Resultado da pesquisa (6)

Termo utilizado na pesquisa ovinocultura

#1 - Comparison of electrolyte and acid-base balances of Dorper breed ewes between single and twin pregnancies

Abstract in English:

During pregnancy there are modifications in the metabolic profile of sheep that may predispose to the occurrence of metabolic disorders, of which pregnancy toxaemia (PT) is highlighted. Blood gas analysis is detects changes in acid-base and electrolyte balance effectively. The objectives of this study were to study the acid-base and electrolyte balance of sheep during gestation and in the immediate peripartum (up to 48 hours postpartum), comparing single gestation with twins. Sixty healthy sheep of Dorper breed, two to five years old were raised in a semi-intensive system and were divided in two experimental groups: Group 1: 30 ewes, with ultrasonographic diagnosis of single fetus gestation; Group 2: 30 ewes, with ultrasonographic diagnosis of twin pregnancy. The experimental moments were defined as: MI-immediately after artificial insemination (control); MG30 - 30 days of gestation; MG90 - 90 days of gestation; MG120 - 120 days of gestation; MG130 - 130 days of gestation; MG140 - 140 days of gestation; MP - lambing; MPP1 - 24h postpartum; MPP2 - 48h postpartum. At all times 1mL of blood was collected per jugular vein puncture for blood gas evaluation in a portable equipament (I-Stat). The pH, carbon dioxide pressure (PCO2), bicarbonate (HCO3–), base excess (BE), sodium (Na+), potassium (K+), chloride (Cl–), ionized calcium (Ca+2), lactate, anion gap (AG) were mensured and strong ion difference (SID) were calculed. This work showed that there were changes in acid-base and electrolyte balance in pregnant ewes, due to the decrease in BE, HCO3–, TCO2 and increase of lactate and AG during gestation, but the pH remained normal and did not present any difference among moments in both groups. Comparing the groups, single-gestation ewes presented higher alkaline expenditure at delivery than twin-gestation, evidenced by lower levels of BE and HCO3–. Lower Na+ levels were observed in prepartum; drop in K+ values ​​with advancing gestation; hyperchloremia and hypocalcemia during gestation according to the reference standards for species; decreased iCa+2 levels in the final third of gestation in both groups. It was concluded that the ewes of this study were healthy until the last moment analyzed (48h postpartum), although have shown greater consumption of the alkaline reserve in the peripartum, being more explicit in the single gestation animals. In addition, this situation can be physiological and result in increased energy demand during gestation, more exacerbated by peripartum.

Abstract in Portuguese:

Durante a gestação ocorrem modificações metabólicas nas ovelhas que podem predispor a ocorrência de transtornos metabólicos, dos quais se destaca a toxemia da prenhez (TP). A hemogasometria é um exame que detecta alterações nos equilíbrios ácido-básico e eletrolítico de forma eficaz. Os objetivos deste estudo foram estudar os equilíbrios ácido-básico e eletrolítico de ovelhas durante a gestação e no periparto imediato (até 48 horas pós-parto), comparando‑se gestação única com gemelar. Foram utilizadas 60 ovelhas criadas em manejo semi-intensivo, hígidas, da raça Dorper, com dois a cinco anos de idade. Foram constituídos dois grupos experimentais: Grupo 1: 30 ovelhas, com diagnóstico ultrassonográfico de gestação de feto único; Grupo 2: 30 ovelhas, com diagnóstico ultrassonográfico de gestação gemelar. Os momentos experimentais foram definidos como: MI - imediatamente após a inseminação artificial (controle); MG30 - 30 dias de gestação; MG90 - 90 dias de gestação; MG120 - 120 dias de gestação; MG130 - 130 dias de gestação; MG140 - 140 dias de gestação; MP - dia do parto; MPP1 - 24h pós-parto; MPP2 - 48h pós-parto. Em todos os momentos foi colhido 1mL de sangue por punção da veia jugular para avaliação hemogasométrica em aparelho portátil (I-Stat). Foram analisados os parâmetros: pH, pressão de dióxido de carbono (PCO2), bicarbonato (HCO3–), excesso de bases (EB), sódio (Na+), potássio (K+), cloreto (Cl–), cálcio ionizado (iCa+2), lactato, ânion gap (AG) e diferença de íons fortes (SID). Este trabalho mostrou que houve mudanças nos equilíbrios ácido-básico e eletrolítico nas ovelhas prenhes, pela diminuição do EB, HCO3– e aumento do lactato e AG no decorrer da gestação, porém o pH se manteve dentro da normalidade e não apresentou diferença ao longo dos momentos em ambos os grupos. Comparando os grupos, as ovelhas de gestação única apresentaram maior consumo da reserva alcalina no momento do parto do que as de gestação gemelar, evidenciado menores níveis de EB e HCO3–. Foram observados níveis mais baixos de Na+ no pré-parto; queda dos valores de K+ com o avanço da gestação; hipercloremia e hipocalcemia durante a gestação segundo os padrões de referência para espécie e diminuição dos níveis de iCa+2 no terço final da gestação nas ovelhas de ambos os grupos. Concluiu-se que as ovelhas deste estudo apresentaram-se saudáveis até o último momento analisado (48h pós-parto), embora tenham mostrado maior consumo da reserva alcalina no periparto, sendo mais evidente nos animais de gestação única. Apesar disso, essa ocorrência pode ser considerada fisiológica e consequência do aumento da demanda energética durante a gestação, mais exacerbada no periparto.


#2 - Control of gastrointestinal nematodes in sheep and financial analysis on a farm with irrigated rotational grazing system in the Brazilian semi-arid region

Abstract in English:

The irrigated rotational grazing system is an alternative for sheep farming in the Brazilian semi-arid region. However, the mean limitation for its implementation is the difficulty to control gastrointestinal nematodes. The objective of this research was to determine management measures for the control of the gastrointestinal nematodes of sheep in irrigated rotational grazing and to perform the economic analysis of the system. The experiment was carried out on a farm in the Municipality of Belém do São Francisco, Pernambuco, from April 2013 to September 2014, in a herd of 646 to 859 crossbred Dorper x Santa Inês sheep, reared in an area of ​​12 hectares with coast cross (Cynodon dactylon) pastures divided into 24 paddocks. For grazing, the sheep were divided into two groups: one of lactating ewes and their lambs, and the other with non-lactating ewes and ewe hoggets older than two months. Both groups grazed three days in each paddock and each paddock lasted 36 days without being grazed. Antihelminth Fecal Egg Count Reduction Tests were performed at the beginning of the experiment and annually, resulting in the annual change of the drug used. In the second year, for fecal collections and for selective anthelmintic treatment, the ewes and the non-lactating sheep were divided into two subgroups each: fat and thin lactating ewes, and fat and thin non-lactating ewes. Each month, feces of 10% of the sheep of each subgroup were collected for egg counts and larval culture. Treatments were performed when the mean fecal egg counts were greater than 1000/g. Samples of grass were collected every two months to count and identify grass free-living Trichostrongylidae larvae. During the 18 months of study, approximately 3797 individual anthelmintic treatments were performed, equivalent to 6.49 treatments per sheep (3.97 in 2013 and 2.52 in 2014). The most prevalent helminth in coprocultures (50%-85%) and pasture (83.2%) was Haemonchus contortus. The lowest numbers of infective larvae in the pasture (94 to 111 larvae L3/kg DM) occurred on days 35 and 2 to 8 of grazing. The highest numbers occurred between days 17 to 20 (374 to 761 L3/kg DM). The meat production of the farm was 1023 kg per hectare and the profitability was 3.31%. It is concluded that grazing the paddocks for 3 days, with a rest of 36 days and using selective treatments, allows the control of gastrointestinal nematodes in irrigated rotational grazing systems. However, annual resistance tests are necessary to mitigate resistance of parasites to anti-helminths.

Abstract in Portuguese:

O sistema de pastejo rotacionado irrigado é uma alternativa para a ovinocultura do semiárido. No entanto, a maior limitante para sua implementação são as dificuldades para controlar as parasitoses gastrintestinais. Neste trabalho objetivou-se determinar medidas de manejo para o controle das helmintoses gastrintestinais de ovinos em pastejo rotacionado irrigado e fazer a análise econômica do sistema. O experimento foi realizado em uma fazenda no Munícipio de Belém do São Francisco, Pernambuco, no período de abril de 2013 a setembro de 2014, em um rebanho de 646 a 859 ovinos mestiços da raça Dopper com Santa Inês, criados em uma área de 12 ha de pastagem de capim coast cross (Cynodon dactylon) dividida em 24 piquetes. Para o pastejo os ovinos foram divididos em dois grupos, um de ovelhas paridas e outro de ovelhas secas e borregas de mais de dois meses, que pastejavam três dias em cada piquete. Os piquetes tinham 36 dias de descanso. Foi feito teste de resistência aos anti-helmínticos no início de experimento e anualmente, que resultou na mudança anual do produto utilizado. No segundo ano, para as coletas de fezes e para o tratamento anti-helmíntico seletivo, as ovelhas paridas e as ovelhas secas foram divididas em dois subgrupos cada: paridas gordas, paridas magras, secas magras e secas gordas. Todos os meses coletavam-se fezes de 10% dos ovinos de cada subgrupo para fazer OPG e coprocultura. Cada grupo era tratado quando apresentavam média de mais de que 1000 OPG. Coletaram-se amostras de capim a cada dois meses para fazer a contagem e identificação de larvas do pasto. Durante os 18 meses de estudo foram tratados individualmente aproximadamente 3797 ovinos, equivalente a 6,49 tratamentos por ovino (3,97 em 2013 e 2,52 em 2014). O helminto mais prevalente nas coproculturas (50-85%) e no pasto (83,2%) foi Haemonchus contortus. Os menores números de larvas infectantes no pasto (94 a 111 larvas L3/ kg MS) ocorreram nos dias 35 e 2 a 8 de pastejo e os maiores números entre os dias 17 a 20 (374 a 761 L3/kg MS). A produção de carne da fazenda foi 1023 kg por hectare e a rentabilidade de 3,31%. Conclui-se que o pastoreio dos potreiros por três dias, com um descanso de 36 dias, com a utilização de tratamento seletivo, permite controlar as helmintoses gastrintestinais em sistemas de pastoreio rotacional irrigado. No entanto, é necessário realizar testes de resistência dos parasitas aos anti-helmínticos anualmente para contornar esse problema.


#3 - Technological level and epidemiological aspects of sheep husbandry in Minas Gerais, southeastern Brazil, 34(9):865-868

Abstract in English:

ABSTRACT.- Gouveia A.M.G., Silva M.X., Maia J.M.S., Brandão H.M., Seyffert N., Miyoshi A., Azevedo V. & Guimarães A.S. 2014. Technological level and epidemiological aspects of sheep husbandry in Minas Gerais, southeastern Brazil. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(9):865-868. Núcleo de Sanidade Animal/Qualidade do Leite/Nanotecnologia, Embrapa Gado de Leite, Rua Eugênio do Nascimento 610, Juiz de Fora, MG 36038-330, Brazil. E-mail: alessandro.guimaraes@embrapa.br Epidemiological and health aspects of sheep husbandry were assessed on 213 sheep flocks in 142 municipalities from the state of Minas Gerais, southeastern Brazil. An updated questionnaire was filled out for each flock, requesting data on the farm, the flock and the farmer by the veterinarians of the State Government Agency for Animal Health (Instituto Mineiro de Agropecuária). Thirteen important variables were selected and scored to determine the technological level of the 117 farms; 0.9% of them was classified as high technological level, 45.3% as medium technological level and 53.0% as low technological level. Lamb production was the main objective of the farms and the main features were low-frequencies of individual identification of animals (16.9%), technical assistance (31.9%), use of quarantine for newly acquired animals (0.9%) the separation of animals by age group (3.7%) and requeste the sanitary certificate at purchasing of animals (11.7%). The main health problems reported were abortion (23.9%), keratoconjunctivitis (17.9%), contagious ecthyma (13.6%), pneumonia (10.3%), diarrhea (9.3%) and caseous lymphadenitis (6.1%). Information of the epidemiological situation and the mainly health measures used in the sheep farms are important to improve the productivity and quality of the lamb.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Gouveia A.M.G., Silva M.X., Maia J.M.S., Brandão H.M., Seyffert N., Miyoshi A., Azevedo V. & Guimarães A.S. 2014. Technological level and epidemiological aspects of sheep husbandry in Minas Gerais, southeastern Brazil. [Nível tecnológico e aspectos epidemiológicos da ovinocultura no estado de Minas Gerais, Sudeste do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(9):865-868. Núcleo de Sanidade Animal/Qualidade do Leite/Nanotecnologia, Embrapa Gado de Leite, Rua Eugênio do Nascimento 610, Juiz de Fora, MG 36038-330, Brazil. E-mail: alessandro.guimaraes@embrapa.br Os aspectos epidemiológicos e sanitários da ovinocultura foram levantados em 213 rebanhos ovinos em 142 municípios do estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil. Um questionário atualizado foi preenchido para cada rebanho, com informações sobre a fazenda, o rebanho e do fazendeiro, por veterinários do Instituto Mineiro de Agropecuária. Treze variáveis importantes foram selecionadas e pontuadas para determinar o nível tecnológico em 117 fazendas; 0,9% foram classificadas como de alto nível tecnológico, 45,3% como de médio nível tecnológico e 53,0% como de baixo nível tecnológico. A produção de carne de cordeiro foi o principal objetivo das fazendas amostradas e as principais características foram baixa frequência de identificação individual dos animais (16,9%), assistência técnica (31,9%), uso de quarentena para os animais recém-adquiridos (0,9%), separação de animais por faixa etária (3.7%) e solicitação de certificados sanitários na compra de animais (11,7%). Os principais problemas sanitários relatados foram o aborto (23,9%), ceratoconjuntivite (17,9%), ectima contagioso (13,6%), pneumonia (10,3%), diarreia (9,3%) e linfadenite caseosa (6,1%). Informações sobre a situação epidemiológica e das principais medidas sanitárias utilizadas nas propriedades com ovinos são importantes para melhorar produtividade e a qualidade da carne ovina.


#4 - Anionic mineral supplement to cows in the peripartum: blood, urine parameters and incidence of diseases of importance in dairy cattle, 34(4):337-342

Abstract in English:

ABSTRACT.- Greghi G.F., Netto A.S., Schalch U.M., Bonato C.S., Santana R.S.S., Cunha J.A., Silva S.L. & Zanetti M.A. 2014. [Anionic mineral supplement to cows in the peripartum: blood, urine parameters and incidence of diseases of importance in dairy cattle.] Suplemento mineral aniônico para vacas no periparto: parâmetros sanguíneos, urinários e incidência de patologias de importância na bovinocultura leiteira. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(4):337-342. Departamento de Zootecnia, Faculdade de Zootecnia de Engenharia de Alimentos , Universidade de São Paulo, Avenida Duque de Caxias Norte 255, Pirassununga, SP 13630-000, Brazil. E-mail: giselegreghi@usp.br To evaluate the effect of anionic mineral supplement on blood and urine parameters and incidence of hypocalcemia and retained placenta, eighteen 5 to 10-year-old dairy cows of 7/8 Holstein black and white breed weighing 440-620 kg were divided in complete block according to their parity order into two groups: control (DCAB = 46.38mEq/kg DM) and treatment (with added anionic mineral supplement anion and DCAB = -249.28mEq/kg DM). Total calcium levels and pH were monitored in urine and blood serum; TCO2, pCO2, HCO3, base excess, ionized calcium, Na, K, Se in blood; score body condition, hematocrit and hemoglobin. Blood, urine and ECC data were submitted to the SAS Proc Means (2000) with analysis of variance of 5% and Tukey test, the incidence of retained placenta analyzed by Mann-Whitney (P<0.07) and serum Se concentration by Student’s t test (P<0.05), both by GraphPad Prism 5.0. The anionic mineral supplement decreased the values of TCO2, pCO2 , HCO3 and BE in blood with less weight loss, but the variation of pH and calcium was restricted to time. The anionic mineral supplement did not cause mild metabolic acidosis desired and therefore did not prevent hypocalcemia. However, by presenting Se in its composition, provided greater concentration of this serum micronutrient and contributed to lower retention of placenta.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Greghi G.F., Netto A.S., Schalch U.M., Bonato C.S., Santana R.S.S., Cunha J.A., Silva S.L. & Zanetti M.A. 2014. [Anionic mineral supplement to cows in the peripartum: blood, urine parameters and incidence of diseases of importance in dairy cattle.] Suplemento mineral aniônico para vacas no periparto: parâmetros sanguíneos, urinários e incidência de patologias de importância na bovinocultura leiteira. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(4):337-342. Departamento de Zootecnia, Faculdade de Zootecnia de Engenharia de Alimentos , Universidade de São Paulo, Avenida Duque de Caxias Norte 255, Pirassununga, SP 13630-000, Brazil. E-mail: giselegreghi@usp.br A fim de avaliar o efeito do suplemento mineral aniônico sobre parâmetros sanguíneos, urinários e incidência de hipocalcemia e retenção de placenta, dezoito vacas de aptidão leiteira com grau de sangue 7/8 Holandesa preta e branca, com 440-620 kg e 5-10 anos, foram divididas com delineamento em blocos em função da ordem de parto em dois grupos: controle (BCAD=46,38mEq/kg de MS) e tratamento (com adição de suplemento mineral aniônico e BCAD = -249,28mEq/kg de MS). Foram monitorados níveis de cálcio total e pH na urina e soro sanguíneo; TCO2, pCO2, HCO3, excesso de base, cálcio ionizado, Na, K, Se no sangue; escore de condição corporal, hematócrito e hemoglobina. Os dados sanguíneos, urinários e ECC foram submetidos ao Proc Means do SAS (2000) com análise de variância a 5% e teste de Tukey e a incidência de retenção de placenta analisada por Mann-Whitney (P<0,07) e a concentração sérica de Se por teste t de Student (P<0,05), ambos pelo GraphPad Prism 5.0. O suplemento mineral aniônico diminuiu os valores de TCO2, pCO2, HCO3 e EB no sangue com menor perda de peso, mas a variação de pH e cálcio foi restrita ao tempo. O suplemento mineral aniônico não provocou leve acidose metabólica desejada e, consequentemente, não preveniu a hipocalcemia. Contudo, por apresentar Se em sua composição, proporcionou maior concentração deste micronutriente no soro e contribuiu para menor retenção de placenta.


#5 - Sheep industry in the State of Rio Grande do Sul, Brazil: description of the production system and the main health and reproductive aspects, 33(12):1441-1446

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva A.P.S.P., Santos D.V., Kohek Jr I., Machado G., Hein H.E., Vidor A.C.M. & Corbellini L.G. 2013. [Sheep industry in the State of Rio Grande do Sul, Brazil: description of the production system and the main health and reproductive aspects.] Ovinocultura do Rio Grande do Sul: descrição do sistema produtivo e dos principais aspectos sanitários e reprodutivos. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(12):1441-1446. Laboratório de Epidemiologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: epilabvet@gmail.com The sheep industry has always been an important economic and traditional activity in the State of Rio Grande do Sul. In spite of the wool crises occurred in the 1980ies and 1990ies, the sheep flock remains the largest flock in Brazil. Due to scarcity of recent data on this activity, the present study aims to characterize the sheep industry of Rio Grande do Sul. For this reason, we performed a planned and probabilistic stratified cluster sampling with flocks selected propotionally by seven regions of the State. We analyzed 705 farms through an epidemiological questionnaire, applied by 25 veterinarians from the Department of Animal Health (DDA), of the Secretary of Agriculture, Livestock and Agribusiness of the state of Rio Grande do Sul (SEAPA/RS). According to the results, the sheep industry is essentially extensive and based on production of meat and wool, the main objective of which is subsistence. This indicates that the activity still maintains older standards, with almost no technical improvement regarding sanitary and reproduction aspects. This revels that sheep production in Rio Grande do Sul is still considered as a secondary exploitation of farms, which explains the low investment in this sector.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva A.P.S.P., Santos D.V., Kohek Jr I., Machado G., Hein H.E., Vidor A.C.M. & Corbellini L.G. 2013. [Sheep industry in the State of Rio Grande do Sul, Brazil: description of the production system and the main health and reproductive aspects.] Ovinocultura do Rio Grande do Sul: descrição do sistema produtivo e dos principais aspectos sanitários e reprodutivos. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(12):1441-1446. Laboratório de Epidemiologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: epilabvet@gmail.com A ovinocultura sempre foi uma atividade de grande importância econômica e de tradição para o Estado do Rio Grande do Sul (RS), mesmo com as crises da lã ocorridas nas décadas de 80 e 90, o rebanho ovino Gaúcho continua sendo o maior a nível nacional. Com a escassez de dados sobre essa atividade, o presente estudo possui como objetivo caracterizar a ovinocultura do RS. Para isso, foi utilizada uma amostragem planejada, caracterizada pela aleatoriedade e estratificação da amostra pelas sete Mesorregiões do Estado. Foram analisadas 705 propriedades rurais através de um questionário epidemiológico, aplicado por 25 veterinários do Departamento de Defesa Animal, da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio do Estado do Rio Grande do Sul. Conforme os resultados obtidos, a ovinocultura gaúcha é explorada extensivamente e baseada na produção conjunta de carne e lã, cuja principal finalidade é a subsistência. Assim, demonstrando que essa atividade ainda mantém padrões de sua origem, com pouca tecnificação, tanto em aspectos sanitários quanto reprodutivos, revelando, portanto, que a ovinocultura gaúcha ainda é vista como uma produção secundária pelos produtores rurais gaúchos, o que pode ser explicado pelos baixos investimentos neste setor.


#6 - Sheep production as a Senecio spp. control tool., 32(10):1017-1022

Abstract in English:

ABSTRACT.- Bandarra P.M., Oliveira L.G., Dalto A.G., Boabaid F.M., Juffo G., Riet-Correa F., Driemeier D. & Cruz C.E.F. 2012. Sheep production as a Senecio spp. control tool. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(10):1017-1022. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: claudio.cruz@ufrgs.br Since poisoning by Senecio spp. is one of the main causes of cattle death in southern Brazil, control of these plants is a priority for the local livestock production. After the pasture has been mowed, grazing by 16 sheep was efficient for controlling Senecio brasiliensis and Senecio madagascariensis populations in a 5.5-hectare area that had long been severely infested with these species. A total of 28,629 plants among S. brasiliensis (flower-of-souls, 10,122) and S. madagascariensis (fireweed, 18,507) were almost completely eliminated in a two-year period. The number of sheep was kept at 3.0 stock units/ha, but a variable number of cattle were temporarily stocked according to pasture availability. The major sanitary practice applied to the sheep was anthelmintic administration. Liver biopsies taken from sheep and cattle before and after experimental period didn’t reveal any change associable with seneciosis. The performance levels of the sheep were comparable to those observed in flocks managed under traditional extensive grazing systems in southern Brazil.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Bandarra P.M., Oliveira L.G., Dalto A.G., Boabaid F.M., Juffo G., Riet-Correa F., Driemeier D. & Cruz C.E.F. 2012. Sheep production as a Senecio spp. control tool. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(10):1017-1022. Setor de Patologia Veterinária, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Av. Bento Gonçalves 9090, Porto Alegre, RS 91540-000, Brazil. E-mail: claudio.cruz@ufrgs.br As intoxicações por Senecio spp. estão entre as principais causas de morte de bovinos no sul do Brasil; portanto, o controle dessas plantas é prioridade para a pecuária local. Depois de uma roçada, o pastejo por 16 ovinos controlou, eficientemente, populações de Senecio brasiliensis e Senecio madagascariensis em uma área de 5,5 hectares, a qual havia se mantido, por oito anos consecutivos, severamente, infestada por essas espécies. Um total de 28.629 plantas, entre S. brasiliensis (10.122) e S. madagascariensis (18.507) foi, virtualmente, eliminado em um período de dois anos. O número de ovelhas foi mantido em três unidades / hectare, mas variáveis lotações de bovinos foram associadas com a disponibilidade de forragem. As principais práticas de manejo sanitário aplicadas aos ovinos foram administrações de anti-helmínticos. Biópsias hepáticas, colhidas antes e após o período de estudo, não revelaram qualquer alteração associável com seneciose. Os níveis de desempenho dos ovinos foram comparáveis aos observados em rebanhos manejados em sistemas extensivos tradicionais no sul do Brasil.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV