Resultado da pesquisa (22)

Termo utilizado na pesquisa reprodução

#1 - Experimental reproduction of congenital anomalies in the progeny of cows fed apple pomace during pregnancy

Abstract in English:

This study aimed to describe and discuss the results of an experiment carried out in two stages with pregnant cows fed 25kg/apple pomace/day. The first stage involved 16 pregnant Holstein Friesian cows divided into four groups: Group 0 - Control (5 cows); Group I - 1 month‑gestation (4 cows); Group II - 3 month-gestation (4 cows); Group III - 6 month‑gestation (3 cows) and was performed from September to December 2015. The second stage comprised 12 pregnant Holstein Friesian cows divided into three groups: Group 0 - Control (6 cows), Group I - 1 month-gestation (3 cows), and Group II - 3 month-gestation (3 cows) and was conducted from April 2016 to February 2017. All study animals received apple pomace at a dose of 25kg/day. As for the first experiment stage, a cow in Group III bred a calf with complete absence of the coccygeal vertebrae and tail, slight bending of the hind limbs, scoliosis in the thoracic spine, and limited mobility. At 30 days, it presented with diarrhea and underdevelopment, and was euthanized for necropsy. At gross examination, malformations were observed in the thoracic spine, coxofemural joint, and genitourinary tract. Regarding the second experiment stage, a cow in Group I gave birth to a calf with curved pelvic and thoracic limbs with thick joints and flattening hooves. Microscopic examination of the femur showed disorganized, irregular hypertrophic zone and scarce growth zone, in addition to primary spongy zone with short, slightly mineralized trabeculae. Samples of the apple pomace used in this study were frozen and sent for laboratory evaluation of pesticide residues, which showed a positive result for the fungicide carbendazim.

Abstract in Portuguese:

O presente trabalho tem por finalidade descrever e discutir os resultados do experimento realizado em vacas prenhes que foram alimentadas com 25kg/dia de bagaço de maçã. Experimentos foram conduzidos em duas etapas, a primeira no ano de 2015, de setembro a dezembro onde foram utilizadas 16 vacas prenhes da raça holandês. Estas foram divididas em quatro grupos: Grupo 0, Controle (5 vacas); Grupo I, 1 mês gestação (4 vacas); Grupo II, 3 meses gestação (4 vacas); Grupo III, 6 meses gestação (3 vacas). A segunda etapa foi realizada em abril de 2016 a fevereiro de 2017. Foram utilizadas 12 vacas prenhes da raça holandês, divididas em três grupos: Grupo 0, Controle (6 vacas); Grupo I, 1 mês gestação (3 vacas); Grupo II, 3 meses gestação (3 vacas). Todas as vacas receberam bagaço de maçã na dose de 25kg/dia/vaca. Para o primeiro experimento, uma vaca do Grupo III pariu uma bezerra, com ausência completa das vértebras coccígeas e cauda, encurvamento leve dos membros posteriores, escoliose na coluna torácica e dificuldade de locomoção. Decorridos 30 dias do nascimento, manifestou diarreia e pouco desenvolvimento, sendo eutanasiada para necropsia. Na macroscopia, havia malformações na coluna torácica, articulação coxofemoral e no aparelho urogenital. Em relação ao segundo experimento uma vaca do Grupo I pariu uma bezerra com membros pélvicos e torácicos, curvos e com articulações consideravelmente grossas e “achinelamento” de cascos. Na microscopia do fêmur foi observado na placa epifisária, zona hipertrófica desorganizada, irregular e zona de crescimento escassa. Na zona esponjosa primária observou-se trabéculas curtas e pouco mineralizadas. Amostras do bagaço de maçã utilizado na experimentação foram congeladas e enviadas para avaliação de resíduos agrotóxicos, onde foi encontrado resultado positivo para o fungicida carbendazim.


#2 - Experimental reproduction of cyanogenic poisoning by star grass (Cynodon nlemfuensis Vanderyst var. nlemfuensis cv. “Florico”) in cattle

Abstract in English:

We experimentally reproduced star grass (Cynodon nlemfuensis Vanderyst var. nlemfuensis cv. “Florico”) poisoning in cattle. Star grass was planted in four shaded (1, 2, 3, and 4) and three sunny paddocks (5, 6, and 7) and were fertilized with the equivalent of 0, 750, 200, or 100 kg/ha urea. Fresh plant leaves were collected from each paddock and fed to 8 calves aged 5 months to 1 year at 10g/kg live weight. Clinical examinations were performed pre- and post-feeding. Fresh leaves were also subjected to sodium picrate paper and diphenylamine tests to evaluate hydrocyanic acid and nitrate concentration, respectively. Clinical signs of poisoning by the star grass cv. “Florico” in cattle were observed 5-15 minutes after ingestion; these included wobbling, muscle tremors, frequent and/or dripping urination, tachycardia, ruminal atony, depression, red ocular mucous membranes, and bright red venous blood. Three animals became severely ill, 4 manifested mild to moderate clinical signs, and 1 did not become ill. The 3 severely ill bovines received a thiosulfate and sodium nitrite solution at a dose of 40ml/100 kg live weight, intravenously (IV). Florico star grass poisoned bovines and the reaction to the sodium picrate paper and diphenylamine tests was more significant for samples cultivated in the shade and with high nitrogen fertilization. Florico grass utilization should be avoided in a silvopastoral system.

Abstract in Portuguese:

Descreve-se a reprodução experimental da intoxicação cianogênica por grama estrela (Cynodon nlemfuensis vanderyst var. nlemfuensis cv. ‘Florico’) em bovinos. A grama estrela foi plantada em quatro piquetes em área sombreada (1, 2, 3 e 4) e em três piquetes em área ensolarada (5, 6 e 7) e foram adubados com o equivalente a 0, 750, 200 ou 100kg/ha de ureia. Folhas da planta foram coletadas de cada piquete e imediatamente fornecidas na dose de 10g/Kg de peso vivo para 8 bezerros com idades entre 5 meses a 1 ano. Exames clínicos foram realizados antes e durante fornecimento da planta. Folhas verdes de estrela africana foram submetidas ao teste do papel picro-sódico para verificar a presença de ácido cianídrico e ao teste da difenilamina para avaliar a concentração de nitrato. Sinais clínicos de intoxicação pela grama estrela cv. “Florico” nos bovinos foram observados entre 5 e 15 minutos após o término da ingestão, estes incluíram andar cambaleante, tremores musculares, micção frequente e/ou em gotejamento, taquicardia, atonia ruminal, depressão, mucosas oculares e sangue venoso de coloração vermelho-vivo. Três animais adoeceram gravemente, quatro manifestaram sinais clínicos leves a moderados e um não adoeceu. Os 3 bovinos que adoeceram gravemente receberam solução de tiossulfato e nitrito de sódio na dose de 40ml/100kg de peso vivo, por via endovenosa (IV). Grama estrela florico produziu intoxicação em bovinos e a reação ao teste do papel picro-sódico e difenilamina foi mais significativa para as amostras cultivadas à sombra e com alta adubação nitrogenada. Utilização de grama florico deve ser evitada em sistema silvipastoril.


#3 - Risk of exposure of farms and subsistence nurseries to contact with wild boar in southern Mato Grosso do Sul

Abstract in English:

With the advancement of wild boar distribution in the rural environment, its impacts are not limited to health in the pig sector, but the requirements for monitoring and control of the species are requirements laid down by the OIE for the recognition of classical swine fever free zone status. The construction of ecological models of favorability or suitability for the occurrence of pest species are necessary tools for the decision making on priority areas of management aiming at risk management. This work aims to map the level of suitability for the occurrence of wild boar in the southern state of Mato Grosso do Sul, as well as to identify the main risk variables for contact with the wild boar and evaluate the biosecurity measures adopted by commercial farms integrated in the south of the State of Mato Grosso do Sul. To evaluate the risk potential of wild boar for commercial and subsistence swine farming in southern Mato Grosso do Sul, a model of environmental suitability was constructed for this species in the swine producing region. This model considered different environmental strata, being the selection of the layers considered the physiological and behavioral characteristics of the species. In parallel, interviews were carried out in a sample of commercial farms integrating the region to survey the perception of the presence of the invasive species and the biosafety measures adopted. The results of this work indicate that the risk of contact among wild boars and animals reared in closed production systems may be high in the study area and only establishment of appropriate biosecurity measures that consider the characteristics and habits of the boar may prevent the intrusion of this species and contact with domestic swine. The built model can be considered of high reliability and it is recommended to apply it to other areas of the state, being a useful tool for the productive sector, environmental agencies and decision makers.

Abstract in Portuguese:

Com o avanço da distribuição do javali no ambiente rural, seus impactos não se restringem somente a sanidade suidea, embora as exigências quanto ao monitoramento e controle da espécie sejam exigências previstas pela OIE, para o reconhecimento do status de zona livre de peste suína clássica. A construção de modelos ecológicos de favorabilidade ou adequabilidade para a ocorrência de espécies-praga são ferramentas necessárias para as tomadas de decisão sobre áreas prioritárias de manejo visando gestão de risco. Este trabalho objetiva mapear o nível de adequabilidade para a ocorrência de javalis no sul do Estado de Mato Grosso do Sul, bem como levantar as principais variáveis de risco para o contato com o javali asselvajado e avaliar as medidas de biosseguridade adotadas por granjas comerciais integradas no sul do Estado do Mato Grosso do Sul. Para avaliar o potencial de risco exercido pelos javalis para a suinocultura comercial e de subsistência nesta região foi construído um modelo de adequabilidade ambiental para essa espécie na região produtora de suínos. Esse modelo considerou diferentes estratos ambientais, sendo que para a seleção das camadas consideram-se características fisiológicas e comportamentais da espécie. Em paralelo, entrevistas foram realizadas em uma amostragem de granjas comerciais de integração da região para levantamento da percepção quanto a presença da espécie invasora e as medidas de biossegurança adotadas. Os resultados desse trabalho indicam que o risco de contato entre javalis de vida livre e os animais criados em sistemas de produção fechados pode ser alto na área de estudo e somente estabelecimento de medidas de biosseguridade apropriadas, que considerem as características e hábitos do javali poderá impedir a intrusão dessa espécie e o contato com os suínos domésticos. O modelo construído pode ser considerado de elevada confiabilidade e recomenda-se a sua aplicação para as outras áreas do estado, sendo uma ferramenta útil para o setor produtivo, os órgãos ambientais e os tomadores de decisão.


#4 - In vitro maturation of collared peccary (Pecari tajacu) oocytes after different incubation times, 38(9):1863-1868

Abstract in English:

ABSTRACT.- Borges A.A., Santos M.V.O., Queiroz Neta L.B., Oliveira M.F., Silva A.R. & Pereira A.F. 2018. In vitro maturation of collared peccary (Pecari tajacu) oocytes after different incubation times. [Maturação in vitro de oócitos de cateto (Pecari tajacu) após diferentes períodos de incubação.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1863-1868. Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Av. Francisco Mota 572, Mossoró, RN 59625-900, Brazil. E-mail: alexsandra.pereira@ufersa.edu.br Oocyte in vitro maturation (IVM) is the first step of the in vitro reproductive technologies that enables mature oocytes to be generated ex vivo and after used for embryo production. In this sense, the establishment of culture environment, as oocyte incubation time, is essential for the success of the IVM. Therefore, the study was carried out to investigate the relationship between the meiotic potential and the IVM times of collared peccary oocytes, wild mammals of great commercial and ecological interest. Thus, ovaries were collected of females derived from captivity and transported to the laboratory within 1 hour of slaughtering. The oocytes derived from follicles (3-6mm in diameter) were recovered by aspirated and sliced. Good quality oocytes (evenly granulated cytoplasm with a least one layer of surrounding cumulus cells) were selected and subjected to culture in TCM 199 supplemented with 10µg/mL FSH, 10% FBS and 100µM cysteamine at 38.5°C, 5% CO2 and maximum humidity for 24 or 48 hours. After the incubation period, the nuclear status, the presence of first polar body and the expansion of cumulus cells of oocytes were assessed. The data obtained were analyzed by Fisher exact test (P<0.05). A total of four sessions (2-3 females per session) were performed, resulting in eighteen aspirated and sliced ovaries with normal morphological characteristics. An oocyte recovery rate of about 83.1% (59/71) was obtained with 3.3 oocytes/ovary and 2.3 viable oocytes/ovary. After different incubation times, differences (P<0.05) were observed in 24 and 48 hours for expansion of the cumulus cells (38.1% vs. 100%), presence of first polar body (52.4% vs. 90.5%) and nuclear status in second metaphase (19.0% vs. 76.2%), respectively. In conclusion, 48 hours is suitable time for the in vitro maturation of oocytes derived from collared peccaries when compared to the time of 24 hours, according to the meiotic potential observed. Additional studies should be conducted to improve the quality of the oocyte culture environment, as medium composition, aiming to obtain viable mature oocytes for other in vitro biotechnologies.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Borges A.A., Santos M.V.O., Queiroz Neta L.B., Oliveira M.F., Silva A.R. & Pereira A.F. 2018. In vitro maturation of collared peccary (Pecari tajacu) oocytes after different incubation times. [Maturação in vitro de oócitos de cateto (Pecari tajacu) após diferentes períodos de incubação.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1863-1868. Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Av. Francisco Mota 572, Mossoró, RN 59625-900, Brazil. E-mail: alexsandra.pereira@ufersa.edu.br A maturação in vitro (MIV) oocitária é a primeira etapa das tecnologias reprodutivas in vitro que permite que oócitos maturados sejam gerados ex vivo e depois usados para a produção de embriões. Nesse sentido, o estabelecimento do ambiente de cultivo, como o período de incubação de oócitos, é essencial para o sucesso da MIV. Portanto, o estudo foi realizado para investigar a relação entre o potencial meiótico e os períodos de MIV de oócitos derivados de catetos, mamíferos silvestres de grande interesse comercial e ecológico. Para tanto, os ovários foram coletados de fêmeas derivadas de cativeiro e transportados ao laboratório dentro de 1 h após o abate. Os oócitos derivados de folículos (3-6mm de diâmetro) foram recuperados por aspiração e fatiados. Oócitos de boa qualidade (citoplasma uniformemente granulado com pelo menos uma camada circundante de células cumulus) foram selecionados e submetidos ao cultivo em TCM 199 suplementado com 10µg/mL de FSH, 10% de SFB e 100&#956;M de cisteamina a 38,5°C, 5% de CO2 e umidade máxima por 24 e 48 h. Após o período de incubação, o estado nuclear, a presença do primeiro corpúsculo polar e a expansão das células do cumulus dos oócitos foi avaliada. Os dados obtidos foram analisados pelo teste exato de Fisher (P<0,05). Um total de quatro sessões (2-3 fêmeas por sessão) foi realizado, resultando em dezoito ovários aspirados e fatiados com características morfológicas normais. Uma taxa de recuperação oocitária de aproximadamente 83,1% (59/71) foi obtida com 3,3 oócitos/ovário e 2,3 oócitos viáveis/ovário. Após diferentes períodos de incubação, diferenças (P<0,05) foram observadas entre 24 e 48 h para a expansão das células cumulus (38,1% vs. 100%), presença de primeiro corpúsculo polar (52,4% vs. 90,5%) e estado nuclear na segunda metáfase (19,0% vs. 76,2%), respectivamente. Em conclusão, 48 h é o período adequado para a maturação in vitro de oócitos derivados de catetos quando comparado ao tempo de 24 h, de acordo com o potencial meiótico observado. Estudos adicionais devem ser conduzidos para melhorar a qualidade do ambiente de cultivo oocitário, como a composição de meio, objetivando obter oócitos maturados viáveis para outras biotecnologias in vitro.


#5 - Impact of vaccination on the reproductive performance of multiparous Nellore cows, 38(3):456-461

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ferreira L.C.L., Fernandes H.J., Silva A.G., Fernandes C.E., Dutra I.S. & Lemos R.A.A. 2018. Impact of vaccination on the reproductive performance of multiparous Nellore cows. [Impacto da vacinação sobre o desempenho reprodutivo de vacas Nelore multíparas] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(3):456-461. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Av. Senador Filinto Müller 2443, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: ricardo.lemos@ufms.br Two experiments were conducted to evaluate the impact of two vaccines on the reproductive performance of multiparous beef cows in Mato Grosso do Sul, Midwest Brazil. In Experiment 1,765 calved multiparous Nellore cows were subjected to the same fixed-time artificial insemination (FTAI) protocol and rebred. Ultrasound pregnancy diagnosis was performed 30 and 90 days post-FTAI (DPI). Rates of pregnancy and pregnancy loss were determined for three periods: from 30 to 90 DPI, from 30 DPI to calving, and from 90 DPI to calving. The cows were assigned to three groups with different vaccination protocols - namely, Group VACMULT (n=250): vaccine against bovine herpesvirus 1 (BoHV&#8209;1), bovine viral diarrhea virus (BVDV), and leptospirosis; Group VACL (n=245): vaccine against leptospirosis alone; Group NOVAC (n=270): no vaccination. Serum antibody titers for BoHV&#8209;1, BVDV, and leptospirosis, measured in 57 cows from each group indicated active infection, suggesting circulation of these pathogens in the herd. No differences in pregnancy rates were observed across groups. Pregnancy loss rates did not differ significantly across groups within any of the periods investigated (30 to 90 DPI, 30 DPI to calving, or 90 DPI to calving). In Experiment 2, two vaccination protocols for each vaccine were investigated. Group VACGEST was vaccinated on day zero of FTAI (D0) and again 30 days post-FTAI (30 DPI). Group VACPREV was vaccinated on D0 and again on the day of insemination (D11). No significant difference was observed between groups, or significant gestational loss in the group that received the second vaccine on the day of insemination. The results revealed that neither vaccine interfered with the reproductive performance of multiparous cows. No differences were observed between vaccination carried out on both D0 and D11 and that performed on both D0 and D30. The performance of the IBR/BVDV/Leptospirosis vaccine on the day of the artificial insemination did not cause adverse effects on the reproductive parameters.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ferreira L.C.L., Fernandes H.J., Silva A.G., Fernandes C.E., Dutra I.S. & Lemos R.A.A. 2018. Impact of vaccination on the reproductive performance of multiparous Nellore cows. [Impacto da vacinação sobre o desempenho reprodutivo de vacas Nelore multíparas] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(3):456-461. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Av. Senador Filinto Müller 2443, Campo Grande, MS 79070-900, Brazil. E-mail: ricardo.lemos@ufms.br Foram delineados dois experimentos para avaliar o impacto de duas vacinas no desempenho reprodutivo de vacas multíparas de bovinos de corte em Mato Grosso do Sul, Centro-Oeste do Brasil. No Experimento 1 foram utilizadas 765 vacas multíparas paridas da raça Nelore submetidas ao mesmo protocolo de inseminação artificial em tempo fixo (IATF) e repassadas por touros. O diagnóstico de gestação por ultrassonografia foi realizado aos 30 e 90 dias pós IATF. A prenhez e a taxa de perda de gestação foram determinadas para três períodos: de 30 a 90 DPI, de 30 DPI até para o parto e de 90 DPI até o parto. As vacas foram distribuídas em três grupos: grupo VACMULT (n=250), vacinado com vacina contra herpesvírus bovino tipo 1 (BoHV-1), vírus da diarreia viral bovina (BVDV) e leptospirose; grupo VACL (n=245), vacinado somente contra leptospirose; e grupo NOVAC (n=270), não vacinado. Títulos de anticorpos no soro de 57 vacas de cada grupo evidenciaram infecção por BoHV-1, BVDV e leptospirose, sugerindo circulação desses patógenos no rebanho. No diagnóstico por ultrassonografia, a prenhez não diferiu em nenhum dos três grupos. A taxa de perda de gestação não diferiu significantemente entre os grupos e dentro de qualquer um dos períodos investigados (30 a 90 DPI, 30 DPI até o parto ou 90 DPI até o parto). No Experimento 2 foram testados dois protocolos de vacinação usando as vacinas contra IBR/BVDV/leptospirose e somente contra leptospirose em ambos. No grupo VACGEST as vacas foram vacinas no dia zero (D0) do protocolo da IATF e 30 dias pós- IATF (30 DPI). No grupo VACPREV a primeira dose foi administrada no D0 e a segunda no mesmo dia da IATF (D11). Não houve diferença significativa entre os grupos, nem perda gestacional significativa no grupo que recebeu a segunda vacina no dia da inseminação (VACPREV). Os resultados mostram que as vacinas contra IBR/BVDV/leptospirose e somente contra leptospirose não interferiram no desempenho reprodutivo de vacas multíparas. Não houve diferença significativa entre o protocolo de vacinação empregado em D0 e D11 e aquele utilizado em D0 e 30 DPI. A realização da vacina contra IBR/BVD/leptospirose no dia da inseminação artificial não provocou efeitos adversos nos parâmetros reprodutivos.


#6 - Immunolocalization of leptin receptor of Spix’s Yellow-toothed Cavy (Galea spixii Wagler, 1831) ovary, 38(3):558-564

Abstract in English:

ABSTRACT.- Macêdo L.B., Moura C.E.B., Oliveira M.F., Paula V.V., Bezerra F.V.F. & Queiroz G.F. 2018. [Immunolocalization of leptin receptor of Spix’s Yellow-toothed Cavy (Galea spixii Wagler, 1831) ovary.] Imunolocalização de receptores de leptina no ovário de preás (Galea spixii Wagler, 1831). Pesquisa Veterinária Brasileira 38(3):558-564. Departamento de Ciências Animais, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Av. Francisco Mota 572, Costa e Silva, Mossoró, RN 59625-900, Brazil. E-mail: luanb.macedo27@gmail.com Leptin, a cytokine produced by adipose cells, is the target of the scientific community for believing that it has an impact on the reproduction of the animals promoting puberty, folliculogenesis and oogenesis, estrous cycle and aiding in fertilization. The understanding of the mechanisms controlling the reproductive activity of Spix’s Yellow-toothed Cavy (Galea spixii) plays a relevant role in the preservation of the species. Thus, the present study proposed to analyze the immunolocalization of leptin receptors (Ob-R) in the ovary of cavies. Ovaries from 20 adult, non-pregnant, healthy females were collected. The samples were fixed in 4% phosphate buffered paraformaldehyde, embedded in paraffin and sectioned for immunohistochemistry. The sections were photomicrographs and intensity of the reaction was measured. Strong immunoreaction was observed in oocyte and theca cells, moderate in ovarian stromal cells and large luteal cells and weak stained in granulosa, endothelial, perivascular and small luteal cells. When compared to receptor expression along follicular development it was observed that the oocyte and the theca cells remained with expression at the same intensity. However, the granulosa cells presented strong stained in the preantral stages, whereas in the antral follicles it presented low intensity. We conclude that in the ovaries of Galea spixii there is the presence of Ob-R in the main structures of the ovary sugesting that this hormone plays a fundamental role in the reproduction of this species

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Macêdo L.B., Moura C.E.B., Oliveira M.F., Paula V.V., Bezerra F.V.F. & Queiroz G.F. 2018. [Immunolocalization of leptin receptor of Spix’s Yellow-toothed Cavy (Galea spixii Wagler, 1831) ovary.] Imunolocalização de receptores de leptina no ovário de preás (Galea spixii Wagler, 1831). Pesquisa Veterinária Brasileira 38(3):558-564. Departamento de Ciências Animais, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Av. Francisco Mota 572, Costa e Silva, Mossoró, RN 59625-900, Brazil. E-mail: luanb.macedo27@gmail.com A leptina, uma citocina produzida pelas células adiposas, é alvo da comunidade científica por acreditarem que ela apresente impacto sobre a reprodução dos animais promovendo a puberdade, foliculogênese e oogênese, ciclo estral e auxiliando na fecundação. A compreensão dos mecanismos que controlam a atividade reprodutiva de preás (Galea spixii) possui papel relevante para a preservação da espécie. Desta forma, o presente trabalho propôs analisar a imunolocalização dos receptores de leptina (Ob-R) no ovário de preás. Coletaram-se os ovários de 20 fêmeas adultas, não prenhes e saudáveis. As amostras foram fixadas em paraformaldeído a 4% em tampão fosfato, incluídas em parafina e seccionadas para a realização de imunohistoquímica (IHC). As secções foram fotomicrografadas e avaliadas quanto à intensidade da reação. Observou-se forte imunorreação no oócito e nas células da teca, moderada nas células do estroma ovariano e nas células luteínicas grandes e fracamente coradas nas células da granulosa, endoteliais, perivasculares e células luteínicas pequenas. Quando comparado a expressão de receptores ao longo do desenvolvimento folicular foi observado que o oócito e as células da teca se mantiveram com expressão na mesma intensidade. Entretanto, as células da granulosa apresentaram forte marcação nos estádios pré-antrais enquanto que nos folículos antrais apresentou fraca intensidade. Concluímos que em ovários de Galea spixii existe a presença de Ob-R nas principais estruturas do ovário sugerindo que este hormônio desempenhe papel fundamental na reprodução desta espécie.


#7 - Retained placenta and subclinical endometritis: prevalence and relation with reproductive performance of crossbred dairy cows

Abstract in English:

This study aimed to evaluate the effects of type of calving (eutocic vs. dystocic), season of the year (rainy vs. dry) on retained placenta (RP) and subclinical endometritis (SE) prevalence, to verify the relation between these diseases, as well as its effects on culling rate, days open and number of AI/conception. Retention of fetal membranes was recorded on first day postpartum. Endometrial cytology was performed between 30 and 80 days in milk (DIM) and positive cases were considered ≥5% neutrophils. Data were analysed by logistic regression and analysis of variance on Minitab program (P<0.05). The prevalence of RP was 14.93% (69/462) and of SE was 27.49% (127/462). A tendency of effect of RP on SE prevalence was detected (P=0.10). Dystocia increased RP prevalence (P<0.05). Cows that calved during rainy months had greater SE prevalence (P<0.05). RP increased culling rate (P<0.05), calving to conception interval (P<0.05) and number of AI/conception (P<0.05), although SE occurrence did not affect these variables (P>0.05). In conclusion, RP tended to be a risk factor for SE, dystocia is a predisposing factor for RP and calvings that happens during rainy period increases SE. There is a negative impact on reproductive efficiency of crossbred dairy cows that had retained placenta.

Abstract in Portuguese:

Objetivou-se avaliar os efeitos do tipo de parto (eutócico vs. distócico) e do período do ano (chuvoso vs. seco) sobre a prevalência de retenção de placenta (RP) e de endometrite subclínica (ES), verificar a relação entre as duas patologias, e os efeitos dessas sobre a taxa de descarte, o período de serviço (PS) e número de IA/concepção. A RP foi avaliada no primeiro dia pós-parto (DPP). A citologia endometrial foi realizada entre 30 e 80 DPP, considerando positivos casos contendo acima de 5% de neutrófilos. Os dados foram analisados por regressão logística e análise de variância no programa Minitab (P<0,05). A prevalência de RP foi de 14,93% (69/462) e de ES de 27,49% (127/462). Foi detectada tendência de efeito (P=0,10) da RP sobre a prevalência da ES. Partos distócicos aumentaram a prevalência de RP e vacas que pariram nos meses chuvosos tiveram maior prevalência de ES (P<0,05). A RP elevou a taxa de descarte (P<0,05), a duração do período de serviço (P<0,05) e o número de IA por concepção (P<0,05), enquanto a ES não afetou essas variáveis (P>0,05). Conclui-se que a retenção de placenta tende a ser um fator de risco para endometrite subclínica, distocia predispõe à retenção de placenta e partos ocorridos no período chuvoso aumentam os casos de endometrite subclínica. Há um impacto negativo na eficiência reprodutiva de vacas leiteiras mestiças acometidas por retenção de placenta.


#8 - Analysis of the reproductive stage and ovarian histomorphometry of Dermanura cinerea (Chiroptera: Phyllostomidae) in an Atlantic Forest fragment of Pernambuco, northeastern Brazil

Abstract in English:

This study aimed to analyze the reproductive stage, histology and morphometry of the ovary of Dermanura cinerea in an Atlantic Forest fragments in the Biological Reserve of Saltinho, Pernambuco, Brazil. Adult females were captured monthly by mist net, during two consecutive nights from June/2014 to November/2015. The meteorological data were provided by the National Institute of Meteorology and grouped together with the reproductive data, in six periods: period I (June to August/2014), period II (September to November/2014), period III (December/2014 to February/2015), period IV (March to May/2015), period V (June to August/2015) and period VI (September to November/2015). The females were classified according to their reproductive stages in: Inactive, pregnant, lactating and postlactating. Among the 25 females caught, 10 inactive females were selected for the histomorphometric analysis of the ovaries and then they were euthanized. After that, the specimens had their ovaries removed, fixed, processed and included in Paraplast. The organs were cut and stained by Hematoxylin – Eosin and the histological slides produced were submitted to the appropriate optical microscope analysis. Each type of ovarian follicle was estimated according to the histological characteristics evidenced for other mammals. In the morphometric analysis, it was considered: The area of the ovary (measured in square millimeter), Quantification of different types of ovarian follicles (unilaminar and multilaminar primary follicles, antral and matures) and corpus luteum, as well as the area of each by those different follicles (measured in square micrometer) The results indicated that 16 females were inactive, 5 were lactating, 4 were pregnant and no post-lactating. The histological analysis revealed that the ovaries of D. cinerea exhibit characteristics, structures and cellular types similar to other mammals. The morphometric data of the study area were statistically evaluated using the Student’s t-test. Therefore, ovarian histomorphometric analysis are very important to infer with greater certainty about the reproduction of a species. Thus, it was observed that females of D. cinerea exhibit two reproductive peaks, that is, they can give birth either at the end of dry periods or from the beginning to the middle of the rainy season. The main feature observed in the ovary of this species, found in the Atlantic Forest area of the state of Pernambuco, is the preparation of the ovarian cortex to ovulate in months of high rainfall throughout the year. Therefore, this species tries to adjust its reproductive period with the variations of the environmental conditions, so that the reproduction might occur during the period more favorable for the maintenance of their offspring.

Abstract in Portuguese:

Esse estudo objetivou analisar o estágio reprodutivo, histologia e morfometria do ovário de Dermanura cinerea em um fragmento de Mata Atlântica da Reserva Biológica de Saltinho (Pernambuco, Brasil). Foram utilizadas fêmeas adultas capturadas por redes de neblina, de modo que as coletas ocorreram mensalmente, durante duas noites consecutivas de Junho/2014 a Novembro/2015. Os dados meteorológicos foram fornecidos pelo Instituto Nacional de Meteorologia e agrupados, juntamente com os dados reprodutivos, em seis períodos, sendo estes: período I (Junho a agosto/2014), período II (Setembro a novembro/2014), período III (Dezembro/2014 a fevereiro/2015) período IV (Março a maio/2015), período V (Junho a agosto/2015) e período VI (Setembro a novembro/2015). As fêmeas foram classificadas, de acordo com o estágio reprodutivo em: inativas, grávidas, lactantes e pós-lactantes. Das 25 fêmeas capturadas, foram selecionadas, para as análises histomorfométricas dos ovários, 10 fêmeas inativas, as quais foram eutanasiadas. Depois disso, os espécimes tiveram os seus ovários removidos, fixados, processados e inclusos em paraplast. Os cortes foram corados por Hematoxilina – Eosina e as lâminas histológicas produzidas foram submetidas às devidas análises em microscópio óptico. Cada tipo de folículo ovariano foi estimado de acordo com as características histológicas evidenciadas para outros mamíferos. Nas análises morfométricas, considerou-se: a área do ovário (mensurada em milímetro quadrado), quantificação dos diferentes tipos de folículos ovarianos (primários unilaminar e multilaminar, antrais e maduros) e corpo lúteo, bem como foi medida a área de cada um desses diferentes tipos de folículos (mensurada em micrômetro quadrado). Os resultados indicaram a presença de 16 fêmeas inativas, 5 lactantes, 4 grávidas e nenhuma pós-lactante. As análises histológicas destacaram que os ovários de D. cinerea possui características, estruturas e tipos celulares padrões semelhantes ao dos demais mamíferos. Os dados morfométricos da área do ovário foram avaliados estatisticamente por meio do teste t de Student. Assim, as análises histomorfométricas ovariana são de suma importância para inferir com maior segurança sobre a reprodução de uma dada espécie. Portanto, ficou constatado que as fêmeas de D. cinerea apresentam dois picos reprodutivos, isto é, podem parir no final de períodos secos ou do início para metade do período chuvoso. A principal característica observada no ovário dessa espécie, encontrada em área de Mata Atlântica do estado de Pernambuco, foi a preparação do córtex ovariano para ovular em meses de elevados índices pluviométricos ao longo do ano. Logo, essa espécie procura ajustar seu período reprodutivo com as variações das condições ambientais, de forma que a reprodução ocorra em períodos mais favoráveis para manutenção da prole.


#9 - Susceptibility of two commercial lineages of broilers in the development of necrotic dermatitis and relationship of iss and iutA genes from Escherichia coli with the experimental reproduction of the disease, 37(12):1395-1400

Abstract in English:

ABSTRACT.- Carvalho D., Tejkowski T.M., Jaenish F.R.F., Rodrigues R.O., Brito K.C.T. & Brito B.G. 2017. [Susceptibility of two commercial lineages of broilers in the development of necrotic dermatitis and relationship of iss and iutA genes from Escherichia coli with the experimental reproduction of the disease.] Susceptibilidade de duas linhagens comerciais de frango de corte no desenvolvimento de dermatite necrótica e possível relação dos genes iss e iutA de Escherichia coli com a reprodução experimental da doença. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1395-1400. Laboratório de Saúde das Aves e Inovação Tecnológica, Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor, Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, Estrada do Conde 6000, Eldorado do Sul, Sans Souci, RS 92990-000, Brazil. E-mail: benitobrito@gmail.com Avian cellulitis is a disease of great importance for the global poultry industry, being mainly related to Escherichia coli. In this study the susceptibility of two lineages of broilers in the development of cellulite was compared to the challenge with different concentrations of E. coli. In addition, it evaluated the relationship of the iss and iutA genes with pathogenicity of E. coli samples from different origins (fecal/clinical cases) in chicks and with the experimental reproduction of disease in 35-day-old broilers. By inoculating broilers (Cobb/Ross) with different levels of challenge (105-108 CFU/mL) of E. coli, no significant differences had been observed between strains for sensitivity to necrotic dermatitis for the same dosage (p&#8804;0.05). Detection of the iss and iutA genes showed that they were only present in samples from clinical cases. Likewise, these strains were considered high pathogenicity for chickens (>80% lethality), leading to the formation of more extensive lesion areas (&#8805;3cm2) at 35 days of birds compared to the samples from fecal origin (p&#8804;0.05). Still, the differences with respect to lesion size were also found among isolates of the same origin (p&#8804;0,05). Thus, the lineage can not be considered a primary factor in the development of necrotic dermatitis in broilers. Furthermore, it is suggested that iss and iutA genes, when present together or separately, could be considered as virulence markers for E. coli strains that cause avian cellulite.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Carvalho D., Tejkowski T.M., Jaenish F.R.F., Rodrigues R.O., Brito K.C.T. & Brito B.G. 2017. [Susceptibility of two commercial lineages of broilers in the development of necrotic dermatitis and relationship of iss and iutA genes from Escherichia coli with the experimental reproduction of the disease.] Susceptibilidade de duas linhagens comerciais de frango de corte no desenvolvimento de dermatite necrótica e possível relação dos genes iss e iutA de Escherichia coli com a reprodução experimental da doença. Pesquisa Veterinária Brasileira 37(12):1395-1400. Laboratório de Saúde das Aves e Inovação Tecnológica, Instituto de Pesquisas Veterinárias Desidério Finamor, Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária, Estrada do Conde 6000, Eldorado do Sul, Sans Souci, RS 92990-000, Brazil. E-mail: benitobrito@gmail.com Celulite aviária é uma enfermidade de grande importância para a avicultura mundial, sendo relacionada principalmente à Escherichia coli (E. coli). Neste estudo foi comparada a susceptibilidade de duas linhagens de aves no desenvolvimento da celulite diante do desafio com diferentes concentrações de E. coli. Além disso, foi avaliada a relação dos genes iss e iutA com a patogenicidade de amostras de E. coli de diferentes origens (fecal/casos clínicos) em pintinhos e com a reprodução experimental da doença em aves de 35 dias de idade. Através da inoculação de frangos de corte (Cobb/Ross) com diferentes níveis de desafio (105 a 108 UFC/mL) de E. coli, não foram observadas diferenças significativas entre as linhagens quanto à sensibilidade à dermatite necrótica para a mesma dosagem (p&#8804;0,05). A detecção dos genes iss e iutA demonstrou que estes estiveram presentes somente nas amostras provenientes de casos clínicos. Da mesma forma, estes isolados foram considerados de alta patogenicidade para pintinhos (>80% letalidade), levando a formação de áreas de lesão mais extensas (&#8805;3cm2) em aves de 35 dias, quando comparado às amostras de origem fecal (p&#8804;0,05). Ainda, as diferenças com relação ao tamanho de lesão foram constatadas também entre os isolados de mesma origem (p&#8804;0,05). Desta forma, a linhagem não pode ser considerada um fator primordial para o desenvolvimento de dermatite necrótica em frangos. Ainda, sugere-se que os genes iss e iutA, quando presentes em conjunto ou isoladamente, poderiam ser considerados marcadores de virulência em cepas de E. coli causadoras de celulite aviária.


#10 - In vitro fertilization of porcine oocytes is affected by spermatic coincubation time, 36(Supl.1):58-64

Abstract in English:

ABSTRACT.- Oberlender G., Ruiz López S., De Ondiz Sánchez A.D., Vieira L.A., Pereira M.B., Silva L.F., Zangeronimo M.G. & Murgas L.D.S. 2016. In vitro fertilization of porcine oocytes is affected by spermatic coincubation time. Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):58-64. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas, Campus Muzambinho, Estrada de Muzambinho Km 35, Bairro Morro Preto, Cx Postal 2, Muzambinho, MG 37890-000, Brazil. E-mail: guilherme.oberlender@muz.ifsuldeminas.edu.br The aim was to study the effects of different gamete coincubation times on porcine in vitro fertilization (IVF), and to verify whether efficiency could be improved by reducing oocyte exposure time to spermatozoa during IVF. In groups of 50, a total of 508 immature cumulus-oocyte complexes (COCs) were matured in NCSU-37 medium. The COCs were cultured for 44 hours and then inseminated with in natura semen (2,000 spermatozoa/oocyte). The sperm and oocytes were coincubated according to the following treatments (T): T1 = oocytes exposed to spermatozoa for one hour (173 oocytes), T2 = oocytes exposed to spermatozoa for two hours (170 oocytes), and T3 = oocytes exposed to spermatozoa for three hours (165 oocytes). After these coincubation periods, the oocytes were washed in fertilization medium (TALP medium) to remove spermatozoa not bound to the zona pellucida and cultured in another similar medium (containing no sperm). Eighteen to twenty hours after fertilization, the putative zygotes were stained in Hoechst-33342 to evaluate the IVF results. The penetration rate was higher (P<0.05) after two hours of coincubation time than it was for one or three hours. Furthermore, 68.60% of the ova coincubated with the spermatozoa for two hours were monospermic. The oocytes exposed to spermatozoa for one hour (T1) presented a higher (P<0.01) rate of polyspermy than those in T2 and T3. Fertilization performance (%) did not differ (P>0.05) between oocytes exposed to spermatozoa for one (T1) and three hours (T3). However, optimum (P=0.048) results were obtained after two hours of coincubation, when the rate of fertilization performance was 50.16±8.52%. The number of penetrated sperm per oocyte, as well as male pronucleus formation, did not differ (P>0.05) between the treatments evaluated. Under these assay conditions, especially in relation to the sperm concentration used, gamete coincubation for a period of two hours appears to be optimal for monospermy and fertilization performance. Thus, it is the optimal time period for obtaining a large number of pig embryos capable of normal development.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Oberlender G., Ruiz López S., De Ondiz Sánchez A.D., Vieira L.A., Pereira M.B., Silva L.F., Zangeronimo M.G. & Murgas L.D.S. 2016. In vitro fertilization of porcine oocytes is affected by spermatic coincubation time. [A fertilização in vitro de ovócitos suínos é afetada pelo tempo de coincubação espermático.] Pesquisa Veterinária Brasileira 36(Supl.1):58-64. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas, Campus Muzambinho, Estrada de Muzambinho Km 35, Bairro Morro Preto, Cx Postal 2, Muzambinho, MG 37890-000, Brazil. E-mail: guilherme.oberlender@muz.ifsuldeminas.edu.br Esse estudo foi realizado para avaliar os efeitos de diferentes tempos de coincubação dos gametas sobre a fertilização in vitro (FIV) de suínos e se a eficiência dessa técnica poderia ser melhorada pela redução no período que os ovócitos são expostos aos espermatozoides durante a FIV. Um total de 508 (em grupos de 50) complexos cumulus-ovócito (COCs) imaturos foram maturados no meio NCSU-37. Os COCs foram cultivados por 40-44 horas e então inseminados com sêmen in natura (2.000 espermatozoides/ovócito). Os espermatozoides e ovócitos foram coincubados de acordo com os seguintes tratamentos (T): T1 = ovócitos expostos aos espermatozoides por uma hora (173 ovócitos); T2 = ovócitos expostos aos espermatozoides por duas horas (170 ovócitos) e T3 = ovócitos expostos aos espermatozoides por três horas (165 ovócitos). Após esses períodos de coincubação, os ovócitos foram lavados em meio de fertilização (meio TALP) para remoção dos espermazoides não ligados a zona pelúcida e cultivados em outro mesmo meio (não contendo espermatozoides). Após 18-20 horas de fertilização, os prováveis zigotos foram corados com Hoechst-33342 para avaliação dos resultados da FIV. A taxa de penetração foi maior (P<0,05) após o tempo de coincubação de duas horas em comparação a uma e três horas. Além disso, 68,60% dos ovócitos coincubados com os espermatozoides por duas horas foram monospérmicos. Os ovócitos expostos aos espermatozoides por uma hora (T1) apresentaram elevada (P<0,01) taxa de polispermia em comparação com o T2 e T3. A eficiência da fertilização (%) não diferiu (P>0,05) entre os ovócitos expostos aos espermatozoides por uma (T1) e três horas (T3). Entretanto, ótimos (P=0,048) resultados foram obtidos após duas horas de coincubação, quando a taxa da eficiência da fertilização foi 50,16 ± 8,52%. O número de espermatozoides penetrados por ovócito e a formação de pro-núcleo masculino não diferiu (P>0,05) entre os tratamentos avaliados. Sob as condições de ensaio realizadas, especialmente em relação à concentração espermática utilizada, a coincubação dos gametas por um período de duas horas parece ser ótima para as taxas de monospermia e eficiência da fertilização. Portanto, um tempo provavelmente ótimo para obter um elevado número de embriões suínos capazes de ter um desenvolvimento normal.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV