Resultado da pesquisa (20)

Termo utilizado na pesquisa lambs

#1 - Response of vital functions, Apgar and cortisol in the prognosis of vigor against neonatal factors of lambs

Abstract in English:

The management of lambs during the neonatal period has been studied in several researches due to the vital and hormonal organic adaptations undergone by the calf after birth. However, gender, number of pups and type of delivery play an important role in understanding neonatal vigor. The study of these groups with the monitoring of clinical evolution and cortisol metabolism becomes an indispensable subsidy for a better understanding of this neonatal phase, aiming to minimize the losses generated. The objective of this study was to evaluate the influence of gender, number of pups and type of delivery in the prognosis of neonatal vigor of lambs through clinical and cortisol diagnosis. Thirty crossbred Santa Inês lambs with Dorper in the neonatal phase were divided into three groups: male and female, number of pups (single and twin) and type of delivery (eutocic and dystocic). In each group, clinical evaluation of heart and respiratory rate, rectal temperature, Apgar score and weight were performed; and with the exception of cortisol, all evaluations were performed at fifteen and sixty minutes, as well as at twelve and twenty-four hours. In addition, blood samples were collected for cortisol dosage obtained in two moments at fifteen and sixty minutes using the radioimmunoassay technique. Among the three experimental groups related to lamb vigor, the heart rate was the only one that showed lower mean values ​​(P<0.05) at twenty-four hours in the male group 90.00±20.20bpm, twins 96.44±20.02bpm and eutocic 93.25±18.11bpm. Differences in respiratory rate values ​​were observed in the eutocic group (64.00±14.75mpm) at twenty‑four hours. In the group of males there was a significant reduction in body temperature during the evaluation moments (P<0.05). Lambs from the group of twins showed lower body weight during the evaluations. At both times the analysis of serum cortisol was less than at sixty minutes. It was concluded that soon after the birth there were marked changes in the physiological parameters and weight of Santa Inês lambs, but were not enough to cause negative effects on the vigor of the neonates, indicating the occurrence of effective neonatal adaptation capacity in this species.

Abstract in Portuguese:

O manejo dos cordeiros durante o período neonatal tem sido objeto de estudo em diversas pesquisas devido às adaptações orgânicas vitais e hormonais sofridas pela cria após o parto. Todavia, o gênero, número de filhotes e o tipo de parto parecem desempenhar um papel importante para melhor compreensão do vigor neonatal. Além disso, o estudo destes grupos com o acompanhamento da evolução clínica e do metabolismo do cortisol torna-se um subsidio indispensável para melhor compreensão dessa fase neonatal, visando minimizar as perdas geradas. Dessa forma, o objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência do gênero, número de filhotes e tipo de parto na apresentação do vigor neonatal dos cordeiros através do diagnostico clinico e de cortisol. Foram utilizados trinta cordeiros mestiços da raça Santa Inês com Dorper em fase neonatal divididos em três grupos: gênero (macho e fêmea), número de filhotes (único e gemelar) e tipo de parto (eutócico e distócico). Em cada grupo, foi realizada a avaliação clínica da frequência cardíaca e respiratória, temperatura retal, escore Apgar e peso; e com a exceção do cortisol, todas as avaliações foram realizadas aos quinze e sessenta minutos, como também às doze e vinte e quatro horas. Adicionalmente, procedeu-se com a coleta de amostras de sangue total para dosagem de cortisol obtida em dois momentos aos quinze e sessenta minutos através da técnica de radioimunoensaio. Dentre os três grupos experimentais relacionados com vigor dos cordeiros, a frequência cardíaca foi a única que evidenciou menores médias (P<0,05) às vinte e quatro horas no grupo dos machos 90,00±20,20bpm, gêmeos 96,44±20,02bpm e eutócicos 93,25±18,11bpm. Observou‑se no grupo eutócico diferenças nos valores da frequência respiratória de 64,00±14,75mpm às vinte e quatro horas. No grupo dos machos houve redução significativa na temperatura corpórea durante os momentos de avaliação (P<0,05). Cordeiros do grupo de gêmeos demonstraram menor peso corpóreo durante as avaliações. Em ambos momentos a análise do cortisol sérico demonstrou se menor aos sessenta minutos. Pôde se concluir que logo após o parto ocorreram alterações marcantes nos parâmetros fisiológicos e peso de cordeiros Santa Inês, porém não foram suficientes para causar efeitos negativos sobre o vigor dos neonatos, indicando a ocorrência de efetiva capacidade de adaptação neonatal nesta espécie.


#2 - Echocardiographic parameters and vertebral heart size (VHS) in lambs during the neonatal period, 38(9):1869-1877

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ulian C.M.V., Lourenço M.L.G., Inamassu L.R., Souza P.M., Mamprim M.J., Alfonso A. & Chiacchio S.B. 2018. Echocardiographic parameters and VHS in lambs during the neonatal period. [Parâmetros ecocardiográficos e tamanho cardíaco vertebral (VHS) em cordeiros durante o período neonatal.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1869-1877. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Rua Prof. Doutor Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Devido à imaturidade cardíaca, os recém-nascidos apresentam uma morfologia e débito cardíacos diferenciados quando comparado aos adultos. O objetivo deste estudo foi descrever as alterações cardíacas ecocardiográficas e silhueta cardíaca ao exame radiográfico a partir do método VHS (vertebral heart size) em cordeiros recém-nascidos durante o período neonatal. Vinte e oito cordeiros saudáveis da raça Ile de France foram avaliados desde o nascimento até os 35 dias de idade. Ao exame ecocardiográfico avaliou-se em sístole e diástole, os índices relacionados aos ventrículos direito (VD) e esquerdo (VE), a parede livre do ventrículo esquerdo, aorta (Ao), átrio esquerdo (Ae), septo e ponto E, e diâmetros finais. Foi feita a relação entre o átrio esquerdo e aorta, além da fração de ejeção e de encurtamento. O VHS foi mensurado a partir do tamanho dos eixos longo e curto do coração em relação às vértebras torácicas. Os resultados obtidos demonstraram aumento do VE em relação ao VD no decorrer dos 35 dias (p<0,05). Os índices calculados e a relação AE:Ao não tiveram diferença. Os valores de VHS tiveram distribuição normal com média de 9,67 vértebras em todo o período. Os parâmetros radiográficos e ecocardiográficos mostraram diferenças significativas entre os momentos analisados. Os valores VHS variaram de 8.4 a 11.2 vertebras. Para evitar que essas alterações sejam erroneamente interpretadas como cardiopatias na espécie, este estudo demonstra às peculiaridades do desenvolvimento cardíaco neonatal em cordeiros, além de descrever parâmetros para esta faixa etária em cordeiros da raça Ilê de France.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ulian C.M.V., Lourenço M.L.G., Inamassu L.R., Souza P.M., Mamprim M.J., Alfonso A. & Chiacchio S.B. 2018. Echocardiographic parameters and VHS in lambs during the neonatal period. [Parâmetros ecocardiográficos e tamanho cardíaco vertebral (VHS) em cordeiros durante o período neonatal.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1869-1877. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Rua Prof. Doutor Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Due to cardiac immaturity, newborns have a different morphology and cardiac output when compared with adults. The purpose of this study was to describe the cardiac changes in echocardiographic characteristics and vertebral heart size (VHS) in newborn lambs during the neonatal period. Twenty-eight healthy Ile de France lambs were evaluated from birth to 35 days old. With the assistance of echocardiography, this study evaluated, both in systole and diastole, indexes related to the right and left ventricles, the aorta (Ao), the left atrium (LA), the E point to septal separation (EPSS) and the thickness of the interventricular septum (VSd, VSs). The left atrium-to-aorta ratio (LA:Ao) was analyzed and both the shortening (SF%) and ejection fractions were calculated (EF%). The VHS was obtained by measuring the heart’s long and short axes and comparing it to the thoracic vertebrae. Throughout the first 35 days, the results obtained demonstrated an increased LV:RV ratio when compared to adult lambs. The calculated indexes and the LA:Ao ratio did not present statistically significant differences. The VHS values were normally distributed, presenting a mean of 9.67 vertebrae (v) during the entire period. Both radiographic and echocardiographic parameters showed significant differences between the analyzed moments. The VHS values ranged from 8.4v at the minimum end to 11.2v at the maximum. In order to prevent these changes from being misdiagnosed as heart diseases, this study contributed to take note of neonatal physiological anatomy peculiarities and in addition, it describes the parameters for this age in Ilê de France lambs.


#3 - Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta, 38(9):1878-1884

Abstract in English:

ABSTRACT.- Peternelli Silva L., Lourenço M.L.G., Paula R.A., Verdugo M.R., Pereira K.H.N.P. & Chiacchio S.B. 2018. Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta. [Avaliação da concentração de lactato sérico, glicemia e hemogasometria de ovelhas, cordeiros recém&#8209;nascidos e placenta.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1878-1884. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Departamento de Clínica Veterinária, Rua Prof. Dr. Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Newborn animals, in the fetal-to-neonatal transition, usually face several challenges in their first 24 hours, including issues with acid-base balance, glycemic levels and oxygenation. Difficulties to overcome such issues have caused several deaths among newborns. Therefore, studies have been carried out in order to evaluate them. The main purpose of this study is to evaluate the correlation between the serum lactate level in the mother, in the placenta and in the newborn. Moreover, the study measured the lactate level, blood glucose level and blood gas level in the first 24 hours. Tests were carried out right after birth, and at 4, 8, 12 and 24 hours after. Lactate levels were quite similar to the placental levels (p=0.991) which, in turn, were significantly different from the mother’s (p=0.011). Results showed that, shortly after birth, the production of lactate in the placenta is part of the issue. Along the first 24 hours, the study observed a reduction of the levels of lactate in newborns; the levels were closer to the normal index levels for the species. Regarding the blood gas test results, we observed mild metabolic acidosis at birth; acid-base balance was completely stable at the end of the period.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Peternelli Silva L., Lourenço M.L.G., Paula R.A., Verdugo M.R., Pereira K.H.N.P. & Chiacchio S.B. 2018. Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta. [Avaliação da concentração de lactato sérico, glicemia e hemogasometria de ovelhas, cordeiros recém&#8209;nascidos e placenta.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1878-1884. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Departamento de Clínica Veterinária, Rua Prof. Dr. Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Os principais desafios da transição fetal-neonatal são a estabilização do equilíbrio ácido-básico, glicemia e oxigenação ao longo das primeiras 24 horas de vida. Falhas nesse sistema são a maior causa de morte nesse período e os estudos de viabilidade neonatal tem se concentrado nas avaliações destas variáveis. O objetivo do presente estudo foi avaliar a comparação da lactatemia materna, placentária e neonatal ao nascimento e, ainda, observar o comportamento do lactato, glicemia e hemogasometria nas primeiras 24 horas de vida do neonato ovino. Para tanto, as avaliações foram realizadas ao nascimento, 4, 8, 12 e 24 horas após. A lactatemia neonatal se mostrou próxima à placentária (p=0,991) e significativamente diferente da materna (p=0,011), o que sugere uma influência da produção de lactato pela placenta na lactatemia neonatal ao nascimento. Ao longo das 24 horas de vida foi possível observar a depuração de lactato pelo organismo do neonato, aproximando assim dos valores de referência para a espécie. Na hemogasometria foi possível observar discreta acidose metabólica, com normalização já nas primeiras 4 horas e estabilização completa do equilíbrio ácido-básico ao final das 24 horas de vida.


#4 - Iron supplementation for lambs experimentally infected by Haemonchus contortus: response to anemia and iron store in the bone marrow, 38(8):1543-1548

Abstract in English:

ABSTRACT.- Casanova V.P., Aires A.R., Collet S.G., Krause A., Moresco R.N., Bochi G.V., Silva A.S. & Leal M.L.R. 2018. Iron supplementation for lambs experimentally infected by Haemonchus contortus: response to anemia and iron store in the bone marrow. [Suplementação com ferro em cordeiros infectados experimentalmente por Haemonchus contortus: resposta a anemia e as reservas de ferro na medula óssea.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1543-1548. Departamento de Grandes Animais, Universidade de Santa Maria, Avenida Roraima 1000, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: martalizandra@gmail.com To evaluate the effect of supplementation of iron dextran on blood variables and iron metabolism in lambs experimentally infected by Haemonchus contortus, four experimental groups were used: uninfected and non-supplemented animals (GI); infected animals supplemented with iron (GII); uninfected animals supplemented with iron (GIII); and infected non-supplemented animals (GIV). Groups II and IV received 10,000 larvae (L3) of Haemonchus contortus, and groups II and III received three doses of iron dextran (20mg/kg) intramuscularly with seven days of interval. Blood and faeces samples were collected on days 10 (D10), 17 (D17), 24 (D24), and 31 (D31), in order to determine red blood cell counts, iron metabolism, and EPG. Infected animals developed anemia from D24 and anemia was more severe on D31. Animals from GII had higher hematocrit and hemoglobin concentration compared to animals of GIV on D31. Iron stores in the bone marrow were higher in GII and GIII compared to GI and GIV. The GIV showed lower seric levels of iron on D24 compared to the other groups. The iron supplementation reduces the severity of the anemia caused by infection with Haemonchus contortus in lambs, improving erythropoietic response after blood loss.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Casanova V.P., Aires A.R., Collet S.G., Krause A., Moresco R.N., Bochi G.V., Silva A.S. & Leal M.L.R. 2018. Iron supplementation for lambs experimentally infected by Haemonchus contortus: response to anemia and iron store in the bone marrow. [Suplementação com ferro em cordeiros infectados experimentalmente por Haemonchus contortus: resposta a anemia e as reservas de ferro na medula óssea.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1543-1548. Departamento de Grandes Animais, Universidade de Santa Maria, Avenida Roraima 1000, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: martalizandra@gmail.com Para avaliar o efeito da suplementação de ferro dextrano sobre variáveis &#8203;&#8203;sanguíneas e metabolismo do ferro em cordeiros experimentalmente infectados por Haemonchus contortus, foram utilizados quatro grupos experimentais: animais não infectados e não suplementados (GI); animais infectados e suplementados com ferro (GII); animais não infectados e suplementados com ferro (GIII); e animais não suplementados infectados (GIV). Os grupos II e IV receberam 10.000 larvas (L3) de Haemonchus contortus, e os grupos II e III receberam três doses de ferro dextrano (20mg/kg) por via intramuscular com sete dias de intervalo. As amostras de sangue e fezes foram coletadas nos dias 10 (D10), 17 (D17), 24 (D24) e 31 (D31), para determinar o eritrograma, o metabolismo do ferro e a quantidade de ovos por gramas de fezes (OPG). Os cordeiros infectados desenvolveram anemia no D24, sendo esta mais severa no dia 31. Os cordeiros do GII apresentaram maior hematócrito e concentração de hemoglobina em comparação com animais dd GIV no D31. Os estoques de ferro na medula óssea foram maiores no GII e GIII em comparação com o GI e GIV. O GIV mostrou menores níveis séricos de ferro no D24 em comparação com os outros grupos. A suplementação de ferro reduz a gravidade da anemia causada por infecção por Haemonchus contortus em cordeiros, melhorando a resposta eritropoietica após a perda de sangue.


#5 - Urinary fractional excretion of sodium, potassium and chloride in lambs supplemented with ammonium chloride to prevent urolithiasis, 38(5):870-874

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ferreira D.O.L., Santarosa B.P., Sacco S.R., Pereira P.F.V., Camilo S.L.O., Lisbôa J.A.N. & Gonçalves R.C. 2018. [Urinary fractional excretion of sodium, potassium and chloride in lambs supplemented with ammonium chloride to prevent urolithiasis.] Excreção fracionada urinária de sódio, potássio e cloreto em cordeiros suplementados com cloreto de amônio para prevenção de urolitíase. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(5):870-874. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: biancasantarosavet@gmail.com Urolithiasis is an important disease of lambs confined. The urine acidification, by ammonium chloride intake, is the preventive method most frequently employed. Due to the lack of specific information in sheep, this study was performed to evaluate the electrolyte changes that occur in the urine of lambs receiving ammonium chloride in the diet. One hundred male lambs, 3 months old, were kept in a feedlot during 56 days, and distributed in 3 groups: G1 (n=40) receiving 400mg/kg BW of ammonium chloride/day during 21 days; G2 (n=40) receiving 400mg/kg BW of ammonium chloride/day during 42 days; and G3 (n=20) that did not receive ammonium chloride. The lambs were examined and blood and urine samples were collected every 7 days: 0 (the beginning of ammonium chloride intake), 7, 14, 21, 28, 35, and 42 days. Serum and urine sodium (Na+), potassium (K+), chloride (Cl-), and creatinine concentrations were measured. The urinary fractional excretion (FE) of electrolytes and the urine strong ion difference [(Na+ + K+) - Cl-] were calculated. FEs of Na+, K+, and Cl- did not vary over time in G3, proving that the feedlot diet, by itself, did not influence the urinary excretion of these electrolytes. The ingestion of ammonium chloride, instead, influenced FEs over the time of feedlot. The urinary SID was more accurate than the FE of Cl- to demonstrate that the concentration of Cl- increased in the urine. It highlights the relevance of this variable.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ferreira D.O.L., Santarosa B.P., Sacco S.R., Pereira P.F.V., Camilo S.L.O., Lisbôa J.A.N. & Gonçalves R.C. 2018. [Urinary fractional excretion of sodium, potassium and chloride in lambs supplemented with ammonium chloride to prevent urolithiasis.] Excreção fracionada urinária de sódio, potássio e cloreto em cordeiros suplementados com cloreto de amônio para prevenção de urolitíase. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(5):870-874. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: biancasantarosavet@gmail.com A urolitíase é uma doença importante de cordeiros confinados. A acidificação da urina, pela ingestão de cloreto de amônio, é o método preventivo mais frequentemente empregado. Devido à falta de informação específica em ovinos, este estudo foi realizado para avaliar as alterações que ocorrem nos eletrólitos urinários de cordeiros, que receberam cloreto de amônio na dieta. Foram utilizados 100 cordeiros, com 3 meses de idade, que foram mantidos em confinamento durante 56 dias, e distribuídos em 3 grupos: G1 (n=40) que receberam 400mg/kg de peso vivo (PV) de cloreto de amônio/dia, durante 21 dias; G2 (n=40) que receberam 400mg/kg de PV de cloreto de amônio/dia durante 42 dias; e G3 (n=20) que não receberam cloreto de amônio. Os cordeiros foram examinados e as amostras de sangue e urina foram colhidas a cada 7 dias: 0 (antes do início da ingestão de cloreto de amônio), 7, 14, 21, 28, 35, e 42 dias. As concentrações séricas e urinárias de sódio (Na+), potássio (K+), cloreto (Cl-), e de creatinina foram mensuradas em todos os momentos de colheita. A excreção fracionada urinária (EFu) de eletrólitos e a diferença de íons fortes (SID) na urina [(Na+ + K+) - Cl] foram calculadas. A EFu de Na+, K+ e Cl- não variou ao longo do tempo em G3, provando que a dieta de confinamento, por si só, não influenciou a excreção urinária destes eletrólitos. A ingestão de cloreto de amônio, pelo grupo G1 e G2, influenciou a EFu sobre o tempo de confinamento. A SID urinária foi mais precisa do que a EFu de Cl- para demonstrar que a concentração de Cl- aumentou na urina, o que destacou a relevância desta variável.


#6 - Meat quality of lambs supplemented with intramuscular vitamin E, 38(4):679-684

Abstract in English:

ABSTRACT.- Morgado A.A., Nunes G.R., Villas Bôas B.R., Carvalho P.B.J., Rodrigues P.H.M., Susin I., Sucupira M.C.A. & Pereira A.S.C. 2018. Meat quality of lambs supplemented with intramuscular vitamin E. [Qualidade da carne de cordeiros suplementados com vitamina E por via intramuscular.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(4):679-684. Departamento de Clínica Médica, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Avenida Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: msucupir@usp.br This study evaluated the effects of intramuscular alpha-tocopherol (vitamin E) supplementation on meat quality characteristics of Santa Inês and Dorper crossbreed lambs. All animals were feed with a high concentrated diet in feedlot. Eight days before slaughter, the animals were distributed into four blocks according to weight gain. At the seventh and fourth days before slaughter, they were intramuscularly treated with 0, 10 or 20 IU of DL-alpha-tocopherol per kg of metabolic body weight. At slaughter they had 138 days of age and 43.6 kg of live weight, in average. Carcasses were stored for 24 hours under refrigeration at 2°C. Longissimus thoracis muscle pH (pH24h) and color (lightness, yellowness and redness) were analyzed and its samples were collected for evaluation of shear force (SF), cooking loss (WLC), fatty acid composition (FA) and thiobarbituric acid reactive substances after one (TBARS1m) and after five months (TBARS5m) of freezing. Linearity deviation effect was observed for lightness (L*; P=0.0042) and yellowness (b*; P=0.0082). Intramuscular administration of 10 or 20 IU of alpha-tocopherol/kg of metabolic weight did not influence the conservation of fatty acid in the carcasses, but benefit L* and b* values.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Morgado A.A., Nunes G.R., Villas Bôas B.R., Carvalho P.B.J., Rodrigues P.H.M., Susin I., Sucupira M.C.A. & Pereira A.S.C. 2018. Meat quality of lambs supplemented with intramuscular vitamin E. [Qualidade da carne de cordeiros suplementados com vitamina E por via intramuscular.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(4):679-684. Departamento de Clínica Médica, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Avenida Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: msucupir@usp.br O estudo avaliou os efeitos da suplementação pela via intramuscular de alfa&#8209;tocoferol (vitamina E) na qualidade da carne de cordeiros mestiços Santa Inês e Dorper. Os animais foram mantidos em confinamento, sendo alimentados com dieta contendo alto teor de concentrado energético. Oito dias antes do abate os cordeiros foram distribuídos em quatro blocos, de acordo com seu ganho de peso. No sétimo e quarto dias antes do abate eles foram tratados por via intramuscular com 0, 10 ou 20 UI de DL-alfa-tocoferol por kg de peso metabólico. No momento do abate os animais tinham, em média, 138 dias de idade e 43,6 kg de peso vivo. As carcaças foram armazenadas a 2°C por 24 horas. Foram determinados pH (pH24h) e cor (luminosidade, teor de vermelho e teor de amarelo) do músculo Longissimus thoracis, bem como força de cisalhamento, perda por cocção, composição dos ácidos graxos e quantidade de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico após um e cinco meses de congelamento. Observou-se efeito de desvio da linearidade para luminosidade (L*; P=0.0042) e para o croma amarelo (b*; P=0.0082). A administração intramuscular de 10 e 20 UI de alfa-tocoferol/kg de peso metabólico não influenciou a conservação de ácidos graxos das carcaças, mas melhorou os valores de L* e b*.


#7 - Evaluation of passive immunity transfer and serum constituents of Santa Ines lambs born of single and twin pregnancies in the semiarid region of Paraiba, Brazil

Abstract in English:

This study is concerned with an evaluation of the influence of mode of birth on the transfer of passive immunity and some serum constituents to newborn lambs, naturally fed with colostrum, breed in the semiarid region of the State of Paraiba (Brazil) on an extensive system. Thirty-four clinically healthy Santa Ines lambs were employed, identified and weighted immediately after birth, and divided into two experimental groups of seventeen animals each. The PS group (nine males and eight females) included lambs born of single pregnancies and the PG group (six males and eleven females) comprised of lambs born of twin pregnancies. The colostrum intake occurred naturally and voluntarily at their mothers. Forty-eight hours after birth, 10 mL of blood were collected in siliconized tubes from each animal by puncture of the jugular vein, and maintained under vacuum. After centrifugation, aliquots of sera were separated and kept frozen at -15°C until analyzed. For the comparative study of serum constituents, two experimental groups were formed, distributed in a completely randomized lineation, 2x2 factorial (type of birth and sex). The data were subjected to analysis of variance, whose means were compared by Tukey test at 5%. The serum activities of AST and GGT, and the total protein serum, albumin, urea, creatinine, calcium, phosphorus and magnesium concentrations were determined by using sets of commercial reagents; the samples were read by an automatic spectrophotometer. The serum activities of AST, GGT and serum concentrations of total protein, albumin and globulins of the PS and PG lambs groups were not influenced by the type of pregnancy and sex. From the serum concentration of total protein, FTIP was found in the lambs of PG group, using the value of 5.0g/dL as the cutoff point. With the exception of calcium, serum concentrations of urea, creatinine, phosphorus and magnesium showed the same pattern. Although these constituents did not showed significant differences between groups and sex, higher values were observed in animals born of single pregnancies, suggesting that the absence of competition for the voluntary ingestion of colostrum may have been the determining factor. It can be concluded that lambs born twin deliveries and breed extensively in the semiarid region of the State of Paraiba failed to transfer passive immunity and showed significant reduction in serum levels of some biochemical constituents, indicating the need for human interference in these cases.

Abstract in Portuguese:

O presente trabalho teve por objetivo avaliar a influência do tipo de parto sobre a transferência de imunidade passiva e de alguns constituintes séricos de cordeiros recém-nascidos, alimentados naturalmente com colostro materno, criados no semiárido paraibano em sistema extensivo. Foram utilizados 34 cordeiros clinicamente sadios, da raça Santa Inês, os quais foram identificados e pesados imediatamente após o nascimento e separados em dois grupos experimentais com 17 animais cada. O grupo PS (nove machos e oito fêmeas) formado por animais nascidos de partos simples e o grupo PG (seis machos e onze fêmeas) formado por cordeiros nascidos de partos gemelares. A ingestão de colostro se deu de forma natural e voluntária em suas respectivas mães. Foram coletados 10 mL de sangue de cada animal, mediante punção da veia jugular, em tubos siliconizados a vácuo, 48 horas após o nascimento. Após centrifugação, as alíquotas de soro foram separadas e permaneceram congeladas a -15°C até o momento das análises. Para o estudo comparativo dos constituintes séricos, foram constituídos dois grupos experimentais distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, no esquema fatorial 2x2 (tipo de parto e sexo). Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância, cujas médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5%. Foram determinadas as atividades séricas das enzimas aspartato aminotransferase (AST) e gamaglutamiltransferase (GGT) e as concentrações séricas de proteína total, albumina, ureia, creatinina, cálcio, fósforo e magnésio, utilizando-se conjuntos de reagentes comerciais e as leituras das amostras em espectrofotômetro automático. As atividades séricas de AST, GGT e as concentrações séricas de proteína total, albumina e globulinas dos cordeiros dos grupos PS e PG não foram influenciadas pelo tipo de gestação e sexo. A partir da concentração sérica de proteína total, verificou-se falha de transferência de imunidade passiva (FTIP) nos cordeiros do grupo PG, utilizando-se o valor 5,0g/dL como ponto de corte. Com exceção do cálcio, as concentrações séricas da ureia, creatinina, fósforo e magnésio apresentaram o mesmo padrão de comportamento. Embora esses constituintes não tenham apresentado diferença significativa entre os grupos estudados e o sexo, pôde-se observar valores mais elevados nos animais nascidos de partos simples, sugerindo que a ausência de concorrência pela ingestão voluntária de colostro materno pode ter sido o fator determinante. Pode-se concluir que cordeiros Santa Inês nascidos de partos gemelares e criados extensivamente no semiárido paraibano apresentam falha na transferência de imunidade passiva e alterações/diminuições marcantes nos teores séricos de alguns constituintes bioquímicos, suscitando a necessidade de interferência humana nestes casos.


#8 - Welfare of lambs subjected to road transport and assessment of carcasses and meat, 37(6):630-636

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva F.V., Borges I., Lana A.M.Q., Borges A.L.C.C., Sá H.C.M., Silva V.L., Alves L.R.N. & Souza F.A. 2017. [Welfare of lambs subjected to road transport and assessment of carcasses and meat.] Bem-estar dos cordeiros submetidos ao transporte rodoviário e avaliação das carcaças e carnes. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(6):630-636. Departamento de Ciências Agrárias, Universidade Estadual de Montes Claros, Av. Reinaldo Viana s/n, Janaúba, MG 39440-000, Brazil. E-mail: fredson.silva@unimontes.br This study aimed to assess the level of welfare in lambs by road transport and their carcasses and meat. Thus, we assessed behavioral parameters during transport, physiological parameters after landing and before slaughter and carcass and meat characteristics of lambs. Four road transports were achieved with increasing durations (1h45min, 3h52min, 7h30min and 10h30min), there were twenty lambs in each transport. Animals body weight was 36.64±2.13 kg before transport. The lambs were slaughtered 15 hours after landing. The lambs lie down (median equal to zero every 20min) for a short time in journeys shorter than 3h52min. The number of potentially traumatic events is low (median near zero every 20min) for any transport duration. The adrenaline and cortisol concentrations, as well as metabolites that are controlled by them, did not testify that longer transport. However, the carcasses mass decreased and creatine kinase concentrations increased linearly with longer transports, which may reveal decrease in welfare. The meat quality of lambs was not influenced by the transport duration.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva F.V., Borges I., Lana A.M.Q., Borges A.L.C.C., Sá H.C.M., Silva V.L., Alves L.R.N. & Souza F.A. 2017. [Welfare of lambs subjected to road transport and assessment of carcasses and meat.] Bem-estar dos cordeiros submetidos ao transporte rodoviário e avaliação das carcaças e carnes. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(6):630-636. Departamento de Ciências Agrárias, Universidade Estadual de Montes Claros, Av. Reinaldo Viana s/n, Janaúba, MG 39440-000, Brazil. E-mail: fredson.silva@unimontes.br Objetivou-se avaliar o grau de bem-estar dos cordeiros submetidos ao transporte rodoviário e suas carcaças e carnes. Para isto, fez-se a avaliação dos parâmetros comportamentais durante o transporte, dos parâmetros fisiológicos após o desembarque e antes do abate e a caracterização das carcaças e carnes dos cordeiros. Realizaram-se quatro transportes rodoviários com durações crescentes (1h45min, 3h52min, 7h30min e 10h30min), cada transporte continha vinte cordeiros. O peso corporal dos animais foi de 36,64±2,13 kg antes do transporte. Os cordeiros foram abatidos 15 horas após o desembarque. Os cordeiros deitaram por pouco tempo (mediana igual à zero a cada 20min) em jornadas menores que 3h52min. O número de eventos potencialmente traumáticos foi baixo (mediana próxima a zero, a cada 20min) para quaisquer durações dos transportes. As concentrações de adrenalina e cortisol, bem como os metabólitos que são controlados por eles, foram semelhantes entre os tratamentos. Contudo, a massa das carcaças diminuiu e as concentrações de creatina quinase aumentaram linearmente quando os transportes foram mais longos, o que podem revelar diminuição do bem-estar. A qualidade da carne de cordeiros não sofreu interferências da duração dos transportes.


#9 - Effects of maternal blood gas values corticotherapy of Lambs born at term and premature, 37(5):521-525

Abstract in English:

ABSTRACT.- Feitosa F.L.F., Ávila L.G., Bovino F., Santos G.G.F., Mendes L.C.N., Peiró J.R. & Perri S.H.V. 2017. [Effects of maternal blood gas values corticotherapy of Lambs born at term and premature.] Efeitos da corticoterapia materna nos valores hemogasométricos de cordeiros nascidos a termo e prematuros. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(5):521-525. Departamento de Clínica, Cirurgia e Reprodução Animal, Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Rua Clóvis Pestana 793, Jardim Dona Amélia, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: leydsonf@fmva.unesp.br The aim of the study was to evaluate blood gas parameters of full-term and premature lambs from birth to 48 hours of life. Four experimental groups were formed: NDG (normal delivery group - lambs vaginally delivered, n=15, average of 146-day gestation); NDEXG (normal delivery with dexamethasone group - lambs vaginally delivered whose mothers received 16 mg of dexamethasone at 141 days of gestation, n=8, average of 143-day gestation); PRE (premature lambs born by cesarean section at 138 days of gestation, n=10) and PREDEX (premature lambs born by cesarean section at 138 days gestation, whose mothers received 16mg of dexamethasone two days before, n=9). Immediately after birth, lambs from all groups showed respiratory acidosis (low pH and high pCO2), most obviously in premature animals. The concentration of HCO3- was lower between 15 and 60 minutes of life, especially in PRE and PREDEX groups with subsequent increase in M24h. The values of base excess were lower in premature lambs, which showed abdominal breathing, severe dyspnea and lots of lung fluid. The stabilization of acid-base balance occurred in all animals during the first 24 hours of life. Dexamethasone had a positive effect on the clinical condition of the premature lambs, resulting in adequate ventilation and tissue perfusion, which guaranteed higher survival rate.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Feitosa F.L.F., Ávila L.G., Bovino F., Santos G.G.F., Mendes L.C.N., Peiró J.R. & Perri S.H.V. 2017. [Effects of maternal blood gas values corticotherapy of Lambs born at term and premature.] Efeitos da corticoterapia materna nos valores hemogasométricos de cordeiros nascidos a termo e prematuros. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(5):521-525. Departamento de Clínica, Cirurgia e Reprodução Animal, Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Rua Clóvis Pestana 793, Jardim Dona Amélia, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: leydsonf@fmva.unesp.br O objetivo do estudo foi avaliar as variáveis hemogasométricas de cordeiros nascidos a termo e prematuros do nascimento às 48 horas de vida. Foram constituídos quatros grupos experimentais: PN (cordeiros nascidos de parto normal, n=15, média de 146 dias de gestação); PNDEX (cordeiros nascidos de parto normal, cujas mães receberam 16 mg de dexametasona aos 141 de gestação, n=8, média de 143 dias de gestação); PRE (cordeiros prematuros nascidos de cesarianas aos 138 dias de gestação, n=10) e PREDEX (cordeiros prematuros nascidos de cesarianas aos 138 dias de gestação, cujas mães receberam 16 mg de dexametasona dois dias antes do parto, n=9). Imediatamente após o nascimento, os cordeiros de todos os grupos apresentaram quadro de acidose respiratória (pH baixo e pCO2 elevada), com maior ênfase nos animais prematuros. A concentração de HCO3- diminuiu entre 15 e 60 minutos de vida, principalmente nos grupos PRE e PREDEX, com posterior aumento no M24h. Os valores de diferença de base foram menores nos cordeiros prematuros, os quais apresentaram respiração abdominal, intensa dispneia e grande quantidade de líquido pulmonar. A estabilização do equilíbrio ácidobase ocorreu em todos os animais ao longo das primeiras 24 horas de vida. A dexametasona teve influência positiva sobre a condição clínica dos animais prematuros, resultando em adequada ventilação e perfusão tecidual, o que garantiu maior taxa de sobrevivência.


#10 - Mammary artery Doppler ultrasonography of Brazilian Bergamasca dairy ewe lambs under the influence of two different feeding plans, 37(2):179-182

Abstract in English:

ABSTRACT.- Dantas A., Siqueira E.R., Fernandes S., Oba E., Machado V.M.V., Castilho A.M., Sartori M.M.P. & Santos R.V. 2017. Mammary artery Doppler ultrasonography of Brazilian Bergamasca dairy ewe lambs under the influence of two different feeding plans. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):179-182. Departamento de Produção Animal, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Rua José Barbosa de Barros 1780, Botucatu, SP 18618-000, Brazil. E-mail: dantas.vet@gmail.com Blood supply of mammary gland is extremely important, since it is a crucial factor in the mammary tissue development. The objective of this study was to describe and assess main mammary artery hemodynamic characteristics of lambs with two growth rates, using Doppler ultrasound. Two experimental groups, A and B, (n=10) of female Brazilian Bergamasca lambs were kept under the same management conditions and facilities. There were two phases: Phase 1, from 90 days of age until onset of puberty; Phase 2, from puberty until 1 year of age. During phase 1, a specific diet was formulated to each experimental group to obtain two different average daily gains: 150g, for treatment A, and 250g, for treatment B. During phase 2, there was no difference on the diet offered to both groups. Every 14 days, all animals were weighed and their body condition score was evaluated. Every 60 days, ultrasound exams (Doppler) of mammary artery were performed to obtain resistance and pulsatility indexes. Treatment B lambs showed higher weight gain and higher body condition score (P<0.05). However, for resistance and pulsatility indexes, there was no difference between treatments (P>0.05). Hemodynamic values remained constant, independent of diet or body development presented by the animals. Obtained data is valuable information on Bergamasca ewe lambs development.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Dantas A., Siqueira E.R., Fernandes S., Oba E., Machado V.M.V., Castilho A.M., Sartori M.M.P. & Santos R.V. 2017. Mammary artery Doppler ultrasonography of Brazilian Bergamasca dairy ewe lambs under the influence of two different feeding plans. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):179-182. Departamento de Produção Animal, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Rua José Barbosa de Barros 1780, Botucatu, SP 18618-000, Brazil. E-mail: dantas.vet@gmail.com O suprimento sanguíneo da glândula mamária é extremamente importante, uma vez que é um fator crucial para o desenvolvimento do tecido mamário. Assim, a necessidade de registro dos parâmetros de fluxo sanguíneo arterial é evidente. O objetivo do estudo foi descrever e avaliar as principais características hemodinâmicas da artéria mamária de cordeiras submetidas a diferentes taxas de crescimento, usando o ultrassom Doppler. Dois grupos experimentais, A e B, (n=10) de cordeiras da raça Bergamácia brasileira foram mantidas sob as mesmas condições de manejo e instalações. O estudo foi dividido em diferentes fases, sendo: Fase 1, de 90 dias de idade até o início da puberdade; Fase 2, desde a puberdade até 1 ano de idade. Durante a fase 1, dietas específicas foram formuladas para cada grupo experimental, a fim de obter duas médias diferentes de ganho de peso diário: 150g, para o tratamento A, e 250g, para o tratamento B. Durante a Fase 2, não houve diferença na dieta oferecida para os dois grupos. A cada 14 dias, todos os animais foram pesados e determinado o escore de condição corporal. A cada 60 dias, exames de ultrassom (Doppler) da artéria mamária foram realizados a fim de calcular os índices de resistência e pulsatilidade. As cordeiras do tratamento B registrou maior ganho de peso e escore de condição corporal (P<0,05). No entanto, não houve diferença para os índices de resistência e pulsatilidade entre os tratamentos (P>0,05). Os valores hemodinâmicos permaneceram constantes, independente da dieta ou o desenvolvimento do corpo apresentada pelos animais. Assim, os dados obtidos são informações valiosas sobre o desenvolvimento da raça a que se refere.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV