Resultado da pesquisa (26)

Termo utilizado na pesquisa parto

#1 - Effect of different doses of dexamethasone on labor in Santa Inês ewes and its influence on the onset of labor and the expulsion of fetal membranes

Abstract in English:

The induction of labor aims to concentrate births to follow up better the parturient and the first care to the neonates. However, even if the labor induction technique with dexamethasone administration has been successfully described since the late 1970s, few studies report the technique of birth development and neonatal vitality in Santa Inês sheep. This study aimed to evaluate the efficiency of dexamethasone use in two doses (8 and 16mg) in labor induction of Santa Inês ewes at 145 days of gestation and to evaluate its effects on the birth characteristics. In this study, 58 ewes were used, raised in an extensive system in the experimental farms of UFBA, with confirmation pregnancy after fixed-time artificial insemination or controlled breeding. These female ewes were separated into three groups according to the dose of dexamethasone administered (G1 = 0mg, G2 = 8mg, and G3 = 16mg). From these births, 79 lambs were born. This study analyzed the period from induction of labor to birth, fetal presentation at birth, the weight of the placenta, and the period for placenta expulsion. The data were analyzed by the Statistical Analysis System (SAS v.9.1.3®, 2002), and the significance level considered for all analyzes was 5%. Births of induced groups occurred on average at 48.4±22.17 hours after induction, while the females with non-induced labor gave birth 131.96±41.9 hours on average after the placebo application (P<0.05), confirming the efficiency of both doses for induction of labor. The period from induction to birth did not differ (P>0.05) between the doses used. There were no differences in delivery about the fetal static relation, time to placental attachment, and weight. With this study, it can be concluded that the induction at 145 days of gestation with eight or 16mg of dexamethasone is a useful technique and does not alter the labor in Santa Inês sheep.

Abstract in Portuguese:

A indução do parto visa concentrar os nascimentos para melhor acompanhamento das parturientes e primeiros cuidados aos neonatos. Contudo, mesmo que a técnica de indução de parto, com administração de dexametasona, tenha sido descrita com sucesso desde o final da década de 70, existem estudos escassos que relatam a influência desta técnica sobre o parto em ovinos da raça Santa Inês. Dessa forma, o objetivo do estudo foi avaliar a eficácia da dexametasona em duas doses (8 e 16mg), para a indução do parto de ovelhas Santa Inês com 145 dias de gestação e avaliar os seus efeitos nas características de desencadeamento e finalização do parto. Para este estudo foram utilizadas 58 ovelhas, criadas em sistema extensivo nas fazendas experimentais da UFBA, com prenhez confirmada após inseminação artificial em tempo fixo ou monta controlada. Essas fêmeas foram separadas em três grupos, de acordo com a dose de dexametasona administrada (G1 = 0mg, G2 = 8mg e G3 = 16mg). Destes partos nasceram 79 cordeiros. Foram avaliados o período em horas da indução do parto aos nascimentos, a apresentação fetal ao nascimento, assim como o peso da placenta e o período para o delivramento. Os dados foram analisados pelo pacote estatístico Statistical Analysis System (SAS v.9.0®, 2002) sendo considerado para todas as análises o nível de significância de 5%. Os nascimentos dos grupos induzidos ocorreram em média com 48,4±22,1 horas após a indução, enquanto que as fêmeas com parto não induzido pariram em média 131,96±41,9 horas após aplicação do placebo (P<0,05), confirmando a eficácia de ambas as doses para indução do parto. O período da indução até o parto não diferiu (P>0,05) entre as doses utilizadas. Não ocorreram diferenças no parto em relação à estática fetal, tempo para o delivramento e peso da placenta nos diferentes grupos. Com este estudo, conclui-se que a indução de parto em ovelhas aos 145 dias de gestação com oito e 16 mg de dexametasona é uma técnica eficaz e que não altera o trabalho de parto nas ovelhas da raça Santa Inês.


#2 - Serum proteinogram and biochemistry of Holstein cows in the peripartum period

Abstract in English:

In face of the few reports found in national literature analyzing the potential influence of parturition number in serum proteinogram and biochemical profile in the peripartum period of high yielding dairy cows, the aim of the present study was to comparatively evaluate the dynamics of these serum constituents’ concentrations in blood samples obtained from primiparous and multiparous Holstein cows, 60 and 30 days prepartum and in the day of parturition. Data were analyzed by repeated measures variance analysis (ANOVA) and differences between groups and moments were analyzed by Tukey’s test. Results were considered significant when P<0.05. Parity influenced levels of total protein, albumin, globulins, magnesium, cholesterol, which were higher in multiparous cows, as well as concentrations of ceruloplasmin, total calcium, chloride and alkaline phosphatase activity, which were higher in primiparous cows. Parturition influenced serum concentrations of ceruloplasmin (+58%), transferrin (-25%), haptoglobin (+33%), total protein (-17%), globulins (-25%), immunoglobulin A (-43%), immunoglobulin G (-24%), total calcium (-12%), inorganic phosphorus (-10%), chloride (+5%), sodium (+4%), cholesterol (-23%), triglycerides (-38.6%), as well as activities of aspartate aminotransferase (+14%) and alkaline phosphatase (+28%). A decrease in serum levels of total calcium, inorganic phosphorus, cholesterol and triglycerides was more pronounced in multiparous than in primiparous cows. These results demonstrate that the interpretation of proteinogram and serum constituents should take into consideration lactation number and the moment of parturition as relevant factors in high yielding dairy cows in the transition period.

Abstract in Portuguese:

Diante da escassez de relatos encontrados na literatura nacional quanto à potencial influência do número de parições sobre o proteinograma sérico e perfil bioquímico no período periparto de vacas leiteiras de alta produção, o objetivo do presente estudo foi avaliar comparativamente a dinâmica de constituintes séricos em amostras de sangue obtidas de vacas da raça Holandesa primíparas e pluríparas, 60 e 30 dias pré-parto e no dia do parto. Os resultados foram avaliados por análise de variância (ANOVA) com medidas repetidas no tempo e as diferenças entre grupos e entre momentos foram analisadas pelo teste de Tukey, sendo os resultados considerados significativos quando P<0,05. O número de parições influenciou os teores de proteína total, albumina, globulinas, magnésio e colesterol, que foram maiores em vacas pluríparas, bem como as concentrações de ceruloplasmina, cálcio total, cloreto e atividade de fosfatase alcalina, que foram maiores em vacas primíparas. O número de parições influenciou as concentrações séricas de ceruloplasmina (+58%), transferrina (-25%), haptoglobina (+33%), proteína total (-17%), globulinas (-25%), imunoglobulina A (-43%), imunoglobulina G (-24%), cálcio total (-12%), fósforo (-10%), cloretos (+5%), sódio (+4%), colesterol (-23%), triglicérides (-38.6%), bem como as atividades de aspartato aminotransferase (+14%) e fosfatase alcalina (+28%). A diminuição do teor sérico de cálcio total, fósforo, colesterol e triglicérides foi mais acentuada em vacas pluríparas do que em vacas primíparas. Esses resultados mostram que a interpretação do proteinograma e dos constituintes séricos deve levar em consideração o número de lactações e a ocorrência do parto como fatores relevantes em vacas leiteiras de alta produção no período de transição.


#3 - Different energy sources during the primiparous dairy cow transition period and its effects on blood metabolites and hormones, 38(8):1691-1695

Abstract in English:

ABSTRACT.- Artunduaga M.A.T., Lima J.A.M., Azevedo R.A., Lana A.M.Q., Fortes R.V.S, Faria B.N. & Coelho S.G. 2018. [Different energy sources during the primiparous dairy cow transition period and its effects on blood metabolites and hormones.] Diferentes fontes energéticas durante o período de transição de vacas primíparas e os seus efeitos sobre metabólitos sanguíneos e hormônios. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1691-1695. Departamento de Zootecnia, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 30123-970, Brazil. E-mail: rafaelzooufmg@gmail.com The aim of this study was to compare the effects of glycogenic supply or lipogenic diets on blood metabolites and hormones in primiparous dairy cows (n=40) during the transition period. The animals were randomly assigned to four treatments: control, calcium salts of polyunsaturated fatty acids (Megalac-E, 100g prepartum and 250g postpartum), roasted soybeans (400g prepartum and 800g postpartum) and propylene glycol (300ml pre- and postpartum). The supplements were provided individually. Blood samples were taken to determine plasma concentrations of insulin, glucose, non-esterified fatty acids (NEFA) and IGF-I. The glucose and insulin concentrations were higher in calcium salts of polyunsaturated fatty acids treatment. The highest concentration of NEFA was observed in the control group. The plasma concentrations of IGF-I were higher for the treatments with lipogenic supplements. Adding calcium salts of polyunsaturated fatty acids diet was able to ease the hormonal and metabolic changes of the transition period features.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Artunduaga M.A.T., Lima J.A.M., Azevedo R.A., Lana A.M.Q., Fortes R.V.S, Faria B.N. & Coelho S.G. 2018. [Different energy sources during the primiparous dairy cow transition period and its effects on blood metabolites and hormones.] Diferentes fontes energéticas durante o período de transição de vacas primíparas e os seus efeitos sobre metabólitos sanguíneos e hormônios. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(8):1691-1695. Departamento de Zootecnia, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 30123-970, Brazil. E-mail: rafaelzooufmg@gmail.com Objetivou-se com este estudo comparar os efeitos do fornecimento de dietas glicogênicas ou lipogênicas sobre metabolitos sanguíneos e hormônios em vacas primíparas (n=40) durante o período de transição. Os animais foram aleatoriamente distribuídos em quatro tratamentos: controle, sais de cálcio de ácidos graxos poli-insaturados (Megalac-E, 100g pré-parto e 250g pós-parto), soja tostada (400g pré&#8209;parto e 800g pós-parto) e propilenoglicol (300ml pré e pós&#8209;parto). Os suplementos foram fornecidos individualmente. Foram realizadas coletas de sangue para determinação das concentrações plasmáticas de insulina, glicose, ácidos graxos não esterificados (AGNE) e IGF-I. As concentrações de insulina e de glicose foram maiores nos animais do tratamento com sais de cálcio de ácidos graxos poli-insaturados. A maior concentração de AGNE foi observada no grupo controle. A concentração plasmática de IGF-I foi mais elevada para os animais do tratamento que receberam suplementos lipogênicos. A adição de sais de cálcio de ácidos graxos poli-insaturados a dieta foi capaz de amenizar as mudanças hormonais e metabólicas características do período de transição.


#4 - Evaluation of passive immunity transfer and serum constituents of Santa Ines lambs born of single and twin pregnancies in the semiarid region of Paraiba, Brazil

Abstract in English:

This study is concerned with an evaluation of the influence of mode of birth on the transfer of passive immunity and some serum constituents to newborn lambs, naturally fed with colostrum, breed in the semiarid region of the State of Paraiba (Brazil) on an extensive system. Thirty-four clinically healthy Santa Ines lambs were employed, identified and weighted immediately after birth, and divided into two experimental groups of seventeen animals each. The PS group (nine males and eight females) included lambs born of single pregnancies and the PG group (six males and eleven females) comprised of lambs born of twin pregnancies. The colostrum intake occurred naturally and voluntarily at their mothers. Forty-eight hours after birth, 10 mL of blood were collected in siliconized tubes from each animal by puncture of the jugular vein, and maintained under vacuum. After centrifugation, aliquots of sera were separated and kept frozen at -15°C until analyzed. For the comparative study of serum constituents, two experimental groups were formed, distributed in a completely randomized lineation, 2x2 factorial (type of birth and sex). The data were subjected to analysis of variance, whose means were compared by Tukey test at 5%. The serum activities of AST and GGT, and the total protein serum, albumin, urea, creatinine, calcium, phosphorus and magnesium concentrations were determined by using sets of commercial reagents; the samples were read by an automatic spectrophotometer. The serum activities of AST, GGT and serum concentrations of total protein, albumin and globulins of the PS and PG lambs groups were not influenced by the type of pregnancy and sex. From the serum concentration of total protein, FTIP was found in the lambs of PG group, using the value of 5.0g/dL as the cutoff point. With the exception of calcium, serum concentrations of urea, creatinine, phosphorus and magnesium showed the same pattern. Although these constituents did not showed significant differences between groups and sex, higher values were observed in animals born of single pregnancies, suggesting that the absence of competition for the voluntary ingestion of colostrum may have been the determining factor. It can be concluded that lambs born twin deliveries and breed extensively in the semiarid region of the State of Paraiba failed to transfer passive immunity and showed significant reduction in serum levels of some biochemical constituents, indicating the need for human interference in these cases.

Abstract in Portuguese:

O presente trabalho teve por objetivo avaliar a influência do tipo de parto sobre a transferência de imunidade passiva e de alguns constituintes séricos de cordeiros recém-nascidos, alimentados naturalmente com colostro materno, criados no semiárido paraibano em sistema extensivo. Foram utilizados 34 cordeiros clinicamente sadios, da raça Santa Inês, os quais foram identificados e pesados imediatamente após o nascimento e separados em dois grupos experimentais com 17 animais cada. O grupo PS (nove machos e oito fêmeas) formado por animais nascidos de partos simples e o grupo PG (seis machos e onze fêmeas) formado por cordeiros nascidos de partos gemelares. A ingestão de colostro se deu de forma natural e voluntária em suas respectivas mães. Foram coletados 10 mL de sangue de cada animal, mediante punção da veia jugular, em tubos siliconizados a vácuo, 48 horas após o nascimento. Após centrifugação, as alíquotas de soro foram separadas e permaneceram congeladas a -15°C até o momento das análises. Para o estudo comparativo dos constituintes séricos, foram constituídos dois grupos experimentais distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, no esquema fatorial 2x2 (tipo de parto e sexo). Os dados obtidos foram submetidos à análise de variância, cujas médias foram comparadas pelo teste de Tukey a 5%. Foram determinadas as atividades séricas das enzimas aspartato aminotransferase (AST) e gamaglutamiltransferase (GGT) e as concentrações séricas de proteína total, albumina, ureia, creatinina, cálcio, fósforo e magnésio, utilizando-se conjuntos de reagentes comerciais e as leituras das amostras em espectrofotômetro automático. As atividades séricas de AST, GGT e as concentrações séricas de proteína total, albumina e globulinas dos cordeiros dos grupos PS e PG não foram influenciadas pelo tipo de gestação e sexo. A partir da concentração sérica de proteína total, verificou-se falha de transferência de imunidade passiva (FTIP) nos cordeiros do grupo PG, utilizando-se o valor 5,0g/dL como ponto de corte. Com exceção do cálcio, as concentrações séricas da ureia, creatinina, fósforo e magnésio apresentaram o mesmo padrão de comportamento. Embora esses constituintes não tenham apresentado diferença significativa entre os grupos estudados e o sexo, pôde-se observar valores mais elevados nos animais nascidos de partos simples, sugerindo que a ausência de concorrência pela ingestão voluntária de colostro materno pode ter sido o fator determinante. Pode-se concluir que cordeiros Santa Inês nascidos de partos gemelares e criados extensivamente no semiárido paraibano apresentam falha na transferência de imunidade passiva e alterações/diminuições marcantes nos teores séricos de alguns constituintes bioquímicos, suscitando a necessidade de interferência humana nestes casos.


#5 - Retained placenta and subclinical endometritis: prevalence and relation with reproductive performance of crossbred dairy cows

Abstract in English:

This study aimed to evaluate the effects of type of calving (eutocic vs. dystocic), season of the year (rainy vs. dry) on retained placenta (RP) and subclinical endometritis (SE) prevalence, to verify the relation between these diseases, as well as its effects on culling rate, days open and number of AI/conception. Retention of fetal membranes was recorded on first day postpartum. Endometrial cytology was performed between 30 and 80 days in milk (DIM) and positive cases were considered ≥5% neutrophils. Data were analysed by logistic regression and analysis of variance on Minitab program (P<0.05). The prevalence of RP was 14.93% (69/462) and of SE was 27.49% (127/462). A tendency of effect of RP on SE prevalence was detected (P=0.10). Dystocia increased RP prevalence (P<0.05). Cows that calved during rainy months had greater SE prevalence (P<0.05). RP increased culling rate (P<0.05), calving to conception interval (P<0.05) and number of AI/conception (P<0.05), although SE occurrence did not affect these variables (P>0.05). In conclusion, RP tended to be a risk factor for SE, dystocia is a predisposing factor for RP and calvings that happens during rainy period increases SE. There is a negative impact on reproductive efficiency of crossbred dairy cows that had retained placenta.

Abstract in Portuguese:

Objetivou-se avaliar os efeitos do tipo de parto (eutócico vs. distócico) e do período do ano (chuvoso vs. seco) sobre a prevalência de retenção de placenta (RP) e de endometrite subclínica (ES), verificar a relação entre as duas patologias, e os efeitos dessas sobre a taxa de descarte, o período de serviço (PS) e número de IA/concepção. A RP foi avaliada no primeiro dia pós-parto (DPP). A citologia endometrial foi realizada entre 30 e 80 DPP, considerando positivos casos contendo acima de 5% de neutrófilos. Os dados foram analisados por regressão logística e análise de variância no programa Minitab (P<0,05). A prevalência de RP foi de 14,93% (69/462) e de ES de 27,49% (127/462). Foi detectada tendência de efeito (P=0,10) da RP sobre a prevalência da ES. Partos distócicos aumentaram a prevalência de RP e vacas que pariram nos meses chuvosos tiveram maior prevalência de ES (P<0,05). A RP elevou a taxa de descarte (P<0,05), a duração do período de serviço (P<0,05) e o número de IA por concepção (P<0,05), enquanto a ES não afetou essas variáveis (P>0,05). Conclui-se que a retenção de placenta tende a ser um fator de risco para endometrite subclínica, distocia predispõe à retenção de placenta e partos ocorridos no período chuvoso aumentam os casos de endometrite subclínica. Há um impacto negativo na eficiência reprodutiva de vacas leiteiras mestiças acometidas por retenção de placenta.


#6 - Oxidative state of ewes with different number of parity during gestation and lactation, 37(12):1405-1410

Abstract in English:

ABSTRACT.- Salinas-Rios T., Sánchez-Torres Esqueda M.T., Díaz-Cruz A., Cordero-Mora J.L., Guinzberg-Perrusquía R., Rabanales-Morales J.L., Figueroa-Velasco J.L. & Hernández-Bautista J. 2017. Oxidative state of ewes with different number of parity during gestation and lactation. Pesquisa Veterinaria Brasileira 37(12):1405-1410. Colegio de Postgraduados, Carretera México-Texcoco Km 36.5, Montecillo, Texcoco, Estado de México, 56230, México. E-mail: teresa@colpos.mx This study was conducted to assess the changes in some indicators of oxidative status during pregnancy and lactation in sheep of different parity. Dorset x Suffolk ewes were classified by number of parity: 1, 2 and &#8805;4. They were sampled before pregnancy and on the first, second, third, and fourth months, then on day 143 of pregnancy, as well as on day 5 after birth and after one month of lactation. Antioxidant capacity was found to have two reductions, the first during the second month of pregnancy and the second on day 5 of lactation. Susceptibility to lipid oxidation decreased with an increased number of parturitions. A reduction in lipid oxidation was observed on day 143 of gestation relative to the other samplings during gestation and lactation. Total glutathione peroxidase activity increased when the two reductions in antioxidant capacity took place. Ascorbic acid decreased during lactation and gestation; the lowest values were recorded in the third month of gestation. It is concluded that susceptibility to lipid oxidation decreases with the number of parturitions and that in ewes, during gestation and lactation, there is a mechanism that prevents lipid oxidation involving changes in antioxidant capacity, glutathione peroxidase and ascorbic acid.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Salinas-Rios T., Sánchez-Torres Esqueda M.T., Díaz-Cruz A., Cordero-Mora J.L., Guinzberg-Perrusquía R., Rabanales-Morales J.L., Figueroa-Velasco J.L. & Hernández-Bautista J. 2017. Oxidative state of ewes with different number of parity during gestation and lactation. [Estado oxidativo na gestação e lactação de ovelhas com diferentes números de partos.] Pesquisa Veterinaria Brasileira 37(12):1405-1410. Colegio de Postgraduados, Carretera México-Texcoco Km 36.5, Montecillo, Texcoco, Estado de México, 56230, México. E-mail: teresa@colpos.mx Este estudo foi conduzido para avaliar as mudanças em alguns indicadores do estado oxidativo durante a gestação e lactação em ovelhas com diferentes números de partos. Ovelhas Dorset x Sufolk foram classificadas pelo número de partos: 1, 2 e &#8805;4. Amostras foram coletadas antes da prenhez e no primeiro, segundo, terceiro e quarto mês e no dia 143 de gestação, assim como no dia 5 após o parto e com um mês de lactação. Encontrou-se que a capacidade antioxidativa teve duas reduções, a primeira durante o segundo mês de gestação e a segunda no dia 5 de lactação. A atividade total da glutationa peroxidase aumentou quando se deram as reduções de capacidade antioxidante. O ácido ascórbico diminuiu durante a gestação e lactação, com o valor mais baixo foi no terceiro mês de gestação. Conclui-se que a suscetibilidade a oxidação diminui com o número de partos, e que nas ovelhas durante a gestação e lactação há um mecanismo que previne a oxidação lipídica ocasionando mudanças na capacidade antioxidante, e das atividades glutationa peroxidase e ácido ascórbico.


#7 - Comparative hematological analysis of Morada Nova and Santa Inês ewes in all reproductive stages, 37(4):408-414

Abstract in English:

ABSTRACT.- Bezerra L.R., Oliveira W.D.C., Silva T.P.D., Torreão J.N.C., Marques C.A.T., Araújo M.J. & Oliveira R.L. 2017. Comparative hematological analysis of Morada Nova and Santa Inês ewes in all reproductive stages. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(4):408-414. Departamento de Zootecnia, Universidade Federal do Piauí, Bom Jesus, PI 64 900-000, Brazil. E-mail: tairon.mvet@gmail.com Hematologic analysis provides reliable information on the health status of animals. It is an important variable in the assessment of adaptive and productive capacity of breeds under unfavorable environmental conditions. It is an assessment that combined with other genetic and environmental factors and management can become useful for the future sustainability of mainstream agriculture in a hot environment. Adaptive capacity is affected by some factors such as breed, pregnancy and lactation. Therefore, hematological profile is an important indicator of animal health and production. The objective of this study was to perform the comparative hematological analysis of Santa Inês and Morada Nova breeds (native ewes from Brazil) in all different reproductive stages. Twenty Santa Ines and 20 Morada Nova sheep distributed in a completely randomized design in a split-plot arrangement over time were used. To obtain blood counts, blood samples were collected by jugular venipuncture every 14 days, always in the morning, before the animals were released into the pasture. The Morada Nova breed had higher hemoglobin and total leukocyte count than Santa Inês breed. Regarding the influence of pregnancy and puerperium on the eritrogram, there was an increment in red blood cell, hemoglobin and packed cell volume of both breeds in middle pregnancy. However, had a reduction in late pregnancy. There were a reestablishment of the blood cell counts during the puerperium period. It was verified an increase on neutrophil: lymphocyte ratio indicated that ewes in the late pregnancy, postpartum and puerperium were under stress conditions compared to others reproductive stages. The total plasma proteins also increased during this period to compensate for the high nutritional requirements of the fetus, and these levels remained high until the end of the puerperal phase, when the lambs were weaned. The pregnancy and puerperium influenced all erythrocyte indices and changed the total leukocyte count.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Bezerra L.R., Oliveira W.D.C., Silva T.P.D., Torreão J.N.C., Marques C.A.T., Araújo M.J. & Oliveira R.L. 2017. Comparative hematological analysis of Morada Nova and Santa Inês ewes in all reproductive stages. [Análise hematológica comparativa de ovelhas Morada Nova e Santa Inês em todos os estágios reprodutivos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 37(4):408-414. Departamento de Zootecnia, Universidade Federal do Piauí, Bom Jesus, PI 64 900-000, Brazil. E-mail: tairon.mvet@gmail.com A análise hematológica fornece informação confiável sobre a saúde dos animais. É uma variável importante na avaliação da capacidade adaptativa e produtiva das raças sob condições ambientais desfavoráveis. É uma avaliação que aliada a outros fatores genéticos, ambientais e de manejo pode se tornar cada vez mais útil para a sustentabilidade futura da agricultura convencional em um ambiente quente. A capacidade adaptativa é afetada por alguns fatores como raça, gestação e lactação. Portanto, o perfil hematológico é um indicador importante da saúde e produção animal. O objetivo deste estudo foi realizar a análise hematológica comparativa de ovelhas Morada Nova e Santa Inês (ovelhas nativas do Brasil) em todos os estágios reprodutivos. Foram utilizadas 20 ovelhas Santa Inês e 20 Morada Nova distribuídas em um delineamento inteiramente casualizado, em parcelas subdivididas e medidas repetidas no tempo. Para a análise do sangue, foram coletadas amostras por venopunção jugular a cada 14 dias, sempre colhidas pela manhã, antes que os animais fossem soltos no pasto. A raça Morada Nova apresentou maior teor de hemoglobina e contagem total de leucócitos que a raça Santa Inês. Em relação à influência da gestação e do puerpério sobre o eritrograma, observou-se que houve um incremento dos valores da contagem dos eritrócitos, hematócrito e hemoglobina até o terço médio da gestação, reduzindo no final da gestação e restabelecendo novamente no período puerperal. Foi verificado um aumento na relação neutrófilo/linfócito indicando que ovelhas no final da gestação, no pós-parto e puerpério estavam sob condição de estresse comparado com os outros estágios reprodutivos. As proteínas plasmáticas totais também aumentaram durante o período gestacional para compensar os altos requisitos nutricionais do feto, e estes níveis permaneceram elevados até ao final da fase de puerpério quando os cordeiros foram desmamados. A gestação e o puerpério influenciaram todos os índices eritrocitários com alteração da contagem total de leucócitos.


#8 - Metabolic profile of clinically healthy Jersey cows, 37(2):195-203

Abstract in English:

ABSTRACT.- Alvarenga P.B., Rezende A.L., Justo F.B., Rezende S.R., Cesar J.C.G., Santos, R.M., Mundim A.V. & Saut J.P.E. 2017. [Metabolic profile of clinically healthy Jersey cows.] Perfil metabólico de vacas Jersey clinicamente saudáveis. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):195-203. Laboratório de Saúde em Grandes Animais, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia, Av. Pará 1720, Bloco 2T, Campus Umuarama, Bairro Umuarama, Uberlândia, MG 38400-902, Brazil. E-mail: jpsaut@ufu.br The understanding of animal metabolism is important for the success of livestock activity. The aim of this study was to determine the serum biochemical profile of clinically healthy Jersey cows in pre and postpartum, housed in semi-intensive production system in Uberlândia, Minas Gerais, Brazil. Clinical examination and blood collection from 40 multiparous lactating dairy cows, between -150 days prepartum up to 60 days postpartum (DPP) were performed. At the laboratory, serum parameters of total proteins, albumin, globulins, urea, creatinine, non-esterified fatty acids (NEFA), &#946;-hydroxybutyrate (BHBA), triglycerides, cholesterol, high density lipoprotein (HDL), very low density lipoproteins (VLDL), low density lipoproteins (LDL), aspartate aminotransferase (AST), gamma-glutamyl transferase (GGT), creatine kinase (CK), calcium, phosphorus and magnesium were analyzed. To the total of cows (n=40) enrolled, only 21 cows were complied with the inclusion criterias. It was proceeded the Tukey test for parametric data, and to the nonparametric data it was held the Kruskal Wallis test for the comparison between days evaluated. There was no interference of negative energy balance and subclinical hypocalcemia in the occurrence of uterine diseases and reproductive performance. In conclusion, Jersey cows have biochemical profile characterized by hyperglobulinemia during peripartum, and high levels of triglycerides, but without impaired liver function and reproductive performance.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Alvarenga P.B., Rezende A.L., Justo F.B., Rezende S.R., Cesar J.C.G., Santos, R.M., Mundim A.V. & Saut J.P.E. 2017. [Metabolic profile of clinically healthy Jersey cows.] Perfil metabólico de vacas Jersey clinicamente saudáveis. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(2):195-203. Laboratório de Saúde em Grandes Animais, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Federal de Uberlândia, Av. Pará 1720, Bloco 2T, Campus Umuarama, Bairro Umuarama, Uberlândia, MG 38400-902, Brazil. E-mail: jpsaut@ufu.br O conhecimento do metabolismo dos animais é de suma importância para se obter sucesso em qualquer atividade que envolva rebanhos. Objetivou-se determinar o perfil bioquímico sérico de vacas Jersey clinicamente saudáveis no pré e pós-parto, mantidas em sistema de criação semi-intensivo na região de Uberlândia, Minas Gerais, Brasil. Realizou-se o exame clínico e coleta de sangue de 40 vacas da raça Jersey multíparas e lactantes em 15 momentos, entre -150 dias pré-parto até 60 dias pós-parto (DPP). No laboratório, foram analisadas as concentrações séricas de proteínas totais, albumina, globulinas, ureia, creatinina, ácidos graxos não esterificados (NEFA), &#946;-hidroxibutirato (BHBA), triglicerídeos, colesterol, lipoproteínas de alta densidade (HDL), lipoproteínas de muita baixa densidade (VLDL), lipoproteínas de baixa densi­dade (LDL), aspartato aminotransferase (AST), gama-glutamil transferase (GGT), creatina quinase (CK), cálcio, fósforo e magnésio. Dos 40 animais, apenas 21 vacas atenderam aos critérios de inclusão e seus dados foram utilizados. Procedeu-se o teste de Tukey para os dados paramétricos e para os dados não paramétricos realizou-se o teste de Kruskal Wallis na comparação entre os momentos avaliados. Não houve interferência do balanço energético negativo e da hipocalcemia subclínica na ocorrência de doenças uterinas e no desempenho reprodutivo. Concluiu-se que vacas da raça Jersey apresentam perfil bioquímico caracterizado por hiperglobulinemia durante o periparto, além de níveis elevados de triglicérides, entretanto, sem comprometimento da função hepática e desempenho reprodutivo.


#9 - Changes in hematological parameters during the gestation period and postpartum in Saanen goats raised in southern Espirito Santo, Brazil, 36(Supl.1):15-20

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pacheco A., Quirino C.R., Madella-Oliveira A.F., Menário Costa W., Rua M.A.S. & Vega W.H.O. 2016. [Changes in hematological parameters during the gestation period and postpartum in Saanen goats raised in southern Espirito Santo, Brazil.] Alterações nos parâmetros hematológico durante a gestação e no pós-parto de cabras da raça Saanen criadas no sul do Espírito Santo. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):15-20. Laboratório de Reprodução e Melhoramento Genético Animal, Universidade Estadual do Norte Fluminense, Av. Alberto Lamego 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes, RJ 28013-602, Brazil. E-mail: apvuff@yahoo.com.br The aim of this study was to evaluate the hematological profile of Saanen goats at different stage of pregnancy and postpartum. For this study were uses 24 pregnant goats and 10 non-pregnant Saanen raised in intensive conditions in the Alegre city, Espirito Santo state. Samples were collected from 60 to 135 days of gestation, with intervals of 15 days between collections. After parturition were performed two more collections, also with intervals of 15 days. The blood samples were refrigerated until arrival at the laboratory. It was possible to perform the red blood cell (RBC) count, packed cell volume (PCV), hemoglobin, mean cell volume (MCV), mean corpuscular hemoglobin concentration (MCHC) and the white blood cell (WBC) count, on an automatic analyzer and the blood smears were stained whit panoptic stain for differential WBC counts. After analyzing results it can be seen that in goats assessed no influence of gestation, delivery and postpartum on the order of the values of the erythrocyte. All evaluated parameters except MCV, decreased with advancing gestation until fifteen days after birth, with the largest changes occurred in late pregnancy. The WBC and differential also showed significant differences according to the physiological stage of the females. The average values of WBC were 10579 e 15836 leukocytes/mm3. Non pregnant females showed higher WBC, with decreasing gestation until 15 days of postpartum. Thirty days postpartum increased the value of WBC, resembling the values of non-pregnant goats. The absolute values of segmented neutrophils followed the same trend of WBC. the number of lymphocytes showed decrease a 120 days of pregnancy, increasing from thirty days postpartum. The number of eosinophil was not changed according to the physiological state and the number of basophils was higher in non-pregnant females. For monocytes results were generally higher in non-pregnant goats and 120-135 days of gestation. With respect to parity other was observed that females with more than four birth a lower values of PVC, there were no differences in the other parameters of the erythrocyte. WBC was higher in goats with four deliveries, mainly due the increase of neutrophils, whereas the number of lymphocytes was lower in these goats. Already the number of lymphocytes was lower in goats with four birth. The results showed the influence of pregnancy, postpartum and the order of birth of the Saanen females studied on the hematological parameters and the need for studies to determine references values of blood cell counts for each type of goats breed.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pacheco A., Quirino C.R., Madella-Oliveira A.F., Menário Costa W., Rua M.A.S. & Vega W.H.O. 2016. [Changes in hematological parameters during the gestation period and postpartum in Saanen goats raised in southern Espirito Santo, Brazil.] Alterações nos parâmetros hematológico durante a gestação e no pós-parto de cabras da raça Saanen criadas no sul do Espírito Santo. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):15-20. Laboratório de Reprodução e Melhoramento Genético Animal, Universidade Estadual do Norte Fluminense, Av. Alberto Lamego 2000, Parque Califórnia, Campos dos Goytacazes, RJ 28013-602, Brazil. E-mail: apvuff@yahoo.com.br O objetivo deste estudo foi avaliar o perfil hematológico de cabras da raça Saanen em diferentes fases da gestação e no pós-parto. Para sua realização foram utilizadas 24 cabras gestantes e 10 não gestantes da raça Saanen, criadas em condições intensivas no município de Alegre, Espírito Santo. As amostras foram coletadas dos 60 aos 135 dias de gestação, com intervalos de 15 dias entre as coletas. Após a parição foram realizadas mais duas coletas, também com intervalos de 15 dias. As amostras de sangue coletadas foram refrigeradas até a chegada ao laboratório, onde foi realizado o eritrograma e a leucometria global em analisador automático e as contagens diferenciais em esfregaço sanguíneo. Após análise dos resultados pode-se observar que, nas cabras avaliadas, houve influência do período de gestação, do pós-parto e da ordem de parto sobre os valores do eritrograma. Todos parâmetros avaliados, exceto VGM, diminuiram com o avançar da gestação até os quinze dias pós-parto, sendo que as maiores alterações ocorreram no final da gestação. A leucometria global (LG) e específica também apresentaram diferenças significativas de acordo com o estado fisiológicos das fêmeas. Os valores médios de LG foram de 10.579 a 15.836 leucócitos/mm3. Fêmeas não gestantes apresentaram maiores valores de LG, diminuindo com a gestação até os 15 dias do pós-parto. Trinta dias pós-parto o valor de LG aumentou, assemelhando-se aos valores das cabras não gestantes. Os valores absolutos de neutrófilos segmentados seguiram a mesma tendência da LG. A quantidade de linfócitos apresentou diminuição a partir dos 120 dias de gestação, aumentando a partir dos trinta dias pós-parto. A quantidade de eosinófilos não sofreu alteração de acordo com o estado fisiológico e a quantidade de basófilos foi maior em fêmeas não gestantes. Para monócitos os resultados foram em geral superiores nas cabras não gestantes e com 120 a 135 dias de gestação. Com relação a ordem de parição observou-se que fêmeas com mais de quatro partos apresentaram menores valores de VG, não havendo diferenças nos outros parâmetros do eritrograma. A LG foi maior na cabras com quatro partos, principalmente devido ao aumento de neutrófilos, enquanto que a quantidade de linfócitos foi menor nestas cabras. Os resultados encontrados evidenciaram a influência da gestação, do pós-parto e da ordem de parto das fêmeas da raça Saanen estudadas sobre os parâmetros hematológicos e também a necessidade da realização de estudos para se determinar os valores de referência do hemograma dos caprinos para cada tipo de criação, estado fisiológico e raça.


#10 - Partial budget analysis of prepartum antimicrobial therapy and Escherichia coli J5 vaccination of dairy heifers and their effect on milk production and milk quality parameter, 36(2):77-82

Abstract in English:

ABSTRACT.- Vargas R.T., Souza F.N., Brito M.A.V.P., Brito J.R.F., Leite M.O., Fonseca L.M., Sampaio I.B.M. & Cerqueira M.M.O.P. 2016. Partial budget analysis of prepartum antimicrobial therapy and Escherichia coli J5 vaccination of dairy heifers and their effect on milk production and milk quality parameters. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):77-82. Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 30123-970, Brazil. E-mail: nogueirasouza@yahoo.com.br This study aimed to determine whether prepartum antimicrobial and/or Escherichia coli J5 vaccination in dairy heifers influence the milk production, milk quality, and estimate their economic benefit. Thus, 33 dairy heifers were enrolled in four groups using a split-splot design. Groups were: (G1) prepartum antimicrobial infusion and vaccination with an E. coli J5 bacterin, (G2) prepartum antimicrobial infusion, (G3) vaccination with an E. coli J5 bacterin, and (G4) control heifers. Composite milk samples for somatic cell count, total bacteria count and milk composition were collected 15 days after calving and every 15 days until the end of the experiment. Bacteriological analysis was carried out at the end of study. The milk production and the incidence of clinical cases of mastitis, as well as the costs associated with them were recorded. The results demonstrate a reduction on clinical mastitis rates by preventive strategies, which implicated in lower volume of discarded milk (0.99, 1.01, 1.04 and 3.98% for G1, G2, G3 and G4, respectively) and higher economic benefit. Thus, in well-managed dairy herds the prevention of heifer mastitis by vaccination or antimicrobial therapy can reduce the amount of antimicrobials needed to treat clinical mastitis cases and the days of discarded milk.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Vargas R.T., Souza F.N., Brito M.A.V.P., Brito J.R.F., Leite M.O., Fonseca L.M., Sampaio I.B.M. & Cerqueira M.M.O.P. 2016. Partial budget analysis of prepartum antimicrobial therapy and Escherichia coli J5 vaccination of dairy heifers and their effect on milk production and milk quality parameters. [Análise econômica da terapia antimicrobiana no pré-parto e da vacinação com Escherichia coli J5 em novilhas leiteiras e seu efeito sobre a produção e qualidade de leite.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(2):77-82. Departamento de Tecnologia e Inspeção de Produtos de Origem Animal, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Belo Horizonte, MG 30123-970, Brazil. E-mail: nogueirasouza@yahoo.com.br O presente estudo objetivou realizar uma análise econômica do tratamento antimicrobiano no pré-parto e/ou da vacinação com Escherihia coli J5 em novilhas leiteiras, e seu efeito sobre a produção e qualidade de leite. Portanto, utilizou-se o delineamento split-splot em esquema fatorial, no qual 33 novilhas da raça Holandesa foram divididas aleatoriamente em quatro grupos: (G1) antimicroianoterapia no pré-parto e vacinação com E. coli J5, (G2) antimicrobianoterapia no pré-parto, (G3) vacinação com E. coli J5 e (G4) controle. Amostras compostas de leite foram coletadas para contagem de células somáticas, contagem bacteriana total e composição do leite 15 dias após o parto, e a cada 15 dias até o término do experimento. A análise bacteriológica do leite foi realizada ao término do experimento. A produção de leite e a incidência dos casos clínicos de mastite, assim como, os custos associados à antimicrobianoterapia no pré-parto e/ou vacinação com E. coli J5 foram registrados. Os resultados demonstraram redução dos casos clínicos de mastite com a implementação das medidas preventivas resultando no menor volume de leite descartado (0,99, 1,01, 1,04 e 3,98% para os animais dos grupos G1, G2, G3 e G4, respectivemente) e maior benefício econômico. Desta forma, em rebanhos bem manejados, a implementação da antimicrobianoterapia no pré-parto e vacinação com E. coli J5 e novilhas pode reduzir a quantidade de antimicrobianos necessário para o tratamento de casos de mastite clínica durante a lactação, resultando em menor número de dias em que o leite é descartado.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV