Resultado da pesquisa (7)

Termo utilizado na pesquisa hemogasometria

#1 - Clinical and blood gas analysis of calves conceived by artificial insemination, in vitro fertilization and animal cloning

Abstract in English:

In order for successful extra-uterine adaptation to occur, it is necessary for the neonate to be able to establish its respiratory functions effectively, guaranteeing efficient oxygenation and good vitality. Respiratory disorders are the major cause of death during the neonatal period in cattle, and this mortality is even more significant when it comes to calves originated by in vitro fertilization (FIV) or animal cloning (CA). Blood gas analysis assesses acid-base balance changes effectively, and when associated with the neonate’s clinical examination, provides subsidies for accurate diagnosis and early treatment of neonatal maladaptation. The objective of this study was to study neonates born from artificial insemination (IA) and to compare them to calves conceived by FIV and CA, regarding blood gas and clinical examination. For that, 20 AI calves, 15 FIV calves, and 15 cloned calves were evaluated immediately after calving and at 6, 12, 24 and 48 hours of life. At all experimental times, venous blood samples were collected for blood gas and clinical examination was performed. In the postpartum evaluation, Apgar score and column length and respiratory amplitude measurements were used. IVF animals showed no alterations, resembling Group IA calves. The calves from CA showed more pronounced acidosis postpartum than expected physiological acidosis mixed for neonates, with decreasing values ​​of bicarbonate (HCO3-), and base excess (BE) and the increase in carbon dioxide pressure (PCO2) when compared to the other groups. This disorder may have reflected lower mean values ​​of Apgar scores and increased heart and respiratory rates. Intensive follow-up of these neonates is suggested, with monitoring by clinical and hemogasometric examination for early diagnosis of this condition and treatment based on oxygen therapy and bicarbonate replacement

Abstract in Portuguese:

Para que ocorra adaptação extra-uterina bem sucedida é necessário que o neonato consiga estabelecer suas funções respiratórias de maneira eficaz, garantindo oxigenação eficiente e boa vitalidade. Distúrbios respiratórios são os maiores causadores de óbito durante o período neonatal em bovinos, e essa mortalidade é ainda mais expressiva quando se trata de bezerros originados por fertilização in vitro (FIV) ou clonagem animal (CA). A hemogasometria avalia alterações do equilíbrio ácido-básico de forma eficaz, e quando associada ao exame clínico do neonato, fornece subsídios para diagnóstico acurado e tratamento precoce da má adaptação neonatal. O objetivo deste trabalho foi estudar recém-nascidos bovinos originados por inseminação artificial (IA) e compará-los a bezerros concebidos por FIV e CA, no que se refere a hemogasometria e exame clínico. Para isso, foram utilizados 20 bezerros IA, 15 bezerros FIV e 15 bezerros clonados que foram avaliados imediatamente após o parto e com 6, 12, 24 e 48 horas de vida. Em todos os momentos experimentais foram colhidas amostras de sangue venoso para hemogasometria e foi realizado o exame clínico. Na avaliação pós-parto foram utilizados escore Apgar e mensurações de comprimento de coluna e amplitude respiratória. Os animais FIV não demonstraram alterações, assemelhando-se aos bezerros do Grupo IA. Os bezerros provenientes de CA apresentaram acidose pós-parto mais acentuada do que a acidose mista fisiológica esperada para neonatos, evidenciada pela diminuição dos valores de bicarbonato (HCO3-) e excesso de bases (EB) e pelo aumento de pressão parcial de dióxido de carbono (PCO2) quando comparados aos demais grupos. Esse distúrbio pode ter refletido em valores médios menores de escore Apgar e no aumento das frequências cardíaca e respiratória. Sugere-se acompanhamento intensivo desses neonatos, com monitoramento por meio do exame clínico e hemogasométrico para diagnóstico precoce dessa condição e tratamento baseado em oxigenioterapia e reposição de bicarbonato.


#2 - Biochemical responses, blood gas, oxidative stress and lipid peroxidation of goats transfused with fresh or stored whole homologous blood

Abstract in English:

Blood transfusion is a therapeutic procedure of great importance for veterinary medicine, in spite of only few studies in the literature on hemotherapy in goats. We aimed to evaluate the biochemical, blood gas, oxidative stress and lipid peroxidation of goats submitted to homologous transfusion of fresh whole blood or stored for 15 and 35 days. Eighteen adult male goats were submitted to a single phlebotomy to remove 30% of the blood volume, and we transfused 20mL/kg of whole blood stored in CPDA-1 bags according to the experimental group, being: G0 composed goats who received fresh blood, G15 and G35 goats that received blood stored for 15 and 35 days, respectively. For the biochemical evaluation, blood gas, oxidative stress and lipid peroxidation, blood samples were collected at the following moments: before the induction of anemia (TC0); 6 hours after phlebotomy and before transfusion (TC1); 1, 6, 12, 24 and 96 hours after transfusion (T1, T6, T12, T24 and T96 respectively); 8, 16 and 32 days after transfusion (T8d, T16d and T32d respectively). Before transfusion, blood samples were also withdrawn from the bags for the same analyzes. Statistical analyzes were performed in the statistical program GRAPHPAD PRISM 5.0, adopting a significance level of 5%. The bags of blood stored for 15 and 35 days showed more biochemical changes, blood gas, oxidative stress and lipid peroxidation than fresh blood bags. As for the biochemical analysis, after the transfusion was observed an increase of the total protein, albumin, glucose and creatine kinase in the 3 groups, and elevation of total bilirubin, direct bilirubin, and urea in G15 and G35. The changes observed in the blood gas analysis had no clinical significance, as they were within the reference values for the species. The goats that received stored blood showed disorder in their antioxidant system through alteration of the SOD activity. In the analysis of lipid peroxidation no difference between the groups for the concentration of malondialdehyde was found. Thus, it can be concluded that transfusion of whole fresh stored blood in goats did not compromise the blood gases, lipid peroxidation and liver and renal functions of the transfused animals. In addition, the method was proved to be efficient to restore, among other components, the total protein and albumin. The transfusion, as performed in this study, proved to be safe for used in the clinical practice of goats.

Abstract in Portuguese:

A transfusão de sangue é um procedimento terapêutico de grande importância para medicina veterinária, apesar disto, na literatura há poucos estudos sobre hemoterapia em caprinos. Este trabalho teve como objetivo avaliar as respostas bioquímicas, hemogasométricas, estresse oxidativo e peroxidação lipídica de caprinos submetidos à transfusão homóloga de sangue total fresco ou armazenado por 15 e 35 dias. Foram utilizados 18 caprinos adultos, machos, submetidos a uma única flebotomia para retirada de 30% do volume sanguíneo e transfundidos com 20mL/kg de sangue total armazenado em bolsas CPDA-1 de acordo com o grupo experimental, sendo: o G0 composto por animais que receberam sangue fresco; G15 e G35 animais que receberam sangue armazenado por 15 e 35 dias, respectivamente. Para a avaliação bioquímica, hemogasométrica, estresse oxidativo e peroxidação lipídica foram coletadas amostras de sangue nos seguintes momentos: antes da indução da anemia (TC0); 6 horas após a flebotomia e antes de transfusão (TC1); 1, 6, 12, 24 e 96 horas após a transfusão (T1, T6, T12, T24 e T96, respectivamente); 8, 16 e 32 dias após a transfusão (T8d, T16d e T32d, respectivamente). Antes da transfusão, amostras de sangue também foram retiradas das bolsas para realização das mesmas análises. As análises estatísticas foram realizadas no programa estatístico GRAPHPAD PRISM 5.0, adotando-se nível de significância de 5%. As bolsas de sangue armazenadas por 15 e 35 dias apresentaram mais alterações bioquímicas, hemogasométricas, estresse oxidativo e peroxidação lipídica do que as bolsas de sangue fresco. Quanto à análise bioquímica, após a transfusão observou-se aumento da proteína total, albumina, glicose e creatina quinase nos 3 grupos; e elevação da bilirrubina total, bilirrubina direta e ureia no G15 e G35. As alterações observadas na análise hemogasométrica não tiveram significado clínico, pois estavam dentro dos valores de referência para a espécie. Os animais que receberam sangue armazenado apresentaram desordem no seu sistema antioxidante demonstrada pela alteração da atividade da SOD. Na análise da peroxidação lipídica não houve diferença entre os grupos para a concentração de malondialdeído. Sendo assim, pode-se concluir que a transfusão de sangue homólogo total fresco ou armazenado em caprinos não comprometeu a gasometria, peroxidação lipídica e funções hepática e renal dos animais transfundidos. Além disso, mostrou-se eficiente em repor entre outros componentes, a proteína total e albumina. Desta forma, a transfusão, conforme realizada neste estudo, mostrou-se segura para ser utilizada na prática clínica desta espécie.


#3 - Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta, 38(9):1878-1884

Abstract in English:

ABSTRACT.- Peternelli Silva L., Lourenço M.L.G., Paula R.A., Verdugo M.R., Pereira K.H.N.P. & Chiacchio S.B. 2018. Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta. [Avaliação da concentração de lactato sérico, glicemia e hemogasometria de ovelhas, cordeiros recém‑nascidos e placenta.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1878-1884. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Departamento de Clínica Veterinária, Rua Prof. Dr. Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Newborn animals, in the fetal-to-neonatal transition, usually face several challenges in their first 24 hours, including issues with acid-base balance, glycemic levels and oxygenation. Difficulties to overcome such issues have caused several deaths among newborns. Therefore, studies have been carried out in order to evaluate them. The main purpose of this study is to evaluate the correlation between the serum lactate level in the mother, in the placenta and in the newborn. Moreover, the study measured the lactate level, blood glucose level and blood gas level in the first 24 hours. Tests were carried out right after birth, and at 4, 8, 12 and 24 hours after. Lactate levels were quite similar to the placental levels (p=0.991) which, in turn, were significantly different from the mother’s (p=0.011). Results showed that, shortly after birth, the production of lactate in the placenta is part of the issue. Along the first 24 hours, the study observed a reduction of the levels of lactate in newborns; the levels were closer to the normal index levels for the species. Regarding the blood gas test results, we observed mild metabolic acidosis at birth; acid-base balance was completely stable at the end of the period.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Peternelli Silva L., Lourenço M.L.G., Paula R.A., Verdugo M.R., Pereira K.H.N.P. & Chiacchio S.B. 2018. Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta. [Avaliação da concentração de lactato sérico, glicemia e hemogasometria de ovelhas, cordeiros recém‑nascidos e placenta.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1878-1884. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Departamento de Clínica Veterinária, Rua Prof. Dr. Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Os principais desafios da transição fetal-neonatal são a estabilização do equilíbrio ácido-básico, glicemia e oxigenação ao longo das primeiras 24 horas de vida. Falhas nesse sistema são a maior causa de morte nesse período e os estudos de viabilidade neonatal tem se concentrado nas avaliações destas variáveis. O objetivo do presente estudo foi avaliar a comparação da lactatemia materna, placentária e neonatal ao nascimento e, ainda, observar o comportamento do lactato, glicemia e hemogasometria nas primeiras 24 horas de vida do neonato ovino. Para tanto, as avaliações foram realizadas ao nascimento, 4, 8, 12 e 24 horas após. A lactatemia neonatal se mostrou próxima à placentária (p=0,991) e significativamente diferente da materna (p=0,011), o que sugere uma influência da produção de lactato pela placenta na lactatemia neonatal ao nascimento. Ao longo das 24 horas de vida foi possível observar a depuração de lactato pelo organismo do neonato, aproximando assim dos valores de referência para a espécie. Na hemogasometria foi possível observar discreta acidose metabólica, com normalização já nas primeiras 4 horas e estabilização completa do equilíbrio ácido-básico ao final das 24 horas de vida.


#4 - Effects of maternal blood gas values corticotherapy of Lambs born at term and premature, 37(5):521-525

Abstract in English:

ABSTRACT.- Feitosa F.L.F., Ávila L.G., Bovino F., Santos G.G.F., Mendes L.C.N., Peiró J.R. & Perri S.H.V. 2017. [Effects of maternal blood gas values corticotherapy of Lambs born at term and premature.] Efeitos da corticoterapia materna nos valores hemogasométricos de cordeiros nascidos a termo e prematuros. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(5):521-525. Departamento de Clínica, Cirurgia e Reprodução Animal, Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Rua Clóvis Pestana 793, Jardim Dona Amélia, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: leydsonf@fmva.unesp.br The aim of the study was to evaluate blood gas parameters of full-term and premature lambs from birth to 48 hours of life. Four experimental groups were formed: NDG (normal delivery group - lambs vaginally delivered, n=15, average of 146-day gestation); NDEXG (normal delivery with dexamethasone group - lambs vaginally delivered whose mothers received 16 mg of dexamethasone at 141 days of gestation, n=8, average of 143-day gestation); PRE (premature lambs born by cesarean section at 138 days of gestation, n=10) and PREDEX (premature lambs born by cesarean section at 138 days gestation, whose mothers received 16mg of dexamethasone two days before, n=9). Immediately after birth, lambs from all groups showed respiratory acidosis (low pH and high pCO2), most obviously in premature animals. The concentration of HCO3- was lower between 15 and 60 minutes of life, especially in PRE and PREDEX groups with subsequent increase in M24h. The values of base excess were lower in premature lambs, which showed abdominal breathing, severe dyspnea and lots of lung fluid. The stabilization of acid-base balance occurred in all animals during the first 24 hours of life. Dexamethasone had a positive effect on the clinical condition of the premature lambs, resulting in adequate ventilation and tissue perfusion, which guaranteed higher survival rate.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Feitosa F.L.F., Ávila L.G., Bovino F., Santos G.G.F., Mendes L.C.N., Peiró J.R. & Perri S.H.V. 2017. [Effects of maternal blood gas values corticotherapy of Lambs born at term and premature.] Efeitos da corticoterapia materna nos valores hemogasométricos de cordeiros nascidos a termo e prematuros. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(5):521-525. Departamento de Clínica, Cirurgia e Reprodução Animal, Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Rua Clóvis Pestana 793, Jardim Dona Amélia, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: leydsonf@fmva.unesp.br O objetivo do estudo foi avaliar as variáveis hemogasométricas de cordeiros nascidos a termo e prematuros do nascimento às 48 horas de vida. Foram constituídos quatros grupos experimentais: PN (cordeiros nascidos de parto normal, n=15, média de 146 dias de gestação); PNDEX (cordeiros nascidos de parto normal, cujas mães receberam 16 mg de dexametasona aos 141 de gestação, n=8, média de 143 dias de gestação); PRE (cordeiros prematuros nascidos de cesarianas aos 138 dias de gestação, n=10) e PREDEX (cordeiros prematuros nascidos de cesarianas aos 138 dias de gestação, cujas mães receberam 16 mg de dexametasona dois dias antes do parto, n=9). Imediatamente após o nascimento, os cordeiros de todos os grupos apresentaram quadro de acidose respiratória (pH baixo e pCO2 elevada), com maior ênfase nos animais prematuros. A concentração de HCO3- diminuiu entre 15 e 60 minutos de vida, principalmente nos grupos PRE e PREDEX, com posterior aumento no M24h. Os valores de diferença de base foram menores nos cordeiros prematuros, os quais apresentaram respiração abdominal, intensa dispneia e grande quantidade de líquido pulmonar. A estabilização do equilíbrio ácidobase ocorreu em todos os animais ao longo das primeiras 24 horas de vida. A dexametasona teve influência positiva sobre a condição clínica dos animais prematuros, resultando em adequada ventilação e perfusão tecidual, o que garantiu maior taxa de sobrevivência.


#5 - Venous hemogasometry of equines finalists in 90 km endurance races, 34(6):589-592

Abstract in English:

ABSTRACT.- Dumont C.B.S., Bello C.A.O., Vianna A.R.C.B., Godoy R.F. & Lima E.M.M. 2014. Venous hemogasometry of equines finalists in 90 km endurance races. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(6):589-592. Departamento de Anatomia Veterinária, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, ICC Ala Sul, Campus Darcy Ribeiro, Cx. Postal 4508, Brasília, DF 70760-701, Brazil. E-mail: limaemm@unb.br Front of exercise, the organic systems may suffer water-electrolyte and acid-base imbalances, particularly in the case of blood gases, demonstrating variations from different causes, whether respiratory and/or metabolic. Understanding the physiological adaptations to exercise is essential in the search for the optimum performance. In this way, this study measured the venous blood gases (pO2, pCO2), as well as the oxygen saturation (SatO2) in healthy equines, Arabian horses finalists in 90km endurance races. A total of fourteen Arabian horses were evaluated, nine males and five females, between six and 12 years old, finalists in 90km endurance races. There was a significant reduction in pO2, pCO2 and SatO2 after the exercise, however, the values remained within the normality range, and did not change the athletic performance of the animals, indicating a temporary alteration, assuming thus a character of physiological response to the exercise performed. The equines, finalists in 90 Km endurance races, demonstrated efficient ventilatory process, without any alterations in the athletic performance, being adapted to the type of exercise imposed.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Dumont C.B.S., Bello C.A.O., Vianna A.R.C.B., Godoy R.F. & Lima E.M.M. 2014. Venous hemogasometry of equines finalists in 90 km endurance races. [Hemogasometria venosa de equinos finalistas de provas de enduro de 90 km.] Pesquisa Veterinária Brasileira 34(6):589-592. Departamento de Anatomia Veterinária, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária, Universidade de Brasília, ICC Ala Sul, Campus Darcy Ribeiro, Cx. Postal 4508, Brasília, DF 70760-701, Brazil. E-mail: limaemm@unb.br Diante do exercício, os sistemas orgânicos podem sofrer desequilíbrios hidroeletrolíticos e ácido-base, especialmente em se tratando dos gases sanguíneos, demonstrando variações decorrentes de diferentes causas, sejam elas respiratórias e ou metabólicas. O entendimento das adaptações fisiológicas que ocorrem em resposta ao exercício é de fundamental importância na busca do ótimo desempenho. Desta forma buscou-se mensurar os gases sanguíneos venosos (pO2, pCO2), bem como, a saturação de oxigênio (SatO2) em equinos saudáveis, Puro Sangue Árabe finalistas de competições de enduro de 90 km. Foram avaliados 14 equinos Puro Sangue Árabe (PSA), nove machos e cinco fêmeas, com seis a 12 anos de idade, finalistas em provas de enduro de 90 km. Houve redução significativa da pO2, pCO2 e SatO2 após o exercício, entretanto os valores se mantiveram dentro da normalidade, não alterando o desempenho atlético dos animais, indicando alterações transitória e caracterizando um caráter de resposta fisiológica ao exercício realizado. Os equinos, finalistas em provas de 90 Km, demonstraram processo ventilatório eficiente, sem quaisquer alterações no desempenho atlético e portanto estando adaptados ao tipo de exercício imposto.


#6 - Evaluation of the characteristics of ruminal fluid, hemogasometry, pedometer activity and subclinical laminitis diagnosis in dairy cows, 33(Supl.1):99-106

Abstract in English:

ABSTRACT.- Rodrigues M., Deschk M., Santos G.G.F., Perri S.H.V., Merenda V.R., Hussni C.A., Alves A.L.G. & Rodrigues C.A. 2013. [Evaluation of the characteristics of ruminal fluid, hemogasometry, pedometer activity and subclinical laminitis diagnosis in dairy cows.] Avaliação das características do líquido ruminal, hemogasometria, atividade pedométrica e diagnóstico de laminite subclínica em vacas leiteiras. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(Supl.1):99-106. Departamento de Clínica Cirurgia Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Distrito de Rubião Jr s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: rodriguesca@fmvz.unesp.br The objectives of this study were to evaluate the characteristics of ruminal fluid, blood gas analysis, pedometer activity and suclinical laminitis occurrence, through the presence of secondary foot diseases in high production dairy cows, from a commercial herd. 200 Holstein cows originating from the same farm, located in Araçatuba/SP, Brazil, were divided into four groups, which are established from the daily milk production. Initially clinical examination of the cows was procedure, followed by sampling of rumen fluid, by esophageal tube. Fluid was evaluated for pH, color, odor, consistency, sedimentation, flotation and methylene blue reduction test. Venous blood samples were also collected for blood gas analysis, in addition to collecting data from pedometrics (number of steps) and daily milk production. Data were tabulated and submitted to correlation analysis. No animal had reported changes in rumen pH. Non-acid base imbalance were found, since the values of blood pH, PCO2, TCO2, HCO3- and BE were normal during hemogasimetric analysis. The pedometric was effective as a screening method to cows with foot diseases. It demonstrated reduction in the number of steps due to pain, correlated with lower milk production. However, the identification of foot lesions was only possible through specific digital clinical examination. The occurrence of 49.5 % of herd foot problems was due to the risk factors present in the farm. The abrasive concrete and inadequate facilities, also associated with the possible occurrence of sub-acute ruminal acidosis, were observed as risk factors. However, sub-acute ruminal acidosis was undiagnosed by the methods used. The correlation between the values of ruminal pH, and blood gas analysis pedometrics showed efficient for the early diagnosis of foot diseases and also in establishing the etiology of these diseases. Subclinical laminitis occurred primarily in cow’s herd, considering the multifactorial etiology of this disease, occurrence and distribution of foot diseases diagnosed.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Rodrigues M., Deschk M., Santos G.G.F., Perri S.H.V., Merenda V.R., Hussni C.A., Alves A.L.G. & Rodrigues C.A. 2013. [Evaluation of the characteristics of ruminal fluid, hemogasometry, pedometer activity and subclinical laminitis diagnosis in dairy cows.] Avaliação das características do líquido ruminal, hemogasometria, atividade pedométrica e diagnóstico de laminite subclínica em vacas leiteiras. Pesquisa Veterinária Brasileira 33(Supl.1):99-106. Departamento de Clínica Cirurgia Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Distrito de Rubião Jr s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: rodriguesca@fmvz.unesp.br Este estudo objetivou avaliar as características do líquido ruminal, hemogasometria, atividade pedométrica e ocorrência laminite subclínica, por meio da presença de enfermidades podais secundárias, em vacas leiteiras de alta produção, provenientes de um rebanho comercial. Foram avaliadas 200 vacas holandesas, oriundas da mesma propriedade, localizada na região de Araçatuba, SP, divididas em quatro grupos, sendo estes estabelecidos a partir da produtividade diária. Inicialmente procedeu-se o exame clínico dos animais, seguido da colheita de amostras do líquido ruminal, por meio de sondagem esofágica, sendo este avaliado quanto ao pH, cor, odor, consistência, sedimentação, flutuação e prova de redução pelo azul de metileno. Também foram colhidas amostras de sangue venoso para hemogasometria, além da coleta dos dados da pedometria (número de passos) e produção de leite diária das vacas. Os dados obtidos foram tabulados e submetidos à análise de correlação. Nenhum animal avaliado apresentou alterações no pH ruminal, bem como não foram encontrados distúrbios do desequilíbrio ácido básico, pois os valores de pH sanguíneo, PCO2, TCO2, HCO3- e EB estavam dentro da normalidade, durante a análise hemogasométrica. A pedometria foi efetiva como método de triagem para as vacas acometidas de afecções podais, pois se observou a redução no número de passos devido à dor, correlacionada a menor produção leiteira. Contudo, a identificação destas afecções, somente foi possível mediante exame clínico específico dos dígitos. A ocorrência das afecções podais em 49,5% do rebanho deveu-se aos fatores de riscos presentes na propriedade, como o concreto abrasivo e instalações inadequadas, associados também a possível ocorrência de acidose ruminal subaguda, não diagnosticada pela metodologia utilizada. A correlação entre os valores do pH ruminal, pedometria e hemogasometria se mostrou eficiente para o diagnóstico precoce das afecções podais e também no estabelecimento da etiologia destas enfermidades. A laminite subclínica acometeu primariamente as vacas do rebanho, considerando a etiologia multifatorial desta afecção, ocorrência e distribuição das enfermidades podais diagnosticadas.


#7 - Blood gas parameters and acid-base balance of kids from normal delivery, 32(Supl.a):9-14

Abstract in English:

ABSTRACT.- Camargo D.G., Yanaka R., Bovino F., Bregadioli T., mendes l.c.n., perió j.r. & Feitosa F.L.F. 2012. [Blood gas parameters and acid-base balance of kids from normal delivery.] Parâmetros hemogasométricos e equilíbrio ácido-básico de cabritos nascidos de partos normais. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(Supl.1):9-14. Departamento de Clínica e Cirurgia e Reprodução Animal, Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista, Rua Clóvis Pestana 793, Araçatuba, SP 16050, Brazil. E-mail: leydsonf@fmva.unesp.br The extra-uterine life adaptation is a critical period for the newborn. Several changes occur in different organ systems including respiratory function and acid-base balance. The aim of this study was to hypothesize the occurrence of acidosis in newborn kids and obtain blood gas and acid-base parameters of kids in the first 24 hours of life. For this, 33 goat kids of both sexes were used. The blood samples were collected by jugular venipuncture immediately after birth, 5, 10, 15 minutes and 24 hours of life. The blood pH, oxygen partial pressure (pO2), carbon dioxide partial pressure (pCO2), total carbon dioxide (TCO2), bicarbonate concentration (HCO3), base excess (BE) and oxygen saturation (SO2) were determined with a portable blood gas analyzer. Significant differences were observed between the moments in all variables of the kids blood gas values. The newborn kids had respiratory acidosis during the immediate post-partum period, normalizing at 24 hours of life.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Camargo D.G., Yanaka R., Bovino F., Bregadioli T., mendes l.c.n., perió j.r. & Feitosa F.L.F. 2012. [Blood gas parameters and acid-base balance of kids from normal delivery.] Parâmetros hemogasométricos e equilíbrio ácido-básico de cabritos nascidos de partos normais. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(Supl.1):9-14. Departamento de Clínica e Cirurgia e Reprodução Animal, Faculdade de Medicina Veterinária de Araçatuba, Universidade Estadual Paulista, Rua Clóvis Pestana 793, Araçatuba, SP 16050, Brazil. E-mail: leydsonf@fmva.unesp.br A adaptação à vida extra-uterina é período crítico para o recém-nascido. Inúmeras alterações ocorrem em diferentes sistemas e órgãos, incluindo a função respiratória e o equilíbrio ácido-básico. O presente trabalho objetivou constatar a ocorrência de acidose em cabritos recém-nascidos e obter parâmetros gasométricos e ácido-básicos dos mesmos, até as 24 horas de vida. Para tanto, foram utilizados 33 cabritos, sem distinção de sexo. Amostras sanguíneas foram colhidas por venopunção jugular, imediatamente após o nascimento, aos cinco, dez e 15 minutos, e às 24 horas de vida, para determinação do pH, pressão parcial de oxigênio (pO2), pressão parcial de dióxido de carbono (pCO2), dióxido de carbono total (TCO2), concentração de bicarbonato (HCO3), excesso de bases (BE) e a saturação de oxigênio (sO2) utilizando-se analisador portátil de gases sanguíneos. Observaram-se diferenças significativas entre os momentos nos valores gasométricos dos cabritos em todas as variáveis estudadas. Os cabritos recém-nascidos apresentaram acidose respiratória no período pós-parto imediato, normalizando-se às 24 horas de vida.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV