Resultado da pesquisa (45)

Termo utilizado na pesquisa Salmonella

#1 - Salmonellosis in calves without intestinal lesions

Abstract in English:

Salmonellosis is a known cause of enteric disorders in calves. However, cases in the septicemic form may not present enteric lesions, which may lead the veterinary practitioner to not suspect salmonellosis, compromising the diagnosis. The current study describes the epidemiological, clinical, pathological and immunohistochemical aspects of septicemic salmonellosis in calves without enteric lesions. The protocols involving bovine material submitted to the Pathology Laboratory (LAP) of the “Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia” (FAMEZ) of the “Universidade Federal do Mato Grosso do Sul” (UFMS) from January 1995 to July 2018 were studied. Cases confirmed or suggestive of septicemic salmonellosis in calves without enteric manifestations were selected. Fragments of the liver, lung, and spleen embedded in paraffin were submitted to immunohistochemistry (IHC). Only cases in which there was positive marking on the IHC or culture isolation of Salmonella were included in this study. Of a total of 5,550 cattle examined in the period, ten presented septicemic salmonellosis without enteric lesions. Clinical signs included mucosal pallor, apathy, hyperthermia, and dyspnea. Only three calves presented diarrhea, and two were found dead before clinical changes were observed. The most common necropsy findings were hepatosplenomegaly; yellow, orange or brown discolored livers; pale mucous membranes; inflated and sometimes red lungs; fibrin or fluid within body cavities; and gallbladder filled with inspissated bile. Jaundice was observed in three calves that had a concomitant infection with Anaplasma sp. Microscopically, paratyphoid hepatic nodules and interstitial pneumonia were the most frequent manifestations, followed by thrombosis and bacterial colonies in the spleen, lung, liver, and brain. A strong positive marking was observed in IHC, predominantly in the lung and to a lesser extent in the liver. Polymerase chain reaction (PCR) indicated the Dublin serotype as the causative agent in the samples of the four calves submitted to this procedure. In calves, the septicemic form was the major cause of death due to salmonellosis. Septicemic salmonellosis was usually not accompanied by diarrhea. The clinical signs of septicemia are nonspecific and of little assistance in the diagnosis. IHC has been shown to be efficient in the detection of the agent, mainly in the lung and especially in situations where it is not possible to perform bacterial culture.

Abstract in Portuguese:

A salmonelose é uma causa conhecida de distúrbios entéricos em bezerros. Porém, casos na forma septicêmica podem não apresentar manifestação entérica, o que leva o médico veterinário a não suspeitar de salmonelose, comprometendo o diagnóstico. Este estudo descreve os aspectos epidemiológicos, clínicos, patológicos e imuno-histoquímicos da salmonelose septicêmica em bezerros sem lesões entéricas. O estudo foi realizado a partir dos protocolos referentes a materiais de bovinos enviados para diagnóstico ao Laboratório de Anatomia Patológica (LAP) da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEZ) da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) de janeiro de 1995 a julho de 2018. Foram selecionados os casos de bezerros confirmados ou sugestivos de salmonelose septicêmica sem lesões entéricas. Fragmentos de fígado, pulmão e baço embebidos em parafina foram submetidos ao exame de imuno-histoquímica (IHQ). Somente foram incluídos neste estudo casos em que houve marcação positiva na IHQ ou isolamento da bactéria em cultura. De um total de 5.550 bovinos examinados no período, dez apresentaram salmonelose septicêmica sem lesão entérica. Os sinais clínicos incluíram palidez de mucosas, apatia, hipertermia e dispneia. Apenas três bezerros apresentaram diarreia e dois foram encontrados mortos sem terem sido observadas alterações clínicas. Os achados mais frequentes de necropsia foram hepatoesplenomegalia, fígado amarelado, alaranjado ou acastanhado, palidez de mucosas, pulmões inflados e, por vezes, vermelhos, fibrina ou líquido nas cavidades do organismo e vesícula biliar repleta de bile grumosa. Icterícia foi observada em três bezerros que apresentavam infecção concomitante por Anaplasma sp. Microscopicamente, os nódulos paratifoides hepáticos e pneumonia intersticial foram as manifestações mais encontradas, seguidas por trombose e colônias bacterianas no baço, pulmão, fígado e encéfalo. Na IHQ, marcação fortemente positiva foi observada, predominantemente, no pulmão e, em menor intensidade, no fígado. A técnica de reação em cadeia de polimerase (PCR) tipificou o sorotipo Dublin como agente etiológico nas amostras dos quatro bezerros submetidos a este procedimento. Em bezerros, a forma septicêmica foi a principal responsável pelas mortes por salmonelose. Na maioria das vezes essa forma não estava acompanhada por diarreia. Os sinais clínicos da forma septicêmica são inespecíficos e de pouco auxílio no direcionamento do diagnóstico. A IHQ mostrou-se eficiente na detecção do agente principalmente no pulmão e especialmente nas situações em que não é possível a realização da cultura bacteriana.


#2 - The urban and rural capybaras (Hydrochoerus hydrochaeris) as reservoir of Salmonella in the western Amazon, Brazil

Abstract in English:

The capybara (Hydrochoerus hydrochaeris) is the largest rodent in the world. In the state of Acre, Brazil, populations of capybaras have been increasing significantly. The role of capybaras in the transmission of certain bacterial zoonotic infections is not well understood, including bacteria of the genus Salmonella. Salmonella spp. generally cause enteritis or septicemia in mammals, however many mammalian species can carry the bacteria asymptomatically and shed it in their feces. To better understand the possible role of capybaras as reservoirs of Salmonella spp., we conducted a study of Salmonella within fecal samples from capybara in Acre. In a convenience sample, 54 capybaras from two urban and two rural areas of Acre were captured and kept for three to four days for sampling. None of the animals were symptomatic of any intestinal illness. Three separate fecal samples were collected from each animal, during their stays in captivity. Each sample was cultured for the presence of Salmonella spp. at the bacteriology laboratory of the Veterinary College of the Federal University of Acre. Samples were seeded in tetrationate pre‑enrichment broth and in pre‑enrichment broth peptone. After a 24 hour of incubation all samples were streaked on MacConkey Agar (MC) and Salmonella‑Shigella Agar (SS). Suggestive colonies were submitted to biochemical analysis. Salmonella compatible colonies according to biochemical profile were submitted to serotyping (Sorokit for Salmonella - Probac do Brasil). In addition, the first sample from each of the 54 capybara was tested for Salmonella spp. using PCR targeting gene hilA. Eight (5%) of the 162 samples examined by bacterial culture were positive for Salmonella spp., while four (7%) of the 54 examined by PCR were positive. From the eight positive animals on culture, five were from urban area and three from rural area. On PCR, only one positive animal was from urban area and four were from rural area. Overall, by either test, one of the 54 animals was positive. All samples were collected in free - living animals with no apparent clinical signs of salmonellosis, indicating the potential of capybara as reservoir on this ecosystem.

Abstract in Portuguese:

A capivara (Hydrochoerus hydrochaeris) é o maior roedor do mundo. No estado do Acre, Brasil, as populações de capivaras têm aumentado significativamente. O papel das capivaras na transmissão de certas infecções zoonóticas bacterianas não é bem compreendido, incluindo as bactérias do gênero Salmonella. Salmonella spp. geralmente causam enterite ou septicemia em mamíferos, porém muitas espécies de mamíferos podem carregar a bactéria de forma assintomática e eliminá-la em suas fezes. Para entender melhor o possível papel das capivaras como reservatórios de Salmonella spp., realizamos um estudo para identificação de Salmonella spp. em amostras fecais de capivaras no Acre. Em uma amostra de conveniência, 54 capivaras de duas áreas urbanas e duas áreas rurais do Acre foram capturadas e mantidas por três a quatro dias para amostragem. Nenhum dos animais era sintomático de qualquer doença intestinal. Três amostras fecais foram coletadas de cada animal, durante sua permanência em cativeiro. Cada amostra foi cultivada para a presença de Salmonella spp. no Laboratório de Bacteriologia Veterinária da Universidade Federal do Acre. As amostras foram semeadas em caldo de pré-enriquecimento tetrationato e em peptona de caldo de pré-enriquecimento. Após 24 horas de incubação, todas as amostras foram semeadas em ágar MacConkey (MC) e ágar Salmonella-Shigella (SS). Colônias sugestivas foram submetidas a análises bioquímicas. Colônias compatíveis com Salmonella de acordo com o perfil bioquímico foram submetidas à sorotipagem (Sorokit para Salmonella - Probac do Brasil). Além disso, a primeira amostra de cada uma das 54 capivaras foi testada para Salmonella spp. usando PCR, visando gene hilA. Oito (5%) das 162 amostras examinadas por cultura bacteriana foram positivas para Salmonella spp. Enquanto quatro (7%) das 54 examinadas pela PCR foram positivas. Dos oito animais positivos em cultura, cinco eram de área urbana e três de área rural. Na PCR, apenas um animal positivo era de área urbana e quatro de área rural. Considerando o diagnóstico conjunto por ambos os testes, PCR e cultura, um animal foi considerado positivo. Todas as amostras foram coletadas em animais livres, sem sinais clínicos aparentes de salmonelose, indicando o potencial da capivara como reservatório nesse ecossistema.


#3 - Survey of Salmonella spp. in beef meat for export at slaughterhouses in Brazil

Abstract in English:

The aim of the present study was to investigate the presence of Salmonella spp. in samples collected from beef meat at three points of the slaughter line (after skinning, washing and cooling) at three slaughterhouses in Brazil that export meat. Detection was based on ISO 6579:2002 and confirmed by PCR and qPCR. The isolates were typified using slide agglutination tests and PFGE. The antibiotic sensitivity profile was determined using the disk diffusion method. Contamination was detected in only one slaughterhouse. The overall frequency of contamination by Salmonella spp. was 6.7% of carcasses (6/90) and 2.6% of carcass surface samples (7/270). All isolates were confirmed by PCR and qPCR. The serological analysis and the PFGE showed a single profile: Typhimurium. The strains demonstrated 100% susceptibility to ampicillin, cefotaxime, ciprofloxacin, chloramphenicol, gentamicin and tetracycline. Positive carcasses after cooling pose a direct risk to consumers, since the meat is considered ready to be marketed after this process.

Abstract in Portuguese:

O objetivo deste trabalho foi investigar a presença de Salmonella spp. em amostras coletadas de carcaças de bovinos, em três pontos da linha de abate (após a esfola, lavagem e refrigeração) de três frigoríficos exportadores no Brasil. A detecção foi realizada pela ISO 6579:2002, e confirmada por PCR e qPCR. Os isolados foram tipificados por testes de soroaglutinação e PFGE e avaliado o perfil de sensibilidade aos antibióticos pelo método de difusão em disco. A contaminação foi detectada em apenas um abatedouro‑frigorífico. As contaminações das carcaças (n=90) e amostras de carne (n=270) por Salmonella spp. foram 6 (6,7%) e 7 (2,6%), respectivamente. Todos os isolados foram confirmados por PCR e qPCR. A análise sorológica e o PFGE mostraram um único perfil: Typhimurium. As cepas apresentaram 100% de suscetibilidade à ampicilina, cefotaxima, ciprofloxacina, cloranfenicol, gentamicina e tetraciclina. As carcaças positivas após a refrigeração apresentam um risco direto para o consumidor, uma vez que, após este processo, a carne está pronta para ser comercializada.


#4 - Isolamento, sensibilidade antimicrobiana e diagnóstico de cepas diarreiogênicas de Escherichia coli e Salmonella enterica isoladas de pombos urbanos (Columba livia) capturados em Fortaleza, Brasil

Abstract in English:

This study aimed to isolate Escherichia coli and Salmonella enterica from captured feral pigeons in Fortaleza, Brazil, and, in addition to evaluate the antimicrobial susceptibility profiles and diagnose diarrheagenic E. coli strains. Pigeons were captured in four public locations in Fortaleza with three techniques. Individual cloacal swab samples were collected and submitted to bacterial isolation, biochemical identification and antimicrobial susceptibility test. Disk diffusion technique was used with twelve antibiotics. E. coli strains were submitted to DNA extraction followed by PCR to diagnose five diarrheagenic pathotypes. A total of 124 birds were captured. One bird was positive for Salmonella enterica (0.81%) and 121 (97.58%) were positive for E. coli. Among these, 110 isolates were submitted to antimicrobial susceptibility test and 28.18% (31/110) presented resistance to at least one antibiotic. Resistance to azithromycin was the most frequent (21.82%), followed by tetracycline (10.91%) and sulfamethoxazole with trimethoprim (8.9%). Multidrug resistance, calculated as a resistance to at least 3 antimicrobial classes, was identified in 3.64% (4/110) of strains. The maximum number of antimicrobial classes to which one strain was resistant was seven. Results demonstrated nine different resistance profiles and the most frequent was tetracycline and sulfamethoxazole with trimethoprim (4 strains), followed by chloramphenicol, azithromycin, tetracycline and sulfamethoxazole with trimethoprim (3 strains). Amoxicillin with clavulanic acid and tobramycin presented lowest levels of antimicrobial resistance, to which none of the tested strains were resistant. A single strain was positive for the eltB gene, which is a diagnostic tool to identify the Enterotoxigenic E. coli (ETEC) pathotype. None of the other investigated genes (stx1, stx2, estA, eaeA, ipaH, aatA and aaiC) were identified. The single isolate of S. enterica was a rough strain of Salmonella enterica subsp. enterica, but serotype identification was not possible. However, this isolate presented resistance to amoxicillin, amoxicillin with clavulanic acid, tetracycline and sulfamethoxazole with trimethoprim. Therefore, captured feral pigeons of Fortaleza presented a low prevalence of S. enterica and diarrheagenic E. coli. Considering the investigated pathogens, our results suggest a good health status and a low public health risk. However, important antimicrobial resistance profiles were identified.

Abstract in Portuguese:

O objetivo deste estudo foi isolar cepas de Escherichia coli e Salmonella enterica de pombos urbanos capturados em Fortaleza, Brasil, e avaliar os perfis de resistência antimicrobiana dos isolados, bem como diagnosticar patotipos diarreiogênicos de E. coli. Pombos foram capturados em quatro locais públicos de Fortaleza utilizando três técnicas. Amostras individuais de suabes cloacais foram coletadas e submetidas a isolamento bacteriano, seguido de identificação bioquímica e teste de susceptibilidade a antimicrobianos. A técnica de disco difusão foi utilizada para avaliar resistência antimicrobiana a doze antibióticos. Cepas de E. coli foram submetidas à extração de DNA seguido de PCR para o diagnóstico de cinco patotipos diarreiogênicos. Um total de 124 aves foram capturadas, a partir das quais em uma houve isolamento de Salmonella enterica (0,81%) e em 121 (97,58%) houve isolamento de E. coli. Destas, 110 isolados foram submetidos a teste de suscetibilidade a antimicrobianos e 28,18% (31/110) apresentaram resistência a pelo menos um antibiótico. Resistência a azitromicina foi a mais frequente (21,82%), seguida por tetraciclina (10,91%) e sulfametoxazol com trimetoprim (8,9%). Resistência a múltiplas drogas foi identificada em 3,64% (4/110) dos isolados e o número máximo de antibióticos aos quais uma única cepa foi resistente foi sete. Resultados demonstraram nove diferentes perfis de resistência e o mais frequente foi tetraciclina e sulfametoxazol com trimetoprim (4 cepas), seguido por cloranfenicol, azitromicina, tetraciclina e sulfametoxazol com trimetoprim (3 cepas). Amoxicilina com ácido clavulânico e tobramicina foram os antibióticos com menor resistência antimicrobiana, aos quais nenhuma cepa apresentou resistência. Uma única cepa foi positiva para o gene eltB que é usado para diagnóstico do patotipo E. coli enterotoxigênica (ETEC), enquanto que os demais genes investigados (stx1, stx2, estA, eaeA, ipaH, aatA e aaiC) não foram identificados. A única cepa de S. enterica isolada foi identificada como uma cepa rugosa de Salmonella enterica subsp. enterica e, portanto, a identificação do sorotipo não foi possível. Entretanto, este isolado apresentou resistência a amoxicilina, amoxicilina com ácido clavulânico, tetraciclina e sulfametoxazol com trimetoprim. Portanto, pombos urbanos capturados em Fortaleza apresentaram baixa prevalência de cepas de S. enterica e E. coli diarreiogênicas. Considerando os patógenos investigados, os resultados encontrados sugerem um bom status sanitário destas aves e um baixo risco à saúde pública. Entretanto, importantes perfis de resistência antimicrobiana foram identificados.


#5 - Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. and Yersinia enterocolitica isolated from wildlife animals of a reabilitation center, 38(9):1838-1843

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silveira D.R., Milan C., Ferrasso M.M., Dias P.A., Moraes T.P., Bandarra P.M., Minello L.F. & Timm C.D. 2018. [Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. and Yersinia enterocolitica isolated from wildlife animals of a reabilitation center.] Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. e Yersinia enterocolitica isoladas de animais silvestres em um centro de reabilitação. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1838-1843. Laboratório de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Departamento de Veterinária Preventiva, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão, prédio 34, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: debora.rsilveira@hotmail.com Wild animals can transmit pathogenic bacteria to human and domestic animal’s health. Some bacteria, such as Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Yersinia enterocolitica and Salmonella enterica, cause diseases in humans and can contaminate domestic and wild animais. The Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre of Universidade Federal de Pelotas (Nurfs-UFPel) attend a specific regional demand of wildlife in Brazil. The aim of this paper was to identify the presence of these pathogenic bacteria in wild animals in rehabilitation. Stool samples were collected using sterile swabs from 34 birds, 16 mammals and 23 reptilian that were housed at Nurfs. Of the 73 collections, Y. enterocolitica was isolated from four (5.48%) of two birds, one mammal and one reptile. Salmonella and Campylobacter were not isolated. The molecular profile of bands of Y. enterocolitica identified in rep-PCR had differences. These results indicated that the isolates did not have a recent common origin. Pantherophis guttatus, Didelphis albiventris, Turdus rufiventris and Vanellus chilensis could shelt Y. enterocolitica and eliminate the bacteria in stool, offering risk of dissemination of these microorganisms in the environment with possible contamination of humans and other animals.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silveira D.R., Milan C., Ferrasso M.M., Dias P.A., Moraes T.P., Bandarra P.M., Minello L.F. & Timm C.D. 2018. [Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. and Yersinia enterocolitica isolated from wildlife animals of a reabilitation center.] Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. e Yersinia enterocolitica isoladas de animais silvestres em um centro de reabilitação. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1838-1843. Laboratório de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Departamento de Veterinária Preventiva, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão, prédio 34, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: debora.rsilveira@hotmail.com Muitas espécies de animais silvestres de vida livre servem como reservatório de bactérias patogênicas que ameaçam a saúde humana e dos animais domésticos. Algumas bactérias, como Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Yersinia enterocolitica e Salmonella enterica, causam enfermidades em humanos e podem contaminar os animais domésticos e silvestres. O Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre da Universidade Federal de Pelotas (NURFS-UFPel) soluciona uma demanda regional específica de atenção à fauna silvestre brasileira. O objetivo desse trabalho foi identificar a presença de Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. e Yersinia enterocolitica em animais silvestres que se encontravam em processo de reabilitação. Foram coletadas amostras de fezes, com uso de zaragatoas estéreis, de 34 aves, 16 mamíferos e 23 répteis. Dos 73 animais amostrados, quatro (5,48%) albergavam Y. enterocolitica, sendo duas aves, um mamífero e um réptil. Salmonella e Campylobacter não foram isolados. Os perfis de bandas dos isolados de Y. enterocolitica analisados pela rep-PCR foram diferentes entre si. Esses resultados indicam que as cepas isoladas não estão relacionadas entre si, não possuindo uma origem comum recente. Vanellus chilensis, Turdus rufiventris, Didelphis albiventris e Pantherophis guttatus podem albergar Y. enterocolitica e eliminá-la nas fezes, oferecendo risco de disseminação desse micro-organismo no ambiente, além de constituírem possíveis fontes de contaminação para humanos e outros animais.


#6 - Prevalence and antimicrobial susceptibility of Salmonella spp. serotypes in broiler chickens and carcasses in the State of Rio de Janeiro, Brazil, 38(7):1278-1285

Abstract in English:

ABSTRACT.- Baptista D.Q., Santos A.F.M, Aquino M.H.C., Abreu D.L.C., Rodrigues D.P., Nascimento E.R. & Pereira V.L.A. 2018. [Prevalence and antimicrobial susceptibility of Salmonella spp. serotypes in broiler chickens and carcasses in the State of Rio de Janeiro, Brazil] Prevalência e susceptiblidade antimicrobiana de sorotipos de Salmonella spp. isolados de frangos vivos e carcaças no estado do Rio de Janeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(7):1278-1285. Departamento de Saúde Coletiva Veterinária e Saúde Pública, Universidade Federal Fluminense, Rua Vital Brazil Filho 64, Niterói, RJ 24230-340, Brazil. E-mail: daniqb@yahoo.com The presence of Salmonella spp. in poultry products and their by-products is a major challenge for commercial production. Data about the prevalence, the circulating serotypes and the antimicrobial susceptibility profile of Salmonella spp. strains in the State of Rio de Janeiro are scarce. Therefore, the aim of this study was to detect the presence of Salmonella spp. in live chickens and carcasses in slaughterhouses of the State of Rio de Janeiro, to identify the serotypes and to evaluate the antimicrobial susceptibility of these strains for fluoroquinolones and beta-lactams. Sixty cloacal swabs samples from broiler chickens and sixty samples of carcasses from six slaughterhouses under State Inspection were collected. The isolates were serotyped and resistance was tested to eight antimicrobials: enrofloxacin, ciprofloxacin, norfloxacin, cephalothin, ceftiofur, cefotaxime, amoxicillin/clavulanic acid and ampicillin by disc diffusion method. The results showed a prevalence of Salmonella spp. of 1.66% (1/60) in cloacal swabs samples and 26.66% (16/60) in carcasses. In cloacal swabs sample only Senftenberg (1.66%) serotype was isolated. In total, seven different serotypes were obtained from carcasses: Senftenberg (15%), followed by Mbandaka (8.3%), Schwarzengrund (3.3%), Cerro (3.3%), Ohio (3.3%), Minnesota (1.66%) and Tennessee (1.66%). Regarding antimicrobial susceptibility, 29 (87.87%) isolates were sensitive to all antimicrobials tested and 4 (12.12%) isolates were resistant to three or more beta-lactams antimicrobials. No susceptibility to fluoroquinolones was observed. These results showed a prevalence of Salmonella spp. higher than expected in slaughterhouses in the State of Rio de Janeiro, besides the presence of several serotypes of Salmonella spp. The resistance found for beta-lactams alerts to the spread of these strains through the food chain.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Baptista D.Q., Santos A.F.M, Aquino M.H.C., Abreu D.L.C., Rodrigues D.P., Nascimento E.R. & Pereira V.L.A. 2018. [Prevalence and antimicrobial susceptibility of Salmonella spp. serotypes in broiler chickens and carcasses in the State of Rio de Janeiro, Brazil] Prevalência e susceptiblidade antimicrobiana de sorotipos de Salmonella spp. isolados de frangos vivos e carcaças no estado do Rio de Janeiro. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(7):1278-1285. Departamento de Saúde Coletiva Veterinária e Saúde Pública, Universidade Federal Fluminense, Rua Vital Brazil Filho 64, Niterói, RJ 24230-340, Brazil. E-mail: daniqb@yahoo.com A presença de Salmonella spp. em produtos de origem avícola e seus subprodutos se mostra um grande desafio para a produção comercial. Dados de prevalência, dos sorotipos circulantes e do perfil de susceptibilidade antimicrobiana de cepas de Salmonella spp. no Estado do Rio de Janeiro são escassos. Portanto, objetivou-se detectar a presença Salmonella spp. em frangos vivos e carcaças em matadouros do Estados do Rio de Janeiro, identificar os sorotipos e avaliar a susceptibilidade antimicrobiana dessas cepas para fluoroquinolonas e betalactâmicos. Foram coletadas 60 amostras cloacais de frangos vivos e 60 amostras de carcaça de seis matadouros sob Inspeção Estadual (SIE). Os isolados foram sorotipificados e testados frente a oito antimicrobianos: enrofloxacina, ciprofloxacina, norfloxacina, cefalotina, ceftiofur, cefotaxima, amoxicilina/ácido clavulânico e ampicilina pelo método de difusão em disco. Os resultados mostraram uma prevalência de Salmonella spp. de 1,66% (1/60) em amostras de suabe de cloaca e de 26,66% (16/60) em carcaças. Em amostras de suabe de cloaca, somente o sorotipo Senftenberg (1,66%) foi isolado. No total, foram isolados sete sorotipos diferentes nas carcaças: Senftenberg (15%) o mais frequente, seguido por Mbandaka (8,3%), Schwarzengrund (3,3%), Cerro (3,3%), Ohio (3,3%), Minnesota (1,66%) e Tennessee (1,66%). Em relação à susceptibilidade antimicrobiana, 29 (87,87%) isolados foram sensíveis a todos os antimicrobianos testados e 4 (12,12%) isolados foram resistentes a pelo menos três antimicrobianos betalactâmicos ou mais. Não foi observada resistência às fluoroquinolonas. Os resultados encontrados demonstram uma prevalência de Salmonella spp. acima da esperada em matadouros do Estado do Rio de Janeiro, além da presença de vários sorotipos de Salmonella spp. A resistência encontrada para betalactâmicos alerta para a disseminação dessas cepas pela cadeia alimentar.


#7 - Comparison of three diagnostic methods for Salmonella enterica serovars detection in chicken rinse, 38(7):1300-1306

Abstract in English:

ABSTRACT.- Corrêa I.M.O., Pereira L.Q., Silva I.G.O, Altarugio R., Smaniotto B.D., Silva T.M., Okamoto A.S. & Andreatti Filho R.L. 2018. Comparison of three diagnostic methods for Salmonella enterica serovars detection in chicken rinse. [Comparação de três métodos diagnósticos para detecção de Salmonella enterica em lavados de carcaça de frango.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(7):1300-1306. Laboratório de Patologia Aviária, Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, São Paulo, SP 18618-970, Brazil. E-mail: isamainieri@yahoo.com.br Salmonella detection is a key point in food safety testing, because of the frequent association of this pathogen with food poisoning in humans. The standard bacteriological tests currently used for Salmonella-detection are time-consuming; therefore, there is a need to develop alternative methods to accelerate the detection. In order to accelerate Salmonella diagnosis, we used the immunomagnetic separation assay associated with bacteriophage P22 for the rapid detection of the following Salmonella serovars in chicken rinses of drumsticks, artificially contaminated with 5, 10, and 100 CFU/25mL of bacteria: Salmonella enterica subsp. enterica serovar Heidelberg (S. Heidelberg), Salmonella enterica subsp. enterica serovar Enteritidis (S. Enteritidis) and Salmonella enterica subsp. enterica serovar Typhimurium (S. Typhimurium). The efficiency of the technique, represented by the time required for detection of positive and negative samples, was compared with that of the standard diagnostic tests used for this pathogen, the bacteriological assay and the polymerase chain reaction (PCR)-based test. This study confirmed the ability of the bacteriophage-associated immunomagnetic separation assay to identify 99.6% of Salmonella-positive samples of the three serovars tested. In contrast, the bacteriological assay and PCR-based test detected 95.1% and 98.5% of the Salmonella-positive samples respectively.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Corrêa I.M.O., Pereira L.Q., Silva I.G.O, Altarugio R., Smaniotto B.D., Silva T.M., Okamoto A.S. & Andreatti Filho R.L. 2018. Comparison of three diagnostic methods for Salmonella enterica serovars detection in chicken rinse. [Comparação de três métodos diagnósticos para detecção de Salmonella enterica em lavados de carcaça de frango.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(7):1300-1306. Laboratório de Patologia Aviária, Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, São Paulo, SP 18618-970, Brazil. E-mail: isamainieri@yahoo.com.br A detecção de Salmonella é um ponto crucial para a segurança alimentar, devido a frequente associação deste patógeno com infecções alimentares em humanos. O método padrão para detecção de Salmonella é o bacteriológico, mas o tempo requerido para o processamento das amostras e o diagnóstico final é longo, por isso existe a necessidade de desenvolvimento de métodos alternativos que visem acelerar esta etapa. Para isto utilizamos a separação imunomagnética associada ao bacteriófago P22 como técnica de detecção rápida para os seguintes sorovares de Salmonella: Salmonella enterica subsp. enterica sorovar Heidelberg (S. Heidelberg), Salmonella enterica subsp. enterica sorovar Enteritidis (S. Enteritidis) e Salmonella enterica subsp. enterica sorovar Typhimurium (S. Typhimurium), os quais foram inoculados artificialmente em lavados de sobre‑coxas de frango nas seguintes concentrações: 5, 10 e 100 UFC/25mL. A eficiência da técnica, representada pelo tempo requerido para detecção de amostras positivas ou negativas, foi comparado com os testes rotineiramente utilizados para detecção de Salmonella, o exame bacteriológico e a reação em cadeia da polimerase (PCR). Este estudo confirmou a capacidade do teste de separação imunomagnética associado a bacteriófago, o qual identificou 99,6% das amostras positivas para Salmonella, dos três sorovares testados. Já o bacteriológico e PCR identificaram respectivamente 95,1% e 98,5% das amostras positivas.


#8 - Defined and undefined commercial probiotics cultures in the prevention of Salmonella Enteritidis in broilers

Abstract in English:

This study aimed to evaluate the efficacy of probiotics from different formations, defined and undefined cultures, applied in the control of Salmonella Enteritidis in broilers, identifying the compositions and states for which the probiotics are more effective. For that, 390 broilers were inoculated orally with 1.00 ml of Salmonella Enteritidis at a concentration of 1.2x109 CFU (Colony Forming Units). The experimental design used was randomized blocks with 5 treatments and 6 replications, totaling 30 boxes with 13 birds/box (13 birds/m2). The treatments were provided via drinking water 1 hour after inoculation, keeping a daily treatment of 12 hours with probiotics, for 3 consecutive days (birds at 1, 2 and 3 days of age). In general, the five treatments conducted were: T1 - Control without probiotic, T2 - Probiotic A (defined culture - lyophilized form, strain 7), T3 - Probiotic B (defined culture - lyophilized form, strain 11), T4 - Probiotic C (undefined culture liquid form), T5 - Probiotic D (undefined culture - liquid form). After treatments, performance was evaluated through average body weight, feed conversion and mortality counting. Microbiological analysis and Salmonella isolation were performed using MPN (Most Probable Number) and selective enrichment technique methods, respectively. Samples of ileum and liver pool, cecal tonsils, cecum, heart and spleen pool were collected at 5 and 31 days of age. No differences were observed on growth performance and isolation of Salmonella Enteritidis (p≥0.05). All probiotics applied were effective on reducing Salmonella Enteritidis colonization in the ileum, cecal tonsils, and cecum at 5 days of life. Probiotics T2 and T5 has shown effectiveness in reducing colonization at 31 days, being considered the most efficient on Salmonella Enteritidis control, for the intestines segments evaluated. It was not possible to affirm which probiotics formation, defined or undefined, is more efficient for Salmonella Enteritidis control.

Abstract in Portuguese:

O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia dos probióticos de diferentes constituições: de culturas definidas e de culturas indefinidas no controle de Salmonella Enteritidis em frangos de corte, identificando qual a constituição e qual ou quais probióticos testados é mais eficaz. Foram inoculados 390 frangos de corte com 1ml de Salmonella Enteritidis, via oral, na concentração de 1,2 x 109 UFC (Unidades Formadoras de Colônia). O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com 5 tratamentos e 6 repetições cada, totalizando 30 boxes com 13 aves/boxe (13 aves/m2). Os tratamentos foram fornecidos via água de bebida 1 hora após a inoculação, com 12 horas de tratamento com probióticos por dia, durante 3 dias consecutivos (1º, 2º e 3º dia de idade das aves). Os cinco tratamentos foram: T1 - Controle sem probiótico, T2 - Probiótico A (cultura definida - forma liofilizada, 7 cepas), T3 - Probiótico B (cultura definida - forma liofilizada, 11 cepas), T4 - Probiótico C (cultura indefinida - forma líquida), T5 - Probiótico D (cultura indefinida - forma liofilizada). O desempenho zootécnico foi avaliado usando o peso médio, a conversão alimentar e a mortalidade. Análises microbiológicas foram realizadas utilizando o método NMP (NMP/g)e isolamento de Salmonella através técnica de enriquecimento seletivo. Amostras de pool de íleo, tonsilas cecais e cecos e pool de fígado, coração e baço foram coletadas aos 5 dias e aos 31 dias de idade. Para desempenho zootécnico e isolamento de Salmonella Enteritidis não foram observadas diferenças (p≥0,05). Todos os probióticos utilizados foram eficazes na redução da colonização de Salmonella Enteritidis no íleo, tonsilas cecais e cecos aos 5 dias de idade e somente os probióticos do T2 (cultura definida) e T5 (cultura indefinida) reduziram a colonização aos 31 dias sendo considerados os mais eficazes no controle de Salmonella Enteritidis nestes segmentos intestinais avaliados. Não se pode afirmar quais das constituições de probióticos, culturas definidas ou indefinidas, são mais eficazes no controle de Salmonella Enteritidis.


#9 - Biofilm formation capacity of Salmonella serotypes at different temperature conditions

Abstract in English:

Salmonella spp. are one of the most important agents of foodborne disease in several countries, including Brazil. Poultry-derived products are the most common food products, including meat and eggs, involved in outbreaks of human salmonellosis. Salmonella has the capacity to form biofilms on both biotic and abiotic surfaces. The biofilm formation process depends on an interaction among bacterial cells, the attachment surface and environmental conditions. These structures favor bacterial survival in hostile environments, such as slaughterhouses and food processing plants. Biofilms are also a major problem for public health because breakage of these structures can cause the release of pathogenic microorganisms and, consequently, product contamination. The aim of this study was to determine the biofilm production capacity of Salmonella serotypes at four different temperatures of incubation. Salmonella strains belonging to 11 different serotypes, isolated from poultry or from food involved in salmonellosis outbreaks, were selected for this study. Biofilm formation was investigated under different temperature conditions (37°, 28°, 12° and 3°C) using a microtiter plate assay. The tested temperatures are important for the Salmonella life cycle and to the poultry-products process. A total of 92.2% of the analyzed strains were able to produce biofilm on at least one of the tested temperatures. In the testing, 71.6% of the strains produced biofilm at 37°C, 63% at 28°C, 52.3% at 12°C and 39.5% at 3°C, regardless of the serotype. The results indicate that there is a strong influence of temperature on biofilm production, especially for some serotypes, such as S. Enteritidis, S. Hadar and S. Heidelberg. The production of these structures is partially associated with serotype. There were also significant differences within strains of the same serotype, indicating that biofilm production capacity may be strain-dependent.

Abstract in Portuguese:

Salmonella spp. são um dos mais importantes agentes causadores de doenças transmitidas por alimentos em vários países, inclusive no Brasil. Produtos avícolas e ovos são os principais alimentos envolvidos na transmissão dos sorovares de Salmonella que são responsáveis por surtos de salmonelose em humanos. Salmonella possui a capacidade de formar biofilmes em diversas superfícies. O processo de formação de biofilme depende da interação entre as células bacterianas, a superfície de adesão e as condições do ambiente onde a bactéria se encontra. Estas estruturas favorecem a sobrevivência bacteriana em ambientes hostis, como em matadouros-frigoríficos e em indústrias processadoras de alimentos. Biofilmes são um grande problema em saúde pública, pois a ruptura destas estruturas pode provocar a liberação de microrganismos patogênicos e, consequentemente, a contaminação dos produtos. O objetivo deste estudo foi avaliar a capacidade de produção de biofilme por diferentes sorovares de Salmonella submetidos a quatro temperaturas de incubação. Cepas de Salmonella de 11 sorovares foram selecionadas. A produção de biofilme foi avaliada através do método de incubação em microplacas de poliestireno incubadas a 37°, 28°, 12° e 3°C. Estas temperaturas são importantes durante o ciclo de vida de Salmonella e para o processamento de produtos avícolas. Do total de cepas avaliadas, 92,2% foram capazes de produzir biofilme em pelo menos uma das quatro temperaturas testadas. Neste estudo, 71,6% das cepas produziram biofilme a 37°C, 63% a 28°C, 52,3% a 12°C e 39,5% a 3°C, independentemente do sorovar. Os resultados indicam uma forte influência da temperatura na produção de biofilme, especialmente para os sorovares S. Enteritidis, S. Hadar e S. Heidelberg. A produção de biofilme está parcialmente associada com o sorovar da cepa. Também foi observado que existe variação quanto à produção destas estruturas dentro de um mesmo sorovar, indicando que possivelmente a produção de biofilme é cepa-dependente.


#10 - MALDI–TOF mass spectrometry identification of Salmonella spp. and Escherichia coli isolated from bovine carcasses, 37(12):1373-1379

Abstract in English:

ABSTRACT.- Bier D., Tutija J.F., Pasquatti T.N., Oliveira T.L., Araújo F.R. & Verbisck N.V. 2017. [MALDI–TOF mass spectrometry identification of Salmonella spp. and Escherichia coli isolated from bovine carcasses.] Identificação por espectrometria de massa MALDI-TOF de Salmonella spp. e Escherichia coli isolados de carcaças bovinas. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1373-1379. Setor de Sanidade Animal, Embrapa Gado de Corte, Av. Rádio Maia 830, Zona Rural, Campo Grande, MS 79106-550, Brazil. E-mail: newton.verbisck@embrapa.br The aim of this study was to introduce matrix-assisted laser desorption/ionization (MALDI) time-of-flight (TOF) mass spectrometry to improve the traditional microbiological method for the detection of Salmonella spp. and Escherichia coli in beef carcasses. Two hundred seventy samples from 90 beef carcasses were evaluated. The methodologies described in ISO 6579:2002 and in the Compendium of Methods for the Microbiological Examination of Foods were used for Salmonella spp. and E. coli isolation, respectively. MALDI-TOF analysis were performed on tryptone soya broth suspension isolates or directly from nutrient agar colonies, from the positive, inconclusive or negative biochemically tested samples for Salmonella and E. coli. Mass profiles were acquired on an Autoflex III SmartBeam MALDI-TOF mass spectrometer and the raw spectra were processed using the MALDI Biotyper software (Bruker Daltonics). According to the preliminary identification based on colony morphology and the biochemical reactions, seven isolates were positive for Salmonella spp. Through MALDI Biotyper these seven isolates were also classified as belonging to the genus Salmonella and further identified as S. enterica. Four isolates showing unusual phenotypic characteristics and inconclusive results in biochemical tests for Salmonella were identified as belonging to Citrobacter and Proteus genera after MALDI analysis. Regarding Escherichia coli, 37 were positive for species biochemical testing which MALDI Biotyper confirmed. MALDI-TOF methodology allowed rapid Salmonella spp. and E. coli identity confirmation and may be used to detect these microrganisms within bacterial isolates from beef carcasses.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Bier D., Tutija J.F., Pasquatti T.N., Oliveira T.L., Araújo F.R. & Verbisck N.V. 2017. [MALDI–TOF mass spectrometry identification of Salmonella spp. and Escherichia coli isolated from bovine carcasses.] Identificação por espectrometria de massa MALDI-TOF de Salmonella spp. e Escherichia coli isolados de carcaças bovinas. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1373-1379. Setor de Sanidade Animal, Embrapa Gado de Corte, Av. Rádio Maia 830, Zona Rural, Campo Grande, MS 79106-550, Brazil. E-mail: newton.verbisck@embrapa.br O objetivo deste trabalho foi introduzir a técnica de espectrometria de massa com fonte de ionização e dessorção a laser assistida por matriz e analisador de tempo-de-voo (MALDI-TOF) para incrementar o método tradicional microbiológico na detecção de Salmonella spp. e Escherichia coli em carcaças bovinas. Foram avaliadas 270 amostras de 90 carcaças de bovinos. Para isolamento de Salmonella spp. e E. coli, foram utilizadas, respectivamente, as metodologias descritas na ISO 6579:2002 e no Compendium of Methods for the Microbiological Examination of Foods. As análises por MALDI-TOF foram realizadas a partir de isolados cultivados em ágar nutriente ou em caldo triptona de soja, provenientes das amostras com características bioquímicas positivas (n=7), inconclusivas (n=4) e negativas (n=85) para Salmonella spp. e bioquímicas positivas (n=37) e negativas (n=85) para E. coli. Os perfis de massas foram adquiridos com o espectrômetro de massas MALDI-TOF Autoflex III SmartBeam e os espectros brutos foram processados usando o programa MALDI Biotyper (Bruker Daltonics). De acordo com a identificação preliminar, com base na morfologia das colônias e nas reações bioquímicas, sete isolados foram considerados positivos para Salmonella spp. Através do MALDI Biotyper, esses sete isolados foram classificados como pertencentes ao gênero Salmonella e, além disso, identificados como S. enterica. Quatro isolados que apresentaram características fenotípicas não usuais e resultados inconclusivos nos testes bioquímicos para Salmonella foram identificados como pertencentes aos gêneros Citrobacter e Proteus após análise por MALDI. Para E. coli, 37 amostras foram positivas pelos testes bioquímicos da espécie, o que foi confirmado por MALDI Biotyper. A metodologia MALDI-TOF permitiu a rápida confirmação da identidade de Salmonella spp. e E. coli, podendo ser utilizada para detecção desses microrganismos em isolados bacterianos de carcaças bovinas.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV