Resultado da pesquisa (1146)

Termo utilizado na pesquisa ovinos

#1 - Pathogenic potential of Brucella ovis field isolates with different genotypic profile and protection provided by the vaccine strain B. ovis ΔabcBA against B. ovis field isolates in mice

Abstract in English:

Brucella ovis causes economic and reproductive losses in sheep herds. The goal of this study was to characterize infection with B. ovis field isolates in a murine model, and to evaluate protection induced by the candidate vaccine strain B. ovis ΔabcBA in mice challenged with these field isolates. B. ovis field strains were able to colonize and cause lesions in the liver and spleen of infected mice. After an initial screening, two strains were selected for further characterization (B. ovis 94 AV and B. ovis 266 L). Both strains had in vitro growth kinetics that was similar to that of the reference strain B. ovis ATCC 25840. Vaccination with B. ovis ΔabcBA encapsulated with 1% alginate was protective against the challenge with field strains, with the following protection indexes: 0.751, 1.736, and 2.746, for mice challenged with B. ovis ATCC25840, B. ovis 94 AV, and B. ovis 266 L, respectively. In conclusion, these results demonstrated that B. ovis field strains were capable of infecting and inducing lesions in experimentally infected mice. The attenuated vaccine strain B. ovis ΔabcBA induced protection in mice challenged with different B. ovis field isolates, resulting in higher protection indexes against more pathogenic strains.

Abstract in Portuguese:

Brucella ovis é responsável por perdas econômicas e reprodutivas em rebanhos ovinos. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a infecção com as cepas isoladas de campo de B. ovis em modelo murino e avaliar a eficiência vacinal da mutante B. ovis ΔabcAB para proteção contra desafio com as cepas isoladas de campo. Foram utilizadas sete cepas isoladas de campo foram capazes de colonizar e provocar lesões no fígado e no baço de camundongos após sete dias pós-infecção. Após triagem, duas cepas foram selecionadas para a melhor caracterização (B. ovis 94 AV and B. ovis 266L). Ambas apresentaram crescimento em placa de cultivo semelhante ao da cepa de referência B. ovis ATCC 25840. A vacinação com a cepa de Brucella ovis ΔabcBA encapsulada com alginato a 1% foi capaz de proteger camundongos desafiados com as cepas isoladas de campo, com os seguintes índices de proteção: 0,751, 1,736 e 2,746, para camundongos desafiados com B. ovis ATCC 25840, B. ovis 94 AV e B. ovis 266 L, respectivamente. Estes resultados demonstraram que as cepas isoladas de campo de B. ovis são capazes de infectar e induzir lesão em camundongos experimentalmente infectados. O uso da cepa mutante atenuada B. ovis ΔabcBA para vacinação de fêmeas C57BL/6 desafiados com diferentes cepas de B. ovis induziu proteção nos camundongos desafiados com diferentes cepas de B. ovis. Deste modo, mostrando-se eficiente na proteção das cepas de campo de B. ovis.


#2 - Epidemiological analysis of bovine tuberculosis in the southern region of Rio Grande do Sul from 2000 to 2015

Abstract in English:

Bovine tuberculosis (BTB) is an infectious and zoonotic disease with socioeconomic importance, responsible for economic losses in livestock due to the decrease in animal productivity, mortality, bovine carcass condemnation and restriction on exportations. The objective of the present study was to evaluate the epidemiological aspects of this disease through a descriptive analysis and time series of cases of bovine tuberculosis diagnosed at the Laboratório Regional de Diagnóstico (LRD) of the Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Pelotas (UFPel) from 2000 to 2015. A survey was carried out in the LRD database of cases diagnosed as tuberculosis in cattle during this period. The incidence rate of BTB ([cases/population] x 100000) was calculated. Qualitative variables (sex, age, race, origin, type of material and presumptive diagnosis) were analyzed in a descriptive way, aiming to establish the profile of affected animals, characterize the municipalities in which the disease is originated and also fix the main referral organs for diagnosis. The time series analysis was performed using the Gretl statistical software 1.9.12 (GNU Regression, Econometric and Time-series Library). To verify the existence of the stationary distribution, the test of Dickey-Fuller was used, considering a value of p<0.05. During this period, 331 cases of BTB were diagnosed in the LRD. The present study identified that the predominant profile of the bovines affected by tuberculosis was female bovine aged more than two years old and crossbreed; the main organ sent for histopathological examination was lymph nodes. The microregion of Pelotas presented the highest incidence of the disease. There was also a tendency of a decrease in the incidence rate of this disease over the years, absence of seasonal influence in the occurrence of the disease and no cases of epidemics occurred from 2002 to 2015 in the area covered by the LRD-UFPel.

Abstract in Portuguese:

Tuberculose bovina é uma enfermidade infectocontagiosa e zoonótica, de importância socioeconômica, responsável por prejuízos econômicos na pecuária em decorrência da diminuição na produtividade animal, mortalidades, condenações de carcaças e restrições nas exportações. O objetivo do presente estudo foi avaliar os aspectos epidemiológicos, por meio de uma análise descritiva e de séries temporais, dos casos de tuberculose bovina diagnosticados no Laboratório Regional de Diagnóstico da Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas (LRD-UFPel), no período de 2000 a 2015. Foi realizado um levantamento no banco de dados do LRD dos casos diagnosticados como tuberculose em bovinos, entre os anos de 2000 e 2015. Foi calculada a taxa de incidência da tuberculose bovina ([casos/população] x 100000). As variáveis qualitativas (sexo, idade, raça, procedência, tipo de material e diagnóstico presuntivo) foram analisadas de forma descritiva, tendo como finalidade estabelecer o perfil dos animais acometidos, caracterizar os municípios de origem, e estabelecer os principais órgãos remetidos para diagnóstico. A análise de série temporal foi feita através do software estatístico Gretl 1.9.12 (GNU Regression, Econometricand Time-series Library) e para verificar a existência da estacionariedade utilizou-se o teste de Dickey-Fuller aumentado, considerando um valor de p<0,05. Durante este período foram diagnosticados 331 casos de tuberculose bovina no LRD. O presente estudo permitiu concluir que o perfil predominante dos bovinos acometidos por tuberculose foi de fêmeas, com mais de dois anos de idade e mestiças; o principal órgão encaminhado para exame histopatológico foram linfonodos e a microrregião de Pelotas apresentou a maior incidência da doença. Foi constatada, ainda, uma tendência de queda na taxa de incidência da doença ao longo dos anos analisados, ausência de influência sazonal na ocorrência da enfermidade e, não foram registrados casos de epidemias nos anos de 2002 a 2015, na área de abrangência do LRD-UFPel.


#3 - Influence of organic chromium supplementation on the performance of beef calves undergoing weaning-related stress

Abstract in English:

Dietary chromium supplementation before, during, and after weaning was conducted to evaluate the hypothesis that chromium supplementation could reduce weaning-induced cortisol release in beef calves. We examined the effects of chromium supplementation in 150 crossbred calves (male and female) between five and six months of age. The calves were randomly divided by sex and breed into two equal homogeneous groups (n=75). One group was used as the control, and the other experimental group received supplementation with 0.9mg of chromium carbon-amino-phospho-chelate per 100kg BW. The chromium supplement was mixed with mineral salt for the consumption of 0.1% of BW, and the supplement was administered via creep feeding 60 days before and 60 days after forced weaning. Calves were weighed, and their blood and urine samples were obtained at four time-points: T0 (60 days before weaning), T1 (at weaning), T2 (48 hours after weaning), and T3 (60 days after weaning). Blood samples were used to determine chromium, cortisol, total protein, and albumin concentrations, and urine samples were used to determine urinary creatinine and chromium levels. Cumulative weight gain was higher in calves supplemented with chromium before weaning and during the experiment (P<0.05). In addition, weaning-related stress caused an increase in chromium excretion in the urine, and chromium supplementation reduced stress, which resulted in lower cortisol and total protein levels during weaning.

Abstract in Portuguese:

O estudo foi realizado para avaliar a hipótese de que a suplementação dietética com cromo antes, durante e após a desmama possa diminuir a concentração de cortisol causado por este processo em bezerros de corte. Para tal, foram utilizados 150 bezerros mestiços, machos e fêmeas, entre cinco e seis meses de idade. Os animais foram divididos randomicamente por sexo e grupo genético em dois grupos homogêneos (n=75), um mantido como controle e outro suplementado com 0,9mg de carboaminofosfoquelato de cromo/100 kg PV misturado a um sal proteinado para ser consumido na base de 0,1% do PV via creep feeding, no decorrer de 60 dias antes e 60 dias após à desmama forçada. Os animais foram pesados e foram coletadas amostras sanguíneas e urinárias no M0 (60 dias antes da desmama), M1 (desmama), M2 (48 horas após a desmama) e M3 (60 dias após à desmama) para determinação de cromo, cortisol, proteína total e albumina no sangue e da concentração urinária de creatinina e cromo. O ganho acumulado de peso foi superior nos bezerros suplementados com cromo antes da desmama e no decorrer de todo o experimento (P<0,05). A suplementação com cromo reduziu os teores de cortisol e de proteína total durante a desmama. O estresse da desmama provocou aumento da excreção de cromo pela urina.


#4 - Microbiological and molecular detection of Mycoplasma bovis in milk samples from bovine clinical mastitis

Abstract in English:

The genus Mycoplasma includes more than 200 bacterial species that cause disease in animals. It is responsible for causing mastitis in bovines and may be related to other manifestations, such as arthritis and pneumonia in calves and heifers. The present study aimed to detect Mycoplasma bovis isolated from milk samples of bovine clinical mastitis, and to compare the isolation rates in two culture media: Hayflick and SP4. An initial screening was performed in order to detect the presence of the class Mollicutes in 1166 milk samples from clinical mastitis by the conventional Polymerase Chain Reaction (PCR) technique. According to the 1166 milk samples evaluated, 8.6% (100/1166) were positive to class Mollicutes. Regarding molecular analyses, 1.1% (13/1166) of conventional PCR for positive M. bovis was obtained and 0.9% (11/1166) in real-time PCR. The results of the microbiological culture of the 100 samples previously screened demonstrated that 6% (6/100) of colony growth have been developed when using the Hayflick medium, and 11% (11/100) when using the SP4 medium (including the positive on Hayflick medium). Concerning the 11 isolates obtained in the microbiological culture, conventional PCR confirmed M. bovis in nine of them, and two cultures were negative. In the phylogenetic analysis of the isolates, all of them were grouped in M. bovis and M. agalactiae clusters. The results confirmed the importance of the presence of M. bovis in the etiology of bovine clinical mastitis and reinforced the need for further studies to elucidate other Mycoplasma species that may be involved in bovine clinical mastitis in Brazil.

Abstract in Portuguese:

O gênero Mycoplasma inclui mais de 200 espécies que causam doenças nos animais. É responsável por quadros de mastite em bovinos, podendo também estar relacionado à outras manifestações como artrite e pneumonia em bezerros e novilhas. O presente estudo objetivou a detecção de Mycoplasma bovis isolados a partir de amostras de leite de mastite clínica bovina, bem como, a comparação da taxa de isolamento em dois meios de cultura: Hayflick e SP4. Para efeito de triagem amostral, foram avaliadas quanto à presença da classe Mollicutes 1166 amostras de leite de casos de mastite clínica pela técnica de PCR convencional. Das 1166 amostras de leite avaliadas, 8,6% (100/1166) foram positivas à classe. Nas análises moleculares, obteve-se 1,1% (13/1166) de positividade para Mycoplasma bovis na PCR convencional e 0,9% (11/1166) na PCR em tempo real. Os resultados do cultivo microbiológico das 100 amostras triadas previamente demonstraram 6% (6/100) de crescimento de colônias ao se utilizar o meio Hayflick e 11% (11/100) ao se utilizar o meio SP4 (incluindo as positivas ao primeiro). A partir dos 11 isolados obtidos no cultivo microbiológico, a PCR convencional confirmou Mycoplasma bovis em nove deles, e dois foram negativos para o agente. Na análise filogenética dos isolados, todos agruparam no cluster Mycoplasma bovis e Mycoplasma agalactiae. Frente aos resultados, ressalta-se a importância da presença de Mycoplasma bovis na etiologia da mastite clínica bovina e reforça a necessidade de estudos mais aprofundados para a elucidação de outras espécies de micoplasmas que possam estar envolvidas na mastite bovina.


#5 - Spontaneous and experimental poisoning by Froelichia humboldtiana in cattle

Abstract in English:

The aim of this work was to describe the epidemiological, clinical and pathological aspects of two outbreaks of spontaneous poisoning caused by Froelichia humboldtiana in cattle in Pernambuco, northeastern Brazil and reproduce experimentally this poisoning in cattle. Spontaneous poisonings of primary photosensitization occurred in two farms at the municipalities of Cachoeirinha and São Caetano and affected twenty-two adult bovines and two suckling calves after the rainy season. All bovines have recovered 21 days after they were removed from the pasture. To reproduce experimental poisoning, three cows and a calf were maintained in a pasture with 1ha composed by F. humboldtiana during 14 days. Clinical signs and skin lesions were similar in both spontaneous and experimental poisoning and consisted of cutaneous itching and hyperemia of non-pigmented areas of skin that evolved into edema, exudative dermatitis and extensive areas of skin necrosis. Serum levels of aspartate aminotransferase (AST), gamma glutamyltransferase (GGT), total, direct and indirect bilirubin were normal in all cattle examined. Histologically, lesions consisted of epidermal necrosis, hyperkeratosis with large amounts of degenerate neutrophils and acanthosis. In the dermis, edema and inflammatory infiltrate composed of eosinophils, lymphocytes and plasma cells mainly around the blood vessels were observed. In the experimental group, clinical signs of photosensitization were observed after the third day of F. humboldtiana consumption. The suckling calf displayed mild clinical signs of photodermatitis on the 8th day of the experiment. It was estimated that the average consumption of F. humboldtiana necessary to initiate clinical signs in each adult bovine was 78kg.

Abstract in Portuguese:

Os objetivos deste trabalho foram descrever os aspectos epidemiológicos, clínicos e patológicos de dois surtos de intoxicação por Froelichia humboldtiana em bovinos em Pernambuco e reproduzir experimentalmente essa intoxicação em bovinos. Intoxicações espontâneas foram observadas após o início do período chuvoso nos municípios de Cachoerinha e São Caetano. Vinte e dois bovinos apresentaram sinais clínicos e lesões cutâneas compatíveis com fotossensibilização primária dentre os quais, dois bezerros lactentes. Todos os bovinos se recuperaram totalmente cerca de 21 dias após serem retirados da pastagem. Para reproduzir experimentalmente a intoxicação, três vacas, uma delas com bezerro ao pé, foram mantidas em um piquete de 1ha composto por F. humboldtiana por 14 dias consecutivos. O quadro clínico e as lesões tegumentares, tanto nos bovinos intoxicados nos surtos espontâneos, quanto nos bovinos do experimento consistiram em prurido e hiperemia em áreas despigmentadas de pele, que evoluíam para edema, dermatite exsudativa e necrose de áreas extensas de pele. Em todos os bovinos examinados, os níveis séricos de aspartato aminotransferase (AST), gamaglutamiltransferase (GGT), bilirrubina total, direta e indireta estavam normais. Histologicamente, as lesões consistiram em necrose da epiderme, hiperqueratose com grande quantidade de neutrófilos degenerados e acantose. Na derme havia edema e infiltrado inflamatório composto por eosinófilos, linfócitos e plasmócitos principalmente ao redor dos vasos sanguíneos. Nos bovinos do experimento, sinais clínicos de fotossensibilização foram observados após o terceiro dia de consumo de F. humboldtiana. O bezerro lactente apresentou sinais clínicos leves de fotodermatite no 8º dia do experimento. Estimou-se que o consumo médio de matéria seca de F. humboldtiana necessário para iniciar os sinais clínicos em cada bovino adulto foi de 78kg.


#6 - Neonatal diarrhea and rotavirus A infection in beef and dairy calves, Brazil, 2006-2015

Abstract in English:

Calf diarrhea causes substantial economic losses in the cattle industry worldwide. Bovine rotavirus A (RVA) is the main viral agent that leads to enteric infection and diarrhea outbreaks in calves throughout the world. The aim of this retrospective (2006-2015) study was to determine the frequency of RVA detection in diarrheic fecal samples from beef and dairy calves from the three main cattle-producing regions of Brazil. Diarrheic fecal samples (n=1,498) of 124 beef and 56 dairy cattle herds from the Midwest, South, and Southeast geographical regions of Brazil were evaluated using the silver-stained polyacrylamide gel electrophoresis (ss-PAGE) technique. RVA double stranded-RNA was identified by the ss-PAGE technique in 410 (27.4%) fecal samples. The frequency of positive samples found in beef calves (31.9%; 328/1,027) was higher than the frequency found in diarrheic fecal samples from dairy calves (17.4%; 82/471). RVA infection was identified in calves from the three Brazilian geographical regions analyzed. However, the frequency of positive diarrheic calves in the Midwest region (39.4%), predominantly beef calves, was higher than in the South (19.4%) and Southeast (17.6%) regions. The temporal distribution of RVA-infected calves evaluated by two five-year periods (2006-2010, 24.5%; 2011-2015, 28.8%) demonstrated a very similar frequency of RVA in both periods. Considering the wide regional and temporal scope of this study, it can be concluded that RVA remains an important etiology of neonatal diarrhea in calves of Brazilian cattle herds.

Abstract in Portuguese:

A diarreia neonatal ocasiona perdas econômicas importantes na pecuária bovina em todo o mundo. Rotavírus A (RVA) é o principal agente etiológico viral de infecções entéricas e surtos de diarreia em bezerros de rebanhos de corte e leite. O objetivo deste estudo retrospectivo (2006-2015) foi determinar a frequência de detecção de RVA em amostras de fezes diarreicas de bezerros de corte e leite das três principais regiões produtoras de bovinos do Brasil. Amostras de fezes diarreicas (n=1.498) de 124 rebanhos bovinos de corte e 56 rebanhos bovinos de leite das regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste do Brasil foram avaliadas utilizando a técnica de eletroforese em gel de poliacrilamida (EGPA). O genoma segmentado de RVA foi identificado pela técnica de EGPA em 410 (27,4%) amostras de fezes. A frequência de amostras positivas encontrada em bezerros de rebanhos de corte (31,9%; 328/1.027) foi maior que a frequência identificada em amostras de fezes diarreicas de bezerros de rebanhos leiteiros (17,4%; 82/471). A infecção por RVA foi identificada em bezerros das três regiões geográficas brasileiras analisadas. No entanto, a frequência de bezerros com diarreia positivos para RVA na região Centro-Oeste (39,4%), predominantemente de bezerros de rebanhos de corte, foi maior que nas regiões Sul (19,4%) e Sudeste (17,6%). A distribuição temporal dos bezerros infectados com RVA avaliados por dois períodos de cinco anos (2006-2010, 24,5%; 2011-2015, 28,8%) demonstrou uma frequência muito semelhante em ambos os períodos. Considerando a amplitude regional e temporal deste estudo, pode-se concluir que RVA continua sendo uma importante etiologia de diarreia neonatal em bezerros de rebanhos bovinos brasileiros.


#7 - Bovine tuberculosis: diagnosis in dairy cattle through the association of analyzes

Abstract in English:

Tuberculosis is a chronic anthropozoonosis of worldwide occurrence, caused by the bacterium Mycobacterium tuberculosis and its variants. In Brazil, the National Program for the Control and Eradication of Brucellosis and Tuberculosis in cattle, is responsible for diagnosing and the correctly allocate positive animals, but there is still a lack of definitive diagnosis of the disease. This study described the use of five diagnostic tools that can be used, preferably together, for the confirmation of suspected cases. These tools included the clinical examination comparative cervical tuberculin test, macroscopic findings during the slaughtering and histopathology of the damaged tissues followed by histochemistry. We evaluated a total of 211 dairy cattle, where 15.1% (32/211) had classic clinical signs of bovine tuberculosis, 74 (35%) showed reactivity in the comparative cervical tuberculin test. Of the total number of animals, 141 (66.8%) were referred for sanitary slaughter due to legal and control issues in the outbreaks of the disease. In the follow-up of slaughtering and inspection of viscera and carcasses, 74 (52.5%) had macroscopic lesions compatible with bovine tuberculosis, while 67 (47.5%) showed no visible changes. During the inspection, fragments of lymph nodes and liver and lung parenchyma were collected from five cattle with macroscopic lesions and five with no lesions. The histopathological analysis showed numerous areas of caseous necrosis with or without central calcification and granulomatous inflammatory infiltrate. In the special staining of Ziehl-Neelsen, numerous acid-fast bacilli were evidenced in all cases.

Abstract in Portuguese:

A tuberculose é uma antropozoonose crônica de ocorrência mundial, causada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis e suas variantes. No Brasil existe o Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose em bovinos que viabiliza o diagnóstico e a destinação correta dos animais positivos, porém ainda há carência quanto ao diagnóstico da doença. Assim, este trabalho descreve a utilização de cinco ferramentas diagnósticas para a confirmação de casos suspeitos de tuberculose. As ferramentas utilizadas compreenderam o exame clínico, teste tuberculínico cervical comparativo, os achados macroscópicos durante o abate sanitário e a histopatologia dos tecidos lesados seguido de histoquímica. O estudo avaliou um total de 211 bovinos leiteiros, dos quais 15,1% (32/211) apresentaram sinais clínicos clássicos de tuberculose bovina, 35,1% (74/211) apresentaram reatividade no teste tuberculínico cervical comparativo, e 143 animais (67,8%) foram encaminhados para abate sanitário devido a questões legais e de controle nos focos da doença. No acompanhamento do abate e inspeção sanitária de vísceras e carcaças verificou-se que 51,8% (74/143) dos bovinos abatidos apresentavam lesões macroscópicas compatíveis com tuberculose bovina, enquanto 48,2% (69/143) não apresentavam alterações visíveis. Durante a inspeção foram coletados fragmentos de linfonodos e parênquima de fígado e pulmão de cinco bovinos com lesões macroscópicas e de cinco sem lesões, que na análise histopatológica apresentaram numerosas áreas de necrose caseosa com ou sem calcificação central e infiltrado inflamatório granulomatoso. Na coloração de Ziehl-Neelsen foram evidenciados numerosos bacilos álcool-ácido resistentes em todos os casos. Assim, diante dos resultados obtidos verifica-se que as análises empregadas no presente estudo foram de extrema importância para o diagnóstico acurado de tuberculose em bovinos.


#8 - Influence of early use of antimicrobial on the health and performance of Holstein calves in the first month of life

Abstract in English:

The early use of antimicrobial therapy has been introduced in many farms to prevent diarrhea and respiratory disease in young calves; however, there is controversy about whether this practice has a beneficial effect on the health of these animals. This study evaluated the influence of the early use of antimicrobials on the health and performance of neonatal Holstein calves. Twenty-six Holstein calves were screened and divided into two groups, according to the administration (ATB+), or not (ATB-) of tulathromycin (2.5mg/kg, subcutaneously) within the first 12 hours of life. Calves were evaluated by general clinical examination, fecal score, respiratory score, and external palpation of the umbilical region, besides fecal output of dry matter. Anemia was determined by using an automatic system and, also, using a commercial kit for iron dosage. Diarrhea was diagnosed by a centrifuge‑flotation technique using a sugar solution (Cryptosporidium) and multiplex semi-nested RT-PCR (rotavirus/coronavirus). The performance of the calves was estimated by Daily Weight Gain (DWG). The young dairy calves were evaluated within 12 hours of birth (≤12h) and at 3-5th (D3-5), 7-9th (D7-9), 13-15th (D13-15), 20-23rd (D20-23), and 27-30th (D27‑30) days of life. No difference was noted between the ATB+ and ATB- groups concerning heart rate, respiratory frequency, and rectal temperature. Erythrogram showed a higher frequency of anemia in ATB- group (P=0.016) at the D3-5 check-up; lower values of serum iron were also observed simultaneously (P=0.051). Thirteen cases of respiratory disease were detected during this study; however, no significant difference was observed between the groups in this regard. The frequency of diarrhea (fecal score 2-3) was high in both groups, peaking at D13-D15. No differences were noted between the groups regarding the frequency of diarrhea when considering the dry fecal matter. The predominant etiological agent for diarrhea was Cryptosporidium spp.. The DWG was similar between groups, with maximum weight reduction on D13-15. The administration of tulathromycin in prophylactic dose (2.5mg/kg) at birth decreased the frequency of anemia but did not influence weight gain or the prevalence of diarrhea.

Abstract in Portuguese:

O uso precoce de antimicrobianos tem sido adotado em muitas fazendas para profilaxia das diarreias e doença respiratória em bezerras, no entanto existem controvérsias sobre os beneficios desta prática na saúde desses animais. Esta pesquisa avaliou a influência do uso precoce de antimicrobiano na sanidade e desempenho de bezerras holandesas recém‑nascidas. Para tanto foram selecionadas 26 bezerras Holandesas distribuídas de acordo com a aplicação (ATB+) ou não (ATB-) de tulatromicina (2,5mg/Kg) por via subcutânea até 12h de vida. As bezerras foram examinadas por meio de exame clínico geral, escore fecal, escore respiratório e palpação externa da região umbilical, além da matéria seca fecal. A presença de anemias foi determinada pelo eritrograma utilizando sistema automático e além da dosagem de ferro utilizando kit comercial. O diagnóstico etiológico das diarreias foi investigado por meio da técnica de flutuação em solução saturada de sacarose (Cryptosporidium) e multiplex semi‑nested RT-PCR (rotavírus/coronavírus). O desempenho das bezerras foi estimado pelo ganho de peso. As bezerras foram avaliadas até doze horas após o nascimento (≤12h); 3-5º (D3-5); 7-9º (D7‑9); 13-15º (D13-15); 20-23º (D20-23); e 27-30º dias de vida (D27-30). Não foram encontradas diferenças entre os grupos ATB+ e ATB- em relação à frequência cardíaca, frequência respiratória e temperatura retal. O eritrograma revelou maior frequência de anemias no grupo ATB- (P=0,016) no D3-5. Neste momento também foram observados menores valores de ferro sérico (P=0,051). Foram detectados treze casos de doença respiratória durante o estudo, no entanto não foi possível detectar diferença entre os grupos. A frequência de diarreias (escore fecal 2 e 3) foi alta em ambos os grupos, observando-se pico no D13-15 (ATB+=92,3%; ATB-=92,3%). Não observamos diferenças entre os grupos em relação a frequência de diarreia considerando-se a matéria seca fecal. O agente etiológico predominante nas diarreias foi o Cryptosporidium. O ganho de peso diário foi igual entre grupos, com intensa redução no GPD no D13-15. A administração de tulatromicina na dose profilática (2,5mg/Kg) ao nascimento diminuiu a frequência de anemias e não influenciou no ganho de peso e prevalência de diarreias.


#9 - V Encontro Internacional de Saúde Animal e Prevenção

Abstract in English:

Os produtos de origem animal se constituem em importantes componentes das exportações brasileiras, sendo a qualidade sanitária um fator essencial para a sua aceitação no mercado internacional. Enfermidades como a febre aftosa, a encefalopatia espongiforme bovina, a peste suína clássica e a enfermidade de Newcasttle são problemas de saúde animal que significam riscos potenciais para os países produtores de carne e derivados, que, além de implicações sanitárias, também possuem importância política, econômica e social. Enfermidades frequentes ou emergentes podem constituir entrave à produção, perda de mercado, repercussão em saúde pública e prejuízos econômicos. Diante disso, as ações de profilaxia e o controle das doenças requerem profissionais capacitados nas ações diretas do diagnóstico clínico, epidemiológico e laboratorial. As diversas técnicas e métodos de diagnóstico têm evoluído constantemente ao longo dos últimos anos. Os laboratórios de universidades, centros de pesquisa e de referência têm direcionado estudos e ações no sentido de obter maior eficácia e confiabilidade nos resultados fornecidos. Os médicos veterinários atuantes em campo formam o elo fundamental na garantia de qualidade dos exames executados pelos laboratórios, por proverem o material biológico utilizado nos ensaios. Face às novas tecnologias, ou mesmo aos métodos de diagnóstico tradicionais, estes profissionais necessitam de constante atualização em relação aos procedimentos de investigação clínica, bem como do envio adequado de amostras, solicitação de exames e a interpretação dos resultados. Neste contexto, este evento permitirá a articulação de importantes centros de pesquisa nacionais e do exterior, reunindo, em Mato Grosso, pesquisadores de destaque para intercâmbio de conhecimentos e discutir conceitos sobre úde animal e prevenção de doenças.

Abstract in Portuguese:

Os produtos de origem animal se constituem em importantes componentes das exportações brasileiras, sendo a qualidade sanitária um fator essencial para a sua aceitação no mercado internacional. Enfermidades como a febre aftosa, a encefalopatia espongiforme bovina, a peste suína clássica e a enfermidade de Newcasttle são problemas de saúde animal que significam riscos potenciais para os países produtores de carne e derivados, que, além de implicações sanitárias, também possuem importância política, econômica e social. Enfermidades frequentes ou emergentes podem constituir entrave à produção, perda de mercado, repercussão em saúde pública e prejuízos econômicos. Diante disso, as ações de profilaxia e o controle das doenças requerem profissionais capacitados nas ações diretas do diagnóstico clínico, epidemiológico e laboratorial. As diversas técnicas e métodos de diagnóstico têm evoluído constantemente ao longo dos últimos anos. Os laboratórios de universidades, centros de pesquisa e de referência têm direcionado estudos e ações no sentido de obter maior eficácia e confiabilidade nos resultados fornecidos. Os médicos veterinários atuantes em campo formam o elo fundamental na garantia de qualidade dos exames executados pelos laboratórios, por proverem o material biológico utilizado nos ensaios. Face às novas tecnologias, ou mesmo aos métodos de diagnóstico tradicionais, estes profissionais necessitam de constante atualização em relação aos procedimentos de investigação clínica, bem como do envio adequado de amostras, solicitação de exames e a interpretação dos resultados. Neste contexto, este evento permitirá a articulação de importantes centros de pesquisa nacionais e do exterior, reunindo, em Mato Grosso, pesquisadores de destaque para intercâmbio de conhecimentos e discutir conceitos sobre saúde animal e prevenção de doenças.


#10 - Impact of high-energy diets on the rumen environment and digital cushion in confined cattle

Abstract in English:

This study aimed to identify gross and microscopic changes, caused by high-energy diets, in the rumen environment and hoof of confined beef cattle. The study sample comprised 40 confined heifers (Bos taurus) with no disease history divided into four experimental groups using different diets: Group 1 (D1, control), 48:52 forage:concentrate ratio; Group 2 (D2), 30:70 forage:concentrate ratio; Group 3 (D3), 30:70 forage:concentrate ratio + sucrose; Group 4 (D4), 100% concentrate. All animals underwent clinical examination, assessment of ruminal fluid pH and lameness, and sample collection after slaughter for histopathology of the hoof laminae and digital cushion and ruminal tissue. All dependent variables of the study were compared using the SPSS 20.0 statistical software. The variables that did not show normality (HR, RM, ST, and CRT) were compared with application of the Kruskal-Wallis test followed by the Dunnet’s multiple comparison test. All other variables were submitted to analysis of variance (ANOVA) followed by Tukey’s test. The different diets had an impact on the rumen environment (p<0.05) of the heifers assessed, with momentary general depression in the first 12 h after sucrose induction (D3), as well as mild clinical signs in D4. The animals in D3 and D4 presented lower motility (p<0.05) and ruminal pH (p<0.01) than those in D1. Of the 40 heifers, 27.5% (n=11) showed gross lesions in the epithelium of ruminal pillars, whereas 22.5% (n=9) of those in D3 and D4 presented these lesions. Sole corium thickness varied between heifers in D3 compared with those in D1 and D2 (p<0.05). Therefore, high-energy diets, as used in this study, alter some clinical parameters and the rumen environment, causing lesions in the rumen mucosa, and of lesser intensity, in the hoof corium and laminae, suggestive of laminitis.

Abstract in Portuguese:

O objetivo deste trabalho foi identificar alterações macroscópicas e microscópicas provocadas por dietas de alto valor energético no ambiente ruminal e casco de bovinos de corte (Bos taurus) em confinamento. Foram utilizadas 40 novilhas mantidas em confinamento, sendo divididas em 4 grupos experimentais: Grupo D1(controle) - 48% de volumoso e 52% de concentrado; Grupo D2 - 30% de volumoso e 70% de concentrado; Grupo D3 - 30% de volumoso e 70% de concentrado + sacarose; Grupo D4 - 100% de concentrado. Foi realizado exame clínico dos animais, avaliação do pH ruminal, da claudicação, além de coletas de amostras post-mortem para análises histopatológicas da região laminar do casco, coxim digital e do rúmen. Todas as variáveis dependentes do estudo foram comparadas por meio do software estatístico SPSS 20.0. As variáveis sem normalidade (FC, MR, Tc e TPC) foram comparadas pelo teste de Kruskal Wallis, seguido pelo teste de comparação múltipla de Dunnet. Todas demais foram submetidas a análise de variância (ANOVA), seguida pelo teste de Tukey. Foi observado impacto das distintas dietas ao ambiente ruminal (p<0,05). Os grupos D3 e D4 exibiram menor motilidade (p<0,05) e pH ruminal (p<0,01). 27,5% (n=11) dos animais tiveram registros macroscópicos de lesões no epitélio dos pilares ruminais enquanto que os submetidos às dietas 3 e 4 foi observada ocorrência de 22,5% (n=9) de lesões macroscópicas no rúmen. As espessuras do córium solear variaram entre os grupos que receberam a indução de sacarose em relação ao grupo controle e novilhas alimentadas com a dieta 2 (p<0,05). Sendo assim dietas com elevada densidade energética, na condição em que foi empregada, alteraram alguns parâmetros clínicos e o ambiente ruminal, provocando lesões na mucosa do rúmen e de pouca intensidade no córium e tecido laminar, sugestiva de laminite.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV