Resultado da pesquisa (15)

Termo utilizado na pesquisa padronização

#1 - Musculoskeletal ultrasonography of the elbow joint in dogs: applicability and evaluation protocol

Abstract in English:

The elbow is a complex joint and has great clinical relevance in small animal medicine. Previous research in this area has been performed using radiographic and tomographic methods; however, there are limited studies on ultrasonography. The aims of this study was suggesting an evaluation protocol for elbow scan and describe the ultrasonographic anatomy of the elbow joint in dogs. Ten cross-breed dogs weighing 5-15kg underwent radiography and were selected for this ultrasonographic study. The protocol was established for the ultrasonographic description dividing the articular areas in the proximal, middle, and distal, lateral, cranial, medial, and caudal faces. The approach was performed in the longitudinal, transverse and oblique planes and the musculoskeletal structures were described according to the architecture, echogenicity and echotexture. Computed tomography and magnetic resonance imaging scans were obtained for one animal for comparison. Ultrasonography was effective in visualizing and analyzing muscles, tendons and ligaments. Bone contours and regions that have clinical significance such as the medial coronoid process and anconeus process were identified, but with limited access. Prior knowledge of the normal sonographic anatomy of the elbow joint, as well as its technical advantages and limitations will allow further studies related to the identification of musculoskeletal disorders.

Abstract in Portuguese:

O cotovelo é uma articulação complexa e tem grande relevância clínica na medicina veterinária de pequenos animais. Pesquisas prévias nesta área foram realizadas utilizando radiografias e tomografia computadorizada, entretanto há limitados estudos com ultrassonografia. O objetivo desse estudo é sugerir um protocolo de avaliação da articulação do cotovelo e descrever sua anatomia ultrassonográfica. Dez cães sem raça definida, pesando 5-15kg foram submetidos à radiografias e foram selecionados para o estudo ultrassonográfico. O protocolo foi estabelecido para a descrição anatômica ultrassonográfica dividindo as articulações em proximal, média e distal, faces lateral, cranial, medial e caudal. A abordagem foi realizada nos planos longitudinal, transverso e oblíquo e as estruturas foram descritas de acordo com a arquitetura, ecogenicidade e ecotextura. Tomografia computadorizada e ressonância magnética foram realizadas em um animal para comparação. A ultrassonografia foi efetiva na visualização e análise de músculos, tendões e ligamentos. Os contornos ósseos e regiões com significado clínico como o processo coronóide medial e o processo ancôneo foram identificados, mas com acesso limitado. Conhecimento prévio da anatomia ultrassonográfica normal da arquitetura do cotovelo, bem como suas vantagens e limitações, irão permitir estudos adicionais relacionados à identificação de desordens musculoesqueléticas.


#2 - Standardization of a PCR multiplex for the detection of dermatophytes in dogs and cats fur and crusts, 38(9):1824-1828

Abstract in English:

ABSTRACT.- Leal C.A.S., Kim P.C.P., Almeida J.C., Melo R.P.B., Santos A.S., Lima D.C.V., Pinheiro Júnior J.W. & Mota R.A. 2018. [Standardization of a PCR multiplex for the detection of dermatophytes in dogs and cats fur and crusts.] Padronização de multiplex PCR para detecção de dermatófitos em pelos e crostas de cães e gatos. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1824-1828. Laboratório de Doenças Infecciosas dos Animais Domésticos, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Av. Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: c_adrianosl@hotmail.com The aim of this study was to standardize a multiplex PCR (mPCR) reaction to detect Microsporum canis, Microsporum gypseum and the Trichophyton mentagrophytes complex in dog and cat fur and/or crusts. 250 fur and/or crusts samples from dogs and cats were analyzed by direct examination and culture, DNA from them was extracted for mPCR. Primers were designed and the DNA extracted from colonies of M. canis (URM 6273), M. gypseum (URM 6921) and T. mentagrophytes (URM 6211) from the Collection of Cultures - URM Micoteca - Department of Mycology, Biological Sciences Center of the Federal University of Pernambuco (CCB / UFPE). As negative controls, sterile distilled water and DNA extracted from Alternaria sp., were used to verify the specificity of the primers. Of the total samples analyzed, 15 (6%) were identified in culture as dermatophytes, and of these, 10 were M. canis, three M. gypseum and two T. mentagrophytes (complex). Of these 15 positive samples, 11 (73.3%) were detected by mPCR. Besides these, six others, negative in culture, were identified as M. gypseum. There was good agreement between culture results and mPCR (Kappa: 0.66). The protocol standardized in this study can be used as a screening method, because it has a sensitivity greater than that of the culture, used in parallel to the routine exams, allowing a diagnosis in a shorter time.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Leal C.A.S., Kim P.C.P., Almeida J.C., Melo R.P.B., Santos A.S., Lima D.C.V., Pinheiro Júnior J.W. & Mota R.A. 2018. [Standardization of a PCR multiplex for the detection of dermatophytes in dogs and cats fur and crusts.] Padronização de multiplex PCR para detecção de dermatófitos em pelos e crostas de cães e gatos. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1824-1828. Laboratório de Doenças Infecciosas dos Animais Domésticos, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Av. Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: c_adrianosl@hotmail.com Objetivou-se padronizar uma reação do tipo multiplex PCR (mPCR) para detectar Microsporum canis, Microsporum gypseum e o complexo Trichophyton mentagrophytes em amostras de pelos e/ou crostas de cães e gatos. 250 amostras de pelos e/ou crostas de cães e gatos foram analisadas por meio de exame direto e cultura, o DNA das mesmas foi extraído para mPCR. Primers foram desenhados e como controle positivo da reação utilizou-se o DNA extraído de colônias de M. canis (URM 6273), M. gypseum (URM 6921) e T. mentagrophytes (URM 6211), provenientes da Coleção de Culturas (Micoteca URM), Departamento de Micologia, Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Pernambuco (CCB/UFPE). Como controles negativos de reação, utilizou-se água destilada esterilizada e DNA extraído de Alternaria sp. para verificar a especificidade dos primers. Do total de amostras analisadas, 15 (6%) foram identificadas, em cultura, como dermatófitos, e destas, 10 foram M. canis, três M. gypseum e dois T. mentagrophytes (complexo). Destas 15 amostras positivas, 11 (73,3%) foram detectadas por meio da mPCR. Além destas, seis outras, negativas em cultura, foram identificadas como M. gypseum. Verificou-se uma boa concordância entre os resultados da cultura e mPCR (Kappa: 0,66). O protocolo padronizado neste estudo pode ser utilizado como um método de triagem, por apresentar uma sensibilidade maior que a da cultura, usado paralelamente aos exames de rotina, permitindo um diagnóstico em menor tempo.


#3 - Assessment of the vertebral heart scale and cardiothoracic ratio to standardize the heart size of collared peccaries (Tayassu tajacu Linnaeus, 1758) restrained with ketamine and midazolam, 38(8):1705-1711

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva-Filho O.F, Pessoa G.T., Sousa F.C.A., Rodrigues R.P.S., Moura L.S., Ambrósio C.E., Silva A.B.S & Alves F.R. 2018. Assessment of the vertebral heart scale and cardiothoracic ratio to standardize the heart size of collared peccaries (Tayassu tajacu Linnaeus, 1758) restrained with ketamine and midazolam. [Avaliação do vertebral heart scale e índice cardiotorácico na padronização do tamanho cardíaco de cateto (Tayassu tajacu Linnaeus, 1758) contidos com cetamina e midazolam.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1705-1711. Departamento de Morfofisiologia Veterinária, Universidade Federal do Piauí, Campus Universitário Ministro Petrônio Portela, Bairro Ininga, Teresina, PI 64049-550, Brazil. E-mail: flavioribeiro@ufpi.edu.br Wild species, especially those threatened with extinction, are increasingly being investigated to obtain information that can be useful for their preservation. The objective of the present study was to standardize the vertebral heart scale (VHS) and cardiothoracic ratio (CTR) of the collared peccary (Tayassu tajacu Linnaeus, 1758) sedated with ketamine and midazolam. Fourteen clinically healthy collared peccaries were examined in the two‑year age group weighing 15-22kg. The animals were submitted to digital radiography of the thorax in lateral and dorsal ventral projections to calculate the VHS and CTR. The VHS mean values for males and females was 8.88±0.51v for right recumbency and 8.84±0.39v for left decubitus, and there were no significant between-gender differences regarding recumbency (p>0.05). The CTR showed mean values of 0.50±0.05 (males) and 0.45±0.04 (females), but the gender-differences were not significant (p>0.05). A positive correlation was shown between VHS and CTR (r=0.98, right decubitus; r=0.96, left decubitus). Establishing reference values for heart measurements in collared peccaries using digital radiography of the thorax permitted standardization of the VHS and CTR values for this wild species. In the studied wild animal model, the VHS and CTR heart assessment indexes were shown to be essential diagnostic tools for investigations of alterations in the size of the cardiac silhouette.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva-Filho O.F, Pessoa G.T., Sousa F.C.A., Rodrigues R.P.S., Moura L.S., Ambrósio C.E., Silva A.B.S & Alves F.R. 2018. Assessment of the vertebral heart scale and cardiothoracic ratio to standardize the heart size of collared peccaries (Tayassu tajacu Linnaeus, 1758) restrained with ketamine and midazolam. [Avaliação do vertebral heart scale e índice cardiotorácico na padronização do tamanho cardíaco de cateto (Tayassu tajacu Linnaeus, 1758) contidos com cetamina e midazolam.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1705-1711. Departamento de Morfofisiologia Veterinária, Universidade Federal do Piauí, Campus Universitário Ministro Petrônio Portela, Bairro Ininga, Teresina, PI 64049-550, Brazil. E-mail: flavioribeiro@ufpi.edu.br Espécies silvestres têm sido cada vez mais exploradas como forma de obter informações que favoreçam sua conservação, especialmente aquelas ameaçadas de extinção. Este trabalho teve por objetivo a padronização dos valores de VHS (vertebral heart scale) e índice cardiotorácico (ICT) de catetos (Tayassu tajacu Linnaeus, 1758) contidos com Cetamina e Midazolam. Foram avaliados 14 catetos clinicamente saudáveis, com faixa etária de 2 anos e variação média de peso entre 15 a 22Kg. Os animais foram submetidos a radiografia digital de tórax em projeções laterolaterais e dorsoventrais para o cálculo do vertebral heart scale (VHS) e Índice Cardiotorácico (ICT). O VHS evidenciou valores médios entre machos e fêmeas de 8,88±0,51v para decúbito direito e 8,84±0,39v para decúbito esquerdo, não ocorrendo diferença estatística entre os decúbitos (p>0,05). O ICT revelou valores médios de 0,50±0,05 (machos) e de 0,45±0,04 (fêmeas), não sendo verificada diferença estatística significativa entre os sexos (p>0,05). Verificou-se correlação positiva entre VHS e o ICT (r=0,98, decúbito direito, r= 0,96, decúbito esquerdo). O estabelecimento dos valores de referência para mensurações cardíacas em catetos, a partir de radiografias digitais do tórax, permitiu a padronização do VHS e ICT para esta espécie silvestre. No modelo animal silvestre estudado, os índices de avaliação cardíaca VHS e ICT mostraram-se como uma ferramenta diagnóstica imprescindível para investigações sobre as alterações do tamanho da silhueta cardíaca.


#4 - Standardization of ELISA for the measurement of Insulin-Like Growth Factor I (IGF-I) in bovine plasm, 37(12):1545-1553

Abstract in English:

ABSTRACT.- Maioli M.A. & Nogueira G.P. 2017. [Standardization of ELISA for the measurement of Insulin-Like Growth Factor I (IGF-I) in bovine plasm.] Padronização da quantificação do fator de crescimento semelhante a insulina I (IGF-I) em plasma bovino por ELISA. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1545-1553. Departamento de Apoio a Produção e Saúde Animal, Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista, Unesp-Araçatuba, Rua Clóvis Pestana 793, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: maioli_marcos@hotmail.com This study aimed to standardize an in house competitive enzyme-linked immunosorbent assay (cELISA) to determine plasma concentrations of total insulin-like growth factor I (IGF-I) for the bovine specie using the amplification biotin-streptavidin peroxidase system. The IGF-I was extracted from insulin-like growth factor binding proteins (IGFBPs) using the acidified glycine buffer followed by the pH neutralization with sodium hydroxide. The microplates were coated with anti-rabbit IgG, thereafter the measurements were carried out using two approaches, one with a prior incubation of samples with the anti-h-IGF-I antibody and another without previous incubation (simultaneous addition of IGF-I and biotinylated sample). The best results were obtained using the method without the prior incubation, using the following combination of reagents: microplates were coated with 0.25µg/well of anti-rabbit IgG, the specific antibody at a dilution of 1:250,000 and 0.06ng/well of biotinylated IGF-I. The in house methodology showed sensitivity of 50ng/ml, a correlation between doses of 0.945 when compared to a commercial method. In addition, after 33 assays (quantification of 1114 samples) the proposed methodology presented a good precision, with inter-assay variation coefficients of 12.94% and 20.71% for the high and low controls, respectively. Finally, we concluded that ELISA method for the quantification of total IGF-I using the system biotin-streptavidin-peroxidase amplification in a competitive assay is established and is presented as a useful tool for studies aimed at monitoring the IGF-I concentrations.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Maioli M.A. & Nogueira G.P. 2017. [Standardization of ELISA for the measurement of Insulin-Like Growth Factor I (IGF-I) in bovine plasm.] Padronização da quantificação do fator de crescimento semelhante a insulina I (IGF-I) em plasma bovino por ELISA. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1545-1553. Departamento de Apoio a Produção e Saúde Animal, Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista, Unesp-Araçatuba, Rua Clóvis Pestana 793, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: maioli_marcos@hotmail.com Esse estudo teve como objetivo a padronização de um ensaio imunoenzimático competitivo (cELISA) in house para a determinação das concentrações plasmáticas do fator de crescimento semelhante a insulina I (IGF-I) total para a espécie bovina, utilizando o sistema de amplificação biotina-estreptavidina peroxidase. O IGF-I foi extraído das proteínas ligadoras do fator de crescimento semelhante a insulina I (IGFBP), utilizando o tampão glicina acidificado seguido de neutralização do pH com hidróxido de sódio. As microplacas foram sensibilizadas com anti IgG de coelho, e as dosagens realizadas utilizando duas abordagens, um método com incubação prévia das amostras com o anticorpo anti-h-IGF-I e outro sem incubação prévia (adição simultânea de IGF-I biotilinado e amostra). Os melhores resultados foram obtidos utilizando o método sem incubação prévia, com a sensibilização da placa com 0,25μg/poço de anti-IgG de coelho, o anticorpo específico na diluição 1:250.000 e 0,06ng/poço de IGF-I biotinilado. O ensaio in house apresentou um limite inferior de detecção de 50ng/mL, uma correlação de 0,945 entre doses quando comparado a uma metodologia comercial. Os coeficientes de variação inter-ensaio de 12,94% (345,8ng/mL) para os controles alto e 20,71% (131,6ng/mL) para o baixo. Dessa forma, conclui-se que a metodologia imunoenzimática para quantificação de IGF-I total utilizando o sistema de amplificação biotina-estreptavidina peroxidase em um ensaio competitivo está estabelecida e apresenta-se como uma ferramenta útil para estudos que visem o monitoramento das concentrações de IGF-I.


#5 - Cardiothoracic ratio and vertebral heart size (VHS) to standardize the heart size of the tufted capuchin (Cebus apella Linnaeus, 1758) in computerized radiographic images, 35(10):853-858

Abstract in English:

ABSTRACT.- Rocha-Neto H.J., Moura L.S., Pessoa G.T., Ambrósio C.E., Sousa F.C.A., Rodrigues R.P.S., Guerra P.C. & Alves F.R. 2015. Cardiothoracic ratio and vertebral heart size (VHS) to standardize the heart size of the tufted capuchin (Cebus apella Linnaeus, 1758) in computerized radiographic images. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(10):853-858. Departamento de Morfofisiologia Veterinária, Universidade Federal do Piauí, Campus Universitário Ministro Petrônio Portella, Bairro Ininga, Teresina, PI 64049-550, Brazil. E-mail: flavioribeiro@ufpi.edu.br The VHS and CTR were assessed using computerized thoracic radiographs of ten clinically healthy tufted capuchin monkeys (five males and five females) from the Wild Animal Screening Center in São Luís (Centro de Triagem de Animais Silvestres de São Luís-MA-CETAS). Radiographs were taken in laterolateral and dorsoventral projections to calculate the cardiothoracic ratio (VHS) and vertebral heart size (CTR). The VHS showed mean values of 9.34±0.32v (males) and 9.16±0.34v (females) and there was no statistical difference between males and females (p>0.05). The CTR showed mean values of 0.55±0.04 (males) and 0.52±0.03 (females) and there was no statistical difference between the sexes (p>0.05). There was positive correlation between VHS and CTR (r=0.78). The thoracic and heart diameters showed mean values of 5.70±0.48cm and 2.16±0.40cm in the males, respectively. In the females they measured 5.32±0.39cm and 2.94±0.32cm. There was no statistical difference between the sexes. Our results show that the high correlation found between VHS and CTR permitted the verification with similar clinical precision between the two methods to estimate alterations in the heart silhouette by radiographic examination of tufted capuchin, making it an easy technique to apply that can be considered in the investigation of heart problems for this wild species.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Rocha-Neto H.J., Moura L.S., Pessoa G.T., Ambrósio C.E., Sousa F.C.A., Rodrigues R.P.S., Guerra P.C. & Alves F.R. 2015. Cardiothoracic ratio and vertebral heart size (VHS) to standardize the heart size of the tufted capuchin (Cebus apella Linnaeus, 1758) in computerized radiographic images. [Índice cardiotorácico e vertebral heart size (VHS) para a padronização do tamanho cardíaco do macaco-prego (Cebus apella Linnaeus, 1758) em imagens radiográficas computadorizadas.] Pesquisa Veterinária Brasileira 35(10):853-858. Departamento de Morfofisiologia Veterinária, Universidade Federal do Piauí, Campus Universitário Ministro Petrônio Portella, Bairro Ininga, Teresina, PI 64049-550, Brazil. E-mail: flavioribeiro@ufpi.edu.br Para a avaliação do VHS e ICT foram utilizadas radiografias torácicas computadorizadas de 10 macacos-prego (05 machos e 05 fêmeas) clinicamente saudáveis, oriundos do Centro de Triagem de Animais Silvestres de São Luís-MA-CETAS. Foram tomadas radiografias em projeções laterolaterais e dorsoventrais, para cálculo do Vertebral Heart Scale (VHS) e Índice Cardiotorácico (ICT). O VHS evidenciou valores médios de 9,34±0,32v (machos) e 9,16±0,34v (fêmeas), não ocorrendo diferença estatística entre machos e fêmeas (p>0,05). O ICT evidenciou valores médios de 0,55±0,04 (machos) e de 0,52±0,03 (fêmeas), não sendo verificada diferença estatística entre sexos (p>0,05). Verificou-se correlação positiva entre VHS e ICT (r=0,78). Os diâmetros torácico e cardíaco demonstraram valores médios de 5,70±0,48cm e 3,16±0,40cm nos machos, respectivamente. Nas fêmeas mediram 5,32±0,39cm e 2,94±0,32cm. Não houve diferença estatística entre os sexos (p>0,05). Os nossos resultados demonstraram que a alta correlação encontrada entre o VHS e o ICT permitiu verificar precisão clínica semelhante entre os dois métodos, para estimar alterações da silhueta cardíaca ao exame radiográfico de macacos-prego, constituindo-se como uma técnica de fácil aplicação, poddevendo ser considerada na investigação de problemas cardíacos para esta espécie silvestre.


#6 - Standardization of manual technique for obtaining platelet-rich plasma in cattle, 34(Supl.):1-6

Abstract in English:

ABSTRACT.- Marques A.P.L., Botteon R.C.C.M., Cordeiro M.D., Machado C.H., Botteon P.T.L., Barros J.P.N. & Spíndola B.F. 2014. [Standardization of manual technique for obtaining platelet-rich plasma in cattle.] Padronização de técnica manual para obtenção de plasma rico em plaquetas de bovino. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(Supl.):1-6. Departamento de Medicina e Cirurgia Veterinária, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: marquesapl@ufrrj.br For standardization of manual technique to obtain autologous platelet-rich plasma (PRP) in cattle with reduced cost (manual method) and good quality (ability to concentrate platelets, high level of growth factors and reduced contamination with leukocytes and erythrocytes), that may be used as a modulating agent of the immune response of cows chronically infected with various diseases, 450ml of whole blood from nine clinically and hematologically healthy cattle were collected in CPDA-1 bags and processed within four hours after collection. The blood was divided in aliquots to evaluate 8 protocols (P) of double centrifugation which varied as the speed and time of centrifugation. Platelet, erythrocytes and leukocytes counts in PRP were performed by manual method in a Neubauer chamber. The highest concentration of platelets was obtained in P5 (400g and 800g both for 10 min), followed by (p>0.05) P3 (120g e 473g ambos durante 10 min), P4 (300g e 640g durante 10 min cada), P6 (640g durante 10 min e 640g durante 5 min), P8 (640g durante 5 min e 120g durante 10 min) and P7 (720g and 720g both for 5 min) and different (p <0.05) than the protocols that had lower rates at P1 (120g to 240g, both for 5 minutes) and P2 (both 120g and 473g for 5 min). As for erythrocytes, P8, P7, P6, P5, P4 showed lower concentrations with higher values (p <0.05) observed in P3 and P2. Lesser values of leukocytes were found in P5, P6, P7 and P8 with the biggest value (p <0.05) obtained in P2. All protocols (P1 to P8) were efficient to concentrate platelets and the lowest value (3.65±0.79) was found in P1. Regarding TGF-&#946;1, the P1 and P8 protocols demonstrated the highest values. According to results, P5 and P8 protocols showed the best results for production of PRP in bovine.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Marques A.P.L., Botteon R.C.C.M., Cordeiro M.D., Machado C.H., Botteon P.T.L., Barros J.P.N. & Spíndola B.F. 2014. [Standardization of manual technique for obtaining platelet-rich plasma in cattle.] Padronização de técnica manual para obtenção de plasma rico em plaquetas de bovino. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(Supl.):1-6. Departamento de Medicina e Cirurgia Veterinária, Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ 23890-000, Brazil. E-mail: marquesapl@ufrrj.br Para padronização de uma técnica manual para a obtenção de plasma rico em plaquetas (PRP) autólogo em bovinos com custo reduzido (método manual) e de boa qualidade (capacidade de concentrar plaquetas, alta concentração de fatores de crescimento e contaminação reduzida com leucócitos e eritrócitos), que poderá ser utilizado como um agente modulador da resposta imune de vacas com diferentes enfermidades, 450 ml de sangue total de nove vacas clinicamente saudáveis e com perfil hematológico normal foi coletado em bolsas de sangue CPDA-1 e processado dentro de quatro horas após a coleta. O sangue foi separado em alíquotas para avaliar 8 protocolos (P) de centrifugação dupla que variaram quanto a velocidade e o tempo de centrifugação. A contagem de plaquetas, eritrócitos e leucócitos na suspensão obtida (PRP) foi realizada pelo método manual em câmara de Neubauer: P5 (400g e 800g ambos durante 10 min) foi o protocolo com maior número de plaquetas, seguido por P3 (120g e 473g ambos durante 10 min), P4 (300g e 640g durante 10 min cada), P6 (640g durante 10 min e 640g durante 5 min), P8 (640g durante 5 min e 120g durante 10 min) e P7 (720g e 720g durante 5 min) e diferentes (p<0,05) dos menores valores encontrados em P1 (120g e 240g, ambos por 5 minutos) e P2 (120g e 473g ambos por 5 min). Em relação aos eritrócitos, P8, P7, P6, P5 e P4 apresentaram menores concentrações e maiores valores (p<0,05) foram observados em P3 e P2. Menores quantidades de leucócitos foram observadas em P5 , P6, P8 e P7 com o maior valor obtido em P2 (p<0,05). Todos os protocolos (P1 a P8) foram eficientes em concentrar plaquetas sendo o valor mais baixo (3,65±0,79) observado em P1. Em relação aos fatores de crescimento ao se mensurar TGF- 1, os protocolos P1 e P8 evidenciaram valores mais elevados. De acordo com os resultados obtidos os protocolos P5 e P8 apresentaram os melhores resultados para confecção de PRP bovino.


#7 - Standardization of metachromatic staining method of, 34(9):917-922

Abstract in English:

ABSTRACT.- D’Angelis F.H.F., Ferraz G.C., Santos E.B., Steque M.F.L., Feringer-Junior W.H. & Queiroz-Neto A. 2014. Standardization of metachromatic staining method of myofibrillar ATPase activity of myosin to skeletal striated muscle of mules and donkeys. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(9):917-922. Laboratório de Farmacologia e Fisiologia do Exercício Equino, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: floradan@ig.com.br This study aims at standardizing the pre-incubation and incubation pH and temperature used in the metachromatic staining method of myofibrillar ATPase activity of myosin (mATPase) used for asses and mules. Twenty four donkeys and 10 mules, seven females and three males, were used in the study. From each animal, fragments from the Gluteus medius muscle were collected and percutaneous muscle biopsy was performed using a 6.0-mm Bergström-type needle. In addition to the metachromatic staining method of mATPase, the technique of nicotinamide adenine dinucleotide tetrazolium reductase (NADH-TR) was also performed to confirm the histochemical data. The histochemical result of mATPase for acidic pre-incubation (pH=4.50) and alkaline incubation (pH=10.50), at a temperature of 37oC, yielded the best differentiation of fibers stained with toluidine blue. Muscle fibers were identified according to the following colors: type I (oxidative, light blue), type IIA (oxidative-glycolytic, intermediate blue) and type IIX (glycolytic, dark blue). There are no reports in the literature regarding the characterization and distribution of different types of muscle fibers used by donkeys and mules when performing traction work, cargo transportation, endurance sports (horseback riding) and marching competitions. Therefore, this study is the first report on the standardization of the mATPase technique for donkeys and mules.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- D’Angelis F.H.F., Ferraz G.C., Santos E.B., Steque M.F.L., Feringer-Junior W.H. & Queiroz-Neto A. 2014. Standardization of metachromatic staining method of myofibrillar ATPase activity of myosin to skeletal striated muscle of mules and donkeys. [Padronização do método de coloração metacromático da atividade da miosina ATPase miofibrilar para músculo estriado esquelético de muares e asininos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(9):917-922. Laboratório de Farmacologia e Fisiologia do Exercício Equino, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: floradan@ig.com.br O presente estudo objetivou padronizar o pH e a temperatura da pré-incubação e incubação do método de coloração metacromática de myofibrillar atividade ATPase da miosina (mATPase) utilizada para asininos e muares. Vinte e quatro jumentos e 10 muares, sete machos e três fêmeas, foram usados no estudo. De cada animal, fragmentos do músculo Gluteus medius foram coletados e biópsia muscular percutânea foi realizada por meio de uma agulha Bergström tipo de 6,0 mm. Em adição ao método de coloração metacromática de mATPase, a técnica de nicotinamida adenina dinucleótido tetrazólio redutase (NADH-TR) foi também realizada para confirmar os dados histoquímicos. O resultado histoquímico da mATPase por pré-incubação ácida (pH=4,50) e incubação alcalina (pH=10,50), a uma temperatura de 37oC, foi o que proporcionou a melhor diferenciação das fibras coradas com azul de toluidina. As fibras musculares foram identificadas de acordo com as seguintes cores: tipo I (oxidativa, azul claro), tipo IIA (oxidativo-glicolítico, azul intermediário) e tipo IIX (glycolytic, azul escuro). Na literatura, não foram encontradas publicações pertinentes à caracterização e distribuição dos diferentes tipos de fibras musculares utilizadas pelos asininos e muares nos trabalhos de tração, no transporte de cargas, em provas esportivas de resistência (cavalgadas) e concursos de marcha. Dessa forma, essa pesquisa é o primeiro relato sobre padronização da técnica de mATPase para muares e asininos.


#8 - Development and standardization of Dot-ELISA using recombinant peptides for serological diagnosis of Neospora caninum, 34(8):723-727

Abstract in English:

ABSTRACT.- Blanco R.D., Fidelis C.F., Araujo L.S., Henao A.M., Cardona J.A., Guimarães J.D., Vargas M.I. & Patarroyo J.H. 2014. [Development and standardization of Dot-ELISA using recombinant peptides for serological diagnosis of Neospora caninum.] Desenvolvimento e padronização do Dot-ELISA usando peptídeos recombinantes para o diagnóstico sorológico de Neospora caninum. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(8):723-727. Laboratório de Biologia e Controle de Hematozoários e Vetores, Universidade Federal de Viçosa, Avenida Ph Rolfs, Campus Universitário, Viçosa, MG 36570-000, Brazil. E-mail: rdblama@gmail.com Neosporosis is recognized as a major cause of abortion and neonatal loss in cattle worldwide, both for dairy cattle and beef cattle. In recent years this disease has attracted the interest of researchers and studying the epidemiology and effective methods of diagnosis of this disease. The present study aimed to develop and standardize on a Dot-ELISA for the serological diagnosis of Neospora caninum by using recombinant peptide as antigen for the development of a diagnostic kit used on the field. The recombinant antigen (rNcGRA1) was designed based on the method of reverse genetics derived antigenic epitopes of dense granules protein of N. caninum and synthesized by GenScript (USA). It was produced by the fermentation in yeasts Pichiapastoris KM71. The serological technique was used for the Dot-ELISA detection of IgG specific for N. caninum in which 0.22&#956;m nitrocellulose membranes were sensitized with 1&#956;L of antigen and subsequently the plasmas were diluted in a washing solution and incubated for 1 hour. The results will revealed by the addition of Protein G labeled with peroxidasse for 30 minutes, followed by the developing solution based on 3,3’-Diaminobenzidine (DAB). Soon after standardization tested 44 bovine plasmas were diagnosed by indirect immunofluorescence assay (IFA), agreeing with the results on a 95.5% and a sensitivity and specificity of 100% and 92% respectively. In regard to the diagnostic kit for the Technology Platform Rapid Flow-Through Miriad®, the peptide presented rNcGRA1 visible markings to react with positive plasma, and showed no markings using the negative plasma. This study is the first to use recombinant peptides and prove to be efficient for the serological diagnosis of cattle naturally infected.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Blanco R.D., Fidelis C.F., Araujo L.S., Henao A.M., Cardona J.A., Guimarães J.D., Vargas M.I. & Patarroyo J.H. 2014. [Development and standardization of Dot-ELISA using recombinant peptides for serological diagnosis of Neospora caninum.] Desenvolvimento e padronização do Dot-ELISA usando peptídeos recombinantes para o diagnóstico sorológico de Neospora caninum. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(8):723-727. Laboratório de Biologia e Controle de Hematozoários e Vetores, Universidade Federal de Viçosa, Avenida Ph Rolfs, Campus Universitário, Viçosa, MG 36570-000, Brazil. E-mail: rdblama@gmail.com A neosporose é reconhecida como uma das maiores causas de aborto e perdas neonatais em bovinos de leite e corte em todo o mundo. Nos últimos anos esta doença tem atraído o interesse de pesquisadores com foco na epidemiologia e métodos eficazes de diagnóstico desta doença. No presente estudo objetivou-se desenvolver e padronizar um teste Dot-ELISA para o diagnóstico sorológico de Neospora caninum com um peptídeo recombinate como antígeno, visando o desenvolvimento de um kit para diagnóstico a campo. O peptídeo recombinante (rNcGRA1) foi desenhado com base na metodologia de genética reversa de epítopos antigênicos originados de uma proteína de grânulos densos de N. caninum, e sintetizado pela GenScript (USA). Produzido mediante o processo fermentativo em leveduras Pichia pastoris KM71. Para a padronização do Dot-ELISA, membranas de nitrocelulose de 0.22µm foram sensibilizadas com 1µL do antígeno e posteriormente os soros foram diluídos em solução de lavagem e incubados durante 1 hora. A revelação foi feita mediante a adição de Proteína G marcada com peroxidase por 30 minutos, seguido da solução reveladora a base de 3,3’-Diaminobenzidine (DAB). Logo após a padronização foram testados 44 soros bovinos diagnosticados por imunofluorescência indireta (RIFI), obtendo-se uma concordância nos resultados do teste de 95,5% e uma sensibilidade e especificidade de 100% e 92% respectivamente. Quanto ao Kit para diagnóstico a campo na Plataforma Tecnológica RapidFlow-Through Miriad®, o peptídeo rNcGRA1 apresentou marcações visíveis ao reagir com os soros positivos, e não apresentou marcações usando os soros negativos. Este estudo é o primeiro a utilizar peptídeos recombinantes e mostrar-se eficiente para o diagnóstico sorológico de bovinos naturalmente infetados por N. caninum.


#9 - Standardization of unmodified gold nanoparticle (AuNPs) for detection of Actinobacillus pleuropneumoniae in swine lungs, 34(7):621-625

Abstract in English:

ABSTRACT.- Brandão L.N.S., Pitchenin L.C., Maruyama F.H., Chitarra C.S., Silva G.F.R., Klein C., Nakazato L. & Dutra V. 2014. [Standardization of unmodified gold nanoparticle (AuNPs) for detection of Actinobacillus pleuropneumoniae in swine lungs.] Padronização da técnica de nanopartícula de ouro não modificada (AuNPs) para detecção de Actinobacillus pleuropneumoniae em pulmões de suínos. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(7):621-625. Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular, Universidade Federal do Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: valdutra@ufmt.br Based on diagnostic tests for the detection of nucleic acids without amplification through the use of gold nanoparticles (AuNPs) have been described for various diseases. This study aimed to develop a technique of unmodified AuNPs to detect Actinobacillus pleuropneumoniae (App). We used 70 lung samples from pigs, 17 with and 53 without characteristic lesions of pneumonia, to detect App. The primer used was based on ApxIV gene. The AuNPs test had a sensitivity of 93.8% and specificity of 84.6% when compared with PCR detection. The results showed good agreement between AuNPs and PCR testing, and the technique can be used as an alternative to conventional tests, since it is quick and easy, and does not require implementation infrastructure and skilled labor.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Brandão L.N.S., Pitchenin L.C., Maruyama F.H., Chitarra C.S., Silva G.F.R., Klein C., Nakazato L. & Dutra V. 2014. [Standardization of unmodified gold nanoparticle (AuNPs) for detection of Actinobacillus pleuropneumoniae in swine lungs.] Padronização da técnica de nanopartícula de ouro não modificada (AuNPs) para detecção de Actinobacillus pleuropneumoniae em pulmões de suínos. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(7):621-625. Laboratório de Microbiologia e Biologia Molecular, Universidade Federal do Mato Grosso, Av. Fernando Corrêa da Costa2367, Bairro Boa Esperança, Cuiabá, MT 78060-900, Brazil. E-mail: valdutra@ufmt.br Testes diagnósticos baseados na detecção de ácidos nucleicos sem amplificação prévia através da utilização de nanopartículas de ouro (AuNPs) têm sido descritos para várias enfermidades. Este trabalho teve como objetivo desenvolver uma técnica de AuNPs não modificada para detecção de Actinobacillus pleuropneumoniae (App). Utilizaram-se 70 amostras de pulmão de suínos, 17 sem lesão e 53 com lesões características de pneumonia, objetivando a detecção de App. O oligonucleotídeo utilizado foi baseado no gene ApxIV. O teste de AuNPs apresentou sensibilidade de 93,8% e especificidade de 84,6% quando comparado com a detecção pela PCR. Os resultados mostraram boa concordância entre os testes de AuNPs e a PCR, sendo que a técnica pode ser utilizada como alternativa aos testes convencionais, já que é de fácil e rápida execução e não exige infraestrutura e mão de obra especializada.


#10 - Standardization of the immunoallergic skin test applied for the diagnosis of tuberculosis and mycobacterioses in swine (Sus scrofa) experimentally sensitized with oil suspensions of inactivated Mycobacterium bovis or M. avium, 34(2):123-128

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oliveira F.C.S., Pinheiro S.R., Azevedo S.S., Santos C.S.A.B., Lilenbaum W., Soto F.R.M., Roxo E. & Vasconcellos S.A. 2014. [Standardization of the immunoallergic skin test applied for the diagnosis of tuberculosis and mycobacterioses in swine (Sus scrofa) experimentally sensitized with oil suspensions of inactivated Mycobacterium bovis or M. avium.] Padronização do teste imunoalérgico aplicado ao diagnóstico da tuberculose e micobacterioses em suínos (Sus scrofa) experimentalmente sensibilizados com suspensões oleosas de Mycobacterium bovis ou M. avium inativados. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(2):123-128. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: savasco@usp.br The diagnostic value of the cutaneous allergic response to tuberculin in piglets experimentally sensitized intramuscularly with the oily suspensions of heat inactivated M. bovis or M. avium was investigated. Ninety-one animals were used and divided into four groups: groups A and B were formed each with 25 individuals, and groups C and D, with 21 and 20 individuals, respectively, balancing the characteristics of race, ancestry, age and sex. At the age of 30 days, all the animals were submitted to the screening test with the use of M. bovis PPD, by the intradermal route at the base of the ear and no reaction was detected. Sixty days after the screening tuberculin test, animals of the group A were injected intramuscularly with 0.5 mL of oily suspension of M. avium D4 strain; animals of the group B received 0.5 mL of an oily suspension of M. bovis, AN5 strain; group C (control I) received 0.5 mL of an oily adjuvant; and the individuals of the group D (control II) received 0.5 mL of saline solution. Following 30 days of sensitization, comparative skin reactions were measured by the variation in skin thickness with a caliper at 0h, 24h, 48h an 72h after applications of tuberculins. In the comparative test measured at 48 or 72h, the reaction was considered negative when the difference of the reactions between bovine PPD and avian PPD was less than 6.7 mm; suspected or inconclusive, when the difference stood in the range of 6.7 to 7.5 mm; and positive according to the type of PPD, considering tuberculosis the M. bovis PPD and mycobacteriosis the M. avium PPD, when the difference of the reaction was greater than 7.5 mm.

Abstract in Portuguese:

RESUMO- Oliveira F.C.S., Pinheiro S.R., Azevedo S.S., Santos C.S.A.B., Lilenbaum W., Soto F.R.M., Roxo E. & Vasconcellos S.A. 2014. [Standardization of the immunoallergic skin test applied for the diagnosis of tuberculosis and mycobacterioses in swine (Sus scrofa) experimentally sensitized with oil suspensions of inactivated Mycobacterium bovis or M. avium.] Padronização do teste imunoalérgico aplicado ao diagnóstico da tuberculose e micobacterioses em suínos (Sus scrofa) experimentalmente sensibilizados com suspensões oleosas de Mycobacterium bovis ou M. avium inativados. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(2):123-128. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: savasco@usp.br Foi investigado o valor diagnóstico da resposta alérgica cutânea em leitões experimentalmente sensibilizados, pela via intramuscular, com suspensões oleosas de Mycobacterium bovis ou M. avium inativados pelo calor. Foram utilizados 91 animais, divididos em quatro grupos: grupos A e B, cada um com 25 indivíduos, grupos C e D com 21 e 20 indivíduos respectivamente, balanceando-se as características de raça, linhagem, faixa etária e sexo. Aos 30 dias de idade, todos os animais foram submetidos a uma triagem com a aplicação de tuberculina PPD bovina, pela via intradérmica na base da orelha e não houve qualquer tipo de reação. Decorridos 60 dias do teste tuberculínico de triagem, o grupo A recebeu injeção intramuscular de 0,5 mL de uma suspensão oleosa de M. avium estirpe D4; o grupo B recebeu 0,5 mL de uma suspensão oleosa de M. bovis estirpe AN5; o grupo C (controle I), recebeu 0,5 mL do adjuvante oleoso; e o grupo D (controle II), recebeu 0,5 mL de solução fisiológica. Após 30 dias da sensibilização foi realizada a prova de tuberculinização comparativa com reação medida pela variação da espessura da pele com cutímetro de mola às 0h, 24h, 48h e 72h, após a aplicação das tuberculinas. No teste comparativo, lido às 48 ou 72 horas, a reação foi considerada negativa quando a diferença das reações entre o PPD bovino e o PPD aviário foi menor que 6,7 mm; suspeito ou inconclusivo quando a diferença se situou na faixa de 6,7 a 7,5 mm; e positiva de acordo com o tipo de PPD, considerando-se tuberculose para PPD M. bovis e micobacteriose para PPD M. avium, quando a diferença da reação foi superior a 7,5 mm.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV