Resultado da pesquisa (29)

Termo utilizado na pesquisa Morphometry

#1 - Seasonal influence on testicular morphophysiological parameters of bat Carollia perspicillata in fragments of the Atlantic Forest, northeastern Brazil

Abstract in English:

Bats belong to the order Chiroptera, family Phyllostomidae, and present a wide diversity of reproductive strategies. However, information on the reproductive biology of male bats is scarce, mainly in the Northeast Region of Brazil. Thus, this study evaluated the seasonal testicular histomorphometry of the bat Carollia perspicillata in fragments of the Atlantic Forest in Pernambuco state. To this end, adult males were collected, euthanized for removal of the testicles, and later submitted to a routine histological technique. Histomorphometric analysis included assessment of the areas of tubular and intertubular compartment occupation, as well as quantification of spermatocytes, rounded spermatids, elongated spermatids, and Sertoli and Leydig cells. Results indicated that this bat species presents reproductive seasonality, because significantly higher averages of the testicular parameters were observed in the rainy season, which is a period of greater availability of food resources. Such inferences indicate that there is a synchrony between peak spermatogenesis and hormonal inversion in the months of high precipitation; furthermore, a higher carrying capacity of the Sertoli cells is noted. C. perspicillata males possibly present greater sperm and androgenic activity in the rainy season, associated with increased tubular area and number of spermatogenic cells, as well as with the intertubular area and number of Leydig cells, respectively.

Abstract in Portuguese:

Os morcegos pertencem a ordem Chiroptera, família Phyllostomidae, e apresentam ampla diversidade de estratégias reprodutivas. Entretanto, as informações relacionadas à biologia reprodutiva dos machos são escassas, principalmente no Nordeste do Brasil. Dessa forma, o trabalho avaliou a histomorfometria sazonal testicular de Carollia perspicillata em fragmentos de Mata Atlântica de Pernambuco. Para tanto, os machos adultos foram coletados, eutanasiados para a remoção dos testículos, e posteriormente submetidos à técnica histológica de rotina. As análises histomorfométricas avaliaram as áreas de ocupação do compartimento tubular e intertubular, assim como a quantificação dos espermatócitos, espermátides arredondadas, espermátides alongadas, células de Sertoli e de Leydig. Os resultados indicaram que a espécie apresenta sazonalidade reprodutiva, visto que maiores médias significativas dos parâmetros testiculares foram encontradas na estação chuvosa, que é um período de maior disponibilidade de recursos alimentares. Tais inferências indicam que existe uma sincronia entre o pico de espermatogênese e investimento hormonal nos meses de alta precipitação, atrelado a isso, nota-se ainda, uma maior capacidade de suporte das células de Sertoli. Os machos de C. perspicillata possivelmente apresentam uma maior atividade espermática e androgênica na estação chuvosa, associadas ao aumento da área tubular e do número de células espermatogênicas, assim como da área intertubular e do número das células de Leydig, respectivamente.


#2 - Morphometry of the mandibular foramen applied to local anesthesia in hoary fox (Lycalopex vetulus)

Abstract in English:

Great part of the veterinary care in wild carnivores is intended to treat the dental disorders, and oral cavity disorders may generally affect the animal health as a whole. It is factual that knowing the location of the mandibular foramen is vital for local anesthetic block of the inferior alveolar nerve, however, there is still no data on the morphometry of the hoary fox mandibular foramen. The aim was describing morphometry of the mandibular foramen of this species and associating its position with anatomic reference points in the mandible, thus providing support for more effective local anesthetic block of the inferior alveolar nerve in such species. Four adult jaws of Lycalopex vetulus were used. Radiography and biometrics of the hemimandibulas were performed. The rostral third of the jaw body in a lateral view presented three mental foramens, being a rostral, a medium and a caudal. Each hemimandibula presented I3/C1/PM4/M3. The angle of the mandible was marked by the masseteric fossa, the angular incisure, the angular process and the mandibular foramen, and this last one located perpendicularly to the dorsal edge of the angular incisures in medial view. In this view, the crevice to the milohyoid nerve, projected in the caudodorso rostral direction, was also evidenced. The ramus of the mandible was characterized by the presence of the condylar and coronoid processes, and by the dorsal and ventral mandibular incisions. Statistical analyzes did not present significant differences between the antimeres of the studied animals, and the penetration of the needle perpendicularly to the dorsal end of the angular incision on average 8.79mm, overlapped to the medial face of the angle of the mandible could be indicated. Alternatively, the access may also be achieved by inserting the needle in an average of 17.69mm perpendicular to the dorsal end of the angular process, in contact with the medial aspect of the angle of the mandible, and in caudo-rostral projection, also allowing a better anesthetic blockade of the inferior alveolar nerve in L. vetulus. It can also be concluded that the masseteric fossa, the dorsal and ventral mandibular angles, the crevice to the milohyoid nerve, the ramus of the mandible and the mandibular foramen presented differences in their topographic descriptions when compared to the other canids.

Abstract in Portuguese:

A maior parte dos atendimentos veterinários em carnívoros silvestres destina-se ao tratamento das afecções dentárias, sendo que doenças de cavidade oral podem afetar a saúde do animal como um todo. É factível que o conhecimento da localização do forame mandibular é essencial para o bloqueio anestésico local do nervo alveolar inferior, entretanto, ainda são inexistentes dados sobre a morfometria do forame mandibular de raposa-do-campo. Objetivou-se descrever a morfometria do forame mandibular desta espécie, e correlacionar sua posição com pontos de referência anatômica na mandíbula, oferecendo subsídio para um bloqueio anestésico local mais efetivo do nervo alveolar inferior nesta espécie. Foram utilizadas quatro mandíbulas de cadáveres adultos de Lycalopex vetulus. Realizou-se a radiografia e as biometrias das hemimandíbulas. O terço rostral do corpo da mandíbula em uma vista lateral apresentou três forames mentuais, sendo um rostral, um médio e um caudal. Cada hemimandíbula apresentou I3/C1/PM4/M3. O ângulo da mandíbula foi marcado pela fossa massetérica, pela incisura angular, pelo processo angular e pelo forame mandibular, e este último localizado perpendicularmente ao extremo dorsal da incisura angular em vista medial. Nesta vista, também se evidenciou o sulco para o nervo milohióideo, projetado em sentido caudodorsorostral. O ramo da mandíbula foi caracterizado pela presença dos processos condilar e coronóide, e pelas incisuras mandibulares dorsal e ventral. As análises estatísticas não apresentaram diferenças significantes entre os antímeros dos animais estudados, podendo-se indicar a penetração da agulha perpendicularmente ao extremo dorsal da incisura angular em média 8,79mm, justaposto à face medial do ângulo da mandíbula. Alternativamente, o acesso também poderá ser realizado introduzindo a agulha em média 17,69mm de forma perpendicular ao extremo dorsal do processo angular, em contato com a face medial do ângulo da mandíbula, e em projeção caudorostral, permitindo também um melhor bloqueio anestésico do nervo alveolar inferior na L. vetulus. Também se pode concluir que a fossa massetérica, as incisuras angular, mandibulares dorsal e ventral, o sulco para o nervo milohióideo, o ramo da mandíbula e o forame mandibular apresentaram diferenças em suas descrições topográficas quando comparados aos demais canídeos.


#3 - Morfometria da fibra muscular peitoral e das vilosidades intestinais de Calidris pusilla durante o período de invernada no Brasil, 38(9):1849-1855

Abstract in English:

ABSTRACT.- Chaves F.Q., Neri Júnior N.A., Rodrigues R.C., Araujo H.F.P. & Guerra R.R. 2018. Morphometry of pectoral muscle fiber and intestinal villi of Calidris pusilla during the wintering period in Brazil. [Morfometria da fibra muscular peitoral e das vilosidades intestinais de Calidris pusilla durante o período de invernada no Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1849-1855. Laboratório de Histologia Animal, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba, Cidade Universitária, Areia, PB 58397-000, Brasil. E-mail: rromaoguerra@gmail.com Migration is an event observed in several animals, such as shorebirds moving between the northern and southern hemispheres, during breeding and wintering intervals. Morphophysiological adaptations are necessary to allow the maintenance of migratory cycles and, therefore, studies with this focus can help clarify biological aspects related to migration. We analyzed the morphology variation in pectoral muscles and intestinal mucosa of Calidris pusilla, during different phases of the wintering period on the coast of Brazil. Fragments of pectoral muscles and duodenal were collected, fixed and processed for histology according to standard procedure, from specimens captured in a locality on the Brazilian coast. Modifications were found in the measured parameters among the three phases of wintering, arrival in Brazil (October, mid-period), January and departure to the Northern Hemisphere - May. The registered structural dynamism characterizes the growth of flight musculature and intestinal changes related to nutrition. Such changes occur temporarily due to the activities of preparation and migration between the northern and southern hemispheres.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Chaves F.Q., Neri Júnior N.A., Rodrigues R.C., Araujo H.F.P. & Guerra R.R. 2018. Morphometry of pectoral muscle fiber and intestinal villi of Calidris pusilla during the wintering period in Brazil. [Morfometria da fibra muscular peitoral e das vilosidades intestinais de Calidris pusilla durante o período de invernada no Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1849-1855. Laboratório de Histologia Animal, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba, Cidade Universitária, Areia, PB 58397-000, Brasil. E-mail: rromaoguerra@gmail.com A migração é um evento observado em vários animais, como as aves limícolas que se deslocam entre os hemisférios norte e sul, durante os intervalos de reprodução e invernada. Adaptações morfofisiológicas são necessárias para permitir a manutenção dos ciclos migratórios e, portanto, estudos com esse enfoque podem ajudar a esclarecer aspectos biológicos relacionados à migração. Analisamos a variação morfológica nos músculos peitorais e mucosa intestinal de Calidris pusilla, durante diferentes fases do período de invernada no litoral brasileiro. Fragmentos de músculos peitorais e duodenais foram coletados, fixados e processados ​​para histologia de acordo com o procedimento padrão, a partir de espécimes capturados na localidade da costa brasileira. O dinamismo estrutural registrado caracteriza o crescimento da musculatura de vôo e as alterações intestinais relacionadas à nutrição. As mudanças nos parâmetros medidos entre as três fases do inverno, chegada ao Brasil (outubro, meio período), janeiro e saída para o Hemisfério Norte. Tais mudanças ocorrem temporariamente devido às atividades de preparação e migração entre os hemisférios norte e sul.


#4 - Gastrointestinal parasites in goats from Quixadá, Ceará, 38(8):1505-1510

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oliveira D.A.S., Brito R.L.L., Neves M.R.M., Sousa M.M., Miranda R.R.C., Mourão A.E.B., Cavalcante A.C.R. & Vieira L.S. 2018. [Gastrointestinal parasites in goats from Quixadá, Ceará.] Parasitos gastrintestinais em caprinos no município de Quixadá, Ceará. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1505-1510. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Centro de Ciências Agrárias e Biológicas, Universidade Estadual do Vale do Acaraú, Avenida da Universidade 850, Campus Betânia, Sobral, CE 62040-370, Brazil. E-mail: dalilian.an@gmail.com The objective of this study was to evaluate the occurrence of main gastrointestinal parasites and to quantify and identify the species of Eimeria present in young goats and adults in the city of Quixadá, Ceará, during the dry and rainy season. Six hundred fifty-four animals were used, with 334 animals during the dry season, which were 149 mothers and 185 offspring and 320 animals during the rainy season, with 106 mothers and 214 offspring, independent of breed standard and creation system. Samples were collected in the months of November and December 2012 and May 2013 in the city of Quixadá, Ceará and sent to the Parasitology Laboratory of Embrapa Goats and Sheep at Sobral, Ceará, feces were collected for counting the number of eggs per gram of feces (EPG), counting oocysts per gram of feces (OOPG), coproculture and identification of Eimeria species based on the morphometry. Matrices showed higher means egg type Strongyloidea (372.03) and Strongyloides (8.45) in the dry season and the rainy season had higher mean only to Strongyloidea (502.85). The inverse happened to OOPG, where the offspring showed higher means in the dry season (9387.41) and rainy (9630.37). The genus most frequent of nematode in coprocultures was Trichostrongylus. (63.67%) in the dry season and Haemonchus sp. the rainy (66.67%). One hundred percent of the herds, oocysts of Eimeria were found, with 81% of infected animals. The occurrence of eimeriosis in young and adult categories was 64.3% and 83.2% in the dry season and 87.4% and 92.4% during the rainy season. The species identified were: Eimeria alijevi, E. apsheronica, E. arloingi, E. caprina, E. caprovina, E. christenseni, E. hirci, E. and E. jolchijevi ninakohlyakimovae. In the offspring E. alijevi was the most frequent in the dry season and the rainy E. ninakohlyakimovae. Already in matrices the species E. Alijevi showed the highest frequency in both periods. In herds studied it evidenced the presence of gastrointestinal nematodes eggs and oocysts of Eimeria spp. independent of animal category.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Oliveira D.A.S., Brito R.L.L., Neves M.R.M., Sousa M.M., Miranda R.R.C., Mourão A.E.B., Cavalcante A.C.R. & Vieira L.S. 2018. [Gastrointestinal parasites in goats from Quixadá, Ceará.] Parasitos gastrintestinais em caprinos no município de Quixadá, Ceará. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1505-1510. Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Centro de Ciências Agrárias e Biológicas, Universidade Estadual do Vale do Acaraú, Avenida da Universidade 850, Campus Betânia, Sobral, CE 62040-370, Brazil. E-mail: dalilian.an@gmail.com O objetivo desse trabalho foi avaliar a ocorrência dos principais parasitos gastrintestinais que acometem caprinos adultos e jovens do município de Quixadá-Ceará durante a época seca e chuvosa, além de identificar e quantificar as espécies de Eimeria presentes no rebanho. Foram utilizados 654 animais, sendo 334 animais no período seco, dos quais eram 149 matrizes e 185 crias e 320 animais no período chuvoso, sendo 106 matrizes e 214 crias, independente de padrão racial e sistema de criação. As coletas foram realizadas nos meses de novembro e dezembro de 2012 e maio de 2013 no município de Quixadá-Ceará e encaminhadas ao Laboratório de Parasitologia da Embrapa Caprinos e Ovinos na cidade de Sobral-Ceará. Foram coletadas fezes para contagem do número de ovos por gramas de fezes (OPG), contagem de Oocistos por gramas de fezes (OOPG), coprocultura e identificação das espécies de Eimeria com base na morfometria. As matrizes apresentaram maiores médias de ovos do tipo Strongyloidea (372,03) e Strongyloides (8,45) no período seco e no período chuvoso apresentaram maiores médias apenas para Strongyloidea (502,85). O inverso aconteceu com o OOPG, onde as crias apresentaram maiores médias no período seco (9387,41) e no chuvoso (9630,37). O gênero de nematódeo mais frequente na coprocultura foi o Trichostrongylus sp. (63,67%) no período seco e o Haemonchus sp. no chuvoso (66,67%). Em 100% dos rebanhos, foram encontrados oocistos de Eimeria, com 81% dos animais infectados. A ocorrência da eimeriose nas categorias jovens e adultas foi de 64,3% e 83,2% no período seco e de 87,4% e 92,4% no período chuvoso. As espécies identificadas foram: Eimeria alijevi, E. apsheronica, E. arloingi, E. caprina, E. caprovina, E. christenseni, E. hirci, E. jolchijevi e E. ninakohlyakimovae. Nas crias a E. alijevi foi a mais freqüente no período seco e a E. ninakohlyakimovae no chuvoso. Já nas matrizes a espécie E. alijevi apresentou a maior frequência em ambos os períodos. Nos rebanhos estudados foi evidenciado a presença de ovos de nematódeos gastrointestinais e oocistos de Eimeria spp. independente da categoria animal.


#5 - Analysis of the reproductive stage and ovarian histomorphometry of Dermanura cinerea (Chiroptera: Phyllostomidae) in an Atlantic Forest fragment of Pernambuco, northeastern Brazil

Abstract in English:

This study aimed to analyze the reproductive stage, histology and morphometry of the ovary of Dermanura cinerea in an Atlantic Forest fragments in the Biological Reserve of Saltinho, Pernambuco, Brazil. Adult females were captured monthly by mist net, during two consecutive nights from June/2014 to November/2015. The meteorological data were provided by the National Institute of Meteorology and grouped together with the reproductive data, in six periods: period I (June to August/2014), period II (September to November/2014), period III (December/2014 to February/2015), period IV (March to May/2015), period V (June to August/2015) and period VI (September to November/2015). The females were classified according to their reproductive stages in: Inactive, pregnant, lactating and postlactating. Among the 25 females caught, 10 inactive females were selected for the histomorphometric analysis of the ovaries and then they were euthanized. After that, the specimens had their ovaries removed, fixed, processed and included in Paraplast. The organs were cut and stained by Hematoxylin – Eosin and the histological slides produced were submitted to the appropriate optical microscope analysis. Each type of ovarian follicle was estimated according to the histological characteristics evidenced for other mammals. In the morphometric analysis, it was considered: The area of the ovary (measured in square millimeter), Quantification of different types of ovarian follicles (unilaminar and multilaminar primary follicles, antral and matures) and corpus luteum, as well as the area of each by those different follicles (measured in square micrometer) The results indicated that 16 females were inactive, 5 were lactating, 4 were pregnant and no post-lactating. The histological analysis revealed that the ovaries of D. cinerea exhibit characteristics, structures and cellular types similar to other mammals. The morphometric data of the study area were statistically evaluated using the Student’s t-test. Therefore, ovarian histomorphometric analysis are very important to infer with greater certainty about the reproduction of a species. Thus, it was observed that females of D. cinerea exhibit two reproductive peaks, that is, they can give birth either at the end of dry periods or from the beginning to the middle of the rainy season. The main feature observed in the ovary of this species, found in the Atlantic Forest area of the state of Pernambuco, is the preparation of the ovarian cortex to ovulate in months of high rainfall throughout the year. Therefore, this species tries to adjust its reproductive period with the variations of the environmental conditions, so that the reproduction might occur during the period more favorable for the maintenance of their offspring.

Abstract in Portuguese:

Esse estudo objetivou analisar o estágio reprodutivo, histologia e morfometria do ovário de Dermanura cinerea em um fragmento de Mata Atlântica da Reserva Biológica de Saltinho (Pernambuco, Brasil). Foram utilizadas fêmeas adultas capturadas por redes de neblina, de modo que as coletas ocorreram mensalmente, durante duas noites consecutivas de Junho/2014 a Novembro/2015. Os dados meteorológicos foram fornecidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia e agrupados, juntamente com os dados reprodutivos, em seis períodos, sendo estes: período I (Junho a agosto/2014), período II (Setembro a novembro/2014), período III (Dezembro/2014 a fevereiro/2015) período IV (Março a maio/2015), período V (Junho a agosto/2015) e período VI (Setembro a novembro/2015). As fêmeas foram classificadas, de acordo com o estágio reprodutivo em: inativas, grávidas, lactantes e pós-lactantes. Das 25 fêmeas capturadas, foram selecionadas, para as análises histomorfométricas dos ovários, 10 fêmeas inativas, as quais foram eutanasiadas. Depois disso, os espécimes tiveram os seus ovários removidos, fixados, processados e inclusos em paraplast. Os cortes foram corados por Hematoxilina – Eosina e as lâminas histológicas produzidas foram submetidas às devidas análises em microscópio óptico. Cada tipo de folículo ovariano foi estimado de acordo com as características histológicas evidenciadas para outros mamíferos. Nas análises morfométricas, considerou-se: a área do ovário (mensurada em milímetro quadrado), quantificação dos diferentes tipos de folículos ovarianos (primários unilaminar e multilaminar, antrais e maduros) e corpo lúteo, bem como foi medida a área de cada um desses diferentes tipos de folículos (mensurada em micrômetro quadrado). Os resultados indicaram a presença de 16 fêmeas inativas, 5 lactantes, 4 grávidas e nenhuma pós-lactante. As análises histológicas destacaram que os ovários de D. cinerea possui características, estruturas e tipos celulares padrões semelhantes ao dos demais mamíferos. Os dados morfométricos da área do ovário foram avaliados estatisticamente por meio do teste t de Student. Assim, as análises histomorfométricas ovariana são de suma importância para inferir com maior segurança sobre a reprodução de uma dada espécie. Portanto, ficou constatado que as fêmeas de D. cinerea apresentam dois picos reprodutivos, isto é, podem parir no final de períodos secos ou do início para metade do período chuvoso. A principal característica observada no ovário dessa espécie, encontrada em área de Mata Atlântica do estado de Pernambuco, foi a preparação do córtex ovariano para ovular em meses de elevados índices pluviométricos ao longo do ano. Logo, essa espécie procura ajustar seu período reprodutivo com as variações das condições ambientais, de forma que a reprodução ocorra em períodos mais favoráveis para manutenção da prole.


#6 - Estimation, morphometry and ultrastructure of ovarian preantral follicle population in agouti (Dasyprocta leporina)

Abstract in English:

The aim of this study was to characterize the preantral ovarian follicular population in agoutis (D. leporina) by estimating the number of follicles at each developmental category, and also describe the morphometry and the specific features of the follicle and the oocyte by using light and transmission electron microscopy. The length of each ovary was measured using a caliper rule, longitudinally sectioned into two halves and both were immediately fixed to perform the estimation of follicular population and ultrastructural analysis. The mean (±S.E.M.) population of follicular per pair of ovary was estimated at 4419.8±532.26 and 5397.52±574.91 for right and left ovaries, respectively, but no differences were observed between them. The diameters for follicles, oocyte and nuclei were: 18.62±3.40μm, 12.28±2.37μm and 6.10±0.93μm for primordial, 23.75±5.70μm, 14.22±3.00μm and 6.70±1.24μm for primary and 88.55±17.61μm, 52.85±17.56μm and 22.33±17.61μm for secondary follicles, respectively. The most of the follicles found belonged to the primordial category (86.63%), followed by primary (13.01%) and secondary (0.35%) one. Additionally, polyovular follicles were observed in all the animals and they represented 7.51% of the total follicles counted. The ultrastructural analysis showed that the oocyte presented a central and regular nuclei, displaying a homogenous mass. Among the organelles, the mitochondria were the most abundant and the oocyte Golgi apparatus was rarely observed. In conclusion, this work shows for the first time the characterization of the population of preantral follicles in the ovary of Dasyprocta leporina. Those information will be useful for further development and adaptation of biotechniques such as germplasm cryopreservation and in vitro gametes manipulation.

Abstract in Portuguese:

O objetivo deste trabalho foi caracterizar a população folicular ovariana pré-antral em cutias (D. leporina) estimando o número de folículos em cada categoria de desenvolvimento, e também descrever a morfometria e as características específicas do folículo e oócito usando microscopia de luz e eletrônica de transmissão. O comprimento de cada ovário foi medido utilizando um paquímetro, seccionados longitudinalmente em duas metades e ambos foram imediatamente fixados para realizar a estimativa da população folicular e análise ultraestrutural. A média (±S.E.M.) da população folicular por par de ovário foi estimada em 4419,8±532,26 e 5397,52±574,91 nos ovários direito e esquerdo, respectivamente, mas não foram observadas diferenças entre eles. Os diâmetros dos folículos, oócito e núcleos, respectivamente, foram: 18,62±3,40μm, 12,28±2.37μm e 6,10±0,93μm para primordial, 23,75±5,70μm, 14,22±3,00μm e 6,70±1,24μm para primário e 88,55±17,61μm, 52,85±17,56μm e 22,33±17,61μm de folículos secundários. A maioria dos folículos encontrados pertencia à categoria primordial (86,63%), seguido pelo primário (13,01%) e um secundário (0,35%). Adicionalmente, os folículos poliovulares foram observados em todos os animais e representavam 7,51% do total de folículos contados. A análise ultra-estrutural mostrou que o oócito apresentou núcleos centrais e regulares, exibindo uma massa homogênea. Dentre as organelas, as mitocôndrias foram as mais abundantes e o aparelho de Golgi do oócito foi raramente observado. Em conclusão, este trabalho mostra pela primeira vez a caracterização da população de folículos pré-antrais do ovário da Dasyprocta leporina. Essas informações serão úteis para o desenvolvimento e adaptação de biotécnicas, como a criopreservação de germoplasma e manipulação de gametas in vitro.


#7 - Radiographic measurements related with the cardiac size in young female Bergamasca sheep, 37(12):1526-1530

Abstract in English:

ABSTRACT.- Babicsak V.R., Alves L.S., Tsunemi M.H. & Vulcano L.C. 2017. Radiographic measurements related with the cardiac size in young female Bergamasca sheep. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1526-1530. Departamento de Reprodução Animal e Radiologia Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Rua Prof. Doutor Walter Mauricio Correa s/n, Botucatu, SP 18618-681, Brazil. E-mail: viviam.babicsak@gmail.com In thoracic radiographic examination, routinely used in cases which cardiac evaluation is indicated, quantitative assessment of the heart is a useful role to be used in combination with subjective analysis. Numerous studies about objective assessment of the cardiac size have been performed in several species, including sheep; however, there is scarce information regarding cardiac parameters of young Bergamasca sheep. Therefore, the purpose of this study was to determine the average results and suggest the range of expected normal values for parameters related to the heart size of young female Bergamasca sheep by radiographic evaluation. Fifteen healty 8 months-old female Bergamasca sheep (mean weight: 41.13±4.71kg) were submitted to right lateral recumbency thoracic radiography. The length of the fourth and third to fifth thoracic vertebrae, cardiac height and width, vertebral heart size, cardiophrenic contact, caudal vena cava height, aorta caliber and tracheal angle were measured and the mean results found were, respectively: 2.46±0.11cm (95% CI 2.41-2.52), 7.53±0.30cm (95% CI 7.38-7.68), 13.83±0.57cm, (95% CI 13.54-14.12), 8.99±0.37cm (8.80-9.17), 8.99±0.27 vertebrae (95% 8.85-9.13), 4.55±0.70cm (95% CI 4.19-4.90), 1.88±0.19cm (95% CI 1.79-1.97), 2.05±0.11cm (95% CI 2.00-2.11) and 14.36±2.73° (95% CI 12.98-15.75). Cardiac height and width and the sum of these parameters were compared to the length of third to fifth thoracic vertebrae, resulting in the respective mean values: 1.84±0.08 (95% IC 1.80-1.88), 1.20±0.05 (1.17-1.22) and 3.04±0.11 (95% IC 2.98-3.09). Ratios of cardiophrenic contact to cardiac height and caudal vena cava height to length of fourth thoracic vertebra were also evaluated and the mean values obtained were 0.33±0.05 (95% IC 0.30-0.35) and 0.76±0.08 (95% IC 0.72-0.81), respectively. Authors suggest that the values available in this study may be used as reference for normal heart size in young female Bergamasca sheep and as basis for further studies.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Babicsak V.R., Alves L.S., Tsunemi M.H. & Vulcano L.C. 2017. Radiographic measurements related with the cardiac size in young female Bergamasca sheep. [Mensurações radiográficas relacionadas às dimensões cardíacas em borregas Bergamácia.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1526-1530. Departamento de Reprodução Animal e Radiologia Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Rua Prof. Doutor Walter Mauricio Correa s/n, Botucatu, SP 18618-681, Brazil. E-mail: viviam.babicsak@gmail.com No exame radiográfico torácico, rotineiramente utilizado em casos em que a avaliação cardíaca é indicada, a análise quantitativa do coração é um recurso útil a ser usado em combinação com a avaliação subjetiva. Diversos estudos relacionados à análise objetiva do tamanho cardíaco têm sido realizados em várias espécies, incluindo ovinos; no entanto, há pouca informação sobre os parâmetros cardíacos de ovinos jovens da raça Bergamácia. Dessa forma, o objetivo deste estudo foi determinar as médias e sugerir o intervalo de valores esperados para os parâmetros relacionados ao tamanho cardíaco de borregas Bergamácia por meio da avaliação radiográfica. Quinze borregas Bergamácia de 8 meses de idade (média de peso: 41,13±4,71kg) foram submetidas à radiografia torácica em decúbito lateral direito. O comprimento do quarto e da terceira a quinta vértebras torácicas, a altura e a largura cardíaca, o tamanho do coração em relação à unidade de vértebra torácica, o contato cardiofrênico, a altura da veia cava caudal, o calibre da aorta e o ângulo traqueal foram mensurados, sendo encontrados os seguintes valores médios, respectivamente: 2,46±0,11cm (95% IC 2,41-2,52), 7,53±0,30cm (95% IC 7,38-7,68), 13,83±0,57cm, (95% IC 13,54-14,12), 8,99±0,37cm (95% IC 8,80-9,17), 8,99±0,27 vértebras (95% IC 8,85-9,13), 4,55±0,70cm (95% IC 4,19-4,90), 1,88±0,19cm (95% IC 1,79-1,97), 2,05±0,11cm (95% IC 2,00-2,11) e 14,36±2,73° (95% IC 12,98-15,75). A altura e a largura cardíaca e a soma desses parâmetros foram comparados com o comprimento da terceira a quinta vértebras torácicas, resultando nos respectivos valores médios: 1,84±0,08 (95% IC 1,80-1,88), 1,20±0,05 (1,17-1,22) e 3,04±0,11 (95% IC 2,98-3,09). Também foram avaliadas as relações entre o contato cardiofrênico e a altura cardíaca e entre a altura da veia cava caudal e o comprimento da quarta vértebra torácica, sendo determinados os valores médios de 0,33±0,05 (95% IC 0,30-0,35) e 0,76±0,08 (95% IC 0,72-0,81), respectivamente. Os autores sugerem que os valores disponíveis no presente estudo podem ser utilizados como referência na avaliação das dimensões cardíacas de borregas Bergamácia e como base para estudos futuros.


#8 - Histological and histomorphometric evaluation of bone regeneration with biomaterial in the tibia of sheep, 37(12):1537-1544

Abstract in English:

ABSTRACT.- Paretsis N.F., Arana-Chavez V.E., Correa L., Peplis A.M.G., Martins V.C.A., Cortopassi S.R.G. & Zoppa A.L.V. 2017. [Histological and histomorphometric evaluation of bone regeneration with biomaterial in the tibia of sheep.] Avaliação histológica e histomorfométrica da regeneração óssea a partir da utilização de biomateriais em tíbias de ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1537-1544. Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Orlando Marquês de Paiva 87, Butantã, São Paulo, SP 0558-270, Brazil. E-mail: nicoleparetsis@gmail.com Bone defects are commonly found in veterinary medicine through different disease such as trauma, especially in large animals. Frequently it is necessary to assist this tissue repair for better regeneration. Biomaterials in general are designed to this function. In order to understand the bone cells in the presence of bone substitutes, tests in vivo are essential for these studies. The quantity and quality of new tissue formation can be assessed by observation of tissue morphofunctional unit. Currently, in orthopedic studies sheep are considerated animals of choice for experimental development. Bone defects were performed experimentally in sheep and were implanted chitosan, hydroxyapatite and collagen biomaterials. After 60 days, biopsy was performed at the site of tissue repair and the new tissue formation was described, evaluated and compared by organic matrix bone histomorphometry and electronic transmission microscopy. After hystomorfometry analysis there was no difference between control group and biomaterial group, but when compare with pre-existent tissue, the values are smaller. In descriptive analysis was observed intimate contact with biomaterial and new tissue formation suggesting biocompatibility. It observed the pattern of tissue repair in control group and biomaterial group did not differ in the architecture tissue. However, in the biomaterial group was identified presence of the biomaterial in the specimen. All these data suggest that the biomaterial did not impair bone regeneration, had good biocompatibility and potential to assistant in orthopedic routine of large animals.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Paretsis N.F., Arana-Chavez V.E., Correa L., Peplis A.M.G., Martins V.C.A., Cortopassi S.R.G. & Zoppa A.L.V. 2017. [Histological and histomorphometric evaluation of bone regeneration with biomaterial in the tibia of sheep.] Avaliação histológica e histomorfométrica da regeneração óssea a partir da utilização de biomateriais em tíbias de ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1537-1544. Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Orlando Marquês de Paiva 87, Butantã, São Paulo, SP 0558-270, Brazil. E-mail: nicoleparetsis@gmail.com Falhas ósseas são comumente encontradas na medicina veterinária em diferentes enfermidades, principalmente por traumas em grandes animais. Frequentemente faz-se necessário auxiliar este reparo tecidual para melhor correção desta falha. Os biomateriais foram desenvolvidos para cumprir esta função. A fim de avaliar o comportamento celular perante estes substitutos ósseos, a realização de testes in vivo é fundamental. A partir da observação da unidade morfofuncional do tecido é possível avaliar a quantidade e a qualidade do tecido neoformado. Atualmente, em estudos ortopédicos, os ovinos são considerados animais de escolha como modelo experimental. Falhas ósseas foram realizadas experimentalmente em ovinos, onde foram implantados biomateriais à base de quitosana, hidroxiapatita e colágeno. Após 60 dias foi realizada biopsia no local do reparo tecidual e por meio da histomorfometria da matriz orgânica, da análise descritiva da microscopia de luz e da microscopia eletrônica de transmissão, o tecido neoformado foi avaliado e comparado. Na histomorfometria, não houve diferença significativa quanto à quantidade de tecido neorformado do grupo controle e do grupo com biomaterial, porém quando comparado ao osso pré-existente, retirado no momento da confecção da falha, a área de matriz óssea foi menor. Na descrição da microscopia de luz e em maiores detalhes na análise ultra estrutural, observou-se o biomaterial em contato íntimo com o tecido neoformado, sugerindo boa biocompatibilidade. Foi possível observar o padrão da reparação tecidual, onde o membro controle e o membro com biomaterial não diferiram quanto à arquitetura tecidual, porém nas amostras com o implante do biomaterial foi identificada a presença do mesmo. Todas estas informações sugerem que o biomaterial não prejudicou a regeneração óssea, apresentou boa biocompatibilidade e denota potencial para auxiliar na rotina ortopédica de grandes animais.


#9 - Effects of chronic mild stress on parameters of bone assessment in adult male and female rats, 36(Supl.1):106-112

Abstract in English:

ABSTRACT.- Valente F.L., Ferreira A.P.B.R., Costa L.D., Louzada M.J.Q., Patarroyo J.H. & Vargas M.I. 2016. Effects of chronic mild stress on parameters of bone assessment in adult male and female rats. [Efeito do estresse moderado crônico sobre parâmetros de avaliação óssea em ratos adultos machos e fêmeas.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):106-112. Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa, Campus Viçosa, Avenida Peter Henry Rolfs s/n, Viçosa, MG 36570-900, Brazil. E-mail: bebel@ufv.br Osteoporosis is a multifactorial disease of high prevalence and has great impact on quality of life, because the effects on bone structure increase the risk of fractures, what may be very debilitating. Based on the observation that patients with depression have lower bone mineral density than healthy individuals, many studies have indicated that stress could be an aggravating factor for bone loss. This study evaluates the effect of a protocol of chronic mild stress (CMS) on parameters of bone assessment in male and female rats. Five 5-monh-old rats of each sex underwent a schedule of stressor application for 28 days. Stressors included cold, heat, restraint, cage tilt, isolation, overnight illumination, and water and food deprivation. Five rats of each sex were kept under minimum intervention as control group. The animals were weighed at beginning and end of the period, and after euthanasia had their bones harvested. Femur, tibia and lumbar vertebrae were analyzed by bone densitometry. Biomechanical tests were performed in femoral head and diaphysis. Trabecular bone volume was obtained from histomorphometric analysis of femoral head and vertebral body, as well as of femoral midshaft cross-sectional measures. Not all parameters analyzed showed effect of CMS. However, tibial and L4 vertebral bone mineral density and cross-sectional cortical/medullar ratio of femoral shaft were lower in female rats submitted to the CMS protocol. Among male rats, the differences were significant for femoral trabecular bone volume and maximum load obtained by biomechanical test. Thus, it could be confirmed that CMS can affect the balance of bone homeostasis in rats, what may contribute to the establishment of osteopenia or osteoporosis.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Valente F.L., Ferreira A.P.B.R., Costa L.D., Louzada M.J.Q., Patarroyo J.H. & Vargas M.I. 2016. Effects of chronic mild stress on parameters of bone assessment in adult male and female rats. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):106-112. Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa, Campus Viçosa, Avenida Peter Henry Rolfs s/n, Viçosa, MG 36570-900, Brazil. E-mail: bebel@ufv.br A osteoporose é uma doença multifatorial, de alta prevalência e que tem um grande impacto na qualidade de vida, principalmente porque os efeitos sobre a estrutura do osso aumentam o risco de fraturas, que podem ser muito debilitantes. Com base na observação de que pacientes com depressão têm menor densidade mineral óssea que indivíduos saudáveis​​, muitos estudos têm indicado que o estresse pode ser um fator agravante para a perda óssea. Este estudo avalia o efeito de um protocolo de estresse moderado crônico (EMC) em parâmetros de avaliação óssea em ratos machos e fêmeas. Cinco animais de cada sexo, com cinco meses de idade, foram submetidos a um cronograma de aplicação de estressores durante 28 dias. Os estressores incluídos foram: frio, calor, contenção, inclinação da gaiola, isolamento, iluminação durante a noite e privação de água e ração. Cinco animais de cada sexo foram mantidos com um mínimo de intervenção como grupo controle. Os animais foram pesador no início e no final do período, e após eutanásia tiveram seus ossos coletados. Fêmur, tíbia e vértebra lombar foram analisados por densitometria óssea. Testes biomecânicos foram realizados na cabeça e na diáfise do fêmur. Volume trabecular ósseo foi obtido a partir de análise histomorfométricas da cabeça do fêmur e do corpo vertebral, bem como medidas da seção transversal diáfise femoral. Nem todos os parâmetros avaliados sofreram efeito do protocolo de EMC. No entanto, a densidade mineral óssea da tíbia e da vértebra L4 e a razão osso cortical/medula da seção transversal da diáfise femoral foram menores nas fêmeas submetidas ao protocolo. Entre os ratos machos, as diferenças foram significativas no volume trabecular ósseo da cabeça femoral e na carga máxima obtida no teste biomecânico. Assim, confirma-se que o protocolo de EMC pode afetar o equilíbrio da homeostase óssea em ratos, o que pode contribuir para o estabelecimento de osteopenia ou osteoporose.


#10 - Root morphology of the permanent dentition Sapajus apella: morphometry, gross anatomy, ultrastructure and physical properties, 34(8):791-796

Abstract in English:

ABSTRACT.- Fernandes L.M.P., Nascimento E.M., Nunes C.S.R., Vieira E.P., Lins P.D., Teixeira F.B., Couto R.S.D.A. & Lima R.R. 2014. [Root morphology of the permanent dentition Sapajus apella: morphometry, gross anatomy, ultrastructure and physical properties.] Morfologia radicular da dentição permanente de Sapajus apella: morfometria, anatomia macroscópica, ultraestrutura e propriedades físicas. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(8):791-796. Laboratório de Biologia Estrutural e Funcional, Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Pará, Rua Augsuto Correa 1, Guamá, Belém, PA 66075-900, Brazil. E-mail: rafalima@ufpa.br This paper aimed the anatomical study including morphometric, ultrastructural and physical properties of permanent teeth of Sapajus apella primate. Ten adult male monkeys were studied. The teeth were evaluated for their length, root anatomy (external and internal considering the number of roots and canals), direction and shape of the root canal, density and diameter of the tubular root canal, dentin microhardness, and composition. The root anatomy showed specificity regarding the number of roots of the second premolar and the presence of the third premolar. We observed a decrease in the number and diameter of dentinal tubules along the root canal, a statistically significant difference when compared with the apical and cervical regions. Similarities with human teeth were found in regard to microhardness values and proportion of chemical elements in the root dentin.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Fernandes L.M.P., Nascimento E.M., Nunes C.S.R., Vieira E.P., Lins P.D., Teixeira F.B., Couto R.S.D.A. & Lima R.R. 2014. [Root morphology of the permanent dentition Sapajus apella: morphometry, gross anatomy, ultrastructure and physical properties.] Morfologia radicular da dentição permanente de Sapajus apella: morfometria, anatomia macroscópica, ultraestrutura e propriedades físicas. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(8):791-796. Laboratório de Biologia Estrutural e Funcional, Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal do Pará, Rua Augsuto Correa 1, Guamá, Belém, PA 66075-900, Brazil. E-mail: rafalima@ufpa.br O objetivo desse trabalho foi contribuir com o estudo anatômico, morfométrico, ultraestrutural e propriedades físicas dos dentes permanentes do primata Sapajus apella. Para tal, foram utilizados 10 animais adultos e machos. Os dentes foram avaliados quanto ao seu comprimento e quanto à anatomia radicular externa e interna considerando número de raízes e canais, forma e direção radicular e forma do canal, assim como análise da densidade e diâmetro tubular do canal radicular, composição e microdureza dentinária. A anatomia radicular desse primata apresentou especificidades, como o número de raízes do segundo pré-molar superior e a presença do terceiro pré-molar. Quanto à densidade e o diâmetro dos túbulos dentinários, observou-se uma diminuição do número e diâmetro de túbulos ao longo do canal radicular, havendo diferença estatisticamente significante ao se comparar o terço apical com as regiões cervical e média, padrão de densidade e tamanho semelhantes a dentes humanos. Semelhanças também foram encontradas com dentes humanos quando comparados os valores de microdureza e proporção de elementos químicos encontrados na dentina radicular.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV