Resultado da pesquisa (25)

Termo utilizado na pesquisa rabies

#1 - Epidemiological study of rabies in cattle in southern Brazil: spatial and temporal distribution from 2008 to 2017, 39(7):460-468

Abstract in English:

Rabies affects several domestic species, causing significant economic losses due to the death of animals in characteristic areas of the southern region of Rio Grande do Sul. In this context, this work aimed to study the epidemiology of rabies outbreaks observed in cattle from January 2008 to December 2017, through its space and time distribution in the southern region of Rio Grande do Sul. We performed an observational and ecological retrospective through the analysis of data recorded in necropsy protocols performed in cattle at the "Laboratório Regional de Diagnóstico" of the "Universidade Federal de Pelotas" (LRD UFPel). A descriptive data analysis aimed at evaluating the distribution of cases over time. The statistical analysis was performed with Gretl statistical software 1.9.12 (GNU Regression, Econometric, and Time-series Library). To the existence of stationarity was verified with the Dickey-Fuller test, considering a value of p<0.05. From January 2008 to December 2017, 1418 bovine diagnostic materials were received at the LRD-UFPel, and 160 outbreaks of rabies were confirmed in 160 farms located in the 24 municipalities of the LRD-UFPel area of influence. We observed 591 cattle out of a total of 25,886 infected with the virus. We conclude that rabies does not exhibit seasonality in the study region, with a tendency to decrease in frequency in the next years. The disease has an epidemic characteristic in most of the analyzed months (2012 2014), remaining endemic in the remaining period (2011, 2015 and 2016) with sporadic episodes of epidemics in these years. We also observed that as the incidence of the disease increased in the animals and in the properties, there was a geographical spread of the virus for the majority (54.16%) of the municipalities in the area of influence of the LRD-UFPel.

Abstract in Portuguese:

A raiva afeta várias espécies domésticas, causando perdas econômicas significativas pela morte de animais em áreas bem características da região Sul do Rio Grande do Sul. Neste contexto, o objetivo deste trabalho foi estudar a epidemiologia dos surtos de raiva observados em bovinos de janeiro de 2008 a dezembro de 2017, por meio de sua distribuição no espaço e no tempo na região sul do Rio Grande do Sul. Foi realizado um estudo observacional e ecológico retrospectivo, por meio da análise de dados registrados nos protocolos de necropsias realizadas em bovinos no Laboratório Regional de Diagnóstico da Universidade Federal de Pelotas (LRD-UFPel). Foi feita análise descritiva dos dados para avaliar a distribuição dos casos ao longo do tempo. Para a análise temporal foi utilizado o software estatístico Gretl 1.9.12 (GNU Regression, Econometricand Time-series Library). Para verificar a existência da estacionariedade utilizou-se o teste de Dickey-Fuller aumentado, considerando um valor de p<0,05. No período de janeiro de 2008 a dezembro de 2017, foram recebidos no LRD-UFPel 1418 materiais de bovinos para diagnóstico, sendo confirmados 160 surtos de raiva em 160 propriedades situadas nos 24 municípios da área de influência do LRD-UFPel. O número de animais infectados pelo vírus foi de 591 bovinos de um total de 25.886. O presente estudo permitiu concluir que a raiva não tem sazonalidade na região do estudo, tendo tendência de queda na frequência nos próximos anos. A doença tem característica epidêmica na maioria dos meses analisados (2012-2014), mantendo se endêmica no período restante (2011, 2015 e 2016) com episódios esporádicos de epidemias nestes anos. Observou se ainda, que na medida em que aumentou a incidência da doença nos animais e nas propriedades, houve disseminação geográfica do vírus para a maioria (54,16%) dos municípios da área de influência do LRD-UFPel.


#2 - Bovine rabies: economic loss and its mitigation through antirabies vaccination

Abstract in English:

Rabies is among the most common neurological disease in cattle in Brazil, causing significant economic losses. Data on the economic impact of rabies in livestock are available in several countries. However, in Brazil, these data focus mainly on the public health point o view, emphasizing the costs related to the prevention of rabies in humans, in dogs, or wildlife. Specific studies carried out in different regions of Brazil indicate critical economic losses caused by rabies in cattle in this country. However, the studies on the losses caused by the disease in cattle lack a detailed analysis of the affected rural properties based on data from official disease control agencies. The objective of this work was to evaluate the economic impact of bovine rabies, and its mitigation through antirabies vaccination in rural properties in Mato Grosso do Sul, Midwestern Brazil.

Abstract in Portuguese:

A raiva é uma das doenças neurológicas mais comuns em bovinos no Brasil, causando perdas econômicas significativas. Dados sobre o impacto econômico da raiva em bovinos de vários países estão disponíveis. No entanto, no Brasil, esses dados enfocam principalmente o ponto de vista de saúde pública, enfatizando os custos relacionados à prevenção da raiva em humanos, em cães ou animais silvestres. Estudos pontuais realizados em diferentes regiões do Brasil indicam perdas econômicas importantes causadas pela raiva em bovinos no país. No entanto, os estudos sobre as perdas causadas pela doença em bovinos carecem de uma análise detalhada das propriedades rurais afetadas com base em dados das agências oficiais de controle de doenças. O objetivo deste trabalho foi avaliar o impacto econômico da raiva bovina e sua mitigação através da vacinação antirrábica em propriedades rurais de Mato Grosso do Sul, no Centro-Oeste do Brasil.


#3 - Low level of the immune response against rabies virus in dogs and cats, a cross-sectional study in sheltered animals, Santander, Colombia

Abstract in English:

Rabies is an incurable and fatal progressive viral encephalomyelitis that causes approximately 61,000 deaths a year globally mainly by dog bites, which show the importance of anti-rabies vaccination in dogs to achieve elimination of the disease. In Colombia, multiple cases of human rabies transmitted by dogs and cats have been reported since 1999, showing an increased significance of cats in the transmission of rabies, mainly in rabies of wild origin. Therefore, the aim of the present study was to evaluate the development of neutralizing antibodies in dogs and cats during the mass vaccination campaign of the second half of 2015 in the city of Bucaramanga. For this purpose, a descriptive cross-sectional study with convenience sampling was conducted in 382 dogs and cats (295 dogs, 87 cats), and an evaluation of the humoral immune response of the animals was performed by quantitative ELISA. The prevalence of optimal neutralizing antibodies (>0.5 IU/ml) was only 32.76% (95% CI=28.05-37.46%) in the entire population studied and most of the animals did not have an adequate response to the vaccination, or seroconversion was not detected on them (65.45-95% confidence interval, CI=60.68-70.21%). Significant difference was found between the neutralizing antibody titers in cats and dogs, with a higher neutralizing response in cats. In conclusion, although mass vaccination campaigns for dogs and cats are the most important measure to interrupt virus circulation among the animals, achievement of a good neutralizing immune response in the animals is useful to demonstrate that vaccination has been successful, allowing the maintenance of the required minimum levels of population immunity. These results will allow the implementation of corrective measures in Bucaramanga to achieve better seroconversion rates. Other cities are expected to implement similar seroconversion assessments to verify the quality of effective anti-rabies vaccination in animal populations.

Abstract in Portuguese:

A raiva é uma encefalomielite viral progressiva incurável e fatal que causa aproximadamente 61.000 mortes por ano no mundo, principalmente por mordidas de cães, que mostram a importância da vacinação anti-rábica em cães para conseguir a eliminação da doença. Na Colômbia, vários casos de raiva humana transmitida por cães e gatos foram relatados desde 1999, mostrando um aumento na importância de gatos na transmissão da raiva, principalmente em raiva de origem selvagem. Portanto, o objetivo do presente estudo foi avaliar o desenvolvimento de anticorpos neutralizantes em cães e gatos durante a campanha de vacinação em massa do segundo semestre de 2015 na cidade de Bucaramanga. Para este propósito, um estudo descritivo transversal com amostragem de conveniência foi realizado em 382 cães e gatos (295 cães, 87 gatos), e uma avaliação da resposta imune humoral dos animais foi realizada por ELISA quantitativo. A prevalência de anticorpos neutralizantes ótimos (>0,5 UI/ml) foi de apenas 32,76% (IC 95% = 28,05-37,46%) em toda a população estudada e a maioria dos animais não teve resposta adequada à vacinação, ou a soroconversão foi não detectado neles (65,45-95% intervalo de confiança IC = 60,68-70,21%). Diferença significativa foi encontrada entre os títulos de anticorpos neutralizantes em gatos e cães, com uma maior resposta neutralizante em gatos. Em conclusão, embora as campanhas de vacinação em massa para cães e gatos sejam a medida mais importante para interromper a circulação do vírus entre os animais, a obtenção de uma boa resposta imunológica neutralizante nos animais é útil para demonstrar que a vacinação foi bem sucedida, permitindo a manutenção necessária dos níveis mínimos de imunidade da população. Esses resultados permitirão que a implementação de medidas corretivas em Bucaramanga alcance melhores taxas de soroconversão. Outras cidades devem implementar avaliações similares de soroconversão para verificar a qualidade da vacinação anti-rábica efetiva em populações animais.


#4 - Neurological diseases of cattle in the state of Goiás, Brazil (2010-2017), 38(9):1752-1760

Abstract in English:

ABSTRACT.- Terra J.P., Blume G.R., Rabelo R.E., Medeiros J.T., Rocha C.G.N., Chagas I.N., Aguiar M.S. & Sant’Ana F.J.F. 2018. Neurological diseases of cattle in the State of Goiás, Brazil (2010-2017). [Doenças neurológicas de bovinos no estado de Goiás (2010-2017).] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1752-1760. Laboratório de Diagnóstico Patológico Veterinário, Universidade de Brasília, Brasília, DF 70910-900, Brazil. E-mail: santanafjf@yahoo.com A retrospective study was conducted on neurological diseases of cattle in the state of Goiás, Brazil, from March 2010 to August 2017. Samples of three veterinary diagnostic laboratories were analyzed. Diagnosis was established in 170 out of 407 cattle with neurological signs. Epidemiological, clinical, and anatomic pathology features of each case were researched in the files. Main disorders included diseases caused by viruses (rabies 29.41%, meningoencephalitis by bovine herpesvirus 15.88%, and malignant catarrhal fever 1.76%), by bacteria (botulism 5.88%, suppurative meningitis 3.53%, encephalic abscesses 2.94%, listeriosis 1.76%, and thrombotic meningoencephalitis 1.76%), of metabolic origin (polioencephalomalacia 17.06%), of indefinite cause (lymphoplasmacytic meningoencephalitis 11.18%, traumatic hemorrhages 3.53%, and multifocal malacia with gliosis 1.18%), congenital (hydrocephaly 1.18% and multiple malformations 0.59%), toxic (urea poisoning 1.18% and insecticide poisoning 0.59%), and parasitic (meningoencephalitis associated with infection by Trypanosoma sp. 0.59%).

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Terra J.P., Blume G.R., Rabelo R.E., Medeiros J.T., Rocha C.G.N., Chagas I.N., Aguiar M.S. & Sant’Ana F.J.F. 2018. Neurological diseases of cattle in the State of Goiás, Brazil (2010-2017). [Doenças neurológicas de bovinos no estado de Goiás (2010-2017).] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1752-1760. Laboratório de Diagnóstico Patológico Veterinário, Universidade de Brasília, Brasília, DF 70910-900, Brazil. E-mail: santanafjf@yahoo.com Foi realizado um estudo retrospectivo de doenças neurológicas de bovinos no estado de Goiás durante o período de março de 2010 a agosto de 2017, analisando amostras de três laboratórios de diagnóstico veterinário. De 407 bovinos que apresentaram sinais clínicos neurológicos, o diagnóstico foi estabelecido em 170 casos. Desses casos, foram pesquisadas nas fichas as características epidemiológicas, clínicas e anatomopatológicas. As principais doenças diagnosticadas foram causadas por vírus (raiva 29,41%, meningoencefalite por herpesvírus bovino 15,88% e febre catarral maligna 1,76%), de origem metabólica (polioencefalomalacia 17,06%), por bactérias (botulismo 5,88%, meningite supurativa 3,53%, abscessos encefálicos 2,94%, listeriose 1,76% e meningoencefalite trombótica 1,76%), sem causa definida (meningoencefalite linfoplasmocítica 11,18%, hemorragias traumáticas 3,53% e malacia multifocal com gliose 1,18%), congênitas (hidrocefalia 1,18% e malformações múltiplas 0,59%), tóxicas (intoxicação por ureia 1,18% e intoxicação por inseticida 0,59%), e parasitária (meningoencefalite associada à infecção por Trypanosoma sp. 0,59%).


#5 - Epidemiology of rabies in large animals of Parana, Brazil, from 1977 to 2012, 36(12):1145-1154

Abstract in English:

ABSTRACT.- Dognani R., Pierre E.J., Silva M.C.P., Patrício M.A.C., Costa S.C., Prado J.R. & Lisbôa J.A.N. 2016. [Epidemiology of rabies in large animals of Parana, Brazil, from 1977 to 2012.] Epidemiologia descritiva da raiva dos herbívoros notificados no estado do Paraná entre 1977 e 2012. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(12):1145-1154. Departamento de Clínicas Veterinárias, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Estadual de Londrina, Campus Universitário, Caixa Postal 10011, Londrina, PR 86057-970, Brazil. E-mail: janlisboa@uel.br A descriptive epidemiological survey of rabies in herbivorous reared in the state of Parana, Brazil, was carried out from 1977 to 2012. The positive cases and the total number of brain samples processed for diagnostic purposes were distributed according to species, year, month, geographical region and municipality. Chi-square test was used to verify if rabies was associated to these factors. Probabilistic model was applied to historical series in order to verify cyclic and seasonal patterns. In Parana, rabies is an endemic disease with variable yearly occurrence, without seasonal pattern and with a possible cyclic pattern every 18 years. Cattle (86.9%) and equides (11.3%) were mainly affected. Rabies was registered in 47.6% of all municipalities, indicating a great spread of this disease in Parana, mainly during the last decade. Middlewest and Curitiba regions, followed by Pioneer North and West regions, were the areas of most occurrence. The number of cases per municipality was weakly correlated with the number of shelters for Desmodus rotundus (r=0.469; p<0.0001). Therefore, we suggest that annual immunization of cattle and equides should be applied in the high occurrence areas (Middlewest and Curitiba regions) and encouraged in intermediate occurrence areas (Pioneer North and West regions).

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Dognani R., Pierre E.J., Silva M.C.P., Patrício M.A.C., Costa S.C., Prado J.R. & Lisbôa J.A.N. 2016. [Epidemiology of rabies in large animals of Parana, Brazil, from 1977 to 2012.] Epidemiologia descritiva da raiva dos herbívoros notificados no estado do Paraná entre 1977 e 2012. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(12):1145-1154. Departamento de Clínicas Veterinárias, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Estadual de Londrina, Campus Universitário, Caixa Postal 10011, Londrina, PR 86057-970, Brazil. E-mail: janlisboa@uel.br Realizou-se estudo epidemiológico descritivo da raiva dos herbívoros no estado do Paraná entre os anos de 1977 e 2012. Os casos confirmados de raiva e o total de amostras de encéfalo encaminhadas para o diagnóstico foram distribuídos por espécie, por ano, por meses, por mesorregião geográfica e por municípios, aplicando-se o teste de Qui-quadrado para verificar se havia associação com esses fatores. Modelo probabilístico foi ajustado à série histórica para verificação de padrões cíclico ou sazonal. Comprovou-se que a raiva é uma doença endêmica no PR, com ocorrência variável entre os anos, sem padrão sazonal e com ciclicidade aparente a cada 18 anos, acometendo, sobretudo, bovinos (86,9%) e equídeos (11,3%). Verificou-se grande difusão no estado (47,6% dos municípios), e a maior expansão geográfica aconteceu na última década. As áreas de ocorrência maior foram as mesorregiões Centro Oriental e de Curitiba, seguidas por Norte Pioneiro e Oeste. O número de casos de raiva por município se correlacionou, ainda que fracamente, com o número de abrigos de Desmodus rotundus (r=0,469; p<0,0001). Sugere-se que a imunização anual de bovinos e equídeos passe a ser adotada nas áreas de maior ocorrência (mesorregiões Centro Oriental e de Curitiba) e encorajada nas de ocorrência intermediária (mesorregiões Norte Pioneiro e Oeste).


#6 - Phylogenetic analysis of rabies virus isolated from herbivores in Minas Gerais and São Paulo border (2000-2009), Brazil, 34(12):1196-1202

Abstract in English:

ABSTRACT.- Estévez Garcia A.I., Peixoto H.C., Silva S.O., Polo G., Alves A.J., Brandão P.E., Cunha E.M. & Richtzenhain L.J. 2014. Phylogenetic analysis of rabies virus isolated from herbivores in Minas Gerais and São Paulo border (2000-2009), Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(12):1196-1202. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, Faculdade de Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: isaestgar@yahoo.com Rabies transmitted by the hematophagous bat Desmodus rotundus represents a public health concern and a burden for the Brazilian livestock industry. Current evidence suggests that rabies occurrence is related to landscape characteristics, topography, hydrography, animal production systems and land use. However, a few studies have analyzed the possible connections among geographic factors and the molecular diversity of the rabies virus, furthering the understanding of the spatial and temporal dynamics of outbreaks. A study reported that the latest rabies epizootics in herbivores reported in the eastern region of São Paulo (close to the Minas Gerais border) occurred in two epidemic waves; the first was before 1998, and the other occurred after 1999. Using this evidence, the aim of the present study was to analyze cases of rabies in herbivores in the southern region of Minas Gerais (2000-2009) and their possible relationship with the aforementioned epidemics, considering the geographic characteristics of the region. Partial sequences of glycoprotein (539 nt) and nucleoprotein genes (414 nt) were obtained from 31 rabies virus isolates from herbivores. A phylogenetic tree was proposed for each genomic region using the Neighbor joining method, fixing the Kimura 2-parameter evolution model with a bootstrap level of 1,000 replications. Genetic sublineages were plotted on maps, considering rabies risk areas for herbivores in São Paulo, as well as topographic characteristics and hydrographic basins, to visualize any apparent distribution pattern influenced by those features. The phylogenetic trees had concordant topologies, suggesting a possible common origin for rabies outbreaks in herbivores along the SP/MG border, surrounding the less elevated portions of the Serra da Mantiqueira and along the hydrographic basins of Piracicaba/Jaguarí, Paranaíba do Sul, Grande, Pardo and Mogi-Guaçu rivers.The co-circulation of several viral lineages was observed in some municipalities, possibly due to an overlapping of rabies outbreaks. Inferred protein sequences of both genes showed synonymous mutations, except among residues 20 to 200, corresponding to the external domain of the glycoprotein. This information prompted cooperation among the animal health services of both states to reinforce rabies control in the border area.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Estévez Garcia A.I., Peixoto H.C., Silva S.O., Polo G., Alves A.J., Brandão P.E., Cunha E.M. & Richtzenhain L.J. 2014. Phylogenetic analysis of rabies virus isolated from herbivores in Minas Gerais and São Paulo border (2000-2009), Brazil. [Análise filogenética de isolados do vírus da raiva de herbívoros na fronteira de Minas Gerais e São Paulo (2000-2009), Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(12):1196-1202. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, Faculdade de Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: isaestgar@yahoo.com A raiva transmitida por morcegos hematófagos da espécie Desmodus rotundus representa uma preocupação de saúde pública e causa de importantes prejuízos para a pecuária brasileira. A evidência atual sugere que a ocorrência de raiva está relacionada às características da paisagem, topografia, hidrografia, sistemas de produção animal e usos da terra. Contudo, existem poucos estudos que analisem as possíveis conexões entre fatores geográficos e a diversidade molecular do vírus da raiva, permitindo a compreensão da dinâmica espacial e temporal dos focos de raiva. Um desses trabalhos estabeleceu que a última epizootia de raiva dos herbívoros registrada no leste do estado de São Paulo (na fronteira com Minas Gerais), aconteceu em duas ondas epidêmicas, sendo a primeira em 1998 e, em 1999, a segunda. Considerando esta evidência, o intuito do presente estudo foi analisar casos de raiva em herbívoros na região sudeste de Minas Gerais (2000-2009) e sua possível relação com a epidemia previamente mencionada, incluindo as características geográficas da região. Foram obtidas sequencias parciais dos genes da glicoproteína (539 nt) e da nucleoproteína (414 nt) a partir de 31 isolados de vírus da raiva procedentes de herbívoros. Foi proposta uma árvore filogenética para cada região genômica usando o método de Neighbor joining, fixando o modelo evolutivo Kimura 2 - parâmetros com um nível de bootstrap de 1000 replicações. As sublinhagens genéticas foram localizadas sobre mapas, considerando as áreas de risco para raiva dos herbívoros em São Paulo, assim como as características topográficas e bacias hidrográficas com o intuito de visualizar qualquer padrão aparente de distribuição segundo essas características. As duas árvores filogenéticas mostraram topologias concordantes, sugerindo uma possível origem comum para os surtos que aconteceram ao longo da fronteira SP/MG, ao redor das porções menos elevadas da Serra da Mantiqueira e acompanhando as bacias hidrográficas dos rios Piracicaba/Jaguarí, Paranaíba do Sul, Grande, Pardo e Mogi-Guaçu. Foi possível observar circulação de varias linhagens virais simultaneamente em alguns municípios, possivelmente por causa de sobreposição de surtos. As sequencias de proteína inferidas a partir dos dois genes mostraram mutações sinônimas, excetuando aquelas encontradas entre os resíduos 20 a 200, correspondentes ao domínio externo da glicoproteína. Esta informação salienta a importância da cooperação entre as autoridades sanitárias de ambos os estados para reforçar o programa de controle da doença nas áreas limítrofes.


#7 - Diseases of the nervous system of cattle in Mato Grosso do Sul, Brazil: 1082 cases, 33(10):1183-1194

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ribas N.L.K.S., Carvalho R.I., Santos A.C., Valençoela R.A., Gouveia A.F., Castro M.B., Mori A.E. & Lemos R.A.A. 2013. [Diseases of the nervous system of cattle in Mato Grosso do Sul, Brazil: 1082 cases.] Doenças do sistema nervoso de bovinos no Mato Grosso do Sul: 1082 casos. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(10):1183-1194. Laboratório de Anatomia Patológica, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: lap.famez@ufms.br The aim of this study was to describe the types of diseases that affect the nervous system of cattle from the State of Mato Grosso do Sul, Brazil. A retrospective study from January 2008 to December 2012 was perfomed, based on reports of cattle autopsies autopsy carried out by the Laboratório de Anatomia Patológica (LAP), Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEZ), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). The material came from cases attended and forwarded to LAP by practicing veterinarians autonomous and from the official veterinary service. From 1028 cases studied, 588 presented a history of neurological clinical signs, 341 (53.75%) of which were diagnosed as affected bytrue neurological disease, and 247 (46.25%) had inconclusive diagnosis. The clinical records were reviewed to determine epidemiology, clinical signs, and gross and histopathological features. The most frequent diseases were botulism (16.67%), rabies (15.92%), polioencephalomalacia (8.05%), and herpesviral meningoencephalitis (4.31%). Other conditions were diagnosed occasionally, and included non suppurative meningoencephalitis (2.62%), suppurative meningoencephalitis (1.50%), brain abscesses and osteomyelitis caused by spinal cord compression (1.31%), tetanus (1.12%), hypothermia (0.94%), cerebral babesiosis (0.75%), malignant catarrhal fever (0.37%), and cases suggestive of oxalate poisoning (0.19%). No cases with lesions that may suggest of bovine spongiform encephalopathy were observed.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ribas N.L.K.S., Carvalho R.I., Santos A.C., Valençoela R.A., Gouveia A.F., Castro M.B., Mori A.E. & Lemos R.A.A. 2013. [Diseases of the nervous system of cattle in Mato Grosso do Sul, Brazil: 1082 cases.] Doenças do sistema nervoso de bovinos no Mato Grosso do Sul: 1082 casos. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(10):1183-1194. Laboratório de Anatomia Patológica, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: lap.famez@ufms.br Foi realizado um estudo retrospectivo de janeiro de 2008 a dezembro de 2012 com base nos laudos de necropsia do Laboratório de Anatomia Patológica (LAP) da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FAMEZ), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), com o intuito de descrever quais as doenças que afetam o sistema nervoso de bovinos que ocorrem no Mato Grosso do Sul. Os casos consistiam de acompanhados por técnicos do LAP e encaminhados por médicos veterinários que atuam no campo (autônomos ou do serviço veterinário oficial). De 1082 materiais analisados, 588 apresentavam histórico de sinais clínicos neurológicos. Destes, 341 (53,75%) tiveram diagnóstico correspondente a doenças neurológicas e 247 (46,25%) tiveram diagnóstico inconclusivos. As fichas clínico epidemiológicas foram revisadas para determinar dados referentes a epidemiologia, aos sinais clínicos e às alterações macroscópicas e microscópicas. O botulismo (16,67%), a raiva (15,92%), a polioencefalomalacia (8,05%) e a encefalite por herpesvirus bovino (4,31%) foram as enfermidade de maior frequência. Outras doenças como meningoencefalite não supurativa (2,62%), meningoencefalite supurativa (1,50%), abscessos cerebrais e osteomielite por compressão medular (1,31%), tétano (1,12%), hipotermia (0,94%), babesiose cerebral (0,75%), febre catarral maligna (0,37%) e lesões sugestivas de intoxicação por oxalato (0,19%) foram ocasionalmente diagnosticadas. Em nenhum dos casos foram observadas lesões que pudessem sugerir encefalopatia espongiforme bovina.


#8 - Profile of central nervous system samples from cattle with neurological syndrome and diagnosis of bovine rabies by the service of sanitary defense of Minas Gerais, 2003-2010, 32(4):333-339

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oliveira T.S., Bull V., Rezende C.A., Furtini R., Costa E.A., Paixão T.A. & Santos R.L. 2012. [Profile of central nervous system samples from cattle with neurological syndrome and diagnosis of bovine rabies by the service of sanitary defense of Minas Gerais, 2003-2010.] Perfil das amostras do sistema nervoso central de bovinos com síndrome neurológica e diagnóstico da raiva bovina no serviço de defesa sanitária de Minas Gerais, 2003-2010. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(4):333-339. Setor de Patologia Veterinária, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Cx. Postal 567, Pampulha, Belo Horizonte, MG 30161-970, Brazil. E-mail: rsantos@vet.ufmg.br Diseases of the central nervous system (CNS) are often reported in cattle in Brazil. Although the State of Minas Gerais has the second largest cattle herd in the country, there is little information from this state concerning neurological diseases that affect cattle. The Laboratório de Saúde Animal of the Instituto Mineiro de Agropecuária (LSA/IMA) is in charge of the diagnosis of neurological diseases of livestock in the State, with emphasis on rabies and transmissible spongiform encephalopathies. A retrospective study was conducted on data from cattle with neurologic diseases evaluated by the LSA/IMA from January/2003 to June/2010, aiming to determine the profile of CNS samples sent for analysis, with emphasis on the diagnosis of bovine rabies. Issues related to the animal (sex, age, breed and type of death) as well as to the sample (method of conservation, person in charge the collection, and region of the CNS sampled) were evaluated. Data on frequency of rabies positive samples were analyzed by Fisher’s exact test. During the period studied, 3,731 samples from cattle with neurological signs were analyzed, with a predominance of females and crossbred cattle. The method of preservation was the main problem encountered with only 25.89% of samples sent both refrigerated and fixed in 10% formaldehyde. There was a gradual decrease in submission of samples during the course of this study. All 3,703 samples were evaluated by direct fluorescent antibody test (DFA) and biological test (BT) for rabies, 41.58% being positivity for rabies, and 282 of those samples being subjected to histopathology examination. The frequency of positivity was influenced by breed, age, and type of death. Composition of the sample significantly influenced the results, with higher frequency of positivity in samples containing three or more CNS fragments by DFA, BT, or histopathology. The medulla, which is the fragment of choice for diagnosis of BSE, has often been mistakenly submitted under refrigeration, but not in 10% formalin. Cerebellum, thalamus, brain stem, and spinal cord had higher frequency of Negri bodies than the cerebral cortex and trigeminal ganglia. The nonsuppurative inflammatory infiltrate was less frequent in the cerebral cortex than in other CNS fragments. In conclusion, CNS samples from cattle with neurological syndrome sent to the animal health protection service of Minas Gerais are heterogeneous, and the preservation method was the major problem hindering and adequate diagnosis. In addition, diagnosis of rabies was influenced by parameters of the animal as well as the CNS sample. Submission of properly preserved fragments from various segments of the CNS contributes to a more accurate diagnosis of rabies in cattle.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Oliveira T.S., Bull V., Rezende C.A., Furtini R., Costa E.A., Paixão T.A. & Santos R.L. 2012. [Profile of central nervous system samples from cattle with neurological syndrome and diagnosis of bovine rabies by the service of sanitary defense of Minas Gerais, 2003-2010.] Perfil das amostras do sistema nervoso central de bovinos com síndrome neurológica e diagnóstico da raiva bovina no serviço de defesa sanitária de Minas Gerais, 2003-2010. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(4):333-339. Setor de Patologia Veterinária, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Cx. Postal 567, Pampulha, Belo Horizonte, MG 30161-970, Brazil. E-mail: rsantos@vet.ufmg.br As enfermidades do sistema nervoso central (SNC) são frequentemente relatadas em bovinos no Brasil. Apesar de Minas Gerais ter o segundo maior rebanho bovino do país, há escassez de informações referentes às doenças neurológicas que acometem esses animais. O Laboratório de Saúde Animal do Instituto Mineiro de Agropecuária (LSA/IMA) é o responsável pelo diagnóstico das enfermidades neurológicas dos animais de produção no Estado, com ênfase para a raiva e as encefalopatias espongiformes transmissíveis. Foi realizado um estudo retrospectivo dos dados referentes às amostras de SNC de bovinos com síndrome neurológica avaliadas pelo LSA/IMA de janeiro/2003 a junho/2010, com o objetivo de determinar o perfil das amostras encaminhadas para análise no serviço de defesa sanitária animal, com ênfase no diagnóstico da raiva bovina. Foram consideradas características do animal (sexo, idade, raça e tipo de morte) e da amostra (método de conservação e responsável pela coleta), sendo nas positivas para raiva, avaliada sua composição, assim como as alterações histopatológicas encontradas. Os dados relacionados à frequência de positividade nas diferentes categorias foram submetidos à análise pelo Teste Exato de Fisher. Durante o período avaliado, foram analisadas 3.731 amostras de bovinos com doença neurológica, havendo predomínio de fêmeas e mestiços, o que reflete a composição do rebanho do Estado. O método de conservação foi o principal problema encontrado, sendo apenas 25,89% das amostras encaminhadas em gelo e formol a 10%. Verificou-se uma diminuição gradativa no envio de material para análise. Quanto a raiva bovina diagnosticada no Estado, foram avaliadas 3.703 amostras pela imunofluorescência direta (IFD) e prova biológica (PB), com 41,58% de positividade, sendo dessas 282 submetidas a histopatologia. A frequência de positividade foi influenciada pela raça, idade e tipo de morte do animal. A composição da amostra alterou significativamente o resultado das análises, havendo maior frequência de positividade naquelas compostas por três ou mais fragmentos de SNC, tanto na IFD/PB, quanto na histopatologia. O bulbo, fragmento de eleição para o diagnóstico da EEB, tem sido erroneamente enviado refrigerado e não em formol a 10%. Cerebelo, tálamo, tronco encefálico e medula apresentaram maior frequência de corpúsculos de Negri que cérebro e gânglio trigeminal. O infiltrado inflamatório não supurado foi menos frequente no cérebro, que nos demais fragmentos avaliados. Conclui-se que as amostras de bovinos com síndrome neurológica enviadas ao serviço de defesa sanitária animal de Minas Gerais apresentam características distintas, sendo o método de conservação o principal problema encontrado. Além disso, a raiva bovina diagnosticada na população estudada é influenciada pelas características do animal e da amostra, sendo indicado o envio de diferentes fragmentos do SNC para análise, conservados adequadamente, o que contribui para um diagnóstico mais preciso.


#9 - Detection of rabies virus nucleoprotein-RNA in several organs outside the central nervous system in naturally-infected vampire bats, 31(10):922-925

Abstract in English:

ABSTRACT.- Vieira L.F.P., Pereira S.R.F.G., Galante A.C., Castilho J.G., Oliveira R.N., Brandão P.E. & Kotait I. 2011. Detection of rabies virus nucleoprotein-RNA in several organs outside the central nervous system in naturally-infected vampire bats. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(10):922-925. Setor de Virologia e Viroses, Laboratório de Sanidade Animal, Hospital Veterinário, Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Universidade Estadual do Norte Fluminense, Av. Alberto Lamego 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes, RJ 28013-602, Brazil. E-mail: luizuenf@yahoo.com.br Rabies is a neurological disease, but the rabies virus spread to several organs outside the central nervous system (CNS). The rabies virus antigen or RNA has been identified from the salivary glands, the lungs, the kidneys, the heart and the liver. This work aimed to identify the presence of the rabies virus in non-neuronal organs from naturally-infected vampire bats and to study the rabies virus in the salivary glands of healthy vampire bats. Out of the five bats that were positive for rabies in the CNS, by fluorescent antibody test (FAT), viral isolation in N2A cells and reverse transcription – polymerase chain reaction (RT-PCR), 100% (5/5) were positive for rabies in samples of the tongue and the heart, 80% (4/5) in the kidneys, 40% (2/5) in samples of the salivary glands and the lungs, and 20% (1/5) in the liver by RT-PCR test. All the nine bats that were negative for rabies in the CNS, by FAT, viral isolation and RT-PCR were negative for rabies in the salivary glands by RT-PCR test. Possible consequences for rabies epidemiology and pathogenesis are discussed in this work.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Vieira L.F.P., Pereira S.R.F.G., Galante A.C., Castilho J.G., Oliveira R.N., Brandão P.E. & Kotait I. 2011. Detection of rabies virus nucleoprotein-RNA in several organs outside the central nervous system in naturally-infected vampire bats. [Detecção de núcleoproteína-RNA do vírus rábico em diversos órgãos fora do sistema nervoso central de morcegos hematófagos infectados naturalmente.] Pesquisa Veterinária Brasileira 31(10):922-925. Setor de Virologia e Viroses, Laboratório de Sanidade Animal, Hospital Veterinário, Centro de Ciências e Tecnologias Agropecuárias, Universidade Estadual do Norte Fluminense, Av. Alberto Lamego 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes, RJ 28013-602, Brazil. E-mail: luizuenf@yahoo.com.br A raiva é uma doença neurológica, mas o vírus da raiva se dispersa para diversos órgãos fora do sistema nervoso central (SNC). Antígeno ou RNA do vírus da raiva já foram detectados em vários órgãos, tais como glândula salivar, pulmão, rim, coração e fígado. O presente trabalho teve como objetivo identificar a presença do vírus da raiva em órgãos não neuronais de morcegos hematófagos infectados naturalmente, e pesquisar a presença do vírus na glândula salivar de morcegos hematófagos sadios. Dos cinco morcegos positivos para a raiva no SNC pelas técnicas de imunofluorescência direta e isolamento viral em células N2A, 100% (5/5) foram positivos para a raiva nas amostras de língua e coração, 80% (4/5) no rim, 40% (2/5) nas amostras de glândula salivar e pulmão, e 20% (4/5) no fígado pela técnica de RT-PCR. Todos os nove morcegos negativos no SNC, pela imunofluorescência e isolamento viral, foram negativos na glândula salivar pela RT-PCR. Possíveis consequências para a epidemiologia e patogênese da raiva são discutidas.


#10 - Rabies in cattle in southern Rio Grande do Sul: Epidemiology and immunohistochemistry diagnosis, 31(4):331-335

Abstract in English:

ABSTRACT.- Marcolongo-Pereira C., Sallis E.S.V., Grecco F.B., Raffi, M.B., Soares M.P. & Schild A.L. 2011. [Rabies in cattle in southern Rio Grande do Sul: Epidemiology and immunohistochemistry diagnosis.] Raiva em bovinos na Região Sul do Rio Grande do Sul: epidemiologia e diagnóstico imuno-histoquímico. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(4):331-335. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br A retrospective study of paralytic rabies in cattle in southern Rio Grande do Sul, Brazil, diagnosed from 1978 to 2007 by the Regional Diagnostic Laboratory (LRD) of the Veterinary School, Federal University of Pelotas (UFPel), with 77 outbreaks or isolated cases of paralytic rabies in cattle, is reported. A study of 11 outbreaks of rabies, observed from 2008 to 2010 in the same region, where 42 cattle aged 1-6 years died from a total of 686 at risk, with a clinical course of 4 to 14 days, was also made. The morbidity of all outbreaks diagnosed from 1978-2010 ranged from 0.37% to 20%; 24 cases occurred in autumn, 7 in spring, 14 in summer, and 16 in winter. The diagnosis was achieved by epidemiology, clinical signs and histological lesions. Immunohistochemistry using rabies virus polyclonal antibody was positive in all cases. In two cases non-suppurative meningoencephalitis was not observed, and the diagnosis was confirmed by immunohistochemistry. This technique is an important tool for the diagnosis of rabies and should be used in all suspected cases in which no evidence of encephalitis is observed.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Marcolongo-Pereira C., Sallis E.S.V., Grecco F.B., Raffi, M.B., Soares M.P. & Schild A.L. 2011. [Rabies in cattle in southern Rio Grande do Sul: Epidemiology and immunohistochemistry diagnosis.] Raiva em bovinos na Região Sul do Rio Grande do Sul: epidemiologia e diagnóstico imuno-histoquímico. Pesquisa Veterinária Brasileira 31(4):331-335. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário s/n, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br Foi realizado um estudo retrospectivo de casos de raiva paralítica em bovinos na área de influência do Laboratório Regional de Diagnóstico (LRD) da Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas (UFPel), ocorridos em 1978-2007. Foram estudados também 11 surtos de raiva observados em 2008-2010, na mesma região. Neste período morreram 42 animais de um total de 686 sob risco. A idade dos animais foi de 1-6 anos e o curso clínico de 4-14 dias. No estudo retrospectivo de 1978-2007 foram identificados 77 surtos ou casos isolados de raiva paralítica em bovinos. A morbidade em todos os surtos diagnosticados em 1978-2010 variou de 0,37% a 20%. Vinte e quatro casos ocorreram no outono, sete na primavera, 14 no verão e 16 no inverno. O diagnóstico foi realizado pela epidemiologia, sinais clínicos e lesões histológicas observadas. No estudo dos casos de raiva paralítica em bovinos ocorridos a partir de 2008, o diagnóstico foi confirmado pela técnica de imuno-histoquímica utilizando anticorpo policlonal anti-virus rábico. Em dois destes casos não foi observada meningoencefalite não-supurativa, porém a imuno-histoquímica demonstrou a presença do antígeno viral. Esta técnica é uma importante ferramenta para o diagnóstico de raiva, devendo ser utilizada em todos os casos suspeitos nos quais não se evidenciam lesões de encefalite.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV