Resultado da pesquisa (9)

Termo utilizado na pesquisa vaccination

#1 - Bovine rabies: economic loss and its mitigation through antirabies vaccination

Abstract in English:

Rabies is among the most common neurological disease in cattle in Brazil, causing significant economic losses. Data on the economic impact of rabies in livestock are available in several countries. However, in Brazil, these data focus mainly on the public health point o view, emphasizing the costs related to the prevention of rabies in humans, in dogs, or wildlife. Specific studies carried out in different regions of Brazil indicate critical economic losses caused by rabies in cattle in this country. However, the studies on the losses caused by the disease in cattle lack a detailed analysis of the affected rural properties based on data from official disease control agencies. The objective of this work was to evaluate the economic impact of bovine rabies, and its mitigation through antirabies vaccination in rural properties in Mato Grosso do Sul, Midwestern Brazil.

Abstract in Portuguese:

A raiva é uma das doenças neurológicas mais comuns em bovinos no Brasil, causando perdas econômicas significativas. Dados sobre o impacto econômico da raiva em bovinos de vários países estão disponíveis. No entanto, no Brasil, esses dados enfocam principalmente o ponto de vista de saúde pública, enfatizando os custos relacionados à prevenção da raiva em humanos, em cães ou animais silvestres. Estudos pontuais realizados em diferentes regiões do Brasil indicam perdas econômicas importantes causadas pela raiva em bovinos no país. No entanto, os estudos sobre as perdas causadas pela doença em bovinos carecem de uma análise detalhada das propriedades rurais afetadas com base em dados das agências oficiais de controle de doenças. O objetivo deste trabalho foi avaliar o impacto econômico da raiva bovina e sua mitigação através da vacinação antirrábica em propriedades rurais de Mato Grosso do Sul, no Centro-Oeste do Brasil.


#2 - Low level of the immune response against rabies virus in dogs and cats, a cross-sectional study in sheltered animals, Santander, Colombia

Abstract in English:

Rabies is an incurable and fatal progressive viral encephalomyelitis that causes approximately 61,000 deaths a year globally mainly by dog bites, which show the importance of anti-rabies vaccination in dogs to achieve elimination of the disease. In Colombia, multiple cases of human rabies transmitted by dogs and cats have been reported since 1999, showing an increased significance of cats in the transmission of rabies, mainly in rabies of wild origin. Therefore, the aim of the present study was to evaluate the development of neutralizing antibodies in dogs and cats during the mass vaccination campaign of the second half of 2015 in the city of Bucaramanga. For this purpose, a descriptive cross-sectional study with convenience sampling was conducted in 382 dogs and cats (295 dogs, 87 cats), and an evaluation of the humoral immune response of the animals was performed by quantitative ELISA. The prevalence of optimal neutralizing antibodies (>0.5 IU/ml) was only 32.76% (95% CI=28.05-37.46%) in the entire population studied and most of the animals did not have an adequate response to the vaccination, or seroconversion was not detected on them (65.45-95% confidence interval, CI=60.68-70.21%). Significant difference was found between the neutralizing antibody titers in cats and dogs, with a higher neutralizing response in cats. In conclusion, although mass vaccination campaigns for dogs and cats are the most important measure to interrupt virus circulation among the animals, achievement of a good neutralizing immune response in the animals is useful to demonstrate that vaccination has been successful, allowing the maintenance of the required minimum levels of population immunity. These results will allow the implementation of corrective measures in Bucaramanga to achieve better seroconversion rates. Other cities are expected to implement similar seroconversion assessments to verify the quality of effective anti-rabies vaccination in animal populations.

Abstract in Portuguese:

A raiva é uma encefalomielite viral progressiva incurável e fatal que causa aproximadamente 61.000 mortes por ano no mundo, principalmente por mordidas de cães, que mostram a importância da vacinação anti-rábica em cães para conseguir a eliminação da doença. Na Colômbia, vários casos de raiva humana transmitida por cães e gatos foram relatados desde 1999, mostrando um aumento na importância de gatos na transmissão da raiva, principalmente em raiva de origem selvagem. Portanto, o objetivo do presente estudo foi avaliar o desenvolvimento de anticorpos neutralizantes em cães e gatos durante a campanha de vacinação em massa do segundo semestre de 2015 na cidade de Bucaramanga. Para este propósito, um estudo descritivo transversal com amostragem de conveniência foi realizado em 382 cães e gatos (295 cães, 87 gatos), e uma avaliação da resposta imune humoral dos animais foi realizada por ELISA quantitativo. A prevalência de anticorpos neutralizantes ótimos (>0,5 UI/ml) foi de apenas 32,76% (IC 95% = 28,05-37,46%) em toda a população estudada e a maioria dos animais não teve resposta adequada à vacinação, ou a soroconversão foi não detectado neles (65,45-95% intervalo de confiança IC = 60,68-70,21%). Diferença significativa foi encontrada entre os títulos de anticorpos neutralizantes em gatos e cães, com uma maior resposta neutralizante em gatos. Em conclusão, embora as campanhas de vacinação em massa para cães e gatos sejam a medida mais importante para interromper a circulação do vírus entre os animais, a obtenção de uma boa resposta imunológica neutralizante nos animais é útil para demonstrar que a vacinação foi bem sucedida, permitindo a manutenção necessária dos níveis mínimos de imunidade da população. Esses resultados permitirão que a implementação de medidas corretivas em Bucaramanga alcance melhores taxas de soroconversão. Outras cidades devem implementar avaliações similares de soroconversão para verificar a qualidade da vacinação anti-rábica efetiva em populações animais.


#3 - Economic impact of an outbreak of botulism in a cattle feedlot, 38(7):1365-1370

Abstract in English:

ABSTRACT.- Soares M.C., Gaspar A.O., Brumatti R.C., Gomes D.C., Neves D.A., Alcântara L.O.B., Leal P.V. & Lemos R.A.A. 2018. Economic impact of an outbreak of botulism in a cattle feedlot. [Impacto econômico de um surto de botulismo em confinamento de bovinos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(7):1365-1370. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Avenida Senador Felinto Müller 2443, Jardim Parati, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: marcelocezar@outlook.com Botulism is a febrile disease, fatal in most cases, which affects the muscles of locomotion, chewing, and swallowing, as well as the diaphragm and intercostal muscles, causing flaccid paralysis and respiratory arrest. In bovines, the etiology is due to the ingestion of neurotoxins types C and D formed by the bacterium Clostridium botulinum in an animal or vegetal substance, during decomposition. Vaccination is one of the most effective prophylactic means to prevent this disease. In this study, an outbreak of botulism was evaluated in a feedlot with 6,300 finishing cattle, wherein 25 died as a consequence of contracting this disease. The economic losses resulting from the deaths were analyzed, and economic analysis was conducted, involving the estimated cost of vaccination for the whole herd under risk, with the objective of evaluating whether this prophylactic practice is a viable action plan. The financial loss due to the deaths resulting from botulism in the case studied was found to be R$55,560.00, equivalent to 0.39% of the total monetary value of the herd. The cost of immunizing the entire herd under risk was 14.06% (for toxins exclusive to toxins C and D) and 22.22% (for polyvalent vaccines against clostridiosis) of the financial loss incurred as a consequence of the recorded deaths. It was concluded that botulism is a disease that can cause a significant economic impact on intensive livestock production systems, and that vaccination is an economically viable prophylactic action if performed with adequate sanitary planning.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Soares M.C., Gaspar A.O., Brumatti R.C., Gomes D.C., Neves D.A., Alcântara L.O.B., Leal P.V. & Lemos R.A.A. 2018. Economic impact of an outbreak of botulism in a cattle feedlot. [Impacto econômico de um surto de botulismo em confinamento de bovinos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(7):1365-1370. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Avenida Senador Felinto Müller 2443, Jardim Parati, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: marcelocezar@outlook.com O botulismo é uma doença afebril, fatal na maioria dos casos, que afeta os músculos da locomoção, mastigação, deglutição e também o diafragma e os músculos intercostais, causando paralisia flácida e parada respiratória. Nos bovinos a etiologia é devido à ingestão de neurotoxinas tipos C e D previamente formadas pela bactéria Clostridium botulinum em matéria animal ou vegetal em decomposição. A vacinação é um dos meios profiláticos mais eficazes para prevenir esta doença. Neste trabalho, estudou‑se um surto de botulismo em um confinamento com 6300 bovinos em terminação, no qual 25 morreram devido a esta doença. Foram analisadas as perdas econômicas em consequência das mortes, e por meio do percentual do prejuízo contabilizado, foi realizada uma análise econômica referente ao custo estimado da vacinação para todo do rebanho sob-risco com o objetivo de avaliar se esta prática profilática é um plano de ação viável. Como resultado, o prejuízo financeiro devido às mortes resultantes do botulismo no caso estudado foi de R$ 55.560,00 o equivalente a 0,39% do valor monetário total do rebanho. O custo da vacinação para imunizar todo o rebanho sob-risco foi equivalente a 14,06% (para vacinas exclusivas para toxinas C e D) e 22,22% (para vacinas polivalentes contra clostridioses) relativo ao prejuízo financeiro em consequência dos óbitos registrados. Concluiu-se que o botulismo é uma doença que pode provocar impacto econômico significativo em sistemas de corte intensivos em bovinos, e que, a vacinação é um meio profilático economicamente viável se for realizada por meio de um planejamento sanitário adequado.


#4 - Impact of vaccination on the reproductive performance of multiparous Nellore cows

Abstract in English:

Two experiments were conducted to evaluate the impact of two vaccines on the reproductive performance of multiparous beef cows in Mato Grosso do Sul, Midwest Brazil. In Experiment 1,765 calved multiparous Nellore cows were subjected to the same fixed-time artificial insemination (FTAI) protocol and rebred. Ultrasound pregnancy diagnosis was performed 30 and 90 days post-FTAI (DPI). Rates of pregnancy and pregnancy loss were determined for three periods: from 30 to 90 DPI, from 30 DPI to calving, and from 90 DPI to calving. The cows were assigned to three groups with different vaccination protocols - namely, Group VACMULT (n=250): vaccine against bovine herpesvirus 1 (BoHV‑1), bovine viral diarrhea virus (BVDV), and leptospirosis; Group VACL (n=245): vaccine against leptospirosis alone; Group NOVAC (n=270): no vaccination. Serum antibody titers for BoHV‑1, BVDV, and leptospirosis, measured in 57 cows from each group indicated active infection, suggesting circulation of these pathogens in the herd. No differences in pregnancy rates were observed across groups. Pregnancy loss rates did not differ significantly across groups within any of the periods investigated (30 to 90 DPI, 30 DPI to calving, or 90 DPI to calving). In Experiment 2, two vaccination protocols for each vaccine were investigated. Group VACGEST was vaccinated on day zero of FTAI (D0) and again 30 days post-FTAI (30 DPI). Group VACPREV was vaccinated on D0 and again on the day of insemination (D11). No significant difference was observed between groups, or significant gestational loss in the group that received the second vaccine on the day of insemination. The results revealed that neither vaccine interfered with the reproductive performance of multiparous cows. No differences were observed between vaccination carried out on both D0 and D11 and that performed on both D0 and D30. The performance of the IBR/BVDV/Leptospirosis vaccine on the day of the artificial insemination did not cause adverse effects on the reproductive parameters.

Abstract in Portuguese:

Foram delineados dois experimentos para avaliar o impacto de duas vacinas no desempenho reprodutivo de vacas multíparas de bovinos de corte em Mato Grosso do Sul, Centro-Oeste do Brasil. No Experimento 1 foram utilizadas 765 vacas multíparas paridas da raça Nelore submetidas ao mesmo protocolo de inseminação artificial em tempo fixo (IATF) e repassadas por touros. O diagnóstico de gestação por ultrassonografia foi realizado aos 30 e 90 dias pós IATF. A prenhez e a taxa de perda de gestação foram determinadas para três períodos: de 30 a 90 DPI, de 30 DPI até para o parto e de 90 DPI até o parto. As vacas foram distribuídas em três grupos: grupo VACMULT (n=250), vacinado com vacina contra herpesvírus bovino tipo 1 (BoHV-1), vírus da diarreia viral bovina (BVDV) e leptospirose; grupo VACL (n=245), vacinado somente contra leptospirose; e grupo NOVAC (n=270), não vacinado. Títulos de anticorpos no soro de 57 vacas de cada grupo evidenciaram infecção por BoHV-1, BVDV e leptospirose, sugerindo circulação desses patógenos no rebanho. No diagnóstico por ultrassonografia, a prenhez não diferiu em nenhum dos três grupos. A taxa de perda de gestação não diferiu significantemente entre os grupos e dentro de qualquer um dos períodos investigados (30 a 90 DPI, 30 DPI até o parto ou 90 DPI até o parto). No Experimento 2 foram testados dois protocolos de vacinação usando as vacinas contra IBR/BVDV/leptospirose e somente contra leptospirose em ambos. No grupo VACGEST as vacas foram vacinas no dia zero (D0) do protocolo da IATF e 30 dias pós- IATF (30 DPI). No grupo VACPREV a primeira dose foi administrada no D0 e a segunda no mesmo dia da IATF (D11). Não houve diferença significativa entre os grupos, nem perda gestacional significativa no grupo que recebeu a segunda vacina no dia da inseminação (VACPREV). Os resultados mostram que as vacinas contra IBR/BVDV/leptospirose e somente contra leptospirose não interferiram no desempenho reprodutivo de vacas multíparas. Não houve diferença significativa entre o protocolo de vacinação empregado em D0 e D11 e aquele utilizado em D0 e 30 DPI. A realização da vacina contra IBR/BVD/leptospirose no dia da inseminação artificial não provocou efeitos adversos nos parâmetros reprodutivos.


#5 - Partial budget analysis of prepartum antimicrobial therapy and Escherichia coli J5 vaccination of dairy heifers and their effect on milk production and milk quality parameter, 36(2):77-82

Abstract in English:

ABSTRACT.- Vargas R.T., Souza F.N., Brito M.A.V.P., Brito J.R.F., Leite M.O., Fonseca L.M., Sampaio I.B.M. & Cerqueira M.M.O.P. 2016. Partial budget analysis of prepartum antimicrobial therapy and Escherichia coli J5 vaccination of dairy heifers and their effect on milk production and milk quality parameters. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):77-82. Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 30123-970, Brazil. E-mail: nogueirasouza@yahoo.com.br This study aimed to determine whether prepartum antimicrobial and/or Escherichia coli J5 vaccination in dairy heifers influence the milk production, milk quality, and estimate their economic benefit. Thus, 33 dairy heifers were enrolled in four groups using a split-splot design. Groups were: (G1) prepartum antimicrobial infusion and vaccination with an E. coli J5 bacterin, (G2) prepartum antimicrobial infusion, (G3) vaccination with an E. coli J5 bacterin, and (G4) control heifers. Composite milk samples for somatic cell count, total bacteria count and milk composition were collected 15 days after calving and every 15 days until the end of the experiment. Bacteriological analysis was carried out at the end of study. The milk production and the incidence of clinical cases of mastitis, as well as the costs associated with them were recorded. The results demonstrate a reduction on clinical mastitis rates by preventive strategies, which implicated in lower volume of discarded milk (0.99, 1.01, 1.04 and 3.98% for G1, G2, G3 and G4, respectively) and higher economic benefit. Thus, in well-managed dairy herds the prevention of heifer mastitis by vaccination or antimicrobial therapy can reduce the amount of antimicrobials needed to treat clinical mastitis cases and the days of discarded milk.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Vargas R.T., Souza F.N., Brito M.A.V.P., Brito J.R.F., Leite M.O., Fonseca L.M., Sampaio I.B.M. & Cerqueira M.M.O.P. 2016. Partial budget analysis of prepartum antimicrobial therapy and Escherichia coli J5 vaccination of dairy heifers and their effect on milk production and milk quality parameters. [Análise econômica da terapia antimicrobiana no pré-parto e da vacinação com Escherichia coli J5 em novilhas leiteiras e seu efeito sobre a produção e qualidade de leite.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):77-82. Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 30123-970, Brazil. E-mail: nogueirasouza@yahoo.com.br O presente estudo objetivou realizar uma análise econômica do tratamento antimicrobiano no pré-parto e/ou da vacinação com Escherihia coli J5 em novilhas leiteiras, e seu efeito sobre a produção e qualidade de leite. Portanto, utilizou-se o delineamento split-splot em esquema fatorial, no qual 33 novilhas da raça Holandesa foram divididas aleatoriamente em quatro grupos: (G1) antimicroianoterapia no pré-parto e vacinação com E. coli J5, (G2) antimicrobianoterapia no pré-parto, (G3) vacinação com E. coli J5 e (G4) controle. Amostras compostas de leite foram coletadas para contagem de células somáticas, contagem bacteriana total e composição do leite 15 dias após o parto, e a cada 15 dias até o término do experimento. A análise bacteriológica do leite foi realizada ao término do experimento. A produção de leite e a incidência dos casos clínicos de mastite, assim como, os custos associados à antimicrobianoterapia no pré-parto e/ou vacinação com E. coli J5 foram registrados. Os resultados demonstraram redução dos casos clínicos de mastite com a implementação das medidas preventivas resultando no menor volume de leite descartado (0,99, 1,01, 1,04 e 3,98% para os animais dos grupos G1, G2, G3 e G4, respectivemente) e maior benefício econômico. Desta forma, em rebanhos bem manejados, a implementação da antimicrobianoterapia no pré-parto e vacinação com E. coli J5 e novilhas pode reduzir a quantidade de antimicrobianos necessário para o tratamento de casos de mastite clínica durante a lactação, resultando em menor número de dias em que o leite é descartado.


#6 - Cellular immune response of Curraleiro Pé-duro and Nellore calves following Mycobacterium bovis-BCG vaccination, 33(12):1403-1408

Abstract in English:

ABSTRACT.- Maggioli M.F., Lobo J.R., Fioravanti M.C.S., Kipnis A. & Junqueira-Kipnis A.P. 2013. Cellular immune response of Curraleiro Pé-duro and Nellore calves following Mycobacterium bovis-BCG vaccination. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(12):1403-1408. Laboratório de Imunopatologia das Doenças Infecciosas, Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública, Rua Delenda Resende de Melo s/n, Setor Universitário, Goiânia, GO 74605050, Brazil. E-mail: apkipnis@gmail.com The present study aimed to assess the CD4, CD8 and gd blood levels for Curraleiro Pé-duro, as well as the specific IFN-g response after BCG vaccination using flow cytometry. The specific immune response against BCG was also evaluated by tuberculin skin test, performed before and 45 days after the vaccination. For comparison purposes, the same parameters were investigated on Nellore calves, an exotic bovine with resistance previously demonstrated. Naturally, Curraleiro Pé-duro animals had greater levels of CD4, CD8 and &#947;&#948; lymphocytes (p<0.05). In response to vaccine, Curraleiro Pé-duro showed greater ability to respond specifically to BCG, generating resistance profile (Th1), evidenced by greater number of antigen specific CD4+ cells producing IFN-&#947; (p<0.05) and also higher tuberculin skin test reaction (p<0.05). Additionally, vaccinated Curraleiro Pé-duro calves had higher CD4 cells numbers than both Nellore control (p<0.05) and vaccinated groups (p<0.05). Curraleiro Pé-duro calves’ higher basal lymphocytes blood level and stronger response in both IFN-&#947; and tuberculin skin test parameters probably play a positive role on protection/resistance to Mycobacterium bovis.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Maggioli M.F., Lobo J.R., Fioravanti M.C.S., Kipnis A. & Junqueira-Kipnis A.P. 2013. Cellular immune response of Curraleiro Pé-duro and Nellore calves following Mycobacterium bovis-BCG vaccination. [Resposta imune celular de bezerros Curraleiro Pé-duro e Nelore após vacinação com Mycobacterium bovis-BCG.] Pesquisa Veterinária Brasileira 33(12):1403-1408. Laboratório de Imunopatologia das Doenças Infecciosas, Instituto de Patologia Tropical e Saúde Pública, Rua Delenda Resende de Melo s/n, Setor Universitário, Goiânia, GO 74605050, Brazil. E-mail: apkipnis@gmail.com O presente estudo teve como objetivo avaliar níveis sanguíneos de células CD4, CD8 e &#947;&#948; no sangue periférico de bezerros Curraleiro Pé-Duro, bem como a produção específica de IFN-&#947; por essas células em resposta à vacinação com BCG, através de citometria de fluxo. A resposta imune específica contra BCG também foi avaliada por teste tuberculínico, realizado antes e 45 dias após a vacinação. Para fins de comparação, os mesmos parâmetros foram investigados em bezerros da raça Nelore, uma raça bovina exótica com resistência demonstrado anteriormente. Naturalmente, animais da raça Curraleiro Pé-Duro apresentaram maiores níveis de CD4, CD8 e linfócitos &#947;&#948;. Em resposta a vacina, Curraleiro Pé-duro mostrou maior capacidade de responder especificamente ao BCG, gerando perfil de resistência (Th1), evidenciado pelo maior número de células CD4+ específicas produtoras de IFN-&#947; e maior reação cutânea a por tuberculina. Os maiores níveis basais de linfócitos, maior produção de IFN-&#947; e reação cutânea à prova tuberculínica provavelmente desempenham um papel positivo na proteção/resistência ao Mycobacterium tuberculosis.


#7 - Bovine viral diarrhea virus (BVDV) infection profile in a high production dairy herd with vaccination program against BVDV, 33(2):141-147

Abstract in English:

ABSTRACT.- Dezen S., Otonel R.A.A., Alfieri A.F., Lunardi M. & Alfieri A.A. 2013. [Bovine viral diarrhea virus (BVDV) infection profile in a high production dairy herd with vaccination program against BVDV.] Perfil da infecção pelo vírus da diarreia viral bovina (BVDV) em um rebanho bovino leiteiro de alta produção e com programa de vacinação contra o BVDV. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):141-147. Laboratório de Virologia Animal, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Estadual de Londrina, Cx. Postal 6001, Londrina, PR 86051-990, Brazil. E-mail: alfieri@uel.br The profile of bovine viral diarrhea virus (BVDV) infection was studies in a high production dairy herd selected based on a history of reproductive failures and regular vaccination against BVDV. Virus identification was performed by RT-PCR and serological profile was determined by virus-neutralization (VN). Initially, 100% (n=692) of the animals in the herd were monitored for identification of an active infection by RT-PCR in sera. Four months later, all positive animals (n=29) were retested by RT-PCR, along with newly born animals (n=72), or those that had reproductive failures (n=36) in the interval. The RT-PCR assay identified 27 transiently infected animals and three persistently infected (PI). Serology performed only in positive animals in the first RT-PCR and in cows with reproductive failures between the first and second RT-PCR analysis, showed large variation VN antibody titers and seroconversion in most animals. Increases in VN titers were demonstrated, with variation between 3 and 8 log2, indicating virus circulation within the herd. Virus circulation in the vaccinated herd evaluated in this study was likely responsible for reproductive failures observed in cows with low VN titers and for fetal infections. These results demonstrate that control of BVDV infection by regular vaccination in dairy cattle herds with PI animals represents a great challenge for the prophylaxis of this infection.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Dezen S., Otonel R.A.A., Alfieri A.F., Lunardi M. & Alfieri A.A. 2013. [Bovine viral diarrhea virus (BVDV) infection profile in a high production dairy herd with vaccination program against BVDV.] Perfil da infecção pelo vírus da diarreia viral bovina (BVDV) em um rebanho bovino leiteiro de alta produção e com programa de vacinação contra o BVDV. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(2):141-147. Laboratório de Virologia Animal, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Estadual de Londrina, Cx. Postal 6001, Londrina, PR 86051-990, Brazil. E-mail: alfieri@uel.br A infecção pelo vírus da diarreia viral bovina (BVDV) foi avaliada em um rebanho bovino leiteiro de alta produção com histórico de problemas reprodutivos e de vacinação regular contra o BVDV. A identificação do vírus foi realizada por RT-PCR em soro sanguíneo e o perfil sorológico por vírus-neutralização. Inicialmente, 100% (n=692) dos animais do rebanho foram avaliados com relação à presença de infecção ativa pelo BVDV por meio da RT-PCR. Quatro meses após, todos os animais positivos (n=29) na primeira avaliação foram avaliados novamente pela RT-PCR, assim como todos os animais que nasceram (n=72) e os que apresentaram problemas reprodutivos (n=36) no intervalo entre a primeira e a segunda colheita de sangue. Os resultados finais do estudo possibilitaram identificar 27 animais transitoriamente infectados e três animais persistentemente infectados (PI). A sorologia, realizada apenas nos animais positivos na primeira avaliação pela RT-PCR e nas vacas que apresentaram problemas reprodutivos entre a primeira e a segunda RT-PCR, demonstrou grande flutuação nos títulos de anticorpos neutralizantes, além de soroconversão na maioria dos animais. Foram identificados aumentos nos títulos de anticorpos neutralizantes que variaram entre 3 e 8 log2, indicando infecção ativa no rebanho. A circulação viral no rebanho avaliado foi responsável pela expressão de sinais clínicos da esfera reprodutiva em animais com baixo título de anticorpos e consequente falha na proteção fetal. Os resultados demonstram que o controle da infecção pelo BVDV apenas por meio da vacinação regular em rebanhos com animais PI pode não ser eficaz na profilaxia dessa virose.


#8 - Vaccination protocol and bacterial strain affect the serological response of beef calves against blackleg, 30(7):554-558

Abstract in English:

ABSTRACT.- Araujo R.F., Curci V.C.L.M., Nobrega F.L.C., Ferreira R.M.M. & Dutra I.S. 2010. Vaccination protocol and bacterial strain affect the serological response of beef calves against blackleg. Pesquisa Veterinária Brasileira 30(7):554-558. Departamento de Apoio, Produção e Saúde Animal, Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Rua Clóvis Pestana 793, Bloco 37, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: isdutra@fmva.unesp.br The serological response of beef calves was evaluated with different vaccination regimens against blackleg, using an official strain (MT) and a field-collected strain of Clostridium chauvoei as antigens. Sixty calves were randomly allocated to four different groups and were submitted to distinct vaccination protocols with a commercial polyvalent vaccine. Group G1 was first vaccinated at four months of age and a booster shot was given after weaning, at eight months. Group G2 was given the first dose at eight months and a booster shot 30 days later. Group G3 was vaccinated only once at eight months and the control group was not vaccinated. These alternative vaccination regimens were proposed in an effort to adequately protect cattle under open-field farming conditions. Serological evaluations were made by Elisa at 4, 8, 9 and 10 months of age. Both groups receiving booster shots had a significantly increased serological response 30 days later. However, the serum IgG levels against C. chauvoei were significantly higher in the calves that were first vaccinated at four months. At 10 months, the two booster shot groups (G1 and G2) had similar serological responses, while the calves that were treated with a single dose of vaccine at weaning (G3) had a response that was similar to that of the control group. The serological response of the calves was significantly inferior at several of the evaluation times when the field strain of the bacteria was used as a challenge antigen instead of the official MT strain. The serological response of calves that are vaccinated twice was found to be satisfactory, independent of the first injection being made at four or eight months of age. It was also concluded that it would be useful to include local bacterial strains in commercial vaccine production.

Abstract in Portuguese:

ABSTRACT.- Araujo R.F., Curci V.C.L.M., Nobrega F.L.C., Ferreira R.M.M. & Dutra I.S. 2010. Vaccination protocol and bacterial strain affect the serological response of beef calves against blackleg. [Esquemas de vacinação e cepa bacteriana influenciam na resposta sorológica contra o carbúnculo sintomático em bezerros de corte.] Pesquisa Veterinária Brasileira 30(7):554-558. Departamento de Apoio, Produção e Saúde Animal, Curso de Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Rua Clóvis Pestana 793, Bloco 37, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: isdutra@fmva.unesp.br Foi avaliada a resposta sorológica de bezerros de corte submetidos a diferentes esquemas de vacinação contra o carbúnculo sintomático, empregando-se como antígenos duas cepas distintas de Clostridium chauvoei: uma oficial (MT) e a outra uma cepa de campo. Os animais (n=60) foram randomizados em quatro grupos (G1, G2, G3 e Controle) e submetidos a três protocolos distintos de vacinação com um produto comercial polivalente. O G1 foi primovacinado aos 4 meses de idade e recebeu o reforço após desmama (8 meses de idade). O G2 recebeu a primeira dose aos 8 meses de idade e reforço 30 dias após. O G3 foi vacinado somente aos 8 meses de idade e o Controle não foi vacinado. As avaliações sorológicas pelo ensaio imunoenzimático (Elisa) foram realizadas aos 4, 8, 9 e 10 meses de idade dos bezerros. Nos dois esquemas em que os animais receberam o booster (G1 e G2), houve um aumento significativo (p<0,05) da resposta sorológica quando foram avaliados 30 dias após. No entanto, os valores séricos de IgG contra C. chauvoei foram significativamente maiores nos animais primovacinados aos 4 meses de idade. Aos 10 meses, os dois grupos que receberam o reforço vacinal (G1 e G2) não diferiram entre si na resposta sorológica e os bezerros que receberam uma única dose de vacina na desmama (G3) não diferiu do Controle. A resposta sorológica dos bezerros foi significativamente inferior (p<0,05) em diversos momentos da avaliação, quando a cepa de campo foi empregada como antígeno e quando comparada à da cepa MT. Pode-se deduzir que a resposta sorológica dos bezerros vacinados aos 4 e 8 meses de idade foi satisfatória e que existiram diferenças significativas nos valores séricos de anticorpos contra C. chauvoei quando na avaliação foi empregada cepa de campo.


#9 - Diagnóstico sorológico da brucelose bovina em animais adultos vacinados com dose reduzida da cepa 19 de Brucella abortus

Abstract in English:

ABSTRACT.- Jardim G.C., Pires P.P., Mathias L.A. & Ribeiro O.C. & Kuchembuck M.R.G. 2006. [Serological diagnosis of bovine brucellosis in adult herd vaccinated with Brucella abortus strain 19 reduced dose.] Diagnóstico sorológico da brucelose bovina em animais adultos vacinados com dose reduzida da cepa 19 de Brucella abortus. Pesquisa Veterinária Brasileira 26(3):177-182. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade para o Desenvolvimento do Estado e Região do Pantanal (Uniderp), Rua Alexandre Herculano 1400, Parque dos Poderes, Campo Grande, MS 79037-280, Brazil. E-mail: gustavoj@mail.uniderp.br The study evaluated the use of a reduced dose of the Brucella abortus strain 19 vaccine, in an adult herd negative for the disease, by serological diagnostic techniques, advocated by the Brazilian Program for Animal Brucellosis and Tuberculosis Control and Eradication, and by an indirect ELISA. The complement fixation test detecteed 46.77% positives, the rose bengal test 67.74%, the mercaptoethanol with standard agglutination test 87.09% and the ELISA ID 100%. The reduced dose influenced the serological diagnosis. None of the techniques reached a suitable specificity for use in the herd under those conditions, up to 3 months after vaccination.

Abstract in Portuguese:

ABSTRACT.- Jardim G.C., Pires P.P., Mathias L.A. & Ribeiro O.C. & Kuchembuck M.R.G. 2006. [Serological diagnosis of bovine brucellosis in adult herd vaccinated with Brucella abortus strain 19 reduced dose.] Diagnóstico sorológico da brucelose bovina em animais adultos vacinados com dose reduzida da cepa 19 de Brucella abortus. Pesquisa Veterinária Brasileira 26(3):177-182. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade para o Desenvolvimento do Estado e Região do Pantanal (Uniderp), Rua Alexandre Herculano 1400, Parque dos Poderes, Campo Grande, MS 79037-280, Brazil. E-mail: gustavoj@mail.uniderp.br The study evaluated the use of a reduced dose of the Brucella abortus strain 19 vaccine, in an adult herd negative for the disease, by serological diagnostic techniques, advocated by the Brazilian Program for Animal Brucellosis and Tuberculosis Control and Eradication, and by an indirect ELISA. The complement fixation test detecteed 46.77% positives, the rose bengal test 67.74%, the mercaptoethanol with standard agglutination test 87.09% and the ELISA ID 100%. The reduced dose influenced the serological diagnosis. None of the techniques reached a suitable specificity for use in the herd under those conditions, up to 3 months after vaccination.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV