Resultado da pesquisa (7)

Termo utilizado na pesquisa répteis

#1 - Clinical and post mortem examination of white worm lizards (Amphisbaena alba) in the State of Paraíba, Northeastern Brazil: morphological, pathological and radiographic findings of a secretive species

Abstract in English:

Amphisbenians are limbless reptiles that belong to the order Squamata. Due to their fossorial and secrevie habits, little is known about their morphology, ecology and pathological conditions that may affect them. In this manuscript, we present a brief guide for identification of normal structures as well as traumatic injuries on radiography and necropsy of Amphisbaena alba. From April to September 2019, three cases of A. alba with suspected trauma were referred to the Veterinary Hospital of the Federal University of Paraíba (UFPB). In the clinical evaluation, traumatic injuries were observed, and support therapy was instituted, but they did not resist and died shortly after. Bone fractures and organ ruptures, in addition to specific structures of this species were identified on radiography. A systematic necropsy was performed of all amphisbaenians in order to evaluate external and internal structures, not only to identify lesions but also to investigate the morphological aspects of amphisbenids. Macroscopically, multiple organ fractures and ruptures observed in radiographs were confirmed, in addition to the presence of the cestodes Semenoviella amphisbaenae in the large intestine. Histologically, it was possible to identify normal characteristics and microscopic lesions in the tissues. This is the first study to incorporate morphological, clinical, and pathological aspects of A. alba. This manuscript brings essential information for wildlife veterinarians and pathologists who may have to treat or perform a necropsy on these unique reptiles.

Abstract in Portuguese:

Anfisbenas são répteis desprovidos de membros que pertencem a ordem Squamata. Devido a seus hábitos fossoriais e reclusos, pouco se conhece sobre sua morfologia, ecologia e condições patológicas que possam afetá-las. Neste artigo, um guia sucinto para a necropsia, identificação de tecidos e órgãos e lesões encontradas em Amphisbaena alba, é apresentado. Durante março e dezembro de 2019, três casos de A. alba com suspeita de trauma foram encaminhados ao Hospital Veterinário da Universidade Federal da Paraíba. Na avaliação clínica foram observadas lesões traumáticas e instituído um suporte terapêutico, porém não resistiram e morreram em seguida. Foram realizadas projeções radiográficas onde identificaram fraturas e ruptura de órgãos, além de identificar estruturas específicas dessa espécie. Uma avaliação completa de estruturas externas e internas foi conduzida para investigar aspectos morfológicos dos anfisbenídeos. Macroscopicamente foram confirmadas múltiplas fraturas e rupturas de órgãos observadas anteriormente nas radiografias, além disso evidenciou no intestino grosso presença de parasitos anoplocéfalos denominados Semenoviella amphisbaenae. Na histologia foi possível identificar características normais e lesões microscópicas nos tecidos. Esse é o primeiro estudo a incorporar aspectos morfológicos, clínicos e patológicos de A. alba. Esse manuscrito traz informações essenciais para clínicos e patologistas de animais selvagens que podem se deparar com casos clínicos ou de necropsia de Amphisbaena alba.


#2 - Endoparasites in group of wild animals raised in captivity

Abstract in English:

Free-living wild animals can host a wide variety of endoparasites. When subjected to conditions of captivity, these animals can go through stressful situations and develop parasites. Therefore, the objective of this study was to identify parasitic infection in wild mammals, birds, and reptiles kept at the “Universidade de Caxias do Sul” Zoo, in Rio Grande do Sul state, Brazil. The population studied was based on 76 animals, divided into 50% (38/76) birds, 35.53% (27/76) mammals, and 14.47% (11/76) reptiles distributed in 33 different enclosures. Fecal samples were collected from the enclosures and analyzed in triplicate, using the centrifugal-flotation method with a zinc sulfate solution. Samples from the enclosures 31, 32, 33, (where snakes are located), and 15 (animal death), were not analyzed in triplicate, so the total number of analyses was 91 samples. The results showed that 41.76% (38/91) of the samples were positive for at least one class of endoparasites, such as Nematoda, Cestoda, or Coccidia. The positive samples showed the presence of at least one or more parasites from orders Strongylida (34.21%), Enoplida and Strongylida (23.68%), Enoplida only (23.68%), Cyclophyllidea and Oxyurida (5.26%), Ascaridida only (5.26%), Enoplida, Strongylida, and Ascaridida (5.26%), and Enoplida and Eucoccidiorida (2.63%). Considering the positive samples, 55.26% were collected from birds, 39.47% from mammals, and 5.27% from reptiles. Capillaria sp. eggs were the main structure found in birds, and eggs from the order Strongylida were the most found in samples from mammals. This study showed the order Strongylida as the most frequent parasite found in 63.16% of the total samples, established either in isolated or mixed infestations. Also, mammals and birds were those with a greater quantity of positive samples for endoparasites. Therefore, this study emphasizes the importance of carrying out research assessing the gastrointestinal parasitic fauna in wild animals, so one can determine the conditions under which these parasites become pathogenic to wild animals raised in captivity.

Abstract in Portuguese:

Os animais silvestres de vida livre podem albergar uma grande variedade de endoparasitas. Esses animais, quando submetidos a condições de cativeiro podem passar por situações de estresse e desenvolver parasitoses. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi identificar a infecção parasitária em mamíferos, aves e répteis silvestres mantidos no Zoológico da Universidade de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul/Brasil. A população estudada foi de 76 animais, nos quais 50% (38/76) eram aves, 35,53% (27/76) mamíferos e 14,47% (11/76) répteis, distribuídos em 33 recintos diferentes. Amostras de fezes foram coletadas dos recintos e analisadas em triplicata pelo método de centrífugo-flutuação com solução de Sulfato de Zinco. Como não foi possível analisar em triplicata o material dos recintos 31, 32, 33 os quais alojam as serpentes e o recinto 15 pois o animal veio a óbito, o total de análises foi de 91 amostras. Os resultados demonstraram que 41,76% (38/91) das amostras foram positivas para, pelo menos, um endoparasita da classe Nematoda, Cestoda ou Coccidia. As amostras positivas indicaram a presença de um ou mais parasitas sendo da ordem Strongylida (34,21%), Enoplida e Strongylida (23,68%), apenas Enoplida (23,68%), Cyclophyllidea e Oxyurida (5,26%), apenas Ascaridida (5,26%), Enoplida, Strongylida e Ascaridida (5,26%), e Enoplida e Eucoccidiorida (2,63%). Das amostras positivas 55,26% foram de aves, sendo que ovos de Capillaria sp. foi a principal estrutura identificada, 39,47% de mamíferos apontando que a ordem Strongylida foi a mais prevalente e 5,27% de répteis. O estudo demonstrou que, dentre os parasitas encontrados, aqueles da ordem Strongylida foram os mais frequentes, sendo observada em monoinfecção ou infecção mista em 63,16% das amostras analisadas. Dos animais avaliados, as aves e mamíferos foram os que apresentaram maior quantidade de amostras positivas para endoparasitas. Diante disso, é importante a realização de pesquisas que permitem avaliar a fauna parasitária para que seja possível determinar as condições em que esses parasitas se tornam patogênicos aos animais cativos.


#3 - Morphology and biometry of the reproductive organs of adult males of Trachemys scripta elegans reared in São Paulo state, Brazil

Abstract in English:

Trachemys scripta elegans is an American underwater chelonian illegally marketed in Brazilian pet shops. When abandoned in nature, it compromises native species, threatening local biodiversity. However, little is known about the body development and structure of its reproductive tract. The objective of the present study was to investigate the morphology and biometry of testis, epididymis and penis, as well as the biometry of the body and secondary sexual characters in this species. Twenty-seven adult males were used aiming to contribute to preservation actions in captivity, population control, and scientific research, as well as to interspecific comparisons. Sex identification by the third claw length was effective, and the specimens presented harmonious and positive body development between mass, carapace, plastron, and height, with unimodal tendency and higher frequency of maximum carapace length at 15cm. The testes and epididymides presented biometric similarity between the antimeres and anatomical and histological structure similar to that of other species of chelonians and mammals, except for the type of epithelium. The findings suggest that there is conserved morphology between slider turtles and homology in relation to mammals. Histological similarity to the reproductive organs of other amniotes, including humans, may give rise to scientific and comparative studies, essential for the establishment of conservation strategies in reptiles.

Abstract in Portuguese:

Trachemys scripta elegans é um quelônio subaquático americano ilegalmente comercializado em pet shops brasileiros. Ao ser abandonado na natureza, compromete as espécies nativas, ameaçando à biodiversidade local. No entanto, pouco se conhece sobre o desenvolvimento corporal e a estrutura do seu aparelho reprodutor. O objetivo do presente trabalho foi investigar a morfologia e a biometria dos testículos, epidídimos e pênis, a biometria corporal e dos caracteres sexuais secundários. Foram utilizados 27 machos adultos desta espécie, visando contribuir com ações de preservação em cativeiro, controle populacional e pesquisas científicas, além de comparações interespecíficas. A identificação sexual pelo comprimento da terceira garra foi efetiva e os espécimes apresentaram desenvolvimento corporal harmônico e positivo entre massa, carapaça, plastrão e altura, com tendência unimodal e maior frequência de comprimento máximo de carapaça em 15,0cm. Testículos e epidídimos apresentaram semelhança biométrica entre os antímeros e estrutura anatômica e histológica semelhantes à de outras espécies de quelônios e mamíferos, excetuando-se pelo tipo de epitélio. Os achados sugerem haver morfologia conservada entre os cágados e homologia em relação aos mamíferos. A semelhança histológica com os órgãos reprodutivos de outros amniotas, incluindo os humanos, pode dar ensejo a estudos científicos e comparativos, essenciais para estabelecimento de estratégias de conservação em répteis.


#4 - Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. and Yersinia enterocolitica isolated from wildlife animals of a reabilitation center, 38(9):1838-1843

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silveira D.R., Milan C., Ferrasso M.M., Dias P.A., Moraes T.P., Bandarra P.M., Minello L.F. & Timm C.D. 2018. [Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. and Yersinia enterocolitica isolated from wildlife animals of a reabilitation center.] Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. e Yersinia enterocolitica isoladas de animais silvestres em um centro de reabilitação. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1838-1843. Laboratório de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Departamento de Veterinária Preventiva, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão, prédio 34, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: debora.rsilveira@hotmail.com Wild animals can transmit pathogenic bacteria to human and domestic animal’s health. Some bacteria, such as Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Yersinia enterocolitica and Salmonella enterica, cause diseases in humans and can contaminate domestic and wild animais. The Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre of Universidade Federal de Pelotas (Nurfs-UFPel) attend a specific regional demand of wildlife in Brazil. The aim of this paper was to identify the presence of these pathogenic bacteria in wild animals in rehabilitation. Stool samples were collected using sterile swabs from 34 birds, 16 mammals and 23 reptilian that were housed at Nurfs. Of the 73 collections, Y. enterocolitica was isolated from four (5.48%) of two birds, one mammal and one reptile. Salmonella and Campylobacter were not isolated. The molecular profile of bands of Y. enterocolitica identified in rep-PCR had differences. These results indicated that the isolates did not have a recent common origin. Pantherophis guttatus, Didelphis albiventris, Turdus rufiventris and Vanellus chilensis could shelt Y. enterocolitica and eliminate the bacteria in stool, offering risk of dissemination of these microorganisms in the environment with possible contamination of humans and other animals.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silveira D.R., Milan C., Ferrasso M.M., Dias P.A., Moraes T.P., Bandarra P.M., Minello L.F. & Timm C.D. 2018. [Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. and Yersinia enterocolitica isolated from wildlife animals of a reabilitation center.] Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. e Yersinia enterocolitica isoladas de animais silvestres em um centro de reabilitação. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1838-1843. Laboratório de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Departamento de Veterinária Preventiva, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão, prédio 34, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: debora.rsilveira@hotmail.com Muitas espécies de animais silvestres de vida livre servem como reservatório de bactérias patogênicas que ameaçam a saúde humana e dos animais domésticos. Algumas bactérias, como Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Yersinia enterocolitica e Salmonella enterica, causam enfermidades em humanos e podem contaminar os animais domésticos e silvestres. O Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre da Universidade Federal de Pelotas (NURFS-UFPel) soluciona uma demanda regional específica de atenção à fauna silvestre brasileira. O objetivo desse trabalho foi identificar a presença de Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. e Yersinia enterocolitica em animais silvestres que se encontravam em processo de reabilitação. Foram coletadas amostras de fezes, com uso de zaragatoas estéreis, de 34 aves, 16 mamíferos e 23 répteis. Dos 73 animais amostrados, quatro (5,48%) albergavam Y. enterocolitica, sendo duas aves, um mamífero e um réptil. Salmonella e Campylobacter não foram isolados. Os perfis de bandas dos isolados de Y. enterocolitica analisados pela rep-PCR foram diferentes entre si. Esses resultados indicam que as cepas isoladas não estão relacionadas entre si, não possuindo uma origem comum recente. Vanellus chilensis, Turdus rufiventris, Didelphis albiventris e Pantherophis guttatus podem albergar Y. enterocolitica e eliminá-la nas fezes, oferecendo risco de disseminação desse micro-organismo no ambiente, além de constituírem possíveis fontes de contaminação para humanos e outros animais.


#5 - Use of ketamine by colon-rectal route for chemical restraint in Boa constrictor Linnaeus, 1758 with test of influence of the drug on renal system

Abstract in English:

It is necessary to deal with Boa constrictor snakes because they are frequently treated in wild and exotic animal clinics and the knowledge about the required procedures in the treatment of the possible affections becomes imperative. When the choice for chemical restraint or sedation for surgical procedures is made, one of the drugs used in snakes is ketamine. We believed it was necessary to look for an alternative route of drug administration as effective as the regular ones, but with minimum risks and less adverse effects in its execution. Therefore thirteen snakes were submitted to the administration of 70mg/kg of ketamine hydrochloride, with an urethral tube, through the cloaca into the colon-rectum. After this, they were evaluated during the 0, 10, 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90 and 120 next minutes from the administration time using the following parameters: heart rate, muscle relaxation and mobility, handling or restraint resistance and righting reflex. Blood samples were collected from each snake by cervical paravertebral venous sinus punction, before the drug administration, on the next day and nine days after. Serum concentrations of calcium, phosphorus and uric acid were measured in order to check the renal biochemical profile and the possibility of influence of the drug on this system. It was possible to provoke chemical restraint in Boa constrictor snakes, with ketamine hydrochloride administered by the colon-rectal route.

Abstract in Portuguese:

Por serem frequentes na clínica de animais silvestres, faz-se necessária a manipulação de jiboias e para isso, indispensável o conhecimento sobre as manobras precisas para o tratamento das possíveis afecções. Quando se opta pela contenção química, ou pela realização de procedimentos cirúrgicos, um dos fármacos utilizados na anestesia de serpentes é a cetamina. Viu-se a necessidade de buscar uma via alternativa, semelhante em eficácia às tradicionais para a contenção química, porém que minimizasse os riscos e efeitos adversos encontrados na sua execução. O presente trabalho sugere que a via retal seja esta alternativa, por isso, treze jiboias foram submetidas à administração de 70mg/kg de cloridrato de cetamina, com sonda uretral, através da cloaca até o cólon-reto. Foram avaliados, nos tempos 0, 10, 20, 30, 40, 50, 60, 70, 80, 90 e 120 minutos, a partir da administração do fármaco, os seguintes parâmetros: frequência cardíaca, relaxamento muscular e mobilidade, resistência à contenção ou manipulação e reação postural de endireitamento. Foi realizada coleta de 0,5mL de sangue por punção do seio venoso paravertebral cervical, antes da administração do fármaco, no dia seguinte e após nove dias. Foram dosadas as concentrações plasmáticas de cálcio, fósforo e ácido úrico de todos os exemplares a fim de verificar o perfil bioquímico renal e avaliar a influência do fármaco neste sistema. Não foram observadas alterações bioquímicas plasmáticas durante o período de avaliação. Foi possível promover a contenção química das jiboias Boa constrictor, utilizando cloridrato de cetamina pela via cólon-retal.


#6 - Body biometry and hematological parameters of Trachemys scripta elegans and Trachemys dorbignyi (Testudines: Emydidae) reared in captivity in Petrolina/PE, Brazil

Abstract in English:

This study aimed to evaluate the body biometry and hematological profile of Trachemys scripta elegans (N=28) and Trachemys dorbignyi (N=22) reared in captivity in the Brazilian submedium northeastern semi-arid region in the Valley of the São Francisco river. It aimed to establish basic health blood values and generate useful data on the comparative physiology of Testudines. After 120-day adaptation and 24-hour fasting, 2.5mL of blood were collected from the dorsal occipital sinus and deposited into a tube with sodium heparin for evaluation, following, of hematological levels. The red blood cell count (RBC) and GLC was conducted in a Neubauer chamber, the hemoglobin level (HGB) was supplied by the cyanmethemoglobin method and the hematocrit (HCT) was obtained by the microhematocrit technique. Based on the RBC, the hematimetric were mathematically established. Body biometry were also evaluated: a) body mass (BM, g); b) maximum dimensions of the carapace [length (MLC, cm) and width (MWC, cm)]; c) maximum dimensions of plastron [length (MLP, cm) and width (MWP, cm)]; d) total length of tail (TLT, cm); e) linear length from the base of the tail to the cloacal orifice (LPrC, cm); f) linear length from the cloacal orifice to the extremity of the tail (LPoC, cm). T. scripta elegans showed higher values (P<0.05) for biometrics, while TLT and LPrC were higher (P<0.05) in T. dorbignyi. The hematological values did not differ (P>0.05) among species. The results show that most of the variation found between T. scripta elegans and T. dorbignyi is explained by the biometric variables and that some hematologic correlations characterize interspecies differences. It was conclude that the results shed light on benchmarks for these species kept in captivity in the northeastern semi-arid region and serve as a model for intra and interspecies comparative physiology.

Abstract in Portuguese:

Este estudo objetivou avaliar a biometria corporal e o perfil hematológico de Trachemys scripta elegans (N=28) e de Trachemys dorbignyi (N=22) criadas em cativeiro na região do submédio do Vale do São Francisco, semiárido nordestino brasileiro, visando estabelecer valores sanguíneos básicos de saúde e gerar dados úteis na fisiologia comparativa de Testudines. Após 120 dias de adaptação e jejum de 24 horas, 2,5 mL de sangue foram coletados do seio occipital dorsal e depositados em tubo com heparina sódica para a avaliação, na sequência, dos níveis hematologicos. A contagem total de eritrócitos (CTE) e global de leucócitos (CGL) foi realizada em câmara de Neubauer; a dosagem de hemoglobina (HGB) pelo método da método da cianometahemoglobina e o hematócrito (HCT) através da técnica do microhematócrito. A partir da CTE estabeleceram-se matematicamente os índices hematimétricos. A biometria corporal também foi avaliada: a) massa corporal (MC, g); b) dimensões máximas da carapaça [comprimento (CMC, cm) e largura (LMC, cm)];c) dimensões máximas do plastrão [comprimento (CMP, cm) e largura (LMP, cm)]; d) comprimento total da cauda (CTC, cm); e) comprimento linear da base da cauda ao orifício cloacal (CprC, cm); f) comprimento linear do orifício cloacal a extremidade da cauda(CpoC, cm). T. scripta elegans apresentaram valores maiores (P < 0,05) para a biometria corporal, enquanto que o CTC e CprC foram maiores (P<0,05) em T dorbignyi. Os níveis hematológicos não diferiram (P>0,05) entre as espécies. Os resultados demostram que a maior parte da variação observada entre T. scripta elegans e T. dorbignyi é explicada pelas variáveis biométricas e que algumas correlações hematológicas caracterizam diferenças interespecíficas. Conclui-se que os resultados lançam luz sobre valores de referência para estas espécies mantidas em cativeiro na região do semiárido e servem como um modelo para a fisiologia comparativa intra e interespécies.


#7 - Ultrasonographic evaluation of reproductive tract in viviparous snakes Boidae family, 35(3):311-318

Abstract in English:

ABSTRACT.- Garcia V.C., Vac M.H., Badiglian L. & Almeida-Santos S.M. 2015. [Ultrasonographic evaluation of reproductive tract in viviparous snakes Boidae family.] Avaliação ultrassonográfica do aparelho reprodutor em serpentes vivíparas da família Boidae. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(3):311-318. Programa de Pós-Graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres, Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Avenida Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508-270, Brasil. E-mail: viviane.garcia@butantan.gov.br The reproduction is part of the animal life cycle allowing the perpetuation and conservation of the species. In snakes, there is a shortage of technical information about the reproductive cycle. The objective of this study was to evaluate the reproductive tract by ultrasonography in captive viviparous snakes of the Boidae family, allowing diagnose of the different reproductive stages. Eleven adult snakes of four species of the Boidae family were sonographically evaluated, Eunectes murinus, Boa constrictor constrictor, Corallus hortulanus and Epicrates cenchria belonging to the Biological Museum’s collection of the Instituto Butantan, Sao Paulo Brazil. For the sonographic evaluation, snakes were contained physically with herpetologic hook and then manually for about 15 minutes. The evaluation was done by applying acoustic gel on the skin and positioning the transducer on the right and left side-ventral line, in the medial region of the body in the skull tail sense. Ultrasonography allowed the evaluation of the whole reproductive cycle in snakes. In sonographic evaluations of females were defined the stages of ovarian and ovidutal development. The ovarian follicles during the pre-vitellogenic phase were visualized as homogeneous and anecogenic, in a “bunch of grapes” distribution. In the vitellogenic stage follicles were larger and more echogenic, following each other as a “string of pearls”. When there was no copula, the follicles were reabsorbed in the ovary returning to pre-vitellogenic phase. In the post ovulatory phase were seen three well-defined stages of fetal development within the oviduct: 1) just after ovulation (and fertilization), only the vitellus was visualized; 2) occupied 60% of the vitellus fetus and 40% egg and 3) the fetus was formed and no vitellus. In males, the testicles were seen as a homogeneous and hypoechoic image during the reproductive stage. When the males were not on a reproductive state, it was impossible to visualize the testicle due to its size. The sonographic evaluation of the reproductive tract of snakes proved to be a safe diagnostic technique, noninvasive and allows the monitoring of reproductive phases.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Garcia V.C., Vac M.H., Badiglian L. & Almeida-Santos S.M. 2015. [Ultrasonographic evaluation of reproductive tract in viviparous snakes Boidae family.] Avaliação ultrassonográfica do aparelho reprodutor em serpentes vivíparas da família Boidae. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(3):311-318. Programa de Pós-Graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres, Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Avenida Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508-270, Brasil. E-mail: viviane.garcia@butantan.gov.br A reprodução faz parte do ciclo de vida dos animais permitindo a perpetuação e a conservação das espécies. Em serpentes, existe uma escassez de informações técnicas a respeito do ciclo reprodutivo. Este estudo teve o objetivo de avaliar o aparelho reprodutivo por meio da ultrassonografia em serpentes vivíparas cativas da família Boidae, permitindo diagnosticar as diferentes fases reprodutivas. Foram avaliadas ultrassonograficamente onze serpentes adultas de quatro espécies da família Boidae: Eunectes murinus, Boa constrictor constrictor, Corallus hortulanus e Epicrates cenchria pertencentes ao acervo do Museu Biológico do Instituto Butantan, São Paulo Brasil. Para a avaliação ultrassonográfica, as serpentes foram contidas fisicamente com gancho herpetológico e depois manualmente por aproximadamente 15 minutos. A avaliação foi feita aplicando-se gel acústico sobre a pele e posicionando o transdutor na linha lateral-ventral direita e esquerda, em região medial do corpo em sentido crânio-caudal. O exame ultrassonográfico permitiu avaliar todo o ciclo reprodutivo nas serpentes. Nas avaliações ultrassonográficas das fêmeas pode-se definir as fases de desenvolvimento ovariano e ovidutal. Os folículos ovarianos durante a fase pré-vitelogênica foram visualizados como homogêneos e anecogênicos, em forma de “cacho de uva”. Já na fase vitelogênica, os folículos estavam maiores e mais ecogênicos seguidos uns dos outros, como um “colar de pérolas”. Quando não houve cópula, os folículos foram reabsorvidos dentro do ovário retornando a fase pré-vitelogênica. Na fase pós ovulatória foram visualizados três estágios bem definidos de desenvolvimento fetal dentro do oviduto: 1) logo após a ovulação (e fecundação), somente o vitelo foi visualizado; 2) o vitelo ocupava 60% e o feto 40% do ovo e 3) o feto estava formado e não havia vitelo. Nos machos, os testículos foram visualizados como uma imagem homogênea e hipoecogênica quando se encontravam em estágio reprodutivo. Quando não estavam reprodutivos não era possível visualizar a imagem do testículo devido ao seu tamanho. A avaliação ultrassonográfica do aparelho reprodutor em serpentes demonstrou ser uma técnica de diagnóstico segura, não invasiva e que permite o acompanhamento das principais fases reprodutivas.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV