevance of the development of further research involving this topic.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Fonseca L.A., Maia N.L., Girardi F.M.Carvalho Filho W.P., Pimentel F.G. & Braga F.R. 2016. [Evaluation of serum biochemical parameters in Amazon turtles (Podocnemis expansa) hatchlings kept in captivity.] Avaliação de parâmetros bioquímicos séricos em Tartarugas-da-Amazônia (Podocnemis expansa) mantidas em cativeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(12):1186-1189. Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa, Avenida Peter Henry Rolfs s/n, Campus Universitário, Viçosa, MG 36570-000, Brazil. E-mail: leandroabreu@ufv.br Amostras de sangue de Tartaruga-da-Amazônia mantidas em cativeiro foram analisadas com o propósito de avaliar os constituintes bioquímicos séricos e de relacionar ao que já foi relatado por outros pesquisadores, além de gerar mais informações, tendo em vista a escassez de dados envolvendo a espécie estudada. Foram utilizados 35 animais, com idade entre 3 e 7 meses, os quais foram contidos fisicamente para coleta de sangue em tubo sem anticoagulante. As análises bioquímicas foram processadas através de métodos cinéticos (enzimas) e colorimétricos (demais análises), e os valores médios obtidos foram: cálcio 7,0+1,9mg/dL, fóforo 2,8+1,2mg/dL, ácido úrico 1,8+0,8mg/dL, uréia 10,4+3,9mg/dL, alanina aminotransferase (AST) 75,5+33,6 UI/L, proteína total 1,9+0,8g/dL, triglicerídeos 22,9+9,8mg/dL e colesterol 45,3+19,7mg/dL. Observou-se que os valores dos componentes séricos avaliados assemelham-se aos que foram encontrados por outros pesquisadores em estudos bioquímicos séricos com Podocnemis expansa e outras tartarugas de água doce. Importante ressaltar que, no decorrer deste estudo observou-se a escassez de dados publicados sobre parâmetros sanguíneos de tartarugas do gênero Podocnemis, especialmente a espécie Podocnemis expansa, o que corroborou a alta relevância do desenvolvimento de mais pesquisas que envolvam a questão.


#4 - Morphology, development and heterochrony of the carapace of Giant Amazon River Turtle, Podocnemis expansa (Testudines, Podocnemidae), 36(5):436-446

Abstract in English:

ABSTRACT.- Vieira L.G., Santos A.L.Q., Moura L.R., Orpinelli S.R.T., Pereira K.F. & Lima F.C. 2016. Morphology, development and heterochrony of the carapace of Giant Amazon River Turtle, Podocnemis expansa (Testudines, Podocnemidae). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(5):436-446. Laboratório de Ensino e Pesquisa em Animais Silvestres, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia, Av. Amazonas 2245, Jardim Umuarama, Uberlândia, MG 38405-302, Brazil. E-mail: luceliabio@yahoo.com.br With aim to report the ontogeny of the osseous elements of the carapace in Peurodiras, 62 embryos and 43 nestlings of Podocnemis expansa were collected and submitted to the clearing and staining technique of bones and cartilages and study of serial histological slices. The carapace has mixed osseous structure of endo and exoskeleton, formed by 8 pairs of costal bones associated with ribs, 7 neural bones associated with neural arches, 11 pairs of peripheral bones, 1 nuchal, 1 pygal and 1 suprapygal. This structure begins its formation in the beginning of stage 16 with the ossification of the periosteal collar of the ribs. With exception of the peripheral bones, the other ones begin their ossification during the embrionary period. In histologic investigation it was found that the costal bones and neural bones have a close relation to the endoskeleton components, originating themselves as intramembranous expansions of the periosteal collar of the ribs and neural arches, respectively. The condensation of the mesenchyme adjacent to the periosteal collar induces the formation of spikes that grow in trabeculae permeated by fibroblasts below the dermis. The nuchal bone also ossifies in an intramembranous way, but does not show direct relation to the endoskeleton. Such information confirms those related to the other Pleurodira, mainly with Podocnemis unifilis, sometimes with conspicuous variations in the chronology of the ossification events. The formation of dermal plates in the carapace of Pleurodira and Criptodira follow the same pattern.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Vieira L.G., Santos A.L.Q., Moura L.R., Orpinelli S.R.T., Pereira K.F. & Lima F.C. 2016. Morphology, development and heterochrony of the carapace of Giant Amazon River Turtle, Podocnemis expansa (Testudines, Podocnemidae). [Morfologia, desenvolvimento e heterocronia da carapaça da Tartagura da Amazônia, Podocnemis expansa (Testudines, Podocnemidae).] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(5):436-446. Laboratório de Ensino e Pesquisa em Animais Silvestres, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia, Av. Amazonas 2245, Jardim Umuarama, Uberlândia, MG 38405-302, Brazil. E-mail: luceliabio@yahoo.com.br Com objetivo de relatar a ontogenia dos elementos ósseos da carapaça em Pleurodiras, coletaram-se 62 embriões e 43 filhotes de Podocnemis expansa que foram submetidos à técnica de clareamento e coloração dos ossos e cartilagens e pelo estudo cortes histológicos seriados. A carapaça possui estrutura óssea mista de endo e exoesqueleto, sendo formada por 8 pares de ossos costais associados às costelas, 7 ossos neurais associados aos arcos vertebrais, 11 pares de ossos periféricos, 1 nucal, 1 pigal e 1 supra-pigal. Esta estrutura começa sua formação no início do estágio 16 com a ossificação do colar periostal das costelas. Com exceção dos ossos periféricos, os demais iniciam sua ossificação durante o período embrionário. A investigação histológica explicitou que os ossos costais e neurais possuem uma estreita relação com componentes do endoesqueleto, originando-se como expansões intramembranosas do colar periostal das costelas e dos arcos neurais, respectivamente. A condensação do mesenquima adjacente ao colar periostal induz a formação de espiculas que crescem em trabéculas permeadas por fibroblastos abaixo da derme. O osso nucal, também se ossifica de maneira intramembranosa mas não apresenta relação direta com o endoesqueleto. Tais informações corroboram àquelas relatadas para os demais Pleurodiras, principalmente com Podocnemis unifilis, outrora com variações conspícuas na cronologia dos eventos de ossificação. A formação das placas dérmicas da carapaça em Pleurodira e Criptodira seguem um mesmo padrão.


#5 - Evaluation of the oropharyngeal cavity of Giant South American turtle Podocnemis expansa (Schweigger, 1812), 35(12):1002-1008

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silveira T.B., Agostinho E.S., Santos F.G.A., Oliveira A.C.P., Medeiros L.S., Carvalho Y.K. & Miglino M.A. 2015. [Evaluation of the oropharyngeal cavity of Giant South American turtle Podocnemis expansa (Schweigger, 1812).] Avaliação da cavidade orofaríngea da tartaruga da Amazônia Podocnemis expansa (Schweigger, 1812). Pesquisa Veterinária Brasileira 35(12):1002-1008. Centro de Ciências Biológicas e da Natureza, Medicina Veterinária, Universidade Federal do Acre, Campus Universitário, BR-364 Km 4, Distrito Industrial, Rio Branco, AC 69920-900, Brazil. E-mail: ykaracas@yahoo.com.br Turtles are important as food and economic resources for the Amazon communities and there is a large demand on its meat and eggs. Podocnemis expansa (Giant South American turtle) is the largest freshwater chelonian of South America. This turtle is a widely distributed specie, however its anatomical features are poorly described. The objective of this study was to describe the oropharyngeal cavity of the turtle. Twelve heads of 3 to 8-year-old female and male P. expansa turtles with an average body weight of 7.5kg were used. P. expansa has a sharp and well developed rhamphotheca, which together with a powerful jaw muscles and a large tongue uniformly distributed on the oropharynx floor works for the apprehension and swallowing of food, what ensures good adaptation in different environments.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silveira T.B., Agostinho E.S., Santos F.G.A., Oliveira A.C.P., Medeiros L.S., Carvalho Y.K. & Miglino M.A. 2015. [Evaluation of the oropharyngeal cavity of Giant South American turtle Podocnemis expansa (Schweigger, 1812).] Avaliação da cavidade orofaríngea da tartaruga da Amazônia Podocnemis expansa (Schweigger, 1812). Pesquisa Veterinária Brasileira 35(12):1002-1008. Centro de Ciências Biológicas e da Natureza, Medicina Veterinária, Universidade Federal do Acre, Campus Universitário, BR-364 Km 4, Distrito Industrial, Rio Branco, AC 69920-900, Brazil. E-mail: ykaracas@yahoo.com.br Os quelônios são importantes como fonte alimentar e econômica para as comunidades da região amazônica. Sendo assim, a caça, a pesca e a procura por ovos destes animais tem ocorrido frequentemente. Podocnemis expansa (Tartaruga da Amazônia) é o maior quelônio de água doce da América do Sul. É uma espécie largamente distribuída, porém, nota-se que aspectos anatômicos da espécie são insuficientemente descritos. O objetivo desse estudo foi descrever a cavidade orofaríngea desses quelônios. Foram utilizadas 12 cabeças de P. expansa adultas, de ambos os sexos, com idade entre 3 a 8 anos, com peso corpóreo de 5 a 22kg (média de 7,5kg). P. expansa conta com a presença de rafontecas afiadas e bem desenvolvidas que, associadas à musculatura potente da mandíbula e à língua volumosa e bem distribuída no assoalho da orofaringe, atuam na apreensão e deglutição do alimento, garantindo uma maior adaptação em diversos ambientes.


#6 - Plasma cholinesterase activity as environmental impact biomarker for green turtles (Chelonia mydas) on the coast of Fernando de Noronha, Pernambuco, Brazil, 35(4):385-389

Abstract in English:

ABSTRACT.- Fonseca L.A., Fagundes V., Girardi F.M., Maia N.L., Pimentel F.G., Braga F.R., Hiura E. & Santos M.R.D. 2015. [Plasma cholinesterase activity as environmental impact biomarker for green turtles (Chelonia mydas) on the coast of Fernando de Noronha, Pernambuco, Brazil.] Atividade da colinesterase plasmática como biomarcador de impacto ambiental em tartarugas verdes (Chelonia mydas) no litoral do Arquipélago de Fernando de Noronha, Pernambuco. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(4):385-389. Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa, Avenida P.H. Rolfs s/n, Campus Universitário, Viçosa, MG 36570-000, Brazil. E-mail: leandroabreu@ufv.br Biomarkers can be used in a predictive manner, permitting actions control to be taken before they occur irreversible damage with severe environmental ecological consequences, however, sentinel species are needed to evaluate these markers. Sea turtles affected by fibropapillomas are considered sentinel species, signaling the marine environmental imbalance in their areas of occurrence. With the objective to use the plasma cholinesterase activity in green turtles (Chelonia mydas) as a biomarker, the measurement of enzyme activity was evaluated in healthy animals and in location of low pollution impact (Fernando de Noronha, Pernambuco, Brazil) to serve as a reference for comparison with animals trapped in places with higher pollution impact. Were analyzed heparinized plasma samples from 35 captured animals. All samples analyzed showed enzymatic activity of plasma cholinesterase. The values obtained ranged between 162-379 IU/L, with mean and standard deviation of 216.4 + 51.4 IU/L. In studies of repeatability and reproducibility were obtained variance coefficients of less than 5% in all analyzes, so the analytical methodology proved successful. The longevity of marine turtles of the species C. mydas, feeding behavior, along with the fact possess detectable enzyme activity may indicate this species as a bioindicator of exposure to pollutants that influence plasma cholinesterase activity.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Fonseca L.A., Fagundes V., Girardi F.M., Maia N.L., Pimentel F.G., Braga F.R., Hiura E. & Santos M.R.D. 2015. [Plasma cholinesterase activity as environmental impact biomarker for green turtles (Chelonia mydas) on the coast of Fernando de Noronha, Pernambuco, Brazil.] Atividade da colinesterase plasmática como biomarcador de impacto ambiental em tartarugas verdes (Chelonia mydas) no litoral do Arquipélago de Fernando de Noronha, Pernambuco. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(4):385-389. Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa, Avenida P.H. Rolfs s/n, Campus Universitário, Viçosa, MG 36570-000, Brazil. E-mail: leandroabreu@ufv.br Biomarcadores podem ser usados de forma pre- ditiva, permitindo que sejam tomadas ações de controle antes que ocorram danos ambientais irreversíveis com consequências ecológicas severas, no entanto, espécies sentinelas são necessárias para avaliação desses marcadores. As tartarugas marinhas são consideradas espécies sentinelas quando acometidas por fibropapilomas, sendo sinalizadora do desequilíbrio ambiental marinho nas suas áreas de ocorrência. Com o objetivo de propor a determinação da atividade da colinesterase plasmática em tartarugas verdes (Chelonia mydas) como biomarcador, procedeu-se a determinação da atividade enzimática em animais saudáveis e em localidade de baixo impacto antrópico (Arquipélago de Fernando de Noronha, Pernambuco, Brasil) para servir como referência para comparação com animais capturados em locais de maior impacto antrópico. Ao todo foram analisadas amostras de plasma heparinizado de 35 animais capturados. Todas as amostras analisadas apresentaram alguma atividade enzimática de colinesterase plasmática. Os valores obtidos de colinesterase variaram de 162 a 379 UI/L, com média e desvio padrão de 216,4 + 51,4 UI/L. Nos estudos de repetibilidade e reprodutibilidade obtiveram-se coeficientes de variação menor que 5% em todas as análises, portanto a metodologia analítica utilizada se mostrou confiável. A longevidade das tartarugas marinhas da espécie C. mydas, o comportamento alimentar, juntamente com o fato de possuirem atividade enzimática detectável podem indicar essa espécie como bioindicadora de exposição a poluentes que influenciam na atividade da colinesterase plasmática.


#7 - Hematological and histopathological evaluation of wildlife green turtles (Chelonia mydas) with and without fibropapilloma from the north coast of São Paulo State, Brazil, 34(7):682-688

Abstract in English:

ABSTRACT.- Zwarg T., Rossi S., Sanches T.C., Cesar M.O., Werneck M.R. & Matushima E.R. 2014. Hematological and histopathological evaluation of wildlife green turtles (Chelonia mydas) with and without fibropapilloma from the north coast of São Paulo State, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(7):682-688. Departamento de Patologia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Avenida Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508-900, Brazil. E-mail: ticianamzsd@yahoo.com.br Blood profiles were determined in 47 juvenile green turtles, Chelonia mydas, from São Paulo northern coast, Brazil. Twenty-nine were affected by fibropapillomas and 18 were tumor free. Complete gross and histopathologic examinations of the fibropapillo were performed in 21 green turtles. Biometrical data, size, location and amount of tumors were recorded. The papillomas varied in morphology, location, size, color and texture. We found hyperplastic stroma, rich in blood vessels and connective tissue with increase in thickness of the dermis.  The tumors w0ere classified as papillomas or fibropapillomas according to their epithelial and/or stromal proliferation. The lowest Mean Corpuscular Hemoglobin (HCM) values were observed in affected turtles.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Zwarg T., Rossi S., Sanches T.C., Cesar M.O., Werneck M.R. & Matushima E.R. 2014. Hematological and histopathological evaluation of wildlife green turtles (Chelonia mydas) with and without fibropapilloma from the north coast of São Paulo State, Brazil. [Avaliação hematológica e histopatológica de tartarugas verdes de vida livre (Chelonia mydas) com e sem fibropapilomas do litoral norte do Estado de São Paulo.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(7):682-688. Departamento de Patologia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Avenida Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508-900, Brazil. E-mail: ticianamzsd@yahoo.com.br Realizou-se hemograma de 47 tartarugas verdes, Chelonia mydas, provenientes de uma população de vida livre do litoral do estado de São Paulo, Brasil. Dessas, 29 apresentavam fibropapilomas e 18 não apresentavam formação tumoral. Fez-se avaliação macroscópica e histopatológica dos tumores de 21 tartarugas verdes com fibropapilomatose. Foram coletados dados biométricos dos animais, avaliação de tamanho, localização e quantidade dos tumores. As formações papilomatosas apresentaram morfologia, localização, tamanho, coloração e textura variados. Observou-se um estroma hiperplásico, rico em vasos sanguíneos e grande quantidade de tecido conjuntivo, resultando em um espessamento da derme. As formações foram classificadas como papilomas e/ou fibropapilomas, dependendo da proliferação epitelial e/ou de estroma, respectivamente. Os parâmetros hematológicos apresentaram variação, em função do acometimento tumoral, somente para Hemoglobina Corpuscular Média (HCM), sendo observados valores menores em animais com fibropapilomas.


#8 - Heart and base vessels morphometric and your implications in dive of Chelonia mydas, 3(Supl.1):32-38

Abstract in English:

ABSTRACT.- Braz J.K.F.S., Queiroz M.S.M., Lemos K.K.A., Silva N.B., Oliveira M.F. & Moura C.E.B. 2013. [Heart and base vessels morphometric and your implications in dive of Chelonia mydas.] Morfometria do coração e dos vasos da base e sua implicação no mergulho em Chelonia mydas. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(Supl.1):32-38. Laboratório Multidisciplinar, Faculdade de Ciências da Saúde do Trairí, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Rua Trairi s/n, Centro, Santa Cruz, RN 59200-000, Brazil. E-mail: jani_karla@yahoo.com.br This study aimed to characterize the morphology of the heart chambers, pulmonary arteries and aortas of Chelonia mydas. Eleven specimens were evaluated from dead C. mydas collected on the coast of the state of Rio Grande do Norte, Brazil. The animals were necropsied to obtain heart, aorta and fragments of the right and left pulmonary vessels. The vessels were fixed in formalin and subjected to histological processing and staining by a modified Verhoff technique. The parameters width, height and base-apex ventricular circumference of the heart were measured with a caliper. In the species the microscopy of pulmonary arteries and aorta varied according to the antimere. The largest relative thickness of Cavum venosum (CV) assists the cardiac output during diving, and its smaller thickness is advantageous for the right ventricular dilation during deep immersion, while the quantification of elastic and muscle fibers of the tunica media of aortas and right and left pulmonary arteries showed that the medial layer of aorta dominates the elastic vs. muscle fibers; however the elastic fibers are not dominating in the pulmonary arteries. The angioarchitecture may be related to the ability to swim, favoring better use of oxygenated blood previously stored during the period of apnea.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Braz J.K.F.S., Queiroz M.S.M., Lemos K.K.A., Silva N.B., Oliveira M.F. & Moura C.E.B. 2013. [Heart and base vessels morphometric and your implications in dive of Chelonia mydas.] Morfometria do coração e dos vasos da base e sua implicação no mergulho em Chelonia mydas. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(Supl.1):32-38. Laboratório Multidisciplinar, Faculdade de Ciências da Saúde do Trairí, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Rua Trairi s/n, Centro, Santa Cruz, RN 59200-000, Brazil. E-mail: jani_karla@yahoo.com.br Objetivou-se caracterizar a morfologia das câmaras cardíacas e das artérias aortas e pulmonares da espécie Chelonia mydas. Foram avaliados 11 espécimes de C. mydas mortas coletadas no litoral do estado do Rio Grande do Norte, Brasil. Os animais foram necropsiados para a obtenção do coração, fragmentos das artérias aorta e pulmonares direita e esquerda. Os vasos adquiridos foram fixados em formol e submetidos ao processamento histológico de rotina e coloração com Técnica de Verhoff modificada. Enquanto, do coração, os parâmetros largura, altura base-ápice e a circunferência ventricular foram mensurados por meio do paquímetro. Nessa espécie a microscopia das artérias pulmonares e artérias aortas variaram de acordo com o antímero. A maior espessura relativa do Cavum Venosum (CV) auxilia no bombeamento cardíaco durante o mergulho e sua menor espessura direita é uma vantagem para a dilatação ventricular durante a imersão profunda enquanto que a quantificação das lâminas elásticas e fibras musculares da túnica média das artérias aortas e pulmonares direita e esquerda comprovaram que a túnica média das aortas predomina o componente elástico vs. muscular, entretanto, nas artérias pulmonares o componente elástico não-predomina. Essa angioarquitetura pode estar relacionada com a capacidade de mergulho, favorecendo um maior aproveitamento do sangue oxigenado armazenado previamente durante o período de apneia.


#9 - Effects of fasting and refeeding on the metabolic functions of the turtle Kinosternon scorpioides (Linnaeus, 1766) raised in captivity, 33(8):1041-1044

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oliveira A.S., Candioto C.G., Santos D.M.S., Pereira J.G., Sousa A.L. & Machado C.R. 2013. Effects of fasting and refeeding on the metabolic functions of the turtle Kinosternon scorpioides (Linnaeus, 1766) raised in captivity. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(8):1041-1044. Departamento das Clínicas do Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual do Maranhão, Cidade Universitária Paulo VI, Tirirical, São Luís, MA 65050-150, Brazil. E-mail: antonia.santos3283@terra.com.br The metabolic responses of adult and young freshwater Kinosternon scorpioides turtles raised in captivity were evaluated. Two experiments were performed: a) blood metabolite changes caused by food deprivation, and b) liver and muscle glycogen and total lipid differences after fasting and refeeding. Blood glucose concentration of young animals was susceptible to food deprivation. In both groups this metabolite decreased after 30 days of fasting. Feeding for 15 days did not recover blood glucose. Total seric proteins were not affected by food deprivation. Fasting decreased blood urea nitrogen and the highest difference was found around 30 days. Uric acid increased in young animals after 60 days of fasting. Triacylglicerol decreased after 15 days of fasting and refeeding for 15 days recovered the pre-fasting levels. Free fatty acid plasma tended to increase around 15 days of fasting. Liver glycogen decreased at day 15 of fasting, being stable thereafter while muscle glycogen decreased at a slower rate. Total liver lipid stabilized after 30 days and then decreased 70% after 60 days of fasting. Muscle lipids remained stable throughout fasting. It could be concluded that fasting of Kinosternon scorpioides led to metabolic adaptations similar to the one reported from reptiles and fish.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Oliveira A.S., Candioto C.G., Santos D.M.S., Pereira J.G., Sousa A.L. & Machado C.R. 2013. Effects of fasting and refeeding on the metabolic functions of the turtle Kinosternon scorpioides (Linnaeus, 1766) raised in captivity. [Efeitos do jejum e da realimentação sobre as funções metabólicas da tartaruga Kinosternon scorpioides (Linnaeus, 1766) criada em cativeiro.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(8):1041-1044. Departamento das Clínicas do Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual do Maranhão, Cidade Universitária Paulo VI, Tirirical, São Luís, MA 65050-150, Brazil. E-mail: antonia.santos3283@terra.com.br Neste tra- balho foi avaliada as respostas metabólicas da tartaruga Kinosternon scorpioides criada em cativeiro, nas fases, adultos e jovens nos estados: alimentado, jejuado e realimentado. O estudo compreendeu dois experimentos: (a) mudanças metabólicas no sangue causadas por privação alimentar e realimentação e (b) diferenças nas concentrações de glicogênio e lipídeos totais no fígado e no músculo após jejum e realimentação. No experimento dos animais jovens a concentração de glicose no sangue apresentou mudanças significativas. Entretanto, nos dois experimentos esse metabólito reduziu significativamente aos 30 dias de jejum. Realimentados por um período de 15 dias foi observado que a concentração de glicose não recuperou os níveis de pré-jejum. Concentração de glicose no sangue de animais jovens foi mais suscetível à privação de alimentos. Em ambos os grupos os metabólitos analisados decresceu após 30 dias de jejum. Retomando a alimentação por 15 dias foi observado que a concentração de glicose não recuperou. As concentrações de proteínas séricas totais não foram afetadas pela privação alimentar. O jejum decresceu a concentração de uréia no sangue e a maior diferença ocorreu aos 30 dias. O ácido úrico decresceu nos animais jovens após 60 dias de jejum. O triacilglicerol diminuiu após 15 dias de jejum e a realimentação por 15 dias recuperou os níveis de pré-jejum. O glicogênio hepático diminuiu aos 15 dias de jejum, e estabilizou a partir daí, enquanto o glicogênio muscular diminuiu a um ritmo mais lento. O lipídio total hepático total se manteve estável até os 30 dias de jejum, diminuindo até 70% aos 60 dias de jejum. E, em seguida, diminuiu 70% após 60 dias de jejum. Os lipídeos musculares permaneceram estáveis durante o jejum. Conclui-se que o jejum na espécie Kinosternon scorpioides apresentou adaptações metabólicas semelhantes aos relatados para outros répteis e peixes.


#10 - Detection and characterization of fibropapilloma associated herpesvirus of marine turtles in Rio Grande do Sul, Brazil, 32(11):1179-1183

Abstract in English:

ABSTRACT.- Rodenbusch C.R., Almeida L.L., Marks F.S., Ataíde M.W., Alievi M.M., Tavares M., Pereira R.A. & Canal C.W. 2012. Detection and characterization of fibropapilloma associated herpesvirus of marine turtles in Rio Grande do Sul, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(11):1179-1183. Laboratório de Virologia, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: carlarodenbusch@yahoo.com.br Fibropapillomatosis (FP) is a benign tumoral disease that affects sea turtles, hampering movement, sight and feeding, ultimately leading to death. In Brazil, the disease was described for the first time in 1986. Research suggests the involvement of a herpesvirus in association with environmental and genetic factors as causal agents of FP. The objective of the present study was to detect and characterize this herpesvirus in sea turtles living in the coast of state Rio Grande do Sul (RS), Brazil. From October 2008 to July 2010, 14 turtles were observed between the beaches of Torres and Tavares, of which 11 were green turtles (Chelonia mydas) and 3 were loggerhead turtles (Caretta caretta). All turtles were young and mean curved carapace length was 37.71±7.82cm, and varied from 31 to 55cm. Only one green turtle presented a 1cm, papillary, pigmented fibropapilloma. Skin and fibropapilloma samples were analyzed by conventional and real time PCR assays to detect and quantify herpesvirus. All skin samples were negative, though the fibropapilloma specimen was positive in both tests. Viral load was 9,917.04 copies of viral genome per milligram of tissue. The DNA fragment amplified from the fibropapilloma sample was sequenced and allocated in the Atlantic phylogeographic group. This study reports the first molecular characterization of herpesvirus associated with fibropapilloma in turtles from the coast of RS.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Rodenbusch C.R., Almeida L.L., Marks F.S., Ataíde M.W., Alievi M.M., Tavares M., Pereira R.A. & Canal C.W. 2012. Detection and characterization of fibropapilloma associated herpesvirus of marine turtles in Rio Grande do Sul, Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(11):1179-1183. Laboratório de Virologia, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: carlarodenbusch@yahoo.com.br A fibropapilomatose (FP) é uma doença tumoral benigna que pode causar a morte das tartarugas marinhas por dificultar a sua locomoção, visão e alimentação. Pesquisas sugerem o envolvimento de um herpesvirus em associação com fatores ambientais e genéticos como agentes causais da FP. No Brasil, foi descrita pela primeira vez em 1986. O objetivo do presente trabalho foi detectar e caracterizar esse herpesvírus em tartarugas marinhas do litoral do Estado do Rio Grande do Sul (RS). De outubro de 2008 a julho de 2010, foram encontradas 14 tartarugas marinhas entre as praias de Torres e Tavares, das quais 11 eram tartarugas verdes (Chelonia mydas) e 3 eram tartarugas cabeçudas (Caretta caretta). Todas as tartarugas eram jovens e o comprimento curvilíneo de carapaça médio foi de 37,71±7,82cm, variando de 31 a 55cm. Apenas uma tartaruga verde apresentou um fibropapiloma de 1cm, pigmentado e de superfície papilar. Amostras de pele e do fibropapiloma foram submetidas a PCR convencional e PCR em tempo real para detecção e quantificação do herpesvírus. Todas as amostras de pele foram negativas e o fibropapiloma foi positivo em ambas as técnicas, apresentando uma carga viral de 9.917,04 cópias de genoma viral/mg de tecido. O fragmento de DNA amplificado na amostra de fibropapiloma foi sequenciado e revelou pertencer ao grupo filogeográfico do Atlântico. Essa é a primeira caracterização molecular do herpesvirus associado ao fibropapiloma em tartarugas do litoral do RS.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV