Resultado da pesquisa (14)

Termo utilizado na pesquisa electrocardiogram

#1 - Maternal, fetal and neonatal heart rate and heart rate variability in Holstein cattle

Abstract in English:

The aim of this study was to describe the normal values for maternal, fetal and neonatal heart rate (HR) and heart rate variability (HRV) indexes in the time domain (standard deviation of beat-to-beat interval - SDNN; root mean square of successive beat-to-beat differences - RMSSD) and the frequency domain (low frequency - LF; high frequency - HF; relationship between low and high frequency - LF/HF) in 23 Holstein cows, 23 fetuses and 18 neonates during the perinatal period. HR and HRV were calculated by fetomaternal electrocardiography (ECG). Fetomaternal measurements were taken six times prepartum (between days 234 and 279 of pregnancy) and measurements were taken in neonates six times after calving (after birth and five times weekly). HR, time and frequency domain were analyzed. No significant changes in maternal, fetal beat-to-beat interval (RR interval) or HR were found. In maternal variables, SDNN decreased significantly from 38.08±2.6ms (day 14 before calving) to 23.7±2.5ms (day 1 after calving) (p<0.05), but the RMSSD did not change significantly. HR and RR interval of calf differed statistically from the day before delivery (163±7.5bpm; 381±24.2ms) to the day after calving (131±5bpm; 472±16.2ms). Time variables (SDNN and RMSSD) and the frequency-domain variables (LF and HF) were significantly different (p<0.05) between fetal and neonatal stages. Reductions in the values of SDNN and RMSSD can reflect a sympathetic dominance. After calving, the increase in HF and decrease in LF variables can indicate activation of the vagal nerve followed by heart and respiratory modulation.

Abstract in Portuguese:

O objetivo deste estudo foi descrever os valores normais para os índices de frequência cardíaca (FC) materna, fetal e neonatal e de variabilidade da frequência cardíaca (VFC) no domínio do tempo (desvio padrão do intervalo batimento a batimento, SDNN; raiz quadrada média de sucessivas diferenças de batimento a batimento, RMSSD) e do domínio da frequência (baixa frequência, LF; alta frequência, HF; relação entre baixa e alta frequência, LF/HF) em 23 vacas Holandesas, 23 fetos e 18 neonatos durante o período perinatal. A FC e a VFC foram calculadas por eletrocardiografia materno-fetal. As medidas materno‑fetais foram realizadas seis vezes antes do parto (entre os dias 234 e 279 de gestação) as medidas neonatais foram realizadas seis vezes após o parto (um dia após nascimento e semanalmente, durante cinco semanas). FC, e variáveis no domínio do tempo e de frequência foram analisadas. Não foram encontradas alterações significativas na FC e no intervalo de batimento para batimento (intervalo RR) materno e fetal. Nas variáveis ​​maternas, o SDNN diminuiu significativamente de 38,08±2,6ms (dia 14 antes do parto) para 23,7±2,5ms (dia 1 após o parto) (p<0,05), mas o RMSSD não alterou significativamente. A FC e o intervalo e RR do bezerro diferiram estatisticamente a partir de um dia antes do parto (163±7,5bpm, 381±24,2ms) até o dia seguinte ao parto (131±5bpm, 472±16,2ms). As variáveis ​​de tempo (SDNN e RMSSD) e as variáveis ​​de domínio de frequência (LF e HF) foram significativamente diferentes (p<0,05) entre os momentos fetal e neonatal. As reduções nos valores de SDNN e RMSSD podem refletir domínio simpático. Após o parto, o aumento da HF e a diminuição das variáveis ​​LF podem indicar a ativação do nervo vagal seguido de modulação cardíaca e respiratória.


#2 - Maternal, fetal and neonatal heart rate evaluation and its variability in the Paint Horse breed

Abstract in English:

The aim of this study were to describe the heart rate (HR) and indexes of maternal and fetal heart rate variability (HRV) in final period of pregnancy, as well as to describe the evolution of the development of autonomic nervous system during fetal and neonatal period. There were 20 animals in each category, whose maternal and fetal electrocardiographic examinations were performed at 15 and 7 days antepartum. Neonatal ECG it was evaluated at birth until the first 48 hours of life, and then once a week up to 35 days. There were significant differences in fetal heart rate (FHR) during this period, but the fetal HRV indexes have not changed. There were no significant differences in the rates of maternal HRV. The mean of fetal HR decreased significantly from 15 to seven antepartum days (95.6±11.4 bpm; 83.1±12.6, respectively), though the fetal HRV indexes have not decreased. The results of fetal and neonatal HRV in the present study, when compared to maternal indicate the parasympathetic dominance during fetal and neonatal sympathetic phase during to the third and/or fourth weeks of age, at which point begins the modulation of the two systems.

Abstract in Portuguese:

Os objetivos deste estudo foram descrever a frequência cardíaca (FC) e os índices de variabilidade da frequência cardíaca (VFC) materna e fetal no terço final da gestação, bem como descrever a evolução do desenvolvimento do sistema nervoso autônomo durante o período fetal e neonatal. Foram avaliados 20 animais de cada categoria, cujos exames eletrocardiográficos, maternos e fetais, foram realizados aos 15 e sete dias pré-parto. Quanto ao eletrocardiograma neonatal, os momentos avaliados foram ao nascimento até as primeiras 48 horas de vida, e posteriormente, uma vez por semana até os 35 dias de idade. Ocorreram diferenças significativas na frequência cardíaca fetal (FCF) no período avaliado, porém os índices de VFC fetais não se alteraram. Não foram encontradas diferenças significativas nos índices de VFC materna. A média da FCF diminuiu significativamente dos 15 para sete dias do pré-parto (95,6±11,4 bpm; 83,1±12,6, respectivamente), entretanto os índices de VFC fetal não diminuíram. Os resultados obtidos da VFC fetal e neonatal deste estudo, quando comparados aos maternos, indicaram predomínio parassimpático durante a fase fetal e, simpático durante a neonatal, até a terceira e/ou quarta semanas de idade, momento no qual se inicia o equilíbrio entre os dois sistemas.


#3 - Computerized electrocardiogram in agoutis (Dasyprocta prymnolopha Wagler, 1831) anesthetized with ketamine and midazolam, 37(2):150-155

Abstract in English:

ABSTRACT.- Diniz A.N., Pessoa G.T., Moura L.S., Sanches M.P., Rodrigues R.P.S., Sousa F.C.A., Ambrósio C.E. & Alves F.R. 2017. Computerized electrocardiogram in agoutis (Dasyprocta prymnolopha Wagler, 1831) anesthetized with ketamine and midazolam. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):150-155. Departamento de Morfofisiologia Veterinária, Universidade Federal do Piauí, Campus Universitário Ministro Petrônio Portela, Bairro Ininga, Teresina, PI 64049-550, Brazil. E-mail: flavioribeiro@ufpi.edu.br An electrocardiogram is a test that assesses heart electrical activity and is applied more frequently in the veterinary care of wild animals. The present study aimed to define the electrocardiogram pattern of agoutis (Dasyprocta prymnolopha Wagler, 1831) anesthetized with ketamine and midazolam. Eighteen clinically healthy agoutis (D. prymnolopha) were used from the Nucleus for Wild Animal Studies and Conservation (NEPAS) of the Federal University of Piauí, Brazil. The animals were chemically restrained with 5% ketamine hydrochloride at a dose of 15mg/kg and midazolam at a dose of 1mg/kg by intramuscular injection. Electrocardiogram tests were carried out by a computerized method with the veterinary electrocardiogram [Acquisition Model for Computer (ECG - PC version Windows 95) Brazilian Electronic Technology (TEB) consisting of an electronic circuit externally connected to a notebook computer with ECGPC-VET (TEB) software installed on the hard disc. In analysing the EKG results, significant differences were observed for QRS complex duration, PR and QT intervals and for R wave millivoltage between the genders; but we observed a significant influence of weight despite the gender. In the present experiment, the anaesthetic protocol was shown to be well tolerated by the agoutis, and no arrhythmias occurred during the time the animals were monitored. The reference values obtained should be used to better understand the cardiac electrophysiology of the species and for its clinical and surgical management.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Diniz A.N., Pessoa G.T., Moura L.S., Sanches M.P., Rodrigues R.P.S., Sousa F.C.A., Ambrósio C.E. & Alves F.R. 2017. Computerized electrocardiogram in agoutis (Dasyprocta prymnolopha Wagler, 1831) anesthetized with ketamine and midazolam. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):150-155. Departamento de Morfofisiologia Veterinária, Universidade Federal do Piauí, Campus Universitário Ministro Petrônio Portela, Bairro Ininga, Teresina, PI 64049-550, Brazil. E-mail: flavioribeiro@ufpi.edu.br O eletrocardiograma computadorizado é um dos meios de diagnóstico utilizado para avaliação do coração e vem sendo cada vez mais presente na rotina veterinária. Este trabalho teve por objetivo definir o padrão eletrocardiográfico de cutias (D. prymnolopha) anestesiadas com cetamina e midazolam. Foram utilizadas 18 cutias clinicamente saudáveis, provenientes do Núcleo de Estudos e Preservação de Animais Silvestres (NEPAS) da Universidade Federal do Piauí. Os animais foram submetidos à contenção química com cloridrato de cetamina a 5% na dosagem de 15mg/kg associado ao midazolam, na dosagem de 1mg/kg, por via intramuscular. Os exames eletrocardiográficos foram realizados pelo método computadorizado, com o eletrocardiógrafo veterinário (Módulo de Aquisição de ECG Para Computador (ECG - PC versão Windows 95) Tecnologia Eletrônica Brasileira (TEB) composto por um circuito eletrônico ligado externamente a um notebook, e de um software instalado no disco rígido do computador. Os valores de duração do complexo QRS, intervalos PR e QT, comparados entre machos e fêmeas, apresentaram diferença significativa. Em milivoltagem a onda R foi o único parâmetro que apresentou diferença significativa entre machos e fêmeas. O peso dos animais também foi significativamente diferente entre os gêneros. O protocolo anestésico mostrou-se bem tolerado pelos animais deste experimento, não ocorrendo quadros de arritmias durante o tempo de monitoramento dos animais.


#4 - Influence of different restraint protocols for the electrocardiogram values of feline night monkeys (Aotus azarae infulatus), 37(2):156-159

Abstract in English:

ABSTRACT.- Chaves R.H.F., Souza N.F., Muniz J.A.P.C., Imbeloni A.A., Neves A.C.S. & Teixeira R.K.C. 2017. [Influence of different restraint protocols for the electrocardiogram values of feline night monkeys (Aotus azarae infulatus).] Influência de diferentes protocolos de contenção nos valores do eletrocardiograma de macacos-da-noite (Aotus azarae infulatus). Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):156-159. Laboratório de Cirurgia Experimental, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade do Estado do Pará, Travessa Perebebuí 2623, Belém, PA 66087-670, Brazil. E-mail: rosinhahelena@gmail.com Feline night monkeys are very susceptible to stress and therefore the physical or chemical restraint should be carefully evaluated before any procedure. Anesthetic protocols can alter some physiological parameters, and electrocardiogram (ECG) is a commonly exam used for evaluation of the rhythm and heart rate. The objective of this study was to evaluate the influence of four different protocols of restraining on ECG in Aotus azarae infulatus, in order to identify the best method of restraining in these primates. For that, we used 10 adult feline night monkeys, males, submitted to restraining protocols with the association tiletamine and zolazepam - (TZ), isoflurane (ISO), association ketamine and midazolam (CET) and physical restraint (CF). No differences were observed in the parameters wave and ECG complexes obtained in all groups tested; however, during the evaluation of the trace the animals of group CF showed a greater amount of change. It was concluded that the restraint protocols used did not change the values of the ECG, and it was not possible to consider the CF group as control due to more caused alterations than all other tested protocols.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Chaves R.H.F., Souza N.F., Muniz J.A.P.C., Imbeloni A.A., Neves A.C.S. & Teixeira R.K.C. 2017. [Influence of different restraint protocols for the electrocardiogram values of feline night monkeys (Aotus azarae infulatus).] Influência de diferentes protocolos de contenção nos valores do eletrocardiograma de macacos-da-noite (Aotus azarae infulatus). Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):156-159. Laboratório de Cirurgia Experimental, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade do Estado do Pará, Travessa Perebebuí 2623, Belém, PA 66087-670, Brazil. E-mail: rosinhahelena@gmail.com Macacos-da-noite são muito susceptíveis ao estresse e por isso a contenção química ou física deve ser cuidadosamente avaliada antes de qualquer procedimento. Protocolos anestésicos podem alterar alguns parâmetros fisiológicos, sendo o eletrocardiograma (ECG) um exame muito utilizado para avaliação do ritmo e da frequência cardíaca. O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de quatro diferentes protocolos de contenção sobre o ECG realizado em Aotus azarae infulatus. Para isso foram utilizados 10 animais, machos, adultos, submetidos à contenção com a associação tiletamina/zolazepam (TZ), isoflurano (ISO), associação cetamina e midazolam (CET) e contenção física (CF). Não foram observadas diferenças nos parâmetros de ondas e complexos obtidos no ECG em todos os grupos testados, no entanto, durante a avaliação do traçado os animais do grupo CF apresentaram uma quantidade maior de alterações. Concluiu-se que os protocolos de contenção utilizados não alteraram os valores do ECG e que não foi possível considerar o grupo CF como controle devido causar mais alterações do que todos os protocolos testados.


#5 - Electrocardiogram assessment using the Einthoven and base-apex lead systems in healthy Holstein cows and neonates, 36(Supl.1):1-7

Abstract in English:

ABSTRACT.- Cedeno D.A.Q., Lourenço M.L.G., Daza C.A.B., Pagnani Filho P. & Chiacchio S.B. 2016. Electrocardiogram assessment using the Einthoven and base-apex lead systems in healthy Holstein cows and neonates. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):1-7 Departamento Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Distrito de Rubião Junior, Cx. Postal 560, Botucatu, SP. 18618-970, Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br The objective aimed to describe the electrocardiographic behavior of parameters in Holstein pregnant cows and neonates during the perinatal period. The electrocardiograms were performed using a computerized electrocardiogram. The animals selected for the study were 23 cows and 18 neonates. Maternal electrocardiographic examinations were conducted in the 35, 28, 21, 14, 7 days and one-day pre –partum and the neonates were evaluated in six moments; at the time of birth, 7, 14, 21, 28 and 35 days after delivery. The evaluations were done in pre and post-delivery cows and into the group of neonates between female and male. For each electrocardiographic recording P-wave duration and amplitude, PR interval and the QRS complex duration, R, S-wave amplitude and polarity, QT and RR interval duration were examined. Changes in heart rate, ST segment and T wave polarity were recorded in leads of Einthoven and base-apex planes. The mean electrical axis of the QRS complex was calculated. In cows the results when comparing the two leads system, there are significant changes in the amplitude of the waves P, R, S, and T and the duration of the intervals PR, ST and QRS complex. The difference between primiparous and multiparous dairy cows was in the amplitude of the Twave. It was concluded that the base-apex system is a suitable lead for monitoring heart rhythm in Holstein cows and Einthoven in neonates. During the first month of life, no differences in P, Q, S and T waves, in PR, QRS, and ST intervals and in axis orientation was observed in neonates. There was a significant difference in duration of the QT interval. Among sexes, the difference was in the Q amplitude. This study incorporated the calves and Holstein cows in a single study in search of baseline information regarding the duration and morphology of the ECG parameters. In conclusion, it was proved that, with increasing age, there are changes in ECG components associated with variations in the distance between the recording electrode and the heart. The study contributes by providing Holstein reference values for clinical evaluations.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Cedeno D.A.Q., Lourenço M.L.G., Daza C.A.B., Pagnani Filho P. & Chiacchio S.B. 2016. Electrocardiogram assessment using the Einthoven and base-apex lead systems in healthy Holstein cows and neonates. [Avaliação do eletrocardiograma utilizando os sistemas Einthoven e base-ápice em vacas e neonatos saudáveis da raça Holandesa.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):1-7 Departamento Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Distrito de Rubião Junior, Cx. Postal 560, Botucatu, SP. 18618-970, Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Tem como objetivo descrever o comportamento eletrocardiográfico de parâmetros em vacas da raça Holandesa grávidas e recém-nascidos durante o período perinatal. Os eletrocardiogramas foram realizados utilizando um eletrocardiógrafo computadorizado. Os animais selecionados para o estudo foram 23 vacas e 18 neonatos. Exames eletrocardiográficos maternos foram realizadas em 35, 28, 21, 14, 7 dias e um dia de pré-parto e nos neonatos foram avaliados em seis momentos; no momento do nascimento, 7, 14, 21, 28 e 35 dias após o parto. As avaliações foram realizadas em vacas pré e pós-parto e no grupo de neonatos entre fêmeas e machos. Para cada duração da gravação eletrocardiográfica analisou-se onda P e amplitude, intervalo PR e da duração do complexo QRS, R, S amplitude de onda e polaridade, QT e duração do intervalo RR. Mudanças na frequência cardíaca, segmento ST e polaridade da onda T foram registradas. A média do eixo eléctrico do complexo QRS foi calculada. Em vacas, há mudanças significativas na amplitude das ondas P, R, S, T, e a duração dos complexos QRS e intervalos PR e ST. A diferença entre as vacas leiteiras multíparas e primíparas estava na amplitude da onda T. Concluiu-se que o sistema base-ápice é adequado para monitorar o ritmo cardíaco em vacas da raça Holandesa e o Einthoven em neonatos. Nos neonatos durante o primeiro mês de vida, não houve diferenças nas ondas P, Q, S e T, em intervalos PR, QRS, e ST e na orientação do eixo. Houve diferença significativa na duração do intervalo QT. Entre os sexos, a diferença estava na amplitude Q. O presente estudo incorporou os bezerros e vacas da raça Holandesa em um único estudo, em busca de informações em relação a duração e morfologia dos parâmetros do ECG. Conclui-se portanto que, com o aumento da idade, ocorrem alterações nos componentes do ECG, associadas com as variações na distância entre o elétrodo de registo e o coração. O estudo contribui, fornecendo valores de referência de bovinos da raça Holandesa para avaliações clínicas.


#6 - Computerized electrocardiography in healthy conscious guinea pigs (Cavia porcellus), 36(12):1203-1208

Abstract in English:

ABSTRACT.- Botelho A.F.M., Oliveira M.S., Soto-Blanco B. & Melo M.M. 2016. Computerized electrocardiography in healthy conscious guinea pigs (Cavia porcellus). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(12):1203-1208. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 31275-013, Brazil. E-mail: anaflaviamabo@gmail.com The purpose of this study is to evaluate healthy conscious guinea pigs as a model for electrophysiology assessment and to describe normal electrocardiographic patterns in controlled laboratory environment, establishing the best QT formula for this method. Electrocardiographic recordings of fifty adult conscious guinea pigs were obtained using a computerized electrocardiography. The electrocardiographic measurements of three different tracings were analyzed. The results obtained established normal mean and range values for the parameters: heart rate, waves and intervals of P-QRS-T deflections, as well as the mean cardiac axis. Groups were separated by body weight: group 1 gathered animals with 500-699g and group 2 with animals 700-900g. No differences were found when measurements were compared between groups, showing no significant difference between weight/body sizes to the electrocardiographic parameters (P<0.05). The mean corrected QT values (QTc) obtained using diverse formulae were significantly different (P<0.05), were the most consistent was Van der Water (QTcV). QTcV values were strongly correlated (r=98) and 95% confidence interval 185.7 to 195.2ms.Considering its simplicity and reliability, the QTcV was deemed the most appropriate to be used for the correction of QT interval in conscious guinea pigs.The results of this study also suggest that the values found can be used as reference for the species.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Botelho A.F.M., Oliveira M.S., Soto-Blanco B. & Melo M.M. 2016. Computerized electrocardiography in healthy conscious guinea pigs (Cavia porcellus). [Eletrocardiografia computadorizada em cobaios (Cavia porcellus) saudáveis e conscientes.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(12):1203-1208. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 31275-013, Brazil. E-mail: anaflaviamabo@gmail.com O objetivo desse estudo foi avaliar cobaios hígidos e conscientes como modelos para estudos de eletrofisiologia e descrever os padrões eletrocardiográficos normais em ambiente laboratorial controlado, estabelecendo a melhor fórmula QT para esse método. Gravações eletrocardiográficas de cinquenta cobaios adultos conscientes foram obtidas usando eletrocardiografia computadorizada. As medidas eletrocardiográficas de três trechos diferentes foram analisadas. Os resultados estabeleceram média e desvio padrão para os parâmetros: frequência cardíaca, ondas e intervalos P-QRS-T, assim como o eixo cardíaco médio. Grupos foram separados de acordo com o peso: grupo 1 incluiu animais com 500-699g e o grupo 2 animais de 700-900g. Nenhuma diferença foi encontrada quando as medidas foram comparadas entre os grupos, mostrando que não há diferença significativa entre peso/tamanho corporal com os parâmetros eletrocardiográficos (p<0.05). As médias corrigidas dos valores do QT (QTc) obtidas usando diferentes fórmulas foram significativamente diferentes (p<0.05), sendo a mais consistente a de Van der Water (QTcV). Valores de QTcV fortemente correlacionam com o QT (r=98), com intervalo de confiança a 95% de 185.7 a 195.2 ms. Considerando a simplicidade e confiabilidade, o QTcV foi considerado apropriado para correção do intervalo QT em cobaios conscientes. Os resultados do presente estudo também sugerem que os valores encontrados possam ser utilizados como referência para essa espécie.


#7 - Electrocardiographic parameters of the American Miniature Horse: influence of age and sex, 36(6):551-558

Abstract in English:

ABSTRACT.- Santarosa B.P., Lourenço M.L.G., Dantas G.N., Ulian C.M.V., Heckler M.C.T., Sudano M.J., Gonçalves R.C. & Chiacchio S.B. 2016. Electrocardiographic parameters of the American Miniature Horse: influence of age and sex. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(6):551-558. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br The veterinary cardiology has growing importance in equine medicine. There are studies of standardization of electrocardiographic parameters of many races, according to their stature and ability. However, no studies are in the literature with the American Miniature Horse. To evaluate the electrocardiogram (ECG) tracing configuration of this breed at rest and to verify the influence of age and sex on ECG parameters, 203 horses including 143 females and 60 males were divided into four age groups (foals, yearlings, adults and elderly). Electrocardiographic parameters were performed by computerized electrocardiogram (TEB), and the parameters were evaluated in six leads of frontal plane (Lead I, II, III, aVR, aVL and aVF) and base-apex (BA). Heart rates (HR) decreased with increasing age were higher in males than in females. Sinus tachycardia followed by sinus arrhythmia was dominant in both sexes. The cardiac axis was higher in males and ranged between 120° and 150° for foals, 30° and 60° for yearlings and adults, and 60° and 90° for the elderly. The P wave was bifid in several animals. The P-wave amplitude and T-wave duration from lead II and BA were larger in males than in females. The majority of the animals exhibited ST segment depression and a negative T-wave. The most common QRS complex morphology was Qr. Differences were observed between the electrocardiographic tracings of males and females, and age influenced the ECG parameters. Therefore, this study established the ECG patterns for the American Miniature Horse breed and could be used to determine the influence of age and sex on several of the studied variables.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Santarosa B.P., Lourenço M.L.G., Dantas G.N., Ulian C.M.V., Heckler M.C.T., Sudano M.J., Gonçalves R.C. & Chiacchio S.B. 2016. Electrocardiographic parameters of the American Miniature Horse: influence of age and sex. [Parâmetros eletrocardiográficos de equinos Mini Horse: influência da idade e sexo.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(6):551-558. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br A cardiologia veterinária possui crescente importância na medicina equina. Existem estudos de padronização dos parâmetros eletrocardiográficos de muitas raças, de acordo com sua estatura e aptidão. No entanto, não há na literatura trabalhos com os equinos da raça Miniature Horse. Os objetivos deste trabalho foram avaliar a configuração do traçado do eletrocardiograma (ECG) em repouso, de equinos desta raça, além de verificar a influência do sexo e da idade sobre os parâmetros eletrocardiográficos desses animais. Foram utilizados 203 equinos desta raça, hígidos, sendo 143 fêmeas e 60 machos, classificados em quatro faixas etárias (potros, sobreanos, adultos e idosos). Os exames eletrocardiográficos foram realizados por eletrocardiograma computadorizado (TEB), e os parâmetros foram avaliados em seis derivações do plano frontal (DI, DII, DIII, aVR, aVL e aVF) e base-ápice (BA). A frequência cardíaca (FC) diminuiu com a progressão da idade, e foi maior nos machos do que nas fêmeas. O ritmo mais comum em ambos os sexos foi taquicardia sinusal, seguido de arritmia sinusal. O eixo cardíaco foi maior nos machos do que nas fêmeas, e nos potros ficou entre 120 e 150o, nos sobreano e adultos permaneceu entre 30 e 60o, e nos idosos entre 60 e 90o. A amplitude da onda P e a duração da onda T foram maiores nos machos do que nas fêmeas na DII e BA. A maioria dos animais apresentou segmento ST infradesnivelado e onda T negativa. A morfologia do complexo QRS mais encontrada em todos os casos foi Qr. Este estudo permitiu estabelecer os padrões eletrocardiográficos para a raça Mini Horse e conseguiu verificar a influência da progressão da idade nas diversas variáveis estudadas, bem como a diferença entre os sexos.


#8 - Retrospective study of pre-anesthetic electrocardiogram examination of 700 dogs conducted at the Veterinary Hospital of UFMG (2013-2014), 36(2):90-93

Abstract in English:

ABSTRACT.- Botelho A.F.M., Oliveira M.S., Soto-Blanco B. & Melo M.M. 2016. Retrospective study of pre-anesthetic electrocardiogram examination of 700 dogs conducted at the Veterinary Hospital of UFMG (2013-2014). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):90-93. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 31275-013, Brazil. E-mail: mariliamm@ufmg.br Pre-operative electrocardiograms performed in 700 dogs were analyzed in order to establish correlation between sex, age, indication for surgery, body condition score, breed and weight. Initially a clinical questionnaire was filled out from each owner, including age, breed, sex, weight, clinical history and surgical indication. Dogs above 6 years of age or those showing any kind of cardiac auscultation disturbances were referred to electrocardiogram (ECG) evaluation. All ECG were performed and analyzed by the same veterinary specialist. Abnormalities at ECG were founnd in 364 of 700 (52%) evaluated dogs, and the most frequent variation was sinus arrhythmia, observed in 293 dogs (25.4%). No significant correlation was found between the electrocardiographic alterations with weight, sex and age of the animals. Therefore ECG should be conducted routinely regardless of age, sex, breed or surgical indication, highlighting its value for determining a safe anesthetic protocol that promotes minimal cardiopulmonary depression and allows rapid post-surgical recovery.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Botelho A.F.M., Oliveira M.S., Soto-Blanco B. & Melo M.M. 2016. Retrospective study of pre-anesthetic electrocardiogram examination of 700 dogs conducted at the Veterinary Hospital of UFMG (2013-2014). [Estudo retrospectivo de exames eletrocardiográficos pré-anestésicos em 700 cães realizados no Hospital Veterinário da UFMG (2013-2014).] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):90-93. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinárias, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 31275-013, Brazil. E-mail: mariliamm@ufmg.br Foram analisados exames eletrocardiográficos pré-operatórios de 700 cães, com o objetivo de estabelecer correlação entre sexo, idade, indicação cirúrgica, condição corporal, raça e peso. Inicialmente, um questionário clínico foi preenchido por cada proprietário, com informações sobre sexo, raça, sexo, peso, histórico clínico e indicação cirúrgica. Os cães com mais de seis anos de idade e aqueles que apresentavam qualquer tipo de alteração à auscultação cardíaca foram encaminhadas para avaliação por meio de eletrocardiograma (ECG). Todos os ECG foram realizados e analisados pelo mesmo veterinário especialista. As anormalidades ao ECG foram observadas em 364 dos 700 (52%) cães avaliados e a alteração mais frequente foi a arritmia sinusal, observada em 293 (25,4%) cães. Nenhuma correlação significante foi observada entre as alterações eletrocardiográficas com o peso, o sexo e a idade dos animais. Sugere-se, portanto que o exame de ECG seja realizado de forma rotineira, independente de idade, sexo, raça ou indicação cirúrgica, destacando seu valor para a determinação de um protocolo anestésico que promova mínima depressão cardiopulmonar e rápida recuperação pós-cirúrgica.


#9 - Electrocardiographic study of the Creole breed mares, 35(4):319-323

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pascon J.P.E., Santos F.P., Pereira D.T.P., Mistieri M.L.A. & Mozzaquatro F.D. 2015. [Electrocardiographic study of the Creole breed mares.] Estudo eletrocardiográfico de éguas da raça Crioula. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(4):319-323. Serviço de Cardiologia Veterinária, Curso de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Pampa, Rodovia BR-472 Km 592, Uruguaiana, RS 97500-970, Brazil. E-mail: joaopascon@unipampa.edu.br The electrocardiography is an indispensable diagnostic tool to detect heart arrhythmias and electrical conductions disturbances in equines, as well as on prognosis determination of heart diseases, athletical performance, efficiency of training, and on electrolytic disturbance evaluation. However, electrocardiographic variables can be influenced by several factors such as age, gender, breed and phenotypic characteristics. Therefore the establishment of the characteristics of normality for different breed and phases of development is fundamental. Creole breed were firstly introduced to the American continent more than four centuries ago and it descends from horses of Iberian Peninsula. The breed is a result of natural selection that configured resistance and unique physical attributes. The present study aimed to analyze and compare the electrocardiographic parameters of Creole females in different ages, and verify the possibly influence of pregnancy on it. Digital electrocardiographic evaluation on apex-base lead was performed on 84 healthy creole mares (34 pregnant and 50 non-pregnant). The electrocardiograms were divided in groups concerning the age as G1 (until 4 years old), G2 (from 5 to 9 years old) and G3 (over 10 years old). No physiological or pathological heart arrhythmias and electrical conduction disturbances were seen in all examined mares. Sinus tachycardia , bifid P waves, rS configuration of QRS and biphasic T waves were the predominant patterns in all evaluated groups. Only the average of QRS duration of G1 females was significant superior (110,65±8,49) (p=0,0002) when compared with G2 (101,98±10,02) and G3 (100,92±10,72). The autonomic variables (ITV, average NN and SDNN) were lower in pregnant mares comparing to non-pregnant mares, suggesting a greater sympathetic autonomic system tonus and/or decrease of parasympathetic tonus on pregnant mares. In conclusion, the age affect only the QRS duration, and the pregnant condition was capable to decrease the time domain heart rate variability indexes with maybe influence the electrocardiographic evaluation of enrolled Creole mares.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pascon J.P.E., Santos F.P., Pereira D.T.P., Mistieri M.L.A. & Mozzaquatro F.D. 2015. [Electrocardiographic study of the Creole breed mares.] Estudo eletrocardiográfico de éguas da raça Crioula. Pesquisa Veterinária Brasileira 35(4):319-323. Serviço de Cardiologia Veterinária, Curso de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Pampa, Rodovia BR-472 Km 592, Uruguaiana, RS 97500-970, Brazil. E-mail: joaopascon@unipampa.edu.br A eletrocardiografia constitui ferramenta indispensável no diagnóstico de arritmias e distúrbios de condução elétrica do coração de equinos, bem como na determinação do prognóstico de cardiopatias, do desempenho atlético, da eficiência do treinamento, além de sugerir distúrbios eletrolíticos. No entanto, as variáveis eletrocardiográficas em equinos podem sofrer influência de diversos fatores como a idade, sexo, raça e constituição morfofuncional, dentre outas, tornando-se necessário conhecer as características de normalidade para as diferentes raças e fases do desenvolvimento. Descendentes dos cavalos da Península Ibérica, a raça Crioula foi trazida ao continente americano há mais de quatro séculos, resultando em características físicas e de resistência únicas, dada por sua seleção natural. Desta forma, objetivou-se com o presente trabalho avaliar e comparar os aspectos eletrocardiográficos de fêmeas da raça Crioula, em diferentes idades, bem como avaliar possíveis alterações eletrocardiográficas secundárias a prenhes. Para tanto, 84 éguas hígidas (34 prenhes e 50 não prenhes) da raça Crioula foram submetidas à avaliação eletrocardiográfica digital na derivação ápice-base, e os registros eletrocardiográficos subdivididos quanto à idade em G1 (até 4 anos), G2 (5 a 9 anos), G3 (acima de 10 anos). Não foram observadas arritmias cardíacas fisiológicas ou patológicas e distúrbios de condução elétrica do coração nas 84 éguas. Houve predomino de taquicardia sinusal, ondas P bífidas, complexos QRS do tipo rS e ondas T bifásicas em todos os grupos. Apenas a duração média do complexo QRS foi superior no grupo G1 (110,65±8,49) quando comparadas aos grupos G2 (101,98±10,02) e G3 (100,92±10,72). As variáveis autonômicas mensuradas (ITV, NNmédio e SDNN) foram inferiores nas éguas prenhes em relação às não prenhes, sugerindo maior participação do sistema nervoso autônomo simpático e ou menor participação parassimpática. Conclui-se, portanto, que a idade influenciou apenas na duração do complexo QRS , e que a prenhes foi capaz de diminuir as variáveis de variabilidade da frequência cardíaca no domínio do tempo e, possivelmente, influenciar na avaliação eletrocardiográfica das éguas Crioulas aqui testadas.


#10 - QT interval in healthy dogs: which method of correcting the QT interval in dogs is appropriate for use in small animal clinics?, 34(5):469-472

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oliveira M.S., Muzzi R.A.L., Muzzi L.A.L., Cherem M. & Mantovani M.M. 2014. QT interval in healthy dogs: which method of correcting the QT interval in dogs is most appropriate for use in small animal clinics? Pesquisa Veterinária Brasileira 34(5):469-472. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: ralmuzzi@dmv.ufla.br The electrocardiography (ECG) QT interval is influenced by fluctuations in heart rate (HR) what may lead to misinterpretation of its length. Considering that alterations in QT interval length reflect abnormalities of the ventricular repolarisation which predispose to occurrence of arrhythmias, this variable must be properly evaluated. The aim of this work is to determine which method of correcting the QT interval is the most appropriate for dogs regarding different ranges of normal HR (different breeds). Healthy adult dogs (n=130; German Shepherd, Boxer, Pit Bull Terrier, and Poodle) were submitted to ECG examination and QT intervals were determined in triplicates from the bipolar limb II lead and corrected for the effects of HR through the application of three published formulae involving quadratic, cubic or linear regression. The mean corrected QT values (QTc) obtained using the diverse formulae were significantly different (&#961;<0.05), while those derived according to the equation QTcV = QT + 0.087(1- RR) were the most consistent (linear regression). QTcV values were strongly correlated (r=0.83) with the QT interval and showed a coefficient of variation of 8.37% and a 95% confidence interval of 0.22-0.23 s. Owing to its simplicity and reliability, the QTcV was considered the most appropriate to be used for the correction of QT interval in dogs.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Oliveira M.S., Muzzi R.A.L., Muzzi L.A.L., Cherem M. & Mantovani M.M. 2014. QT interval in healthy dogs: which method of correcting the QT interval in dogs is most appropriate for use in small animal clinics? [Intervalo QT em cães hígidos: qual método de correção para o intervalo QT é mais apropriado na clínica de pequenos animais?] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(5):469-472. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Lavras, Cx. Postal 3037, Lavras, MG 37200-000, Brazil. E-mail: ralmuzzi@dmv.ufla.br O intervalo QT do eletrocardiograma (ECG) é influenciado por variações da frequência cardíaca (FC), o que pode levar a erros na interpretação de sua duração. Considerando que as alterações na duração do intervalo QT refletem anormalidades da repolarização ventricular, as quais predispõem a ocorrência de arritmias, esta variável deve ser devidamente avaliada. O objetivo deste trabalho foi determinar qual método de correção do intervalo QT é mais adequado para os cães, considerando-se diferentes intervalos de FC normais. Cães adultos saudáveis, de diferentes raças (n=130; Pastor Alemão, Boxer, Pit Bull Terrier e Poodle) foram submetidos ao exame eletrocardiográfico, no qual se determinaram os intervalos QT a partir da derivação bipolar II e foram corrigidos os efeitos da FC por meio da aplicação de três fórmulas, envolvendo regressão quadrática, cúbica ou linear. Os valores do QT corrigido (QTc) obtidos utilizando as diversas fórmulas foram significativamente diferentes (&#961;<0,05), sendo os derivados da equação QTcV = QT + 0,087 (1- RR), os mais consistentes (regressão linear). Valores de QTcV apresentaram correlação significativa e de alta magnitude (r=0,83) com o intervalo QT, baixo coeficiente de variação (8,37%) e intervalo de confiança de 95% de 0,22-0,23s. Devido à confiabilidade dos dados, o QTcV foi considerado o mais apropriado para ser utilizado para a correção do intervalo QT em cães, além de ser um método de fácil execução.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV