Resultado da pesquisa (15)

Termo utilizado na pesquisa rins

#1 - Biochemical, endocrine, and histopathological profile of liver and kidneys of sheep with pregnancy toxemia

Abstract in English:

The objective of the present study was to characterize the biochemical, hormonal, and mineral profile, and histopathology of the liver and kidneys, related to the severity of natural cases of pregnancy toxemia (PT) in sheep. A total of 45 sheep with PT were analyzed at the “Clínica de Bovinos”, Campus Garanhuns-UFRPE. The animals were submitted to clinical examination, followed by the collection of blood and urine. A necropsy was performed on thirteen animals that died and a histopathological examination was performed on samples of liver and kidneys. Increased creatinine, urea, glucose, fructosamine, non-esterified fatty acids, β-hydroxybutyrate, cortisol, chlorine, amylase, aspartate aminotransferase, gamma-glutamyltransferase, and folic acid were found, whereas insulin, potassium, and total and ionizable calcium presented low values for the species. Total protein, albumin, globulin, sodium, magnesium, and vitamin B12 remained within the normal range. In the macroscopic analysis of the liver, it was possible to observe an increase in organ and border size, yellowish coloration and parenchyma that varied from firm to friable. Vacuolation of the hepatocytes and renal tubular cells was observed. Metabolic disorders in sheep associated with hepatic and renal lesions are more apparent in overweight animals. With the greater impairment in hepatic and renal function, the clinical prognosis of animals with a high body score should be considered reserved.

Abstract in Portuguese:

Objetivou-se caracterizar o perfil bioquímico, hormonal, mineral e a histopatologia hepática e renal, relacionando com a severidade de casos naturais de toxemia da prenhez (TP) em ovelhas. Analisou-se 45 ovelhas na Clínica de Bovinos, Campus Garanhuns-UFRPE, com TP. Foram submetidas ao exame clínico, seguido de coleta de sangue e urina. Treze animais que vieram a óbito foram necropsiados, nas amostras de fígado e rins realizou-se exame histopatológico. Revelou-se elevação de creatinina, ureia, glicose, frutosamina, ácidos graxos não esterificados, β-hidroxibutirato, cortisol, cloro, amilase, aspartato aminotransferase, gama glutamiltransferase e ácido fólico, enquanto insulina, potássio, cálcio total e ionizável apresentaram valores abaixo para os da espécie. A proteína total, albumina, globulina, sódio, magnésio e vitamina B12 mantiveram-se dentro da normalidade. Na análise macroscópica do fígado, pôde-se observar aumento de tamanho do órgão e dos bordos, coloração amarelada e parênquima que variava de firme a friável. Observou-se vacuolização dos hepatócitos e das células tubulares renais. Os transtornos metabólicos nas ovelhas associados às lesões hepáticas e renais são mais aparentes nos animais com sobrepeso. Com o maior comprometimento da função hepática e renal, o prognóstico clínico dos animais com escore corporal elevado há de ser considerado reservado.


#2 - A new experimental model of intrinsic denervation in ileum from wistar rats through intramural microinjections of benzalkonium chloride

Abstract in English:

Extensive literature is available about the intrinsic denervation of segments of the digestive tube through the application of CB in the serosa of the viscera. However, this technique has some disadvantages like causing peritonitis, flanges and high mortality, limiting its use in humans. The aim of the present study was to evaluate the feasibility of benzalkonium chloride (CB) to induce intrinsic chemical denervation, through applications of CB in the intramural ileum of wistar rats, as well as deepen the knowledge about the evolution of neuronal injury caused in the process. We used 40 rats, divided into two groups (control-GC and benzalkonium GB) of 20 animals each, divided into four sub-groups according to the time of postoperative assessment of 24, 48 hours, 30 and 90 days. The animals were submitted to intramural microinjections of sterile saline solution 0.9% (GC) or benzalkonium chloride (GB) in ileal portion, and subsequent histopathological analysis and immunohistochemistry for evaluation of neuronal injury. A significant decrease (p<0.05) was found of the neuronal myenteric count over time in groups, GB3, GB4 and GB2. The specific positive immunolabeling for H2AX and Caspase-3 confirmed the results obtained in the histopathological evaluation, denoting the ignition of irreversible cell injury in 24 hours, evolving into neuronal apoptosis in 48 hours after application of the CB 0.3%. Under the conditions in which this work was conducted, it can be concluded that the application of CB 0.3% by means of microinjections intramural in the ileal wall is able to induce intrinsic chemical denervation of the diverticulum of wistar rats and that the main mechanism of neuronal death is induction of apoptosis.

Abstract in Portuguese:

Existe vasta literatura sobre a desnervação intrínseca de segmentos do tubo digestório através da aplicação de CB na serosa da víscera. Entretanto, essa técnica tem a desvantagem de causar peritonite, formação de bridas e alta mortalidade, não sendo factível para eventuais utilizações em humanos. O objetivo do presente estudo foi avaliar a viabilidade do Cloreto de benzalcônio (CB) induzir desnervação química intrínseca, por meio de aplicações intramurais em íleo de ratos wistar, além de aprofundar o conhecimento sobre a evolução da lesão neuronal causada neste processo. Foram utilizados 40 ratos, distribuídos em dois grupos (controle- GC e benzalcônio GB) de 20 animais cada, subdivididos em quatro subgrupos de acordo com o tempo de avaliação pós-operatória de 24, 48 horas, 30 e 90 dias. Os animais foram submetidos à microinjeções intramurais de solução salina estéril 0,9% (GC) ou de cloreto de benzalcônio (GB) em porção ileal, e posterior análise histopatológica e imuno-histoquímica, para avaliação da lesão neuronal. Houve diminuição significativa (p<0,05) na contagem neuronal mientérica ao longo do tempo nos grupos GB2, GB3 e GB4. A imunomarcação específica positiva para H2AX e Caspase-3 confirmou os resultados obtidos na avaliação histopatológica, denotando início da lesão celular irreversível em 24 horas, evoluindo para apoptose neuronal em 48 horas após a aplicação do CB 0,3%. Nas condições em que este trabalho foi conduzido, é possível concluir que a aplicação de CB 0,3% por meio de microinjeções intramurais na parede ileal é capaz de induzir desnervação química intrínseca da porção ileal de ratos wistar e que o principal mecanismo de morte neuronal é a indução de apoptose.


#3 - Comparison of three diagnostic methods for Salmonella enterica serovars detection in chicken rinse

Abstract in English:

Salmonella detection is a key point in food safety testing, because of the frequent association of this pathogen with food poisoning in humans. The standard bacteriological tests currently used for Salmonella-detection are time-consuming; therefore, there is a need to develop alternative methods to accelerate the detection. In order to accelerate Salmonella diagnosis, we used the immunomagnetic separation assay associated with bacteriophage P22 for the rapid detection of the following Salmonella serovars in chicken rinses of drumsticks, artificially contaminated with 5, 10, and 100 CFU/25mL of bacteria: Salmonella enterica subsp. enterica serovar Heidelberg (S. Heidelberg), Salmonella enterica subsp. enterica serovar Enteritidis (S. Enteritidis) and Salmonella enterica subsp. enterica serovar Typhimurium (S. Typhimurium). The efficiency of the technique, represented by the time required for detection of positive and negative samples, was compared with that of the standard diagnostic tests used for this pathogen, the bacteriological assay and the polymerase chain reaction (PCR)-based test. This study confirmed the ability of the bacteriophage-associated immunomagnetic separation assay to identify 99.6% of Salmonella-positive samples of the three serovars tested. In contrast, the bacteriological assay and PCR-based test detected 95.1% and 98.5% of the Salmonella-positive samples respectively.

Abstract in Portuguese:

A detecção de Salmonella é um ponto crucial para a segurança alimentar, devido a frequente associação deste patógeno com infecções alimentares em humanos. O método padrão para detecção de Salmonella é o bacteriológico, mas o tempo requerido para o processamento das amostras e o diagnóstico final é longo, por isso existe a necessidade de desenvolvimento de métodos alternativos que visem acelerar esta etapa. Para isto utilizamos a separação imunomagnética associada ao bacteriófago P22 como técnica de detecção rápida para os seguintes sorovares de Salmonella: Salmonella enterica subsp. enterica sorovar Heidelberg (S. Heidelberg), Salmonella enterica subsp. enterica sorovar Enteritidis (S. Enteritidis) e Salmonella enterica subsp. enterica sorovar Typhimurium (S. Typhimurium), os quais foram inoculados artificialmente em lavados de sobre‑coxas de frango nas seguintes concentrações: 5, 10 e 100 UFC/25mL. A eficiência da técnica, representada pelo tempo requerido para detecção de amostras positivas ou negativas, foi comparado com os testes rotineiramente utilizados para detecção de Salmonella, o exame bacteriológico e a reação em cadeia da polimerase (PCR). Este estudo confirmou a capacidade do teste de separação imunomagnética associado a bacteriófago, o qual identificou 99,6% das amostras positivas para Salmonella, dos três sorovares testados. Já o bacteriológico e PCR identificaram respectivamente 95,1% e 98,5% das amostras positivas.


#4 - B-mode and Doppler ultrasonography in the renal evaluation of dogs undergoing computed tomography after intravenous administration of different iodinated contrast media, 37(7):759-772

Abstract in English:

ABSTRACT.- Martín C.M., Kogika M.M., Miyashiro S.I. & Fonseca-Pinto A.C.B.C. 2017. [B-mode and Doppler ultrasonography in the renal evaluation of dogs undergoing computed tomography after intravenous administration of different iodinated contrast media.] Ultrassonografia modo B e Doppler na avaliação renal de cães submetidos à tomografia computadorizada após administração intravenosa de diferentes meios de contraste iodado. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(7):759-772. Programa de Pós-Graduação em Clínica Cirúrgica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: cmmartin@uol.com.br Contrast-induced nephropathy (CIN) is an acute disease, secondary to intravascular administration of iodinated contrast media (ICM). The most important mechanisms of this nephropathy are intrarenal prolonged vasoconstriction, medular hypoxia, and ischemia associated with renal tubular damage due to contrast cytotoxicity. Owing to the limited information available in veterinary literature regarding these mechanisms this study aims to compare the renal effects of intravenous administration of two nonionic ICM of different osmolarities in groups of dogs with risk factors for CIN development, by using a B-mode, color, power- and pulsed-wave Doppler ultrasonography, and other laboratory tests, in order to indirectly estimate the nephrotoxic potential of each contrast. The following two groups were established according to the nonionic ICM used: the GIH group [11 dogs administered iohexol (low osmolarity)] and the GID group [seven dogs administered iodixanol (iso-osmolarity)]. Both the groups were administered the same dose (600mgI/kg/IV). The following renal aspects were evaluated before administration of ICM (baseline) and after 1h30min, 24h, and 48h: renal morphometry (length and volume), renal morphology, cortical echogenicity, renal perfusion, and intrarenal vascular resistance (resistive and pulsatility indices); in addition, urinalysis was performed, and urinary gamma-glutamyl transferase:creatinine ratio (GGT:C), urinary protein:creatinine ratio (UPC), and serum creatinine were also measured. Both groups showed similar characteristics with respect to the length, volume, UPC ratio, urinalysis, and serum creatinine levels. No similarity was observed with respect to the pulsatility index (PI) in both the groups and there were no significant differences between baseline and 1h30min, 24h and 48h time points. With respect to the IR and urinary GGT:C, both groups showed no similarity, and significant increases were observed in the resistive index (RI) and urinary GGT:C only in the GIH group, 1h30min after contrast administration. In conclusion, RI can be used to monitor intrarenal hemodynamics, and along with the urinary GGT:C, revealed that iohexol had higher nephrotoxic potential than iodixanol. Thus, iodixanol is considered a favorable option for dogs with risk factors for CIN development.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Martín C.M., Kogika M.M., Miyashiro S.I. & Fonseca-Pinto A.C.B.C. 2017. [B-mode and Doppler ultrasonography in the renal evaluation of dogs undergoing computed tomography after intravenous administration of different iodinated contrast media.] Ultrassonografia modo B e Doppler na avaliação renal de cães submetidos à tomografia computadorizada após administração intravenosa de diferentes meios de contraste iodado. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(7):759-772. Programa de Pós-Graduação em Clínica Cirúrgica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Orlando Marques de Paiva 87, Cidade Universitária, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: cmmartin@uol.com.br A nefropatia induzida por contraste (NIC) é uma doença de caráter agudo, secundária à administração intravascular de meios de contraste iodado (MCI). Dentre os mecanismos fisiopatológicos desta enfermidade destacam-se a vasoconstrição intrarrenal prolongada, consequente redução da perfusão renal, hipóxia e isquemia medulares, associada ao dano tubular renal devido à citotoxicidade do contraste. Frente à existência de poucas informações relacionadas a estes mecanismos na literatura médico-veterinária, objetivaram-se comparar os efeitos renais da administração intravenosa de MCI não iônicos de diferentes osmolaridades, em grupos de cães com fatores de risco para o desenvolvimento da NIC, por meio das avaliações ultrassonográficas modo B, Doppler colorido, de amplitude e pulsado, pareada aos exames laboratoriais, a fim de estimar indiretamente o potencial nefrotóxico de cada contraste. Constituíram-se dois grupos de acordo com o MCI utilizado: o grupo GIH [11 cães receberam iohexol (baixa osmolaridade)] e o grupo GID [sete cães receberam iodixanol (isosmolar)]. Administrou-se a dose de 600mgI/kg/IV em ambos. Avaliaram-se os seguintes aspectos renais antes da administração do MCI (momento basal) e após 1h30min, 24 horas e 48 horas: morfometria (comprimento e volume), morfologia, ecogenicidade cortical e perfusão renais e resistência vascular intrarrenal (índices hemodinâmicos de resistividade e pulsatilidade). Realizou-se ainda exame de urina e se mensuraram as razões gama-glutamil transferase:creatinina (GGT:C) e proteína:creatinina (RPC) urinárias e a concentração sérica de creatinina. Os grupos apresentaram comportamentos similares para comprimento, volume, RPC, exame de urina e creatinina sérica. Em relação ao índice de pulsatilidade (IP), os grupos apresentaram comportamentos não similares, mas sem diferenças significantes entre o momento basal e os demais. Para o índice de resistividade (IR) e a razão GGT:C urinária, os grupos revelaram comportamentos não similares e se constataram aumentos significantes do IR e da razão GGT:C urinária no período de 1h30min após a administração do contraste, somente para o grupo que recebeu iohexol. Concluiu-se que o IR pode ser utilizado para monitorar a hemodinâmica intrarrenal, visto que junto com a razão GGT:C urinária, demonstrou a existência de maior potencial nefrotóxico do iohexol, quando comparado ao iodixanol. Dessa forma, considera-se o uso do iodixanol, opção favorável para cães com fatores de risco para o desenvolvimento da NIC.


#5 - Ultrasound features of liver, gallbladder kidneys, urinary bladder and jejunum in young and adult rabbits, 37(4):415-423

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva K.G., Nascimento L.V., Tasqueti U.I., Andrade C., Froes T.R. & Sotomaior C.S. 2017. [Ultrasound features of liver, gallbladder kidneys, urinary bladder and jejunum in young and adult rabbits.] Características ultrassonográficas de fígado, vesicular biliar, rins, vesicular urinária e jejuno em coelhos jovens e adultos. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(4):415-423. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, BR-376 Km 14, São José dos Pinhais, PR 83010-500, Brazil. E-mail: cristina.sotomaior@pucpr.br This study described characteristics and measurements of the liver, gallbladder, kidney, urinary bladder and jejunum of young and adults New Zealand White (NZW) rabbits. The young rabbits’s group was composed of 39 rabbits of both sexes (20 males and 19 females), weaned at 30-31 days of age, and the evaluations carried out at 35, 56 and 77 days of age. The adults group was composed of 23 females and 15 males, with more than 6 months of age, and one ultrasonographic evaluation per animal. The exam consisted in the evaluation of liver, gallbladder, right and left kidneys, jejunum and urinary bladder. All the animals were weighed before the evaluations. The average weight increased (p<0.05) from 35 days to adults. Both in adult and in young rabbits, the liver presented predominantly isoechogenic in relation of right kidney and with homogeneous texture. The gallbladder had an elongated ovoid shape, ranging for pear-shaped to almond, with anechogenic content, not being visible in 2.6% of young rabbits and 26.3% of adults. The length and width were 1.06 and 0.39; 1.44 and 0.53; 1.41 and 0.58; 1.57 and 0.67cm, respectively at 35, 56, 77 days and adults. For young and adults rabbits, the gallbladder and the left and right kidneys were positively correlated (p<0.05) with weight. The kidneys had an ellipse shape with smooth surface, increasing (p>0.05) from 35 days to adulthood. There was a positive correlation (p<0.05) between the right and left kidney volumes. The description of urinary bladder more frequently (86%) observed was anechogenic content, with small free echogenic structure within the lumen, both in young and in adult rabbits. There was no difference (p>0.05) in the thickness of the layers of the jejunum among ages, with the mean of 0.23cm for all animals. With the results, the first Brazilian ultrasonographic data for liver, gallbladder, kidney, jejunum and urinary bladder were defined to NZW rabbits in 35, 56 and 77days of life, as well as adults.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva K.G., Nascimento L.V., Tasqueti U.I., Andrade C., Froes T.R. & Sotomaior C.S. 2017. [Ultrasound features of liver, gallbladder kidneys, urinary bladder and jejunum in young and adult rabbits.] Características ultrassonográficas de fígado, vesicular biliar, rins, vesicular urinária e jejuno em coelhos jovens e adultos. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(4):415-423. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Pontifícia Universidade Católica do Paraná, BR-376 Km 14, São José dos Pinhais, PR 83010-500, Brazil. E-mail: cristina.sotomaior@pucpr.br O presente trabalho descreveu características e comparou mensurações do fígado, vesícula biliar, rins, vesícula urinária e jejuno de coelhos da raça Nova Zelândia Branco (NZB) jovens e adultos. O grupo dos jovens foi composto por 39 coelhos de ambos os sexos (20 machos e 19 fêmeas), desmamados aos 30-31 dias de idade, sendo as avaliações realizadas aos 35, 56 e 77 dias de idade. O grupo dos adultos foi composto por 23 fêmeas e 15 machos, com idade superior a 6 meses, sendo realizada uma avaliação ultrassonográfica por animal. O exame consistiu na avaliação do fígado, vesícula biliar, rins direito e esquerdo, jejuno e vesícula urinária. Todos os animais foram pesados antes dos exames. O peso médio dos animais aumentou (p<0,05) dos 35 dias até a idade adulta. Tanto nos adultos quanto nos jovens, o fígado apresentou-se predominantemente isoecogênico ao rim direito e com textura homogênea. A vesícula biliar apresentou-se em formato ovoide alongado, variando de piriforme à amendoado, com conteúdo anecogênico, não sendo visível em 2,6% dos coelhos jovens e em 26,3% dos adultos. O comprimento e a largura da vesícula biliar nas idades de 35, 56, 77 dias e adultos foram: 1,06 e 0,39; 1,44 e 0,53; 1,41 e 0,58; 1,57 e 0,67cm, respectivamente. Considerando jovens e adultos, as mensurações da vesícula biliar e dos rins esquerdo e direito apresentaram correlação positiva (p<0,05) com o peso. Os rins apresentaram-se no formato de elipse e com superfície regular, com aumento (p<0,05) dos 35 dias à idade adulta. Houve correlação positiva (p<0,05) entre os volumes renais direito e esquerdo. A descrição da vesícula urinária mais encontrada (86%) foi a com conteúdo anecogênico, com pequenas estruturas ecogênicas livres no lúmen, tanto em jovens quanto em adultos. Não houve diferença (p>0,05) da espessura das camadas do jejuno entre as idades, apresentando média de 0,23 cm para todos os animais. Estes são os primeiros dados brasileiros de características ultrassonográficas de fígado, vesícula biliar, rins, jejuno e vesícula urinária para coelhos NZB de 35, 56 e 77 dias de vida e adultos.


#6 - B-Mode and pulsed Doppler sonography of kidney in healthy sheep according to age, 36(6):545-550

Abstract in English:

ABSTRACT.- Santarosa B.P., Ferreira D.O.L., Belotta A.F., Dias A., Mamprim M.J. & Gonçalves R.C. 2016. B-Mode and pulsed Doppler sonography of kidney in healthy sheep according to age. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(6):545-550. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus Botucatu, Distrito de Rubião Junior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: biancasantarosavet@gmail.com There is no standardization in the literature of kidney length in sheep at different ages, as there are few studies about the access with the Doppler triplex ultrasound for the renal vascularization in this species. Eighty healthy sheep of three age groups of Ile de France and White Dorper breed were used: 20 lambs, 30 yearlings and 30 adults (8 rams and 22 ewes). Renal healthiness of the animals was confirmed by serum biochemical tests of urea and creatinine, and by observation of renal architecture with conventional ultrasound, besides measurement of vital parameters. A portable ultrasound (My LabTM30 Vet Gold Esaote®, Esaote Healthcare) device was used, with a convex transducer with 3.5MHz frequency. After identification of the kidneys in two-dimensional mode, the measurement of length in the sagittal section was performed in all sheep (n=80). Then color Doppler was activated for visualization of renal and interlobar arteries of the right kidney, and the resistivity index (RI) of the yearlings (n=30) and ewes (n=22) was measured. Biochemical tests remained within normal limits and renal architecture was preserved. The values &#8203;&#8203;of the right and left renal length were different between the groups, increasing with age (4.34cm and 4.31cm in lambs; 6.08cm and 6.23cm in yearlings; 7.57cm and 7.37cm in adults, respectively). Median values of RI of the renal artery were statistically different (p<0.05) between the groups of yearlings (0.57) and ewes (0.52). The median RI of the interlobar artery was similar in yearlings (0.58) and ewes (0.54).

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Santarosa B.P., Ferreira D.O.L., Belotta A.F., Dias A., Mamprim M.J. & Gonçalves R.C. 2016. B-Mode and pulsed Doppler sonography of kidney in healthy sheep according to age. [Ultrassonografia Modo-B e Doppler pulsado dos rins de ovinos hígidos de acordo com a idade.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(6):545-550. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus Botucatu, Distrito de Rubião Junior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: biancasantarosavet@gmail.com Não há na literatura padronização do comprimento renal de ovinos, em diferentes idades, assim como existem poucos trabalhos sobre a vascularização renal nesta espécie. Utilizaram-se no total 80 ovinos hígidos de três faixas etárias, das raças Ile de France e White Dorper: 20 cordeiros, 30 borregos e 30 adultos (8 carneiros e 22 ovelhas). A higidez renal dos animais foi comprovada por exames bioquímicos séricos de ureia e creatinina e pela observação da arquitetura renal. Utilizou-se aparelho de Ultrassom portátil (My LabTM30 Vet Gold Esaote®, Esaote Healthcare), com transdutor convexo de frequência de 3,5MHz. Após identificação dos rins no modo bidimensional, foi realizada a mensuração do comprimento no corte sagital em todos os ovinos. Em seguida, Doppler colorido foi ativado para visualização das artérias renal e interlobar do rim direito, e mensurou-se o índice de resistividade dos borregos (n=30) e ovelhas (n=22). Os exames bioquímicos permaneceram dentro da normalidade e a arquitetura renal estava preservada. Os valores do comprimento renal direito e esquerdo foram diferentes entre os grupos, sendo crescente conforme a idade (4,34 e 4,31 em cordeiros, 6,08 e 6,23 em borregos, 7,57 e 7,37 em adultos). As medianas do IR da artéria renal foi estatisticamente diferente (p<0,05) entre os grupos dos borregos (0,57) e ovelhas (0,52). A mediana do IR da artéria interlobar não apresentou diferença entre borregos (0,58) e ovelhas (0,54).


#7 - Morphometric study on the kidneys of domestic cats (Felis catus), 36(4):329-338

Abstract in English:

ABSTRACT.- Agopian R.G., Guimarães K.P., Fernandes R.A., Silva M.V.M., Righetti M.M.S., Prisco C.R.D., Bombonato P.P. & Liberti E.A. 2016. [Morphometric study on the kidneys of domestic cats (Felis catus).] Estudo morfométrico em rins de felinos domésticos (Felis catus). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(4):329-338. Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: rafael.agopian@gmail.com Renal health has over the last few years called attention of veterinarians, because the chronic failure of the kidneyu is a major cause of morbidity and mortality in cats. This paper proposes biometric characterization of the kidneys from cats, Felis catus, on the macroscopic aspects (length, height, width, weight and volume), mesoscopic (height of the cortex and medulla, and their inter-relationship) and microscopic (glomerular volume) in order to establish possible differences arising from age, gender and bilateral symmetry. It where used 30 kidneys of animals from specie Felis catus (cat), 15 males and 15 females with ages between 3 months to 15 years, divided into three groups: group 1 (3-9 months), group 2 (3 - 5 years) and group 3 (above 10 years). The kidneys were photographed, weighed, measured and processed for histology. The glomerular volume was obtained by stereology. The macroscopic data allowed to observe a morphometric and morphologic impartiality when compared sides, regardless of group and sex, about the length, height, width, weight and kidney volume. Significant difference was detected between males and females regardless of age for length, height, weight and volume, except for the width. There was a significant difference for all parameters considering the age: length, height, width, weight and volume. Wasnt detected signficant diferences between left and right kdney measurements of cortex, medulla and their inter-relationship, when considered bilateral symmetry. No difference was detected between males and females in mesoscopy in the cortex, medulla and cortex interrelationship cortex/medulla. Regarding age, the measurement of the height of the cortex and the interrelationship cortex/medulla showed a significant difference, but this difference was not established to the medulla of the kidney. Significant differences were found between groups, males and females, compared to the volume occupied by the glomerulus on the parenchyma renal. In all of biometric techniques there wasnt differences between right and left kidneys. The macroscopic measurements showed that males had larger kidney when compared length, height, width, weight and volume than females. The age range is directly related to the size of the kidney, which grows in all dimensions, gets heavier and with higher volume when compared young adults, and shows morphometry stability in relation to adults and senile. The renal parenchyma did not differ between the sexes, but the height of the cortex and the medulla ratio increases with age. The volume of the renal glomerulus is higher in males than in females and also increases in with the age. The kidneys showed a predominance of type I collagen in group 1 and 2, and type III collagen in group 3.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Agopian R.G., Guimarães K.P., Fernandes R.A., Silva M.V.M., Righetti M.M.S., Prisco C.R.D., Bombonato P.P. & Liberti E.A. 2016. [Morphometric study on the kidneys of domestic cats (Felis catus).] Estudo morfométrico em rins de felinos domésticos (Felis catus). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(4):329-338. Departamento de Cirurgia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Av. Prof. Dr. Orlando Marques de Paiva 87, São Paulo, SP 05508-270, Brazil. E-mail: rafael.agopian@gmail.com A saúde renal tem ao longo dos últimos anos chamado atenção dos médicos veterinários, pois o comprometimento deste órgão na insuficiência renal crônica se apresenta como a maior causa de morbidade e mortalidade em felinos. O presente estudo propõe a caracterização biométrica dos rins de gatos, Felis catus, sob os aspectos macroscópicos (comprimento, altura, largura, peso e volume), mesoscópico (altura do córtex e da medula, e a sua inter-relação) e microscópica (volume glomerular), a fim de se estabelecer possíveis diferenças decorrentes de idade, sexo e simetria bilateral. Foram utilizados, rins de 30 animais da espécie Felis catus (gato deméstico), sendo 15 machos e 15 fêmeas com idade variando entre 3 meses a 15 anos, divididos em três grupos: grupo 1 (3-9 meses), grupo 2 (3-5 anos) e grupo 3 (acima de 10 anos). Os rins foram fotografados, pesados, mensurados e processados para histologia. O volume glomerular foi obtido através de estereologia. Os dados macroscópicos permitiram observar uma imparcialidade morfométrica e morfológica quando comparados os lados, independente do grupo e do sexo, sobre o comprimento, altura, largura, peso e volume dos rins. Para o sexo foi detectado diferença significante entre machos e fêmeas independente da faixa etária para comprimento, altura, peso e volume, com exceção da largura. Considerando a idade houve diferença significativa para todos os parâmetros: comprimento, altura, largura, peso e volume. Nas mensurações de córtex, medula e sua inter-relação, quando considerada a simetria bilateral, não foi detectada diferença significante entre rim direito e esquerdo. Para o sexo, não foi detectada diferença entre machos e fêmeas na mesoscopia no córtex, na medula e na inter-relação córtex/medula. Quanto à idade, a mensuração da altura do córtex e a inter-relação córtex/medula apresentou diferença significante, porém essa diferença não foi estabelecida para a medula do rim. Foram encontradas diferenças significantes entre grupos e entre machos e fêmeas, em relação ao volume ocupado pelo glomérulo no parênquima renal. Em todas as técnicas biométricas utilizadas não foram detectadas diferenças entre os rins direito e esquerdo. As mensurações macroscópicas mostraram que machos apresentaram um rim maior em comprimento, altura, largura, peso e volume do que as fêmeas. A faixa etária está diretamente relacionada ao tamanho do rim, que cresce em todas as dimensões, fica mais pesado e com maior volume quando comparados jovens e adultos, e se mostra estável morfometricamente em relação aos adultos e senis. O parênquima renal não difere entre os sexos, mas a altura do córtex e a relação com a medula aumentam com a idade. O volume do glomérulo renal é maior em machos do que em fêmeas e também aumenta em relação à idade. Os rins mostraram um predomínio de colágeno tipo I nos animais do grupo 1 e 2, e colágeno tipo III nos animais do grupo 3.


#8 - Ultrastructural lesions in the myocardium and kidneys of rabbits in experimental acute Amorimia exotropica poisoning, 36(3):161-166

Abstract in English:

ABSTRACT.- Soares M.P., Pavarini S.P., Barros S.S., Adrien M.L., Quevedo P.S., Schild A.L. & Driemeier D. 2016. Ultrastructural lesions in the myocardium and kidneys of rabbits in experimental acute Amorimia exotropica poisoning. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(3):161-166. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: gmpsoares@gmail.com Amorimia exotropica is an important plant associated with sudden death in cattle in Southern Brazil. In order to understand the mechanisms by which A. exotropica causes acute lesions in the heart and kidney of intoxicated animals, an experiment was conducted to determine the histopathology and ultrastructure of myocardial and renal lesions of intoxicated rabbits. After receiving 18g/kg of dried plant, six rabbits died suddenly. At necropsy, the liver was swollen and no other macroscopic lesions were observed. Histologically, centrolobular and midzonal hepatocytes were vacuolated. These vacuoles were strong PAS stained positive, suggesting that they corresponded to glycogen accumulations. In some regions of the ventricular septum and ventricles were found vacuoles of different sizes and the kidneys of two rabbits showed vacuolar degeneration on distal convoluted tubules. Ultrastructurally, the myocardium had cardiomyocytes swelling with separation of myofibrils bundles and rupture and disorganization of the sarcomeres. The mitochondria displayed swelling, disorganization, disruption of the mitochondrial cristae, and electron-dense matrix. Some mitochondria exhibited eccentric projections of their membranes with disruption of both outer and inner membranes. The sarcoplasmic reticulum had no alterations, whereas the T-tubule system was occasionally dilated and ruptured. The kidneys had mitochondrial swelling with disorganization and disruption of the mitochondrial cristae. The vacuoles result from the swelling of the endoplasmatic reticulum and usually were located between two basolateral infoldings and mitochondria, occurring preferentially around the nucleus. The myocytes and T system damages induced by A. exotropica result in acute heart failure and death. Furthermore, this mechanism of cardiotoxicity may be common to all plant containing monofluoroacetate.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Soares M.P., Pavarini S.P., Barros S.S., Adrien M.L., Quevedo P.S., Schild A.L. & Driemeier D. 2016. Ultrastructural lesions in the myocardium and kidneys of rabbits in experimental acute Amorimia exotropica poisoning. [Lesões ultra-estruturais no miocárdio e rins de coelhos na intoxicação experimental aguda por Amorimia exotropica.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(3):161-166. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: gmpsoares@gmail.com Amorimia exotropica é uma importante planta associada à morte súbita em bovinos no Sul do Brasil. Visando compreender os mecanismos pelos quais a A. exotropica provoca lesões agudas no coração e rins de animais intoxicados, foi conduzido uma intoxicação experimental em coelhos para determinar a histopatologia e ultraestrutura da lesão miocárdica e renal. Depois de receber 18g/kg de planta seca, seis coelhos morreram subitamente. Na necropsia, o fígado apresentava acentuação do padrão lobular. Os demais órgãos não apresentaram alterações macroscópicas. Histologicamente, os hepatócitos centrolobulares e mediozonais estavam vacuolizados e coraram-se fortemente com PAS. Em algumas regiões foram observados vacúolos de diferentes tamanhos no septo ventricular e ventrículos e os rins de dois coelhos mostraram degeneração vacuolar nos túbulos contorcidos distais. Ultraestruturalmente, o miocárdio apresentou cardiomiócitos tumefeitos com separação das bandas de miofibrilas e ruptura e desorganização dos sarcômeros. As mitocôndrias estavam tumefeitas exibindo desorganização das cristas mitocondriais, e a matriz estava eletrodensa. Algumas mitocôndrias exibiam projecções excêntricas das suas membranas com ruptura das membranas externas e internas. O retículo sarcoplasmático não tinha alterações, e os túbulos T estavam ocasionalmente dilatados e rompidos. Os rins apresentavam tumefação mitocondrial com desorganização e ruptura das cristas mitocondriais. Os vacúolos resultam da expansão do retículo endoplasmático e foram localizados geralmente entre duas invaginações basolaterais e as mitocôndrias, ocorrendo preferencialmente ao redor do núcleo. A lesão nos miócitos e o dano no sistema T induzido pela A. exotropica resultam na insuficiência cardíaca aguda e morte. Este mecanismo de cardiotoxicidade pode ser comum a todas as plantas contendo monofluoroacetato.


#9 - Renal and bladder ultrasound changes in feedlot sheep and supplemented with ammonium chloride, 34(Supl.1):99-106

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ferreira D.O.L., Santarosa B.P., Belotta A.F., Mamprim M.J., Silva A.A., Dias A., Chiacchio S.B. & Gonçalves R.C. 2014. [Renal and bladder ultrasound changes in feedlot sheep and supplemented with ammonium chloride.] Alterações ultrassonográficas renais e vesicais de ovinos confinados e suplementados com cloreto de amônio. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(Supl.1):99-106. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu. Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: ferreiradol@gmail.com The incidence of obstructive urolithiasis in sheep is high, especially in feedlot males, both for meat production, or the breeder of high genetic value. The urinary acidification is one of the methods for preventing this disease and can be performed efficiently with supplementation of ammonium chloride (AC) in the diet. It was used 100 male lambs, in a feedlot, crossbred (Ile de France X White Dorper), aged approximately three months. It was constituted three groups: Group 21AC (n=40) that received 400mg/kg/PV of ammonium chloride/animal/day for 21 consecutive days, the time of discontinuation of the urinary acidifiers (M3) and continued clinical follow until the end of the experiment (M6); Group 42AC (n=40), that received 400mg/kg/PV of ammonium chloride/animal/day for 42 consecutive days, Group control (n=20), that did not receive ammonium chloride throughout the experimental period. The feed consisted of total dry matter, composed of 15% ground hay and 85% concentrate, water and mineral salts ad libitum. After 14 days of adaptation to food and the environment, the moments (M) for clinical evaluation, and blood collection ultrasound examinations were performed with an interval of seven days, and M0 (immediately before the beginning of the treatment with ammonium chloride), M1 (seven days), M2 (14 days after), M3 (21 days after initiation of treatment and suspension of ammonium chloride in Group 21CA), M4 (28 days), M5 (35 days), and M6 (42 days), amounting to 56 days of feedlot. The serum urea and creatinine showed no change in renal function, although the urea was above the reference values for sheep. There were compatible ultrasound images with bladder stones and dilatation of the renal pelvis. In Group 21AC, 15% (6/40) of the animals had bladder stones; in Group 42AC 5% (2/40); and in Group control, 20% (4/20) of the lambs. It was visualized suggestive images of sediment and crystals in 31% (31/100) of examined animals. Ultrasonography allowed visualization of kidney and bladder abnormalities, which were not related to clinical symptoms of obstructive urolithiasis, appearing as an examination complement of great importance for the early detection of changes in the urinary system of sheep.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ferreira D.O.L., Santarosa B.P., Belotta A.F., Mamprim M.J., Silva A.A., Dias A., Chiacchio S.B. & Gonçalves R.C. 2014. [Renal and bladder ultrasound changes in feedlot sheep and supplemented with ammonium chloride.] Alterações ultrassonográficas renais e vesicais de ovinos confinados e suplementados com cloreto de amônio. Pesquisa Veterinária Brasileira 34(Supl.1):99-106. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Campus de Botucatu. Distrito de Rubião Júnior s/n, Botucatu, SP 18618-970, Brazil. E-mail: ferreiradol@gmail.com A incidência da urolitíase obstrutiva em ovinos é elevada, principalmente em machos confinados, tanto para produção de carne, quanto reprodutores de alto valor genético. A acidificação urinária é um dos métodos para prevenção desta enfermidade e pode ser realizada de forma eficaz com a suplementação de cloreto de amônio (CA) na dieta. Utilizaram-se 100 ovinos, machos não castrados, mestiços (Ile de France X White Dorper), confinados, com idade aproximada de três meses. Constituíram-se três grupos experimentais: Grupo 21CA (n=40) que recebeu 400mg/kg/PV de cloreto de amônio/animal/dia, por 21 dias consecutivos; Grupo 42CA (n=40) que foi suplementado com 400mg/kg/PV de cloreto de amônio/animal/dia, por 42 dias consecutivos; Grupo controle (n=20), que não recebeu CA. A alimentação consistiu de ração total, composta por 15% de feno triturado e 85% de concentrado, água e sal mineral ad libitum. Após 14 dias de adaptação à alimentação e ao ambiente, os Momentos (M) de avaliação clínica, colheita de sangue e exame ultrassonográfico foram realizados com intervalo de sete dias, sendo M0 (imediatamente antes do início do tratamento com cloreto de amônio), M1 (sete dias após), M2 (14 dias após), M3 (21 dias após o início do tratamento e suspensão do cloreto de amônio em Grupo 21CA), M4 (28 dias após), M5 (35 dias após) e M6 (42 dias após), totalizando 56 dias de confinamento. As dosagens de ureia e creatinina não evidenciaram alteração na função renal, embora a ureia estivesse acima dos valores de referência para espécie ovina. Observaram-se imagens ultrassonográficas compatíveis com cálculos vesicais e dilatação de pelve renal. No Grupo 21CA, 15% (6/40) dos animais apresentaram cálculos vesicais; no Grupo 42CA, 5% (2/40); e no Grupo controle, 20% (4/20) dos cordeiros. Visibilizaram-se também imagens sugestivas de sedimentos e cristais em 31% (31/100) dos animais examinados. A ultrassonografia permitiu a visibilização de alterações renais e vesicais, porém não relacionados ao quadro clínico de urolitíase obstrutiva, revelando-se como um exame complementar de grande relevância para o diagnóstico precoce de alterações no sistema urinário de ovinos.


#10 - Purification and characterization of avian cortical mitochondrial VDAC: identification of post-translational modifications of rat and avian neuronal porins, 32(12):1361-1366

Abstract in English:

ABSTRACT.- Vitale P.A.M., Crepaldi C.R., Tesch A.C., Albuquerque R. & César M.C. 2012. [Purification and characterization of avian cortical mitochondrial VDAC: identification of post-translational modifications of rat and avian neuronal porins.] Purificação e caracterização da VDAC de mitocôndrias corticais aviares: identificação de modificações pós-traducionais nas porinas neuronais murinas e aviares. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(12):1361-1366. Laboratório de Neurociência e Proteômica, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Universidade de São Paulo, Av. Duque de Caxias Norte 225, Pirassununga, SP 13635-900, Brazil. E-mail: mccesar@usp.br VDAC (voltage-dependent anion channel) is a pore forming protein from outer mitochondrial membrane. It has key functions on energetic metabolism, and cell death and survival. VDAC characterization is important for understanding mitochondrial interactions with cytosolic proteins, such as hexokinase (HK). HK-VDAC interaction supports preferential access to intramitochondrial ATP in neural cells. Brain HK interacts in different ways with VDAC. It results in two HK binding sites (A and B). VDAC isoforms differential metabolic roles may be explained by the presence of post-translational modifications. In this study we purified avian neuronal mitochondrial VDAC1. At same time we showed that VDACs 1 and 2 pI heterogeneity in rat and avian brains is due to phosphorylation. Purified VDAC had a molecular weight of 30 KDa. The purified VDAC submitted to phosphorylated protein staining on gel, was dephosphorylated. The knowledge of presence or absence of VDAC phosphorylation is important for understanding the molecular nature basis of A and B HK binding sites in brain mitochondria.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Vitale P.A.M., Crepaldi C.R., Tesch A.C., Albuquerque R. & César M.C. 2012. [Purification and characterization of avian cortical mitochondrial VDAC: identification of post-translational modifications of rat and avian neuronal porins.] Purificação e caracterização da VDAC de mitocôndrias corticais aviares: identificação de modificações pós-traducionais nas porinas neuronais murinas e aviares. Pesquisa Veterinária Brasileira 32(12):1361-1366. Laboratório de Neurociência e Proteômica, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Universidade de São Paulo, Av. Duque de Caxias Norte 225, Pirassununga, SP 13635-900, Brazil. E-mail: mccesar@usp.br A VDAC é uma porina presente na MME cuja função é crucial no metabolismo energético, sobrevivência e morte celular. A caracterização da VDAC torna-se importante para a compreensão das inter-relações da mitocôndria com os diferentes componentes citosólicos, tais como a HK. A ligação HK-VDAC favorece a utilização do ATP intramitocondrial em células neuronais, a HK cerebral pode interagir de formas diferentes com a VDAC, o que resulta em diferentes sítios de ligação (sítios A e B). Os variados papéis metabólicos das isoformas da VDAC podem ser explicados pela presença de alterações pós-traducionais. No presente trabalho purificamos a VDAC1 mitocondrial neuronal proveniente de cérebro aviar. Paralelamente, comprovamos que a presença de múltiplas formas das VDACs 1 e 2 em cérebros murino e aviar, seja devida à presença de modificações pós-traducionais, nomeadamente a fosforilação. A proteína isolada apresentou peso molecular de 30KDa. Quando submetida à eletroforese e posteriormente à coloração para a identificação de fosfoproteínas, a mesma mostrou-se desfosforilada. O conhecimento da presença, ou ausência de fosforilação das VDACs, reside na importância de estabelecer-se as bases moleculares ligadas à existência de sítios A e B nas mitocôndrias neuronais.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV